Jump to content


Photo

[MALHA AMERICAN] JFK-VCP cancelado


This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
107 replies to this topic

#41 leelatim

leelatim
  • Usuários
  • 9,892 posts

Posted 11 de March de 2015 - 19:26

Estou contando os dias para ver mega reduções na Tam e sim, mega demissões novamente

#42 Brazil Express

Brazil Express
  • Usuários
  • 1,813 posts

Posted 11 de March de 2015 - 19:27

Me desculpem mas CNF não está bombando não. Findada a alta temporada, tem sido raro sair com mais de 100 a bordo. E, agora em março, mesmo com a redução para 3x semanal, o que se vê são loads médios. O que mais se ouve na base é "quem comprou viaja, quem não comprou, não compra mais".

 

Estamos recebendo os 767 "retrofitados" (que de retrofit não tem nada) e a reclamação é geral também, serviço fraco.

 

 

Você esta um pouco enganado coleguinha.

 

Ocupação AAL992 11/03 (hoje) CNF - MIA temos somente 2 assentos vagos na econômica e 13 vagas na executiva.

 

já o AAL991 12/03 (amanha) MIA - CNF temos 12 assentos vagos na econômica e 16 vagas na executiva, porem ainda podem ser vendidos.

 

O mês de março a abril esta com ocupações em torno de 70 a  80% porem operando 3x.

 

Att,



#43 PedroCNF

PedroCNF
  • Expulsos
  • 2,555 posts

Posted 11 de March de 2015 - 22:15

A coisa por la nao deve estar boa mesmo nao...

http://www.melhoresd...da-e-volta.html

#44 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 22,772 posts

Posted 11 de March de 2015 - 22:19

CNF sofre menos, sem duvida.

 

O mercado que mais sofre é o que tira maior proveito da bonança do Brasil , de onde existe o maior contingente populacional e de renda disposta a gastar lá fora e também que conecta boa parte do Brasil: São Paulo.

 

Para junho ainda é cedo, mas tem passagem para amanhã  US$ 700 tanto de GRU quanto do GIG.

Não tem nada parecido do POS USA.... de cá pro Brasil só pra cima de US$ 1 mil.


A coisa por la nao deve estar boa mesmo nao...

http://www.melhoresd...da-e-volta.html

 

Não está mesmo, a Azul já cortou muitos voos esse mes e em abril.



#45 PedroCNF

PedroCNF
  • Expulsos
  • 2,555 posts

Posted 11 de March de 2015 - 22:54

E o que digo a anos! Quem me acompanha sabe disso! E pensar que ja tive que ler aqui que o voo da TAM em CNF pra MIA so existe por que leva varios passageiros de CGH. Brincadeira ne! Mas o mundo e redondo! Aqui estamos hoje com muitos lugares disponiveis em GRU sem precisar fazer conexao em CNF.

#46 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,971 posts

Posted 12 de March de 2015 - 00:19

CNF sofre menos, sem duvida.
 O mercado que mais sofre é o que tira maior proveito da bonança do Brasil , de onde existe o maior contingente populacional e de renda disposta a gastar lá fora e também que conecta boa parte do Brasil: São Paulo.
 Para junho ainda é cedo, mas tem passagem para amanhã  US$ 700 tanto de GRU quanto do GIG.
Não tem nada parecido do POS USA.... de cá pro Brasil só pra cima de US$ 1 mil.
 


Lipe, o que vc diz faz sentido mais para o publico a lazer, mas há o lado do público corporativo de ambos os lados, que apesar da desaceleracao da economia, continua, em muitos setores, viajando para fechar negocios ou participar de feiras e eventos. No momento atual, um dos setores que mais vem sofrendo é o de Oil&gas, onde segundo a Michael Page, houve uma reducao de 25% no numero de vagas e reducao de 30% nos salarios, em media, o que por sinal contribuiu para que metade dos 80mil postos fechados no inicio deste ano tenha sido no Estado do RJ.

Obvio que SP, pelo extenso parque industrial, acaba sofrendo, mas a economia do estado é bem mais diverisificada e sofre menos que o RJ ou MG, por exemplo.

A AA, a cia com maior oferta entre o BR e os EUA, tem sido ágil em ajustar a oferta à nova realidade da economia e do câmbio, mas repare que, até o momento, ela tem sacrificado outros mercados (VCP para JFK e GIG para DFW, alem de manter as reducoes na baixa de outros mercados para MIA) para proteger seu principal e mais rentavel mercado, onde por ora, continua com 6 voos diarios (5 773 + 1 772). Obvio que se o cenario continuar se deteriorando, ela terá que cortar na carne e pode vir a reduzir em GRU também, mas nao tem sido o caso até o momento.

#47 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,971 posts

Posted 12 de March de 2015 - 00:38

E o que digo a anos! Quem me acompanha sabe disso! E pensar que ja tive que ler aqui que o voo da TAM em CNF pra MIA so existe por que leva varios passageiros de CGH. Brincadeira ne! Mas o mundo e redondo! Aqui estamos hoje com muitos lugares disponiveis em GRU sem precisar fazer conexao em CNF.


Pedro, depois que vc saiu do castigo, parece que voltou com mais raiva ainda, desqualificando comentarios de quem tenha se oposto aos seus e tentando justificar opinioes suas passadas com o momento atual em que vive o Brasil: SIM, havia passageiros de SP que faziam CGH-CNF-MIA, como há quem voe CGH-GIG-XXX, como tambem SDU-GRU-XXX ou SDU-CNF-XXX e SIM, MG tambem está sofrendo com a crise, a diferenca é que a oferta nonstop internacional é infinitamente menor que em GRU e por isto nao há muito onde cortar (ainda que a AA tenha reduzido a oferta na baixa....caso estivesse "bombando", ela nao reduziria).

Você parece estar muito feliz (e nao é o unico) com o cenário atual torcendo para as cias cortarem bastante onde há mais "gordura" e como se estas frequencias fossem migrar automaticamente para sua praça favorita: nao irao! A classe "media" que sofre em SP sofre no RJ, em MG ou no AC.

É verdadeiro tambem que mercados mais maduros e com mais "gordura" tendem a ter mais promocoes em momentos assim, é do jogo e ocorre em todos os grandes mercados, como Londres, Paris ou NY. Mas todos eles têm um publico corporativo/premium solido o bastante que permite às cias concederem tais descontos. No caso do Brasil, GRU e GIG têm sido agraciados com as mesmos ofertas, inclusive como mencionado pelo Lipe acima.

#48 ¡No Pasarán!

¡No Pasarán!
  • Usuários
  • 1,045 posts

Posted 12 de March de 2015 - 01:19

A coisa por la nao deve estar boa mesmo nao...

http://www.melhoresd...da-e-volta.html

 

Relaxa. O barril do petróleo ta hoje USD 57,100, por mais mais já fizeram preços muito menores. Além disse essas operações ainda garantes a entrada de dólares nos caixas da companhia, que agora está valendo um bom tanto.



#49 PedroCNF

PedroCNF
  • Expulsos
  • 2,555 posts

Posted 12 de March de 2015 - 02:59

CNF sofre menos, sem duvida.
 
O mercado que mais sofre é o que tira maior proveito da bonança do Brasil , de onde existe o maior contingente populacional e de renda disposta a gastar lá fora e também que conecta boa parte do Brasil: São Paulo.
 
Para junho ainda é cedo, mas tem passagem para amanhã  US$ 700 tanto de GRU quanto do GIG.
Não tem nada parecido do POS USA.... de cá pro Brasil só pra cima de US$ 1 mil.
 
Não está mesmo, a Azul já cortou muitos voos esse mes e em abril.


Pois e Lipe,

Conforme vinhamos conversando, os cortes acontecerao onde existe excesso de oferta! E o segundo maior mercado da AA nao se mostrou tao grande assim !

Abs

#50 Flavia Bowler

Flavia Bowler
  • Usuários
  • 697 posts

Posted 12 de March de 2015 - 06:03

 

Relaxa. O barril do petróleo ta hoje USD 57,100, por mais mais já fizeram preços muito menores. Além disse essas operações ainda garantes a entrada de dólares nos caixas da companhia, que agora está valendo um bom tanto.

O petroleo pode estar a 10 dolares até, mas o importante a notar é: Quanto dessa baixa é repassada pela Petrobras para as empresas aqui no Brasil? O combustível está mais barato que há meio ano atrás?

E outra, mesmo colocando as passagens a metade do preço, haverá passageiros querendo ir para os EUA neste momento? Poupam na passagem, mas gastam em todo o resto...



#51 Lindyjf

Lindyjf
  • Usuários
  • 5 posts

Posted 12 de March de 2015 - 06:52

Voei no 763 JFK-VCP "reformado" em fevereiro.
Pensei que fosse embarcar num 767 como os da Delta ou da LATAM, com novos bins, PTV com AVOD, entrada USB, iluminação de LED e tudo mais, ledo engano!
 
Na Y os assentos eram antigos, apenas com os novos tecidos. Alguns com encosto de cabeça quebrado. Sem PTV nem tomada/USB, além das com luzes e bins antigos. O braço do assento ainda tinha cinzeiro.
 
A Business tinha o assento flat-bed novo, mas o entretenimento era um tablet da Samsung, que acabou a bateria no meio do filme, mesmo estando ligado na tomada.
 
O serviço da AA (comissários, catering, atendimento) como um todo é muito ruim.
 
Achei um produto bem meia-boca esse 763 reformado da AA.


Estive nesse voo semana passada e realmente é tudo que você disse acima. E apenas pra acrescentar, estava com menos de metade de ocupação, sendo que na ida foi uma passageira na executiva e na volta, três.


Enviado do meu iPad usando Tapatalk

#52 zeh_RJ

zeh_RJ
  • Usuários
  • 441 posts

Posted 12 de March de 2015 - 07:45

Normal, dólar nas alturas e excesso de oferta.

#53 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 19,972 posts

Posted 12 de March de 2015 - 10:01

Turma, vamos manter o nível do tópico e evitarmos futuros ataques pessoais? :thumbsup:

 

Relaxa. O barril do petróleo ta hoje USD 57,100, por mais mais já fizeram preços muito menores. Além disse essas operações ainda garantes a entrada de dólares nos caixas da companhia, que agora está valendo um bom tanto.

Seria ótimo se o dólar não estivesse a R$ 3,10.

 

A IATA prevê 2015 como um dos melhores anos da indústria aérea, pelo jeito iremos na contramão.



#54 SQ-GRU

SQ-GRU
  • Usuários
  • 2,592 posts

Posted 12 de March de 2015 - 10:42

Tudo depende muito do mercado....

 

 

Veja bem, vou para LHR amanhã e meu vôo aparece com apenas 3C disponíveis.

 

Mercado ruim? Sim.

 

 

Mas depende muito do local. LHR, FRA, ZRH, SIN são fortes mercados corporativos.

 

Vejo muito pelos meus vôos na SQ: o load na C e F é bem constante, o que muda é a Y. Quem tem que ir a SIN a trabalho, vai de qualquer jeito. E por esse mesmo motivo não acho que GRU sofrerá uma "catástrofe". Acho que essa queda brusca vai acontecer em mercados como MCO, MIA e CUN.

 

Agora LHR, SIN, FRA, AMS..... serão bem menos afetados.



#55 ¡No Pasarán!

¡No Pasarán!
  • Usuários
  • 1,045 posts

Posted 12 de March de 2015 - 11:01

O petroleo pode estar a 10 dolares até, mas o importante a notar é: Quanto dessa baixa é repassada pela Petrobras para as empresas aqui no Brasil? O combustível está mais barato que há meio ano atrás?

E outra, mesmo colocando as passagens a metade do preço, haverá passageiros querendo ir para os EUA neste momento? Poupam na passagem, mas gastam em todo o resto...

 

Flavia,

 

o bom é que em voo intl esse custo não depende somente da Petrobrás (que por ter subsidiado muito enquanto o barril estava alto, procura suas recompensas agora na baixa), pois em um voo internacional também se abastece lá fora pra voltar pro Brasil. 

 

 

Seria ótimo se o dólar não estivesse a R$ 3,10.

 

A IATA prevê 2015 como um dos melhores anos da indústria aérea, pelo jeito iremos na contramão.

É ótimo sim. Se está entrando dólar e essa moeda está alta, significa que está entrando ainda mais dinheiro. 

 

Por mais alto que o dólar esteja hoje, o barril está (em reais) pelo menos 40% mais barato que março de 2014 quando o dólar estava na casa de 2,20 e o barril 110,00.

 

Veja só o que TAM  e UNITED fizeram ano passado nas condições descritas acima:

http://www.melhoresdestinos.com.br/promocao-passagens-aereas-nova-york.html 

 

o mesmo preço de hoje. :)

 

Além disso, o Brasil não está (pelo menos ainda não) indo na contramão do mundo, pois a desvalorização do real frente ao dólar não se dá por estarmos com uma economia ruim, mas pela própria valorização do dólar, basta ver que o euro também está desvalorizado frente à moeda americana. E é preciso considerar ainda que se nossa moeda se desvaloriza, acaba que nos tornamos mais atrativos aos turistas estrangeiros.

 



#56 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,971 posts

Posted 12 de March de 2015 - 11:24

Seria ótimo se o dólar não estivesse a R$ 3,10.
.


A345, o que mais afujenta os passageiros não é tanto o câmbio alto, mas a alta volatilidade. A forte subida que vimos nas ultimas semanas impactou sim a demanda para os EUA, mas à medida que o câmbio retroceda e se estabilize, a demanda deve se normalizar, obviamente em patamares mais baixos dos vistos qdo o Usd estava a 2/2.30.

#57 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 22,772 posts

Posted 12 de March de 2015 - 19:25

O publico dos EUA busca não só passagem barata, mas a oportunidade de arbitragem. Ponto.

 

Passagem por passagem, a tarifa de 2015 é menor que a de 2014 que foi menor do que a de 2013, e menos ainda se pensarmos que a inflação foi de 6 a 7% ao ano. Lembro que se falava em ticket BR-US-BR na casa de R$ 3.500 e tinha lista de espera pois a carga de i-algo, cosmeticos, roupas, artigos para crianças, bebidas, bons restaurantes, hotel barato e cia compensava.

 

Agora a passagem anda a R$ 2,200... e dai ? A carga dos I-Phone/Pad/Tudo e cia sai 50% mais caro e isso que afugenta o Brasileiro.

 

Agora... Europa tem condições diferentes, TAMANHO diferente (não dá pra comparar 30 voos diários BR-USA com 3 voos BR-Inglaterra), configurações diferentes, e principalmente... moeda e foco diferente. O Euro não ficou tão ruim ou diferente do que já foi pelo fato de que tem se desvalorizado frente ao Dolar.

 

O que vale para Miami/Orlando, não vale para Paris, Londres ou Roma/Milão.



#58 SQ-GRU

SQ-GRU
  • Usuários
  • 2,592 posts

Posted 12 de March de 2015 - 21:10

 
Agora... Europa tem condições diferentes, TAMANHO diferente (não dá pra comparar 30 voos diários BR-USA com 3 voos BR-Inglaterra), configurações diferentes, e principalmente... moeda e foco diferente. O Euro não ficou tão ruim ou diferente do que já foi pelo fato de que tem se desvalorizado frente ao Dolar.
 
O que vale para Miami/Orlando, não vale para Paris, Londres ou Roma/Milão.



Mas se pegarmos a Europa como um todo, há uma paridade... Temos mais ou menos, saindo de SP:

Portugal - 2 diários
Espanha - 5 diários
UK - 3 diários
Itália - 2 diários
Alemanha - 3 diários
França - 3 diários
Holanda - 1 diário
Turquia - 1 diário
Suíça - 1 diário

Total: 21 diários só de GRU.

Mas o público que vai à Europa busca menos por compras, ou quem a busca na Europa está bem menos suscetível a oscilação da moeda. E como vc disse, o Euro está praticamente no mesmo patamar de outrora.

#59 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,971 posts

Posted 12 de March de 2015 - 22:44

Mas se pegarmos a Europa como um todo, há uma paridade... Temos mais ou menos, saindo de SP:
Portugal - 2 diários
Espanha - 5 diários
UK - 3 diários
Itália - 2 diários
Alemanha - 3 diários
França - 3 diários
Holanda - 1 diário
Turquia - 1 diário
Suíça - 1 diário
Total: 21 diários só de GRU.
Mas o público que vai à Europa busca menos por compras, ou quem a busca na Europa está bem menos suscetível a oscilação da moeda. E como vc disse, o Euro está praticamente no mesmo patamar de outrora.


Há realmente uma paridade de freq para EUA e Europa, afinal para a terra do tio Sam, temos mais ou menos o seguinte:
MIA - 5 diarios
MCO - 3 diarios
ATL - 2 diarios
IAD - 1 diario
EWR - 1 diario
JFK - 4 diarios
DTW - 1 diario
ORD - 1 diario
IAH - 1 diario
DFW - 1 diario
LAX - 1,5 diarios
Total: 21,5 diários

Ocorre que com a desvalorizacao continua do Euro, devemos ter uma migracao de turistas a lazer para a Europa nos proximos meses.

#60 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 19,972 posts

Posted 12 de March de 2015 - 23:24

É ótimo sim. Se está entrando dólar e essa moeda está alta, significa que está entrando ainda mais dinheiro. 

 

Por mais alto que o dólar esteja hoje, o barril está (em reais) pelo menos 40% mais barato que março de 2014 quando o dólar estava na casa de 2,20 e o barril 110,00.

 

Veja só o que TAM  e UNITED fizeram ano passado nas condições descritas acima:

http://www.melhoresdestinos.com.br/promocao-passagens-aereas-nova-york.html 

 

o mesmo preço de hoje. :)

 

Além disso, o Brasil não está (pelo menos ainda não) indo na contramão do mundo, pois a desvalorização do real frente ao dólar não se dá por estarmos com uma economia ruim, mas pela própria valorização do dólar, basta ver que o euro também está desvalorizado frente à moeda americana. E é preciso considerar ainda que se nossa moeda se desvaloriza, acaba que nos tornamos mais atrativos aos turistas estrangeiros.

O problema que os custos também são em dólares, então a operação internacional tem que ser minimamente lucrativa ao ponto da empresa poder passar este lucro para o doméstico. Cria um hedge natural, mas para perder o controle é dois tempos.

 

Arrisco dizer hoje que estamos no zero a zero. O ótimo que me referia era se o dólar ficasse estável nos R$ 2,50 e o petróleo em baixa.

 

Sobre o Dólar, eu concordo que há a valorização dele no mundo todo (o Euro atingiu a mínima de 12 anos ontem frente ao Dólar), mas acho que a desvalorização do Real está sendo também política e especulativa.

 

A345, o que mais afujenta os passageiros não é tanto o câmbio alto, mas a alta volatilidade. A forte subida que vimos nas ultimas semanas impactou sim a demanda para os EUA, mas à medida que o câmbio retroceda e se estabilize, a demanda deve se normalizar, obviamente em patamares mais baixos dos vistos qdo o Usd estava a 2/2.30.

Concordo, a instabilidade da moeda é péssimo. A de 1999 o choque foi violento, mas no segundo semestre a demanda conseguiu se estabilizar e houve até expansão de alguns mercados (Varig passou a voar diário para o Japão e Londres, por exemplo), na época isso era muita coisa.