Jump to content


Photo

Drogas na Aviação ( Inicio de careira Mecanico)

carreira inicio mecanico risco

This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
30 replies to this topic

#21 aerobronco

aerobronco
  • Usuários
  • 588 posts

Posted 09 de June de 2013 - 14:01

Eu tenho certeza que existem pessoas que, mesmo sob efeito de drogas leves como maconha, tem mais conhecimento e responsabilidade do que outras pessoas que nunca fumaram um baseado, mas foram habilitadas com hora BIC (ou manutenção BIC) e são verdadeiras antas.

Eu particularmente prefiro estar num avião operado (piltado, despachado, mantido, ...) por uma pessoa com conhecimento adequado independente do que bebeu/fumou/cheirou no dia anterior, do que por um cara "certinho" porém burro/ignorante.



Infelizmente, "certinhos" burros ou ignorantes é o que mais tem nesse país, em todas as áreas, na aviação não é diferente.
Mas essa é uma discussão para outro tópico..

Edited by aerobronco, 09 de June de 2013 - 14:03 .


#22 Mills

Mills
  • Membro Honorário
  • 3,617 posts

Posted 09 de June de 2013 - 14:27

A maconha deixou de ser considerada uma droga leve entre os médicos em geral... Quem é usuário de Maconha também usa ou irá usar drogas mais pesadas... Fato!

#23 aerobronco

aerobronco
  • Usuários
  • 588 posts

Posted 09 de June de 2013 - 14:33

A maconha deixou de ser considerada uma droga leve entre os médicos em geral... Quem é usuário de Maconha também usa ou irá usar drogas mais pesadas... Fato!

Fonte??

Eu tenho links de papers de pesquisadores da OMS dizendo exatamente o contrário...

Edited by aerobronco, 09 de June de 2013 - 14:34 .


#24 Mills

Mills
  • Membro Honorário
  • 3,617 posts

Posted 09 de June de 2013 - 14:45


o comentário referente a Maconha ser porta de entrada pra outras drogas foi meu mesmo... Vivência e observação...

Abraços

Edited by Mills, 09 de June de 2013 - 14:47 .


#25 Mills

Mills
  • Membro Honorário
  • 3,617 posts

Posted 09 de June de 2013 - 15:54


Centro Brasileiro de Informações
sobre Drogas Psicotrópicas


Posted Image
E-mail


DROGAS PSICOTRÓPICAS: EFEITOS ADVERSOS E NOVIDADES


14. A OMS não omitiu dados favoráveis à maconha por pressões políticas. Press-release da OMS: "A OMS não se curvou a pressões políticas ao publicar um relatório sobre a maconha"
Recentemente, a revista britânica "New Scientist" publicou a denúncia de que a OMS teria suprimido informações favoráveis à maconha, na elaboração do documento "Cannabis: a health perspective and research agenda". A denúncia considera que os especialistas da OMS teriam omitido dados, em função de pressões políticas, no sentido de tentar evitar que grupos pró legalização da maconha utilizassem os dados, eventualmente, de "forma indevida".
A OMS confirma a supressão dos dados. No entanto, alega que o fato se deu em função de um julgamento científico, não tendo qualquer relação com pressões políticas.
Abaixo a tradução literal do Press- Release da OMS sobre a questão:
Ao contrário do que foi divulgado no último número da revista "New Scientist", a Organização Mundial da Saúde (OMS) não "cedeu à pressões políticas" ao excluir, de um relatório recente, uma análise indicando que a cannabis seria mais segura do que o álcool ou tabaco.
Esse documento, intitulado "Cannabis: a health perspective and research agenda", foi publicado como resultado do trabalho de um grupo de especialistas, em relação aos efeitos do uso da cannabis na saúde, que se reuniram em Genebra em maio de 1995.
A informação contida no relatório final reflete um resumo dos aspectos, de artigos originais, considerados de consistência científica.
A seção 13 refere a análise das possibilidades de comparar drogas lícitas, tais como álcool e tabaco, com cannabis. Entretanto, foi consenso que havia, por um lado, falta de confiabilidade epidemiológica dos estudos, e por outro, que as comparações eram mais especulativas do que científicas.
Dessa forma, não houve tentativa de ocultar qualquer informação e a decisão, de não incluir as comparações na relatório final, foi baseada em um julgamento científico e não teve nenhuma relação com pressões políticas.
A OMS está interessada nas conseqüências negativas de todas substâncias psicoativas, independentemente do critério legal.
É sabido que existem 1,1 bilhões de usuários de tabaco no mundo e que 3,5 milhões de pessoas morrem todos os anos pelo uso de tabaco. Também é de conhecimento que o álcool provoca, pelo menos, três quartos de um milhão de mortes todos os anos e que o total de danos causados à sociedade é imenso. No que se refere a cannabis, tal avaliação global não é possível pela falta de informações confiáveis. É óbvio, entretanto, que o consumo de cannabis provoca inúmeros problemas à saúde e que o aumento de seu uso poderia piorar a situação.
O artigo original intitulado "A comparative appraisal of the health and psychological consequences of alcohol, cannabis, nicotine and opiate use", cujas
conclusões foram excluídas do relatório, continha várias contradições e conclusões sem consistência científica. Por exemplo, ele relata: "nós não tentamos apresentar estimativas do risco da cannabis para a saúde, no caso da prevalência de seu uso se equiparar às do álcool e tabaco. O que pode ser afirmado é que se a prevalência do consumo de cannabis aumentar ao nível do uso de cigarros e do consumo de álcool, seu impacto na saúde pública aumentaria. É impossível prever o quanto com qualquer precisão".
Mesmo assim, os autores terminam o seu artigo dizendo: "existem boas razões para dizer que [a maconha] não seria páreo para o álcool e tabaco em relação aos riscos para a saúde pública mesmo se muitas pessoas passassem a usar cannabis como agora bebem álcool ou fumam tabaco".
Tanto o artigo original quanto o relatório da OMS estão disponíveis através de pedidos para a Division of Mental Health and Substance Abuse, WHO, Geneva, Tel. (4122) 791.4791.


Principal

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA

Informações:
CEBRID - Última atualização: [an error occurred while processing this directive]



#26 GILMACACO

GILMACACO
  • Usuários
  • 773 posts

Posted 10 de June de 2013 - 09:54

Hummmmm, isso ainda vai virar um tópico "drogados x não drogados" kkkkkk A verdade é que independente do tipo de droga ou se é "leve" ou "pesada" (isso não existe, é tudo droga), legal ou não, acho que o fato do cidadão usar tais artificios fora ou dentro do trabalho não o exime da irresponsabilidade que comete. Temos escolhas na vida e se suas escolhas são covardes e podem complicar a vida e/ou trabalho de outras pessoas, passar a mão sobre a cabeça é a pior atitude que alguem pode fazer. Eu não gostaria de viajar com um piloto alcoolatra, tendo ele bebido ou não, assim também não acharia seguro voar com um usuário de outra droga, em resumo, um viciado, sendo ele piloto, mecanico, comissário ou mesmo um pax sentado ao meu lado, tenha ele cheirado/fumado ou não. Aqueles que são benevolentes com esse tipo de atitude também serão responsaveis moralmente (pelo menos) por qualquer problema que venha a acontecer em decorrencia do vício de A ou B. Drogas? Tolerância ZERO.

#27 Cessna210K

Cessna210K
  • Usuários
  • 217 posts

Posted 11 de June de 2013 - 15:20

Hummmmm, isso ainda vai virar um tópico "drogados x não drogados" kkkkkk A verdade é que independente do tipo de droga ou se é "leve" ou "pesada" (isso não existe, é tudo droga), legal ou não, acho que o fato do cidadão usar tais artificios fora ou dentro do trabalho não o exime da irresponsabilidade que comete. Temos escolhas na vida e se suas escolhas são covardes e podem complicar a vida e/ou trabalho de outras pessoas, passar a mão sobre a cabeça é a pior atitude que alguem pode fazer. Eu não gostaria de viajar com um piloto alcoolatra, tendo ele bebido ou não, assim também não acharia seguro voar com um usuário de outra droga, em resumo, um viciado, sendo ele piloto, mecanico, comissário ou mesmo um pax sentado ao meu lado, tenha ele cheirado/fumado ou não. Aqueles que são benevolentes com esse tipo de atitude também serão responsaveis moralmente (pelo menos) por qualquer problema que venha a acontecer em decorrencia do vício de A ou B. Drogas? Tolerância ZERO.



Concordo em alguns pontos e discordo de outros conforme já disse aqui no tópico esse lance de "Drogas, Tolerância ZERO" praticado a décadas não tem resultado nenhum, se não os número não aumentariam como aumentam ano após ano. Na minha opnião é uma questão de saúde pública, um acompanhamento e a tentativa de uma boa conversa vale muito mais do que bater a porta na cara do sujeito

#28 GILMACACO

GILMACACO
  • Usuários
  • 773 posts

Posted 12 de June de 2013 - 08:04

Entendo Denis, mas veja bem, quando digo tolerância ZERO, significa ZERO MESMO, por exemplo em nosso pais, tratamos o usuário como coitadinho, quando na verdade ele é o responsável pela existencia do tráfego. Vamos raciocinar: o elemento por sua própria conta e risco se volta para as drogas, independente da motivação (nenhuma justifica) e depois EU, como cidadão tenho que "cuidar" do mesmo? O meu imposto, que poderia estar sendo usado em prol de um cidadão produtivo é desviado para tratar de um drogado? Na hora de usar a droga ele não mediu as consequencias, então que seja ele a arcar sozinho com elas. Quanto aos traficantes, que tal enforcamento ou fuzilamento em praça pública? Barbárie? Não meu caro, barbarie é o que acontece na sociedade atualmente graças ao patrocinio dos pobres viciados, alguns do quais tem tudo na vida e foram às drogas por pura diversão. Quanto ao tema do tópico, qualquer coisa que venha a acontecer em uma aeronave, seja provocada por tripulante ou por pax, como consequencia do uso de drogas, não é aceitavel. Abraços

#29 Lino

Lino
  • Usuários
  • 222 posts

Posted 14 de June de 2013 - 11:57

Acho que droga pesada mesmo, que põe em risco a aviação é a BIC.
Pois essa é de efeito permanente. Um malandro metido a sabichão dificilmente muda as suas práticas, afinal estamos no país do jeitinho!

No mais, o que cada um faz fora do horário regulamentar é questão de foro íntimo, certo?

#30 Darkwing Duck

Darkwing Duck
  • Usuários
  • 1,722 posts

Posted 14 de June de 2013 - 17:23

Resumindo: Quer ter uma vida longa na aviação, seja fisicamente ou moralmente? Se afasta de tudo que é vício, cigarro,drogas, bebida, você será muito mais sadio e ter uma vida melhor, enquanto você é novo, tudo é festa, mas lá na frente, você vai ver o estrago, aí não tem mais volta.


Abraços

#31 GILMACACO

GILMACACO
  • Usuários
  • 773 posts

Posted 14 de June de 2013 - 19:07


No mais, o que cada um faz fora do horário regulamentar é questão de foro íntimo, certo?



Errado!!!

Edited by GILMACACO, 14 de June de 2013 - 19:07 .