Jump to content


Photo

Quatro países têm interesse em usar centro de lançamento de foguete do Brasil

Alcântara

  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
8 replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 13 de April de 2017 - 13:48

Meus prezados

Quatro países têm interesse em usar centro de lançamento de foguete do Brasil

Estados Unidos, França, Rússia e Israel manifestaram interesse em formalizar parceria com o Brasil para utilização do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no estado do Maranhão. A informação é do ministro da Defesa, Raul Jungmann, que esteve hoje (12) conhecendo as instalações do centro e o programa espacial brasileiro.

O CLA é a denominação da segunda base de lançamento de foguetes da Força Aérea Brasileira (FAB). Ele sedia os testes do Veículo Lançador de Satélites e destina-se a realizar missões de lançamento de satélites.

De acordo com o ministro, qualquer acordo com as partes interessadas se dará sempre levando em consideração a soberania do Brasil.

“Na semana passada, um grupo francês esteve visitando o centro de lançamento. Obtive informações de que o CLA está em condições operacionais. Ou seja, se houver algumas demandas, o centro pode lançar foguetes num prazo de uma semana”, disse Jungmann.

O ministro informou que mantém conversas com a direção da Embraer Defesa, a fim de que o conglomerado nacional, que é sócio na Visiona, junto com a Telebrás, também fixe acordos com o CLA.

A Visiona é a empresa que contratou da francesa Thales o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC).

“Vou também procurar o BNDES para que o banco possa apontar formas de fomento para o centro de lançamento. Em uma outra frente conversarei com os responsáveis na Casa Civil da Presidência da República para equacionar as questões de natureza fundiárias”, concluiu.

Fonte: Agência Brasil via CECOMSAER 13 ABR 2017


Edited by jambock, 13 de April de 2017 - 13:49 .


#2 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 31 de May de 2017 - 20:13

Meus prezados

EUA vão usar Centro de Alcântara para lançar foguetes, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, Israel, Rússia e França também já manifestaram interesse em utilizar estrutura no Maranhão

SÃO PAULO – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira, 31, que o governo brasileiro vai permitir inicialmente aos Estados Unidos o uso do Centro de Alcântara, no Maranhão, para o lançamento de foguetes ao espaço. Além dos Estados Unidos, o ministro disse que Israel, Rússia e França já manifestaram interesse em usar a estrutura do equipamento.

O Centro de Lançamento de Alcântara, conforme lembrou o ministro durante o Fórum de Investimentos Brasil 2017, está paralisado desde 2001, e o governo do presidente Michel Temer (PMDB) prepara um projeto de lei que autoriza o País a permitir o uso do equipamento a governos estrangeiros. Uma versão do projeto já havia sido apresentada em 2001, mas foi retirada do Congresso para ganhar um novo texto.

Durante discurso no evento, o ministro não citou um prazo para envio do projeto, mas disse que “muito em breve” o centro vai estar em plenas condições de funcionamento. Jungmann falou ainda que será reformulada a governança da estrutura, que, segundo ele, era um dos “temas mais frágeis” da estrutura para o governo.

Um Conselho Nacional de Espaço também será criado, explicou o ministro, para servir como um comitê executivo que dará suporte à administração do centro de lançamentos.

“O País investiu bilhões na construção do equipamento de um centro que aí se encontra plenamente consolidado, com plenas condições de funcionamento e que esperamos (reativá-lo) muito em breve”, disse Jungmann.

O ministro destacou que o interesse dos outros países em usar a estrutura brasileira para lançar foguetes no espaço se dá pelo fato de o centro estar estrategicamente localizado, já que fica na Linha do Equador e tem uma proximidade maior da superfície terrestre com o espaço.

Fonte: Por Daniel Weterman para O Estado de S.Paulo via site Poder Aéreo 31 MAI 2017



#3 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 01 de June de 2017 - 09:52

Meus prezados

Governo quer retomar plano de ampliação da base de Alcântara

O governo quer resgatar o plano de ampliação da base de Alcântara com o uso de áreas de quilombolas, afirmou o ministro da Defesa, Raul Jungmann.

Segundo ele, foi solicitado à Casa Civil a retomada da discussão. O ministro afirmou que já há acordo com lideranças quilombolas para a cessão desses 12 mil hectares ao centro de lançamento de satélites, que fica localizado no Maranhão.

A ideia é aumentar o número de plataformas para lançamento, permitindo que o país feche acordos de uso da base com mais países e ganhe mais dinheiro com o centro.

O plano de ampliação de Alcântara para 20 mil hectares é antigo. Um acordo começou a ser gestado ainda no governo Lula, mas nunca chegou a ser finalizado com a efetiva extensão da área.

INTERESSE

Segundo o ministro, a base desperta interesse por sua localização, que torna os custos de lançamento muito menores do que em outros centros do mundo.

Israel, Rússia e França já informaram ao governo ter "disposição firme" para usar o centro, afirmou Jungmann.

Já há tratativas avançadas para um acordo com os Estados Unidos.

Além da ampliação da área, há outras medidas em curso como a revisão da governança da base.

De acordo com o ministro, hoje há diversos órgãos envolvidos na administração da base, mas o papel de cada um não está claro.  

Fonte: Renata Agostini e Flavia Lima para O Estado de São Paulo via CECOMSAER 1 JUN 2017 



#4 Pifpaf

Pifpaf
  • Usuários
  • 282 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Somewhere inflight
  • Data de Nascimento:07/07/1966

Posted 01 de June de 2017 - 16:08

[color=#0000ff]
O ministro destacou que o interesse dos outros países em usar a estrutura brasileira para lançar foguetes no espaço se dá pelo fato de o centro estar estrategicamente localizado, já que fica na Linha do Equador e tem uma proximidade maior da superfície terrestre com o espaço.
Fonte: Por Daniel Weterman para O Estado de S.Paulo via site Poder Aéreo 31 MAI 2017

Alcântara então "tem uma proximidade maior da superfície terrestre com o espaço"?!?!?
Esse repórter é um "jênio"!!!

#5 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 09 de June de 2017 - 18:49

Meus prezados

Comissão ouvirá ministro da Defesa sobre acordo com os Estados Unidos

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quinta-feira (8) a realização de uma audiência pública com o ministro da Defesa, Raul Jungmann.

...

Um dos pontos que chamou a atenção da senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM), autora de um dos requerimentos aprovados, é a permissão para que os norte-americanos façam uso da Base de Alcântara (MA) no lançamento de foguetes. O outro requerimento aprovado, de Romero Jucá (PMDB-RR), também prevê que o ministro detalhe o recente acordo com os EUA.

...

A data da audiência com Raul Jungmann será acertada em comum acordo com a assessoria do ministro.

Fonte: Sergio Vieira para Agência Senado via CECOMSAER 9 JUN 2017


Edited by jambock, 09 de June de 2017 - 18:49 .


#6 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 30 de June de 2017 - 18:24

Meus prezados

País perde U$ 1,5 bilhão por ano devido a modelo equivocado na Base de Alcântara, avalia Jungmann

O país não pode repetir o equívoco de atrelar a base de lançamentos de Alcântara (MA) a um único parceiro, disse nesta quinta-feira (29) o ministro da Defesa, Raul Jungmann, em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Ele informou os senadores que o governo já negocia com outros países o uso otimizado da plataforma.

Jungmann avalia que os acordos podem render ao Brasil cerca de U$ 1,5 bilhão por ano, o que já deveria ocorrer. Neste cenário ele entende ser "incompreensível" a base encontrar-se totalmente inutilizada, em razão de "concepções errôneas", que temiam o controle de Alcântara pelos Estados Unidos.

— Nesta nova concepção nós vamos trabalhar com China, Rússia, EUA, Israel, França, com empresas nacionais, seja quem for. Já estamos negociando com qualquer país que tenha interesse, não haverá monopólio — disse.

Ele acrescentou que a minuta definindo um novo modelo de uso para a base será em breve encaminhada ao Congresso Nacional, e pediu a compreensão da oposição para que o veja como sendo de "interesse nacional". O ministro avalia a Base de Alcântara como "a melhor do hemisfério", a mais econômica, capaz de colocar o país no lucrativo mercado de lançamento de satélites.

Ucrânia

Ele também afirmou que o governo não cogita ter apenas um país parceiro em torno da base, por entender ser esta a melhor forma inclusive de evitar ações buscando inviabilizá-la, por razões de concorrência comercial.

O novo modelo passa ainda pela assinatura de um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Público, que possibilitará a reincorporação de parte do terreno, cedido para quilombolas. Entre 2003 e 2015 vigorou um acordo de parceria em torno da Base com a Ucrânia.

Fonte: Sergio Vieira para Agência Senado via CECOMSAER 30 JUN 2017



#7 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 03 de October de 2017 - 12:07

Meus prezados
Brasil envia proposta para EUA lançarem foguetes na Base de Alcântara
Governo enviou há dois meses documento aos americanos; outros países poderiam usar estrutura no Maranhão
WASHINGTON – O Brasil enviou ao governo dos Estados Unidos uma proposta de acordo para permitir a utilização da Base de Alcântara, no Maranhão, para lançamento de satélites americanos e de outras nações que utilizam tecnologia do País. O documento está sob análise do Departamento de Estado há dois meses.
1506545487413.jpg
A Base de Alcântara se localiza no Maranhão Foto: Lisandra Paraguassu/Estadão
+++ França e Rússia entram na disputa por Alcântara
Essa negociação começou há mais de 15 anos e sofreu um revés com a rejeição do acordo original pelo Congresso brasileiro em 2001, sob o argumento de que os termos violavam a soberania nacional. O embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral, disse que a proposta foi revisada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, e enviada ao Departamento de Estado.
“O acordo não passou em nosso Congresso porque, talvez, fosse um procedimento mais intrusivo que o justificável para a proteção da propriedade intelectual da informação e dos equipamentos que são sensíveis”, afirmou o diplomata.
O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Michael McKinley, observou que as exigências americanas de segurança e proteção de informações continuam as mesmas. Mas ressaltou: “Agora é um momento novo e um momento de avaliação das propostas feitas. Temos que esperar a avaliação”.
Os dois diplomatas participaram nesta terça-feira, 26, de plenária anual do Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos, em Washington.
Ambos disseram não saber quando o processo de análise será concluído.
“Ninguém questiona a proteção da informação, da tecnologia e dos equipamentos, mas questiona o grau de interferência no processo de lançamento dos foguetes”, ressaltou Amaral.
O embaixador disse ainda que o acordo é importante não apenas para permitir lançamentos de todos os equipamentos que tenham tecnologia americana.
A negociação com os Estados Unidos foi retomada com a posse de Michel Temer (PMDB) e o fracasso da cooperação fechada por sua antecessora, Dilma Rousseff (PT), com a Ucrânia. Depois de consumir US$ 1 bilhão em investimentos, o acordo não teve resultados concretos.
Fonte: Cláudia Trevisan, Correspondente de O Estado de S. Paulo nos Estados Unidos via E.M.Pinto para site Plano Brasil 27 SET 2017



#8 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 11 de January de 2018 - 10:27

Meus prezados
Delegação de empresas americanas visita o Centro de Lançamento de Alcântara

VLS.jpg
O Jane’s noticiou que uma delegação da indústria aeroespacial americana visitou o Centro de Lançamento de Alcântara (ALC) em dezembro.
O Brasil estaria cortejando as empresas dos EUA para utilizarem seu site de lançamento de Alcântara no nordeste do Brasil.
A localização é sedutora, mas os obstáculos regulatórios e logísticos são grandes. O clima acolhedor do Brasil para satélites pequenos e um local de lançamento equatorial privilegiado são considerados atraentes para as empresas espaciais dos EUA.
Entre as empresas que visitaram Alcântara, estavam a Vector Space Systems, Microcosm Inc, Lockheed Martin, e Boeing.
Centro-de-Lan%C3%A7amento-de-Alc%C3%A2nt
Centro de Lançamento de Alcântara

CLA-Map.jpg
Fonte: site Poder Aéreo 10 jan 2018



#9 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,088 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 22 de June de 2018 - 08:45

Meus prezados
Roscosmos quer participar do desenvolvimento do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) no Maranhão
alx_base-de-alcantara-maranhao-20150428-
A corporação espacial russa Roscosmos e a Agência Espacial Brasileira (AEB) discutiram a possibilidade da participação russa no desenvolvimento do centro de lançamento de Alcântara, no Maranhão, informou o serviço de imprensa da corporação nesta quarta-feira.
A delegação de Roscosmos, liderada pelo diretor-geral Dmitry Rogozin, participa do simpósio do jubileu da Conferência das Nações Unidas sobre Exploração e Usos Pacíficos do Espaço Exterior (UNISPACE + 50).
A delegação assinou um acordo de cooperação com os Emirados Árabes Unidos e participou da 61ª sessão do comitê espacial da ONU, além de ter tido discussões com autoridades brasileiras.
“Além disso, foi realizada uma reunião bilateral com a delegação da Agência Espacial Brasileira, liderada pelo presidente José Raimundo Braga Coelho Braga. As partes discutiram as perspectivas de cooperação na área de navegação por satélite, monitoramento de detritos espaciais e possível participação da Rússia no desenvolvimento do cosmódromo brasileiro de Alcântara”, informou a Roscosmos.
Alcântara é a instalação de lançamento de satélites do Brasil no estado do Maranhão. No início de junho, o Brasil iniciou negociações com os Estados Unidos para emprestar o local para uso comercial. A instalação está localizada perto da linha do Equador, permitindo assim reduzir o consumo de combustível no lançamento.
Anteriormente, o projeto foi tocado pelo Brasil em parceria com a Ucrânia, mas os resultados ficaram muito abaixo do esperado.
Fonte: sputniknews via Ghost para site Plano Brasil 22 jun 2018