Jump to content


Photo

Caças: Argentina busca atualização dos atuais ou compra de novos


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
57 replies to this topic

#1 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 05 de August de 2008 - 21:07

Argentina estuda oferta de Mirage F-1M da Espanha

O governo espanhol está oferecendo à Argentina um lote entre 12 e 16 caças bombardeiros supersônicos Dassault Mirage F-1M (C-14M na Espanha) que serão retirados de serviço do “Ejercito del Aire de Espanã” (Força Aérea Espanhola) com a chegada dos C-16 Typhoon.

Segundo informações veiculadas pela imprensa argentina, a oferta contém condições financeiras especiais, contudo, os valores não foram ainda divulgados. Os Mirage F-1M seriam integrados à FAA (Fuerza Aérea Argentina) como solução provisória até que um novo avião de combate seja escolhido e adquirido para a FAA nos próximos anos.

Esses caças deverão substituir os desgastados Mirage IIIEA do Esquadrão Aéreo II do Grupo Aéreo 6, sediado em Tandil, província de Buenos Aires, e suplementar os Mirage VA Mara (ex-Mirage VP) e Mirage VF Finger (ex-Dagger) em serviço no Esquadrão Aéreo I, também pertencente ao Grupo Aéreo 6.

Originalmente recebidos novos da Dassault a partir de 1975 como aeronaves de interceptação e superioridade aérea, os F-1 espanhóis foram modernizados na década de 1990 para um padrão igual aos Mirage F-1CT franceses (foto) e denominados F-1M, adquirindo capacidade multi-funcional graças a adoção do radar Cyrano IVM-R com funções ar-ar e ar-terra e um telêmetro laser, podendo lançar mísseis anti-navio AM-39-Exocet, diversos tipos de mísseis ar-terra de precisão e bombas inteligentes, além de ter melhorado sua capacidade de combate ar-ar através de sua compatibilização com mísseis “all-aspect “Sidewinder AIM-9M.

Fonte: http://www.tecnodefe...p;id=0a8f866f7b

#2 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 16 de May de 2009 - 13:39

Fuerza Aérea

El 15% de la flota de combate de la Fuerza Aérea está en condiciones operativas. Poseen, averías o elementos vitales irreemplazables, no por sus costos o por alguna dificultad técnica, sino por la inexistencia de recursos materiales y por el bajo presupuesto que desde hace años está condena a tener la Aviación.

En 2007, de los 230 pilotos que tenía la Fuerza Aérea Argentina al comenzar el año, 55 ya solicitaron el retiro por falta de estímulo profesional debido a la carencia de medios para trabajar, es decir, aviones en condiciones.

Tras un accidente de un avión, la Ministro Garré no tuvo mejor idea que sacar de circulación a los Mirage, sin reemplazar a otro tipo de avión para su tarea. Desde el año 2006 a principios de 2008 hubo 4 accidentes aéreos. No quedan aviones, y tampoco pilotos.

La Fuerza Aérea es incapaz de controlar el espacio aéreo nacional, pues posee media docena de radares que en su mayoría son destinados al norte argentino para controlar los vuelos clandestinos con tráfico de drogas.

Todo el resto del territorio está "libre" para la entrada de cualquier tipo de aeronave. Es un grave peligro, sobretodo por la existencia del famoso aeropuerto inglés en la Patagonia, cuya pista es tan larga como la de Aeroparque de Buenos Aires y no posee ningún tipo de control. Es un grave riesgo para la seguridad nacional.


Materia completa sobre as força armadas argentinas no link abaixo.

http://bolsonweb.com...d_noticia=21382


#3 Landing

Landing
  • Usuários
  • 11,480 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:br
  • Data de Nascimento:06/06/1966

Posted 16 de May de 2009 - 18:46

É um Brasil menor!

#4 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 07 de June de 2009 - 21:23

Continuidade ao tópico

http://forum.contato...showtopic=38486

Proposta de modernização para os Super Etendard argentinos

Devido à próxima baixa dos Super Etendard em serviço na Aviação Naval Francesa, a Armada Argentina foi convidada por sua similar francesa para selecionar, dentre aquelas aeronaves, um lote de dez unidades que se encontrem em melhores condições, para que sejam vendidas ao país sulamericano.

Esses aviões, por outro lado, não seriam colocados em serviço na Argentina, uma vez que suas células já estão bastante utilizadas, com muitas horas de voo e uso em navio-aeródromos, o que limita drasticamente a vida útil remanescente dos mesmos. Os Super Etendard argentinos, ao contrário dos franceses, ainda têm muitas horas remanescentes e, assim, a idéia é retirar daqueles aparelhos ofertados pela França os kits de modernizacão, instalando-os nos aviões argentinos, deixando, dessa forma, dez aeronaves em serviço.

Estima-se que os trabalhos no primeiro Super Etendard, seja concluído em um prazo de um ano e meio depois de recebidas as aeronaves francesas e os demais, num prazo de dois ou três anos.


Fonte: tecnodefesa



#5 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 13 de August de 2009 - 17:16

Dando continuidade a tópico.

http://forum.contato...p;hl=Mirage F-1

No mês de julho foi confirmado o oferecimento à Argentina de 13 caças Mirage F1 ex-jordanianos (a primeira vez que esses aviões haviam sido oferecidos foi em 2008). A empresa que fez o oferecimento deu um preço total de US$100 milhões. Tratam-se de 12 monopostos e um biposto anteriormente operados pela Real Força Aérea Jordaniana, sem nenhum tipo de modernização. Para a Argentina, a questão da substituição do atual sistema de armas Mirage é fundamental, pois as aeronaves estão previstas para serem retiradas de serviço em 2012. Como alternativa, a França propôs modernizar os F1 ex-jordanianos e incorporá-los à FAA até a chegada dos Mirage 2000. Entretanto, devido ao pouco tempo disponível, a modernização envolvida dificilmente será do nível dos F-1MF 2000 da Força Aérea do Marrocos, realizada pela ASTRAC.

Fonte: Segurança e defesa



#6 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 13 de August de 2009 - 17:19

Corte de verbas agrava situação no setor de defesa da Argentina

Segundo órgãos de imprensa argentinos, o país poderá ficar sem vigilância aérea e controle marítimo se a ordem de corte orçamentário dada pela ministra da Defesa argentina, Nilda Garré, for levado a efeito.

A ministra informou que serão reduzidos de imediato em 50% os recursos destinados às Forças Armadas neste terceiro trimestre de 2009 e antecipou que mais 30% serão retirados até o final do período.

Com esses cortes, a Argentina ficará sem vigilância marítima e controle aéreo. O Exército suspenderá seus planos de apoio às comunidades do interior do país.

Segundo a mídia argentina, Nilda Garré sustenta que as restrições orçamentárias que afligem o setor de sua pasta não impedirão a continuidade do desenvolvimento de uma política de defesa consistente.

As aeronaves do país estão sendo as primeiras vitimas dos cortes, destacou o jornal econômico argentino Âmbito Financeiro. O Ministério da Defesa da Argentina determinou determinou uma importante redução nos voos a partir de 15 de agosto. A Líneas Aéreas Del Estado (LADE) não receberá reservas de passagens para o mês de setembro e voos de rotas cobertas pela estatal poderão sofrer até 50% de redução.

A Armada Argentina deverá manter suas aeronaves nos hangares, deixando de realizar missões vitais, como por exemplo, controle das atividades pesqueiras no Atlântico Sul. As corvetas de patrulhamento marítimo ficarão ancoradas, desguarnecendo as áreas oceânicas desde Mar Del Plata e deixando de combater pesqueiros clandestinos na região.

Os chefes das três Forças Armadas Argentinas providenciaram documentos de recomendações endereçados à Subsecretaria de Planificação Logística com a finalidade de se evitar uma paralisia operativa generalizada. A preocupação maior dos militares é manter os planos operacionais vitais para garantia da integridade da nação. Entre esses planos, destacam-se os destinados a identificar voos ilegais praticados por traficantes de drogas e contrabandistas, bem como a entrada de ilegal de pessoas, informou o Âmbito Financeiro. Se o corte de verbas destinadas ao setor de defesa persistir depois do terceiro trimestre, cairão também as licitações para compra de combustível para os programas antárticos em 2010.

Fonte: http://www.tecnodefe...p...s&Itemid=55


#7 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 16 de August de 2009 - 00:21

Caso seja confirmada a venda, fica uma sugestão para os Vizinhos. poke.gif

Modernização para o padrão MF2000.


La empresa francesa Sagem Défense Sécurité presentó el primer cazabombardero Dassault Aviation Mirage F1 de la Fuerza Aérea marroquí (Alkowat al Malakiya al Jawiya) modernizado con el padrón MF-2000. En 2005, el país africano solicitó la actualización de 27 ejemplares de las versiones EC y CH a ASTRAC (Association Sagem-Thales pour la Rénovation d'Avions de Combat), un consorcio formado por Sagem Défense Sécurité (grupo SAFRAN) y Thales Airborne Systems (grupo Thales), por 420 millones de dólares y comprende la instalación del sistema de navegación inercial SIGMA-95, el radar Thales RDY-3, alerta de radar, autoprotección en contenedor PAJ-FA, mejoras en el motor Snecma Atar 9K-50, sistema de designación láser Thales Damocles, cabina de pilotaje modernizada, dos calculadores centrales con interfaz por terminal 1553, misiles aire-aire MBDA MICA (Missile d’Interception, de Combat et d’Autodéfense) EM e IR.

Permite que pueda lanzar las bombas de precisión AASM (Armament Air-Sol Modulaire) de 250 kg. de Sagem DS, misiles aire-aire Magic II, antibuque Exocet AM-39 y la integración del casco CN-2H AA MK2. Este avión fue adquirido en su día también por Francia, Ecuador, España, Gabón, Irán, Jordania, Libia, Grecia, Irak, Kuwait, Qatar y Sudáfrica, que podrían ser susceptibles de modernización. Marruecos también recibirá 24 Lockheed Martin F-16C/D Block 52 y cuatro aviones de transporte táctico C-27J Spartan de AleniaAermacchi (Victor M.S. Barreira, corresponsal de Grupo Edefa en Portugal).

Fonte: http://www.defensa.c...o...&Itemid=187




#8 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 23 de March de 2010 - 08:54

Do tópico:

http://forum.contato...p;hl=Mirage F-1

http://forum.contato... para Argentina


Argentina estuda proposta para aquisição de 12 Dassault Mirage F1 da Jordânia

A Argentina está estudando uma proposta para adquirir 11 jatos de combate Dassault Mirage F1CJ e um Mirage F-1BJ (biplace) da Jordânia por US$ 100 milhões. O país rejeitou um acordo similar com a Espanha, que envolvia os mesmos modelos e quantidades, entretanto a oferta da Jordânia parece mais atrativa, principalmente porque a Força Aérea da Argentina terá que desativar os últimos Mirage IIIEA/DA que ainda permanecem em serviço até 2012.

Paralelamente, o governo argentino planeja a aquisição de dois SAAB 340 equipados com sistemas e radares para a realização missões de controle e alerta antecipado.
Por outro lado, a força aérea deverá receber em breve dois helicópteros utilitários de fabricação russa Mil Mi-17V1, num acordo que foi firmado recentemente com a Rússia no valor de US$ 20 milhões. Neste segmento também, uma nova verba será reservada para a modernização de três Eurocopter AS.332B Super Puma, em serviço no exército argentino.

Fonte: Revista Asas

#9 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 23 de March de 2010 - 21:26

QUOTE(transvasp @ Mar 23 2010, 08:54 AM) <{POST_SNAPBACK}>
Do tópico:

http://forum.contato...p;hl=Mirage F-1

http://forum.contato... para Argentina


Argentina estuda proposta para aquisição de 12 Dassault Mirage F1 da Jordânia
(...)
Paralelamente, o governo argentino planeja a aquisição de dois SAAB 340 equipados com sistemas e radares para a realização missões de controle e alerta antecipado.
(...)
Fonte: Revista Asas
Prezado transvasp: já notastes que a Argentina não tem comprado nenhum avião brasileiro (entenda-se EMBRAER)? Para quem fabricou os primeiros caça a jato e avião de transporte da América Latina, deve ser duro ter que engulir a pujança da indústria aeronáutica brasileira. Os caras preferiram comprar uns Fairchild "lápis voador" aos Brasílias. Receberam, por empréstimo quando da Guerra das Malvinas, Bandeirulhas e sairam falando mal. Não deram manutenção adequada aos Tucanos e ganharam, por empréstimo, uns Tucanos da AFA, para poderem cumprir o cronograma de treinamento dos seus cadetes. Inveja é uma m####a.

#10 Luzspit

Luzspit
  • Usuários
  • 566 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Pirassununga-SP Brasil
  • Data de Nascimento:29/12/1991

Posted 24 de March de 2010 - 00:05

Fazia tempo que eu não via algo tão certo em se tratando da Defesa Argentina.
Será que a nova polêmica das Falklands/Malvinas tem a ver com isso?

#11 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 24 de March de 2010 - 08:45

QUOTE(jambock @ Mar 23 2010, 09:26 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Prezado transvasp: já notastes que a Argentina não tem comprado nenhum avião brasileiro (entenda-se EMBRAER)? Para quem fabricou os primeiros caça a jato e avião de transporte da América Latina, deve ser duro ter que engulir a pujança da indústria aeronáutica brasileira. Os caras preferiram comprar uns Fairchild "lápis voador" aos Brasílias. Receberam, por empréstimo quando da Guerra das Malvinas, Bandeirulhas e sairam falando mal. Não deram manutenção adequada aos Tucanos e ganharam, por empréstimo, uns Tucanos da AFA, para poderem cumprir o cronograma de treinamento dos seus cadetes. Inveja é uma m####a.


Só lembrando !!!!
Os bandeirulhas tiveram o desempenho muito bom, levando-se em consideração sua capacidade.

QUOTE(Luzspit @ Mar 24 2010, 12:05 AM) <{POST_SNAPBACK}>
Será que a nova polêmica das Falklands/Malvinas tem a ver com isso?


Penso que não, já que a idéia de comprar os F1 é antiga.
thumbsup.gif


Edited by jambock, 29 de April de 2017 - 14:27 .


#12 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 24 de March de 2010 - 08:54

QUOTE(jambock @ Mar 23 2010, 09:26 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Prezado transvasp: já notastes que a Argentina não tem comprado nenhum avião brasileiro (entenda-se EMBRAER)? Para quem fabricou os primeiros caça a jato e avião de transporte da América Latina, deve ser duro ter que engulir a pujança da indústria aeronáutica brasileira. Os caras preferiram comprar uns Fairchild "lápis voador" aos Brasílias. Receberam, por empréstimo quando da Guerra das Malvinas, Bandeirulhas e sairam falando mal. Não deram manutenção adequada aos Tucanos e ganharam, por empréstimo, uns Tucanos da AFA, para poderem cumprir o cronograma de treinamento dos seus cadetes. Inveja é uma m####a.



Só lembrando...



#13 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 02 de April de 2010 - 01:11

Meus prezados:
Argentina continua em busca de caças de segunda mão
A Argentina está examinando uma proposta avaliada em US$ 100 milhões envolvendo o fornecimento de 12 caças supersônicos Dassault Mirage F-1CJ e um F-1BJ para sua Força Aérea (FAA), todos oriundos da Jordânia. A oferta está sendo analisada com interesse, haja vista que uma similar formulada pela Espanha foi rejeitada e a vida útil dos Mirage IIIEA/DA remanescentes da Força termina em 2012.

A questão da substituição dos veteranos Mirage IIIEA/DA vem se arrastando por quase uma década. Algumas frentes de negociações foram abertas, notadamente com a França, que colocou à disposição da Argentina caças Mirage 2000C e D desativados de sua Força Aérea, bem como com os Estados Unidos que mantiveram parecer favorável em atender o interesse argentino em comprar aeronaves F-16A e B para serem modernizadas com a participação da então LMAASA (Lockheed Martin Aircraft Argentina SA), atual FAdeA (Fabrica Argentina de Aviones), controlada pelo governo de Buenos Aires.
fonte: Tecnologia e Defesa Ter, 23 de Março de 2010 17:01













#14 T-6D

T-6D
  • Usuários
  • 2,423 posts
  • Gender:Male
  • Location:SBLS
  • Cidade/UF/País:Lagoa Santa/MG/Brasil
  • Data de Nascimento:31/07/1970

Posted 02 de April de 2010 - 10:59

O problema é gastar 100 milhões para comprar 12 caças de segunda mão e ter que gastar mais 200 milhões para atualizar a suite das maquinas e outros upgrades.

#15 BlackAce

BlackAce
  • Usuários
  • 3,228 posts
  • Cidade/UF/País:Natal/Rn
  • Data de Nascimento:18/12/1971

Posted 02 de April de 2010 - 11:38

QUOTE(T6-D @ Apr 2 2010, 10:59 AM) <{POST_SNAPBACK}>
O problema é gastar 100 milhões para comprar 12 caças de segunda mão e ter que gastar mais 200 milhões para atualizar a suite das maquinas e outros upgrades.


Falou e disse.

Pero nosotros politicos???

Ladrones. ranting_1.gif

#16 Joli

Joli
  • Usuários
  • 571 posts
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:29/06/1972

Posted 02 de April de 2010 - 21:45

Compra e depois groundeia...

#17 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 23 de April de 2010 - 01:26

Meus prezados:
ARGENTINA: El Dilema de los Deltas
Enfrentada al inexorable retiro de sus cazabombarderos deltas del tipo MIRAGE entre los años 2013 y 2014, la Fuerza Aérea Argentina (FAA) se halla frente a las alternativas representadas por las ofertas de KFIR C-10 y MIRAGE F-1EJ, recibidas de los fabricantes ISRAEL AEROSPACE INDUSTRIES (IAI) de Israel y DASSAULT de Francia. En realidad la FAA tiene más interés en el MIRAGE 2000 como solución de largo plazo, específicamente en las versiones modernizadas S5 o 5F, que podrían ser compradas de segunda mano cuando se conviertan en excedentes. Pero la disponibilidad de esos aviones se ha ido dilatando, debido a la lentitud del programa de adquisición de los DASSAULT RAFALE que deben reemplazarlos en el Ejército del Aire de Francia.

DASSAULT ofrece doce MIRAGE F-1EJ, más un biplaza F-1DJ, los que serían sometidos a una revisión mayor de depósito en Francia antes de su entrega al país sudamericano. IAI propone entre diez y doce KFIR C-10 y C-12 (biplaza), que serían producidos mediante la recuperación y modernización de células de C-2 o C-7 almacenadas.
Aunque son ofrecidos por DASSAULT, los F-1EJ/DJ son aviones excedentes de la fuerza aérea de Jordania, que los ha reemplazado en años recientes con cazabombarderos F-16. Son aparatos que representan tecnología principios de los años ochenta, equipados con sistemas mejores, principalmente el radar CYRANO IVM (Mejorado) de THALES y un presentador frontal de datos (HUD) VE-120 del mismo proveedor francés. Una de sus ventajas es que la integración operativa y logística de esos aviones en la FAA sería muy rápida, por ser sus sistemas similares a aquellos de los deltas operados hasta hoy por esta fuerza. Todas las armas empleadas por los FINGER y MARA podrían ser incorporadas sin dificultades, quizás sumando también el AIM-9M SIDEWINDER. El motor SNECMA ATAR 9K-50 tampoco representaría un gran desafío para los técnicos argentinos ya especializados en el ATAR 9C.

En cambio el aparato ofrecido por IAI tiene posiblemente mejor electrónica, representada por el radar ELTA EL/M-2032 y una cabina en general más moderna del tipo glass-cockpit, con pantallas digitales alfanuméricas multipropósito y la opción de incluir la mira montada en el casco DASH del fabricante israelí ELBIT. Un dato a considerar es que Colombia y Ecuador también han comprado este cazabombardero. El KFIR ofrece también la posibilidad de incorporar un amplio rango de armas y sistemas de designación de blancos o reconocimiento de origen israelí, aunque esa posibilidad dependería de la voluntad incierta del gobierno argentino de financiar la compra de esas armas y sistemas.

El motor del KFIR C-10 es un J79-GE-J1E, una variante modernizada y de mayor empuje del célebre J79 de GENERAL ELECTRIC –que impulsó aviones como el F-104 STARFIGHTER y el F-4 PHANTOM II- producida bajo licencia en Israel por IAI BEDEK. Desarrollado originalmente para impulsar una variante degradada del F-16, que se pretendía vender a países del Tercer Mundo pero que nunca prosperó, es un motor también sobrepasado tecnológicamente. En resumen, las alternativas disponibles para la FAA son el MIRAGE F-1EJ, cuyas ventajas serían la economía de compra y una integración operativa muy rápida, o el más caro pero también más capaz KFIR C-10, cuya integración tomaría más tiempo y sería más compleja. Ninguna de estas alternativas es una solución definitiva, ya que ambos aparatos deberán ser también reemplazados en menos de una década.
fonte: Enfoque estratégico




#18 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 23 de April de 2010 - 11:45

QUOTE(T6-D @ Apr 2 2010, 10:59 AM) <{POST_SNAPBACK}>
O problema é gastar 100 milhões para comprar 12 caças de segunda mão e ter que gastar mais 200 milhões para atualizar a suite das maquinas e outros upgrades.






MIRAGE F-1MF2000
Mirage%20F1%20marroqu%C3%83%C2%AD%20MF-2

Ainda assim sai mais barato que comprar caças novos. Na verdade é o que um país na situação econômica em que se encontra a Argentina pode comprar. Vejo que um programa de modernização bem feito pode trazer custos x beneficios muito bons.

Vejam só.

http://pbrasil.wordp...-3-do-marrocos/

http://www.tecnodefe...p...s&Itemid=55

http://www.deagel.co...9062200034.aspx

http://www.janes.com...gem-France.html


Vale lembrar que se a FAB tivesse comprado os Mirage 2000-5 ao invés dos modelos C/D talvez a o programa FX-2 não seria comentado.

Editado para incluir a foto do Mirage F-1


Edited by jambock, 29 de April de 2017 - 14:43 .


#19 Felipe Pereira

Felipe Pereira
  • Usuários
  • 225 posts
  • Gender:Male
  • Location:Brasília
  • Cidade/UF/País:Brasília-DF/Brasil
  • Data de Nascimento:21/01/1992

Posted 23 de April de 2010 - 14:05

Uma boa é mandar nossos Mirage's pra eles.. laugh.gif

Edited by Felipe Pereira, 23 de April de 2010 - 14:06 .


#20 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 23 de April de 2010 - 14:45

QUOTE(Felipe Pereira @ Apr 23 2010, 02:05 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Uma boa é mandar nossos Mirage's pra eles.. laugh.gif



A Argentina não vai querer mas só a título de curiosidade:

O Paquistão fez um upgrade em seus mirage III, transformando-os no padrão ROSE. Se não me engano ainda estão operacionais.