Jump to content


Photo

Possível reabertura do terminal Pampulha gera atrito entre Infraero e sócios em MG


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
36 replies to this topic

#21 gigiomg

gigiomg
  • Usuários
  • 105 posts
  • Gender:Male
  • Location:Contagem, Minas
  • Cidade/UF/País:Contagem, Minas Gerais, Brasil
  • Data de Nascimento:29/08/1983

Posted 20 de December de 2016 - 21:01

Quem desenhou a localização atual de CNF nos anos 80 nao tem a menor capacidade de analisar e prospectar, para ter que construir um aeroporto tao longe como ele.

se hoje a urbanização esta proxima a ele, me espanta antes, onde so havia mato, o cara enfiar os pax da cidade a viajar ate la no meio do nada.

 

Sem dó, ja pensei antes de privatizar e levar voos era demolir e refazer mais perto. Tem que ser muito mal carater e mal gosto gastar dinheiro ainda mais com CNF atual e nao resolver os problemas atuais de embarcar mais proximo e com segurança aeronautica.

 

Mas que belo desafio nos deixa atualmente.. desafio que so faz perder dinheiro e tempo!

 

 

Já que você se acha super inteligente, onde então poderia ter sido construído o aeroporto internacional de BH? Até parece que é fácil arranjar terreno numa região bastante acidentada como é o caso da RMBH.

 

Os 38 km não é nada de outro mundo, Eu moro ainda mais longe de Confins, mais precisamente em Contagem, uma cidade ao lado de BH, e eu nunca gastei 2 horas pr chegar ou voltar de lá, como muitos sugerem aqui. E se houvesse um transporte sobre trilhos adequado, algo que acontece em várias partes do mundo, em grande medida os problemas relacionados a distância do aeroporto seriam resolvidos. 

 

Vale ainda ser ressaltado que se por um lado a distância relativamente alta do centro gera inconvenientes, por outro lado, impediu que a expansão urbana desenfreada tomasse conta do entorno do aeroporto. Confins, diferentemente de tantos aeroportos país afora, incluindo a Pampulha, n enfrenta problemas pr expandir sua estrutura, pq há uma favela, um prédio ou avenida, ou mesmo um bordel, como no caso de CGH. Quando se analisa a história da construção do aeroporto, o antigo blog CNF ao Vivo tinha um excelente relato sobre isto, nota-se claramente que suas críticas são bastante descabidas. 


  • Flagship and Azul like this

#22 GILMARM

GILMARM
  • Usuários
  • 842 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SP/BRASIL
  • Data de Nascimento:06/09/1992

Posted 20 de December de 2016 - 21:21

 

 

Já que você se acha super inteligente, onde então poderia ter sido construído o aeroporto internacional de BH? Até parece que é fácil arranjar terreno numa região bastante acidentada como é o caso da RMBH.

 

Os 38 km não é nada de outro mundo, Eu moro ainda mais longe de Confins, mais precisamente em Contagem, uma cidade ao lado de BH, e eu nunca gastei 2 horas pr chegar ou voltar de lá, como muitos sugerem aqui. E se houvesse um transporte sobre trilhos adequado, algo que acontece em várias partes do mundo, em grande medida os problemas relacionados a distância do aeroporto seriam resolvidos. 

 

Vale ainda ser ressaltado que se por um lado a distância relativamente alta do centro gera inconvenientes, por outro lado, impediu que a expansão urbana desenfreada tomasse conta do entorno do aeroporto. Confins, diferentemente de tantos aeroportos país afora, incluindo a Pampulha, n enfrenta problemas pr expandir sua estrutura, pq há uma favela, um prédio ou avenida, ou mesmo um bordel, como no caso de CGH. Quando se analisa a história da construção do aeroporto, o antigo blog CNF ao Vivo tinha um excelente relato sobre isto, nota-se claramente que suas críticas são bastante descabidas. 

 

Não tem como falar que não é longe do centro de BH, são 38 km. Não foi fácil achar um terreno para construir o atual aeroporto, visto que é uma região de morros (como você disse). O grande problema é a logística de carga e pessoas até Confins, utilizado somente por veículos próprios, táxis ou busão. Tinha que ter pelo menos um trem ou rodovias de 3 faixas. 



#23 spitfire

spitfire
  • Usuários
  • 2,576 posts
  • Gender:Male
  • Location:3nm de PLU
  • Cidade/UF/País:Belo Horizonte
  • Data de Nascimento:11/12/1913

Posted 20 de December de 2016 - 21:52

 

 

Já que você se acha super inteligente, onde então poderia ter sido construído o aeroporto internacional de BH? Até parece que é fácil arranjar terreno numa região bastante acidentada como é o caso da RMBH.

 

Os 38 km não é nada de outro mundo, Eu moro ainda mais longe de Confins, mais precisamente em Contagem, uma cidade ao lado de BH, e eu nunca gastei 2 horas pr chegar ou voltar de lá, como muitos sugerem aqui. E se houvesse um transporte sobre trilhos adequado, algo que acontece em várias partes do mundo, em grande medida os problemas relacionados a distância do aeroporto seriam resolvidos. 

 

Vale ainda ser ressaltado que se por um lado a distância relativamente alta do centro gera inconvenientes, por outro lado, impediu que a expansão urbana desenfreada tomasse conta do entorno do aeroporto. Confins, diferentemente de tantos aeroportos país afora, incluindo a Pampulha, n enfrenta problemas pr expandir sua estrutura, pq há uma favela, um prédio ou avenida, ou mesmo um bordel, como no caso de CGH. Quando se analisa a história da construção do aeroporto, o antigo blog CNF ao Vivo tinha um excelente relato sobre isto, nota-se claramente que suas críticas são bastante descabidas. 

Não disse que sou inteligente e nao disse para achar ser. Sao fatos de que gosta de CNF mas é mais racional que emocional

Mas ja que tocou no assunto de ser inteligente, talvez tenho sim o bom senso e noção, mais de quem projetou la longe e que estudou para isso e faz essa cagada.

Conheço a RMBH e posso enumerar terrenos propicio: divisa de BH com Santa Luzia, BH com Contagem e outros.. Terreno acidentado tem para todo lado e se observar bem, CNF houve uma terraplanagem fudida. Se fosse gastar nisso, que fizesse proximo da conurbação, pÔ!

Terreno antigamente é o que nao faltava na RMBH, sendo da uniao, melhor ainda nas acomodações.

 

Larga mão de transporte sobre trilhos que a máfia dos transportes somados aos tradicionais politicos nao farão nem um ferro fundido para se compor um trilho deste VLT, metro, etc para competir com onibus urbano/rodoviario.

Criticas descabidas não, fatos... vou a CNF desde 1994.. São fatos e analises e não igual a voce que tem vislumbre em expansão de PLU.. pára meu!.. 

Seu romantismo antigo não cabe hoje na contenções de gastos.



#24 gigiomg

gigiomg
  • Usuários
  • 105 posts
  • Gender:Male
  • Location:Contagem, Minas
  • Cidade/UF/País:Contagem, Minas Gerais, Brasil
  • Data de Nascimento:29/08/1983

Posted 21 de December de 2016 - 02:31

Limite de Contagem com BH? Santa Luzia? Que viagem! No caso específico de Contagem, onde moro, há décadas que já há uma forte conurbação entre as duas cidades. Seria extremamente complicado conseguir um terreno enorme e barato pr a construção de um grande aeroporto.

E sinceramente, n entendi sua última frase. Romantismo? Contenção de gastos? Oi, como assim? E quanto a Pampulha, se for permitido voos com aviões maiores ñ é devaneio imaginar futuras expansões, principalmente se a novela em torno do CIAAR for finalmente resolvida. E dinheiro não é problema. É só o governo fazer uma PPP, concessão, etc.

PS: na época em que se estudava um novo sítio aeroportuário pr BH, um local que tb entrou na mira do governo foi a região em torno da represa Várzea das Flores, entre Contagem e Betim. Mas devido a vários fatores, incluindo o ambiental, a ideia foi abandonada.

#25 Eduardo Mello

Eduardo Mello
  • Usuários
  • 1,514 posts
  • Gender:Male
  • Location:SBAT
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:25/07/1990

Posted 21 de December de 2016 - 07:51

Em qualquer país, inclusive de 1 mundo, sempre que um grande centro precisa de um novo aeroporto, ele acaba saindo na PQP de distância da cidade. A diferença é que a obra contempla um acesso rápido (metrô, trem) e não somente o aeroporto.
  • GuinhoBSB, G-BOAC, Landing and 9 others like this

#26 mr_loner

mr_loner
  • Usuários
  • 3,318 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Curitiba/PR/Brasil
  • Data de Nascimento:18/10/1985

Posted 21 de December de 2016 - 08:32

HAHAHAHAAH momento épico do CR.

de qualquer forma, também recomendaram procurar outros voos uma certa conexão que vc perdeu diversas vezes, mas mesmo assim vc insistem e fazer.

essa vc não vai poder botar a culpa na conta dos amigos do CR.

 

Bem, completam exatos um ano nesse Natal que não uso os serviços da referida empresa em virtude não só desses episódios como de outros bem semelhantes, entretanto o mais engraçado é que os próprios tripulantes da empresa ficaram ''recomendando'' usar outras alternativas. Eu era cliente ouro, então não sei se fui eu que perdi com essa decisão.

Agora Voltando a CNF, era minha primeira vez em BH onde cheguei via PLU pois tinha vindo de UDI, saí 2h20min antes do horário do meu voo da Savassi, cheguei faltando 15min para o voo, detalhe é que eu não levei nem 40min para chegar na região da pampulha, o grande gasto de tempo foi depois, e na época tinham foristas que juravam de pé junto que se gastava ''praticamente o mesmo tempo'' do centro, e que todo o problema de atraso e trânsito se dava do centro até a região da pampulha, que depois era só pegar a linha verde que logo logo se estava em CNF...

Mas enfim, as pessoas inflam o ego por ter o aero maior, mais movimentado, com mais destinos, etc, é algo que vemos com transparência principalmente nos tópicos envolvendo GRU e GIG, esse desespero com CNF nada mais é que o medo de ter um aeroporto ''não tão grandioso'' pela reabertura de algumas operações em PLU, mesmo que isso represente um maior desconforto aos passageiros que de fato precisam ter uma gestão de tempo mais apertada, que não é o meu caso... Na minha ultima ida a BH mês passado, o voo era as 14h, saí as 10h do hotel para não ter problema, fui de boas... e almocei em CNF...



#27 hugo bellini

hugo bellini
  • Usuários
  • 1,367 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:são paulo
  • Data de Nascimento:18/10/1977

Posted 21 de December de 2016 - 11:14

Confins está no lugar certo, a realidade socioeconômica do país é que não.

 

não é só fazer um trem ou vlt para atender o aeroporto, quem vai pagar por isso? o governo, com subsídios? porque sozinha uma linha dessa não se sustenta.

 

linha exclusiva ou expressa pro aeroporto é uma raridade mesmo em países ricos, até mesmo na Europa onde o sistema ferroviário é o maisbem estabelecido do planeta. serviços como o Heathrow Express são uma exceção; Paris mesmo, que se equivale a Londres em termos econômicos, rede ferroviária e movimentação aeroportuária, lá só se chega no CDG no trem suburbano normal - com sorte, numa linha expressa, senão vai no pinga-pinga mesmo. com diferenças pontuais, é o mesmo em MXP, MAD, AMS, FRA. a rede de transporte público sobre trilhos serve também o aeroporto.

 

spoiler alert: mesmo na Europa, o sistema ferroviário é pesadamente subsidiado, especialmente o metrô.

 

e isso pra nem falar dos EUA, que praticamente não tem trem. veja NY, que é exceção, mas onde chegar no JFK não é exatamente uma viagem cômoda.

 

volta pro Brasil, pra BH. cadê o sistema de metrô? cadê a capilaridade e integração modal do transporte público pra viabilizar minimamente uma linha, ainda que um VLT, que ligue Confins e os (poucos) núcleos habitacionais no seu caminho ao resto da cidade?

 

não tem resposta fácil, muito menos barata pra isso. os estudos de viabilidade feitos para o expresso aeroporto que se projetou para Guarulhos, na sua última versão (abortada graças ao natimorto trem bala da dona dilma), traz muitas informações interessantes pra quem quiser refletir um pouco mais sobre esse assunto.

 

o fato é que a localização de Confins representa esse dilema entre um sítio ideal/possível x acesso longe do ideal e de difícil solução. mas pior seria ter 10 milhões de pessoas sobrevoando o centro da cidade.

 

Pampulha, neste sentido, seria melhor completamente desativado. aeroportos centrais são um luxo e um risco que cada vez menos gente está disposta a arcar.


  • João Pedro Duarte and Azul like this

#28 spitfire

spitfire
  • Usuários
  • 2,576 posts
  • Gender:Male
  • Location:3nm de PLU
  • Cidade/UF/País:Belo Horizonte
  • Data de Nascimento:11/12/1913

Posted 21 de December de 2016 - 11:40

Limite de Contagem com BH? Santa Luzia? Que viagem! No caso específico de Contagem, onde moro, há décadas que já há uma forte conurbação entre as duas cidades. Seria extremamente complicado conseguir um terreno enorme e barato pr a construção de um grande aeroporto.

E sinceramente, n entendi sua última frase. Romantismo? Contenção de gastos? Oi, como assim? E quanto a Pampulha, se for permitido voos com aviões maiores ñ é devaneio imaginar futuras expansões, principalmente se a novela em torno do CIAAR for finalmente resolvida. E dinheiro não é problema. É só o governo fazer uma PPP, concessão, etc.

PS: na época em que se estudava um novo sítio aeroportuário pr BH, um local que tb entrou na mira do governo foi a região em torno da represa Várzea das Flores, entre Contagem e Betim. Mas devido a vários fatores, incluindo o ambiental, a ideia foi abandonada.

 

ou, a viagem é sua.. vc é muito cabeçudo em nao abrir um simples google maps, analisar e entender ao conteudo que eu disse, então paro por aqui para nao cair em possiveis brigas.



#29 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,532 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 31 de October de 2017 - 20:51

Meus prezados

"Se mantida decisão sobre Pampulha, aumento de preços de passagens em Confins é inevitável", diz CCR

Administradora do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte questiona decisão do governo federal de autorizar voos comerciais em terminal na mesma cidade

"É inevitável o aumento do preço das passagens, por conta da diminuição da competição [se o Aeroporto de Belo Horizonte - Pampulha for realmente aberto para voos nacionais]", disse a coordenadora de Relações com Investidores do Grupo CCR, Flávia Godoy, durante teleconferência com analistas e investidores, realizada hoje (27), sobre a Portaria Nº 911 do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, publicada na última quarta-feira 25 de outubro.

Segundo ela, caso o governo não recue, o Grupo CCR prevê uma perda da conectividade aérea no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (MG), localizado em Confins (MG), tanto pela redução no número de destinos, como pela 'eliminação de voos internacionais que partem ou poderiam partir de Confins'.

"A companhia está aguardando a decisão. Em um primeiro momento a gente está tentando reverter essa decisão da portaria. Precisamos aguardar os próximos passos", comenta Flávia. No entendimento da companhia, a abertura do aeroporto - que não era prevista no momento do leilão - cabe direito a reequilíbrio. "A gente vai brigar por isso", comenta Flávia.

O Aeroporto de Confins está em mãos do consórcio BH Airport, formado pelo Grupo CCR e Zürich Airport, desde 2013.

Fonte: via blog Direto da Pista 30 OUT 2017



#30 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,532 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 05 de January de 2018 - 15:26

Meus prezados

Sócios querem que a Infraero saia do conselho do aeroporto de Confins

Os sócios privados do aeroporto internacional de Confins (MG) estudam medidas legais para tirar do conselho de administração da concessionária membros ligados à estatal Infraero, sócia do empreendimento com 49%.
Para CCR e Aeroporto de Zurich —parceiras privadas que são donas dos 51% restantes—, a Infraero passou a ter conflito de interesse desde outubro, quando o governo federal liberou o aeroporto da Pampulha, pertencente à estatal, para voltar a operar grandes jatos comerciais.
Em 2005, Pampulha havia transferido os voos de longa distância para Confins, ficando apenas com aviação executiva e regional no Estado.
Sua reabertura para os grandes jatos agora representa uma concorrência para a concessionária BH Airport, ou seja, dona de 100% de Pampulha, a Infraero teria agora conflito de interesse, segundo os sócios privados, para acompanhar as reuniões do conselho de Confins.
Será pedido que Eduardo Stukert, diretor jurídico da Infraero, se retire do conselho da concessionária.
O aeroporto, que fica a 38 km de Belo Horizonte, foi concedido em 2014, sob o modelo de privatização usado pelo governo Dilma Rousseff, que determinava em 49% a participação da estatal, com cadeiras no conselho.
A animosidade entre os sócios privados e a estatal cresce desde o ano passado, quando a Infraero passou a insistir em seu plano de reabrir Pampulha para os voos comerciais, um desejo antigo do ex-deputado Valdemar Costa Neto, ex-presidente do PR condenado no mensalão, que tem forte influência na Infraero.
Neste ano, a pressão de Costa Neto foi atendida às vésperas da denúncia da Procuradoria-Geral da República na Câmara contra o presidente Michel Temer.
EMPRÉSTIMO
O efeito da reabertura de Pampulha, porém, começou na semana passada, quando o BNDES entrou em contato com a BH Airport informando que não vai liberar neste mês o financiamento de longo prazo de R$ 500 milhões.
A instituição argumenta que precisa avaliar eventuais impactos da retomada das operações na Pampulha sobre o caixa de Confins.
O recurso seria usado para pagar um outro financiamento, o chamado empréstimo-ponte, de R$ 420 milhões, que vence em janeiro, o que coloca a concessionária em uma situação difícil para evitar um calote.
O BNDES afirma que vai propor uma renovação do vencimento do empréstimo-ponte de Confins. Os sócios privados não se manifestam. A Infraero diz que não foi informada.
Nesta sexta-feira (8) os sócios privados e a Infraero já se reuniram. Na segunda-feira (11) será convocada uma assembleia extraordinária para tratar do assunto.
Fonte: Joana Cunha para jornal Folha de São Paulo via CECOMSAER 9 dez 2017


  • LipeGIG likes this

#31 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 22,180 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 05 de January de 2018 - 17:36

Confins está no lugar certo, a realidade socioeconômica do país é que não.

 

não é só fazer um trem ou vlt para atender o aeroporto, quem vai pagar por isso? o governo, com subsídios? porque sozinha uma linha dessa não se sustenta.

 

linha exclusiva ou expressa pro aeroporto é uma raridade mesmo em países ricos, até mesmo na Europa onde o sistema ferroviário é o maisbem estabelecido do planeta. serviços como o Heathrow Express são uma exceção; Paris mesmo, que se equivale a Londres em termos econômicos, rede ferroviária e movimentação aeroportuária, lá só se chega no CDG no trem suburbano normal - com sorte, numa linha expressa, senão vai no pinga-pinga mesmo. com diferenças pontuais, é o mesmo em MXP, MAD, AMS, FRA. a rede de transporte público sobre trilhos serve também o aeroporto.

 

spoiler alert: mesmo na Europa, o sistema ferroviário é pesadamente subsidiado, especialmente o metrô.

 

e isso pra nem falar dos EUA, que praticamente não tem trem. veja NY, que é exceção, mas onde chegar no JFK não é exatamente uma viagem cômoda.

 

volta pro Brasil, pra BH. cadê o sistema de metrô? cadê a capilaridade e integração modal do transporte público pra viabilizar minimamente uma linha, ainda que um VLT, que ligue Confins e os (poucos) núcleos habitacionais no seu caminho ao resto da cidade?

 

não tem resposta fácil, muito menos barata pra isso. os estudos de viabilidade feitos para o expresso aeroporto que se projetou para Guarulhos, na sua última versão (abortada graças ao natimorto trem bala da dona dilma), traz muitas informações interessantes pra quem quiser refletir um pouco mais sobre esse assunto.

 

o fato é que a localização de Confins representa esse dilema entre um sítio ideal/possível x acesso longe do ideal e de difícil solução. mas pior seria ter 10 milhões de pessoas sobrevoando o centro da cidade.

 

Pampulha, neste sentido, seria melhor completamente desativado. aeroportos centrais são um luxo e um risco que cada vez menos gente está disposta a arcar.

 

Quanto aos EUA, está mudando e cada vez mais rápido.

 

DFW ja permite acesso via Light Rail a região metropolitana - você chega a Dallas em 30-40 minutos. Pode tambem ir a todas as cidades próximas.

JFK tem trens confortaveis da Penn Station ate Jamaica e de lá com 10min de conexão por vezes penosa, você chega aos terminais (é uma opção)

BOS tem acesso por um onibus hibrido que é uma espécie de BRT

MIA ja tem acesso por metro e esta projetando um trem que conectará FLL e MCO

EWR tem acesso a Penn Station em Nova York até mais fácil que o JFK

SFO tem o BART e te leva do aeroporto ao Centro e até a outras cidades da Bay Area.

LAS tem metro

LAX tem metro

DCA tem metro

ATL tem metro

 

Não conheço bem Chicago. Mas pelo que eu listei acima, cobre ja a maior parte dos grandes aeroportos dos Estados Unidos de forma BEMMM mais eficiente do que temos no Brasil. E a maioria são projetos de 15 anos pra cá.



#32 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,436 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sao Paulo - Lisbon
  • Interests:Travels, sports, culture, workout, airports, finance.
  • Cidade/UF/País:Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento:08/10/1974

Posted 05 de January de 2018 - 20:01

ORD é ligada por metrô à cidade, bastante rápido e eficiente.



#33 Leirbag

Leirbag
  • Membro Honorário
  • 5,998 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro/RJ/Brasil
  • Data de Nascimento:15/12/1987

Posted 06 de January de 2018 - 09:18

ORD é ligada por metrô à cidade, bastante rápido e eficiente.


Tanto ORD, quanto MDW.
Já fui e voltei de ambos os aeroportos de Chicago de metrô e foi bem prático e tranquilo.
  • boulosandre likes this

#34 Flagship

Flagship
  • Usuários
  • 2,444 posts
  • Gender:Male

Posted 07 de January de 2018 - 18:25

Agora vamos voltar a nossa realidade econômica, e principal, política.

 

Pampulha reabrindo, vocês acham que não vão fazer obras sem licitação para ampliação do aeroporto que já nasce mais que saturado? 

 

E mesmo se tiver licitação, sabemos que é carta marcada hoje em dia. Lava-jato já provou isso dezenas de vezes. 

 

As obras, vão se arrastar durante alguns anos, vai encher o bolso de quem financiou as campanhas do PL/PMDB etc etc etc. As obras do CIAAR em Lagoa Santa foram retomadas no momento que anunciaram a reabertura de PLU. Obras que estavam paradas e iam se arrastando.

 

Nem GRU que é a nossa realidade real (Brasil), possui sistema de trem/metrô ligando os terminais. Aquela ligação VLT que precisará de ônibus, não conta.

 

Agora imaginem em CNF, na qual temos um estado ainda governado por um braço direito da ex-presidenta, aonde nada se criou e/ou desenvolveu nesse estado desde 2015.

 

Nós mineiros, e brasileiros, estamos longe de serem comparados com países desenvolvidos nesse quesito. Os 40km de distância com BH, infelizmente, farão parte de nossas vidas por vários anos. Se fosse em um país mais um pouco desenvolvido, quem sabe as coisas não seriam um pouco diferentes.

 

Aeroporto da Pampulha não é a solução dos nossos problemas, pode ser só o começo de outros tantos. 


Edited by Flagship, 07 de January de 2018 - 18:27 .

  • PT-KTR likes this

#35 PT-KTR

PT-KTR
  • Usuários
  • 8,987 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SBSV
  • Data de Nascimento:04/11/1933

Posted 07 de January de 2018 - 18:50

Agora vamos voltar a nossa realidade econômica, e principal, política.

 

Pampulha reabrindo, vocês acham que não vão fazer obras sem licitação para ampliação do aeroporto que já nasce mais que saturado? 

 

E mesmo se tiver licitação, sabemos que é carta marcada hoje em dia. Lava-jato já provou isso dezenas de vezes. 

 

As obras, vão se arrastar durante alguns anos, vai encher o bolso de quem financiou as campanhas do PL/PMDB etc etc etc. As obras do CIAAR em Lagoa Santa foram retomadas no momento que anunciaram a reabertura de PLU. Obras que estavam paradas e iam se arrastando.

 

Nem GRU que é a nossa realidade real (Brasil), possui sistema de trem/metrô ligando os terminais. Aquela ligação VLT que precisará de ônibus, não conta.

 

Agora imaginem em CNF, na qual temos um estado ainda governado por um braço direito da ex-presidenta, aonde nada se criou e/ou desenvolveu nesse estado desde 2015.

 

Nós mineiros, e brasileiros, estamos longe de serem comparados com países desenvolvidos nesse quesito. Os 40km de distância com BH, infelizmente, farão parte de nossas vidas por vários anos. Se fosse em um país mais um pouco desenvolvido, quem sabe as coisas não seriam um pouco diferentes.

 

Aeroporto da Pampulha não é a solução dos nossos problemas, pode ser só o começo de outros tantos. 

 

Um dos melhores posts já vistos em todos esses anos nesta industria vital.



#36 José Castro

José Castro
  • Usuários
  • 1,647 posts
  • Gender:Male
  • Location:PR
  • Cidade/UF/País:PI
  • Data de Nascimento:29/03/1980

Posted 07 de January de 2018 - 22:57

Aeroporto da Pampulha não é a solução dos nossos problemas, pode ser só o começo de outros tantos. 


Só esse final já fechou com chave de ouro o tópico. Perfeitamente boa e sensata colocação.

#37 Flagship

Flagship
  • Usuários
  • 2,444 posts
  • Gender:Male

Posted 09 de January de 2018 - 19:28

Confins e Pampulha: é viável?

 

Via Ponte Aérea

 

https://ponteaerea.n...pulha-e-viavel/