Jump to content


Photo

Fotos do accidente do PP-VJB em Lima, Peru.


This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
26 replies to this topic

#21 Landing

Landing
  • Cadastrando
  • 11,915 posts

Posted 13 de October de 2013 - 20:22

sim os tempos eram outros, a segurança e a estrutura infinitamente menor.
mas também a frota era proporcionalmente muito menor.
eram duas empresas em momentos diferentes começando a operação a jato em larga escala.



#22 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 19,995 posts

Posted 13 de October de 2013 - 20:48

O VJB tem uma passagem muito interessante. Ele foi o "primeiro" jato da El Al pois a RG arrendou-o para ela entre 12/60 e 05/61 para fazer TLV-XXX-IDL (atual JFK), tripulação mista RG + LY e um dos primeiros wet-leasing da época!

 

Motivo: a Varig estava operando apenas BSB-IDL pois GIG estava com pista para reforma e a LY precisava de uma aeronave a jato para concorrer com os 707 da TWA que faziam a mesma rota.



#23 Marcelo Magalhães

Marcelo Magalhães
  • Usuários
  • 478 posts

Posted 13 de October de 2013 - 22:25

O VJB tem uma passagem muito interessante. Ele foi o "primeiro" jato da El Al pois a RG arrendou-o para ela entre 12/60 e 05/61 para fazer TLV-XXX-IDL (atual JFK), tripulação mista RG + LY e um dos primeiros wet-leasing da época!

 

Motivo: a Varig estava operando apenas BSB-IDL pois GIG estava com pista para reforma e a LY precisava de uma aeronave a jato para concorrer com os 707 da TWA que faziam a mesma rota.

Amigos:

 

Estudei bastante o tema do leasing do VJB à EL AL - tendo em vista o livro q estou escrevendo sobre "o B707 no Brasil" - falando inclusive com tripulação técnica da RG q voou no VJB na época.

 

O período de leasing foi de JAN/61 a JUN/61 e basicamente serviu para adaptar a tripulação técnica da empresa israelense que havia encomendado o 707-400, mas só receberia o primeiro exemplar próprio em JUN-61.

 

Mas nessa época os 707 da RG já operavam no GIG (cuja pista, após reformada, foi reaberta pelo PP-VJA, em 29-JUL-60).

 

Os voos eram de NY(IDL) para TLV, escalando Paris, Roma ou Londres. A tripulação técnica era brasileira, mas como observador ia um trip. da EL AL. Comissários eram todos EL AL. Nesse período, o VJB voou sem títulos Varig, somente com a pintura básica.

 

Dados mais detalhados (com datas de voos, tripulações, etc..) estarão no livro e na matéria da Airways que deve sair no início de 2014.

 

Abs,

 

Marcelo Magalhães



#24 Comet

Comet
  • Membro Honorário
  • 700 posts

Posted 24 de October de 2013 - 12:42

Lá pelo ano de 1998 ou 99, existia no GIPAR da Varig uma coleção de fotos do acidente do VJB. A maioria não era muito bonita de se ver, pela quantidade de corpos e despojos humanos espalhados pelo local da queda. Uma curiosidade deste acidente é que a aeronave se desintegrou por completo no choque com a montanha, tendo produzido apenas pequenos incêndios localizados. Lembro-me de uma foto de uma das pessoas do resgate segurando um cabide com o paletó de um dos comandantes, que estava intacto.



#25 Alex Vieira

Alex Vieira
  • Usuários
  • 3,504 posts

Posted 25 de October de 2013 - 07:10

Eu sou muito curioso com esses acidentes de antigamente, tem um em particular sempre tento achar informações e fotos mas nunca acho, foi um DC3 que caiu na Serra do Cipó.



#26 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,557 posts

Posted 25 de October de 2013 - 12:57

Eu sou muito curioso com esses acidentes de antigamente, tem um em particular sempre tento achar informações e fotos mas nunca acho, foi um DC3 que caiu na Serra do Cipó.

Folha da Manhã 01/06/1954 - http://i.imgur.com/4haNZBV.png

 

O Rastro da Bruxa - http://i.imgur.com/9wKAoYm.png

 

Abs. PP-CJC



#27 Marcelo Magalhães

Marcelo Magalhães
  • Usuários
  • 478 posts

Posted 25 de October de 2013 - 14:24

Amigos:

 

O interessante é que o 'VJB, qdo foi perdido no acidente em LIM, já estava no novo padrão de pintura da RG - adotada em meados de 1962 - com a rosa dos ventos na cauda.

 

Aliás, o 'JB foi uma das primeiras aeronaves da frota a receber o esquema, que se tornaria famoso e permaneceria o mesmo (com pequenas variações) até 1996.

 

Abs,

 

Marcelo Magalhães