Jump to content


Photo

Alemanha pede dados confidenciais aos Estados Unidos sobre o caça F-35 da Lockheed


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
2 replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 21 de May de 2017 - 03:52

Meus prezados
Alemanha pede dados confidenciais aos Estados Unidos sobre o caça F-35 da Lockheed
A Força Aérea Alemã enviou este mês aos militares norte-americanos um pedido por escrito de dados confidenciais sobre o avião de caça F-35 da Lockheed Martin Corp (LMT.N) à medida que se prepara para substituir sua frota atual de caças de 2025 a 2035.
A carta, enviada pelo comando de planejamento da Força Aérea e vista pela Reuters, deixa claro que o governo alemão ainda não autorizou um programa de aquisição e não está comprometido com nenhuma aeronave em particular para substituir seus aviões de combate atuais.
Ele disse que o ministério da defesa realizaria “uma avaliação aprofundada das soluções disponíveis no mercado, incluindo o F-35, ainda este ano”, com uma “carta de solicitação” formal a ser emitida nos próximos meses.
O interesse da Alemanha no F-35 — o avião de caça mais avançado do Pentágono e seu mais caro programa de aquisição — pode surpreender alguns dado que ela faz parte do consórcio de quatro nações que desenvolveu o Eurofighter Typhoon de quarta geração, que continua a competir por novas encomendas.
O Eurofighter é construído pela Airbus (AIR.PA), bem como pela britânica BAE Systems (BAES.L) e Leonardo (LDOF.MI) da Itália.
A Alemanha terá de substituir a sua atual frota de aviões de quarta geração — Tornados em uso desde 1981 e Eurofighters — entre 2025 e 2035. O F-35 é considerado um caça de quinta geração com capacidades furtivas que lhe permitem escapar dos radares inimigos.
A carta de Berlim também vem em meio a tensões crescentes entre o Ocidente e a Rússia sobre o apoio de Moscou aos separatistas no leste da Ucrânia, com funcionários da Otan dizendo que a atividade naval russa agora supera os níveis observados até mesmo durante a Guerra Fria.
A Grã-Bretanha, os Países Baixos, a Noruega, a Turquia e a Itália — aliados-chave da Otan na Alemanha — já estão comprando o caça F-35 para substituir suas aeronaves atuais e outros países europeus como a Suíça, a Bélgica e a Finlândia também estão estudando o avião de quinta geração.
O gesto da Alemanha pode ter como objetivo reforçar a sua mão nas negociações com os seus parceiros europeus sobre a escala e o momento do desenvolvimento de uma nova geração de caças europeus. Qualquer movimento para comprar um avião de guerra construído nos Estados Unidos poderia enfrentar resistência política na Alemanha, que tem fortes sindicatos.
Mas fontes militares dizem que comprar o F-35 poderia fazer sentido para a Alemanha, devido ao constante declínio no custo dos jatos dos EUA, e desafios técnicos com o Eurofighter.
BRIEFING DE OITO HORAS
Na carta, a Força Aérea disse que uma pequena equipe de oficiais da Força Aérea estava reunindo dados para se preparar para uma análise detalhada das alternativas para um novo avião de combate.
O grupo estava trabalhando em estreita colaboração com a “Task Force Future Air Combat System” do ministério, que pretende fazer uma recomendação para uma decisão política em meados de 2018, disse a carta.
“Para entender as tecnologias de ponta da F-35, a Força Aérea Alemã está solicitando um resumo das capacidades do F-35 em geral e, especialmente, das suítes de sensores, gerenciamento de informações e capacidades operacionais”.
A carta dizia que uma videoconferência sugerida por funcionários dos EUA em Bonn ajudaria a acelerar o processo.
Uma fonte familiarizada com os programas de armas dos EUA disse que o briefing confidencial solicitado pela Alemanha provavelmente duraria cerca de oito horas.
Uma vez que a Alemanha não faz parte do consórcio internacional que financiou o desenvolvimento do novo caça furtivo, o pedido de informações classificadas deve ser previamente aprovado pelo governo dos EUA, mas funcionários dos EUA disseram que não esperavam problemas para obter a licença de comercialização necessária.
O escritório do programa F-35 do Pentágono disse que recebeu a carta e “estava trabalhando para apoiar o pedido da Força Aérea Alemã”.
A Lockheed referiu as questões ao Departamento de Estado, que supervisiona as vendas militares estrangeiras, e ao Pentágono. O porta-voz Michael Rein disse que seria inadequado para a Lockheed comentar, uma vez que quaisquer vendas potenciais seriam negociadas entre os dois governos.
O F-35 está em uso operacional pelo Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha dos EUA e pela Força Aérea dos EUA, que no mês passado realizou seu primeiro desdobramento operacional de um pequeno número de jatos para a Estônia para treinamento com outras aeronaves militares dos EUA e da Otan.
A Força Aérea dos EUA também anunciou este mês que planeja levar o F-35 para o Paris Air Show em junho.
Fonte: Reuters via site Poder Aéreo 17 MAI 2017



#2 GuinhoBSB

GuinhoBSB
  • Usuários
  • 880 posts
  • Gender:Male
  • Location:Brasília
  • Cidade/UF/País:Brasilia
  • Data de Nascimento:09/08/1981

Posted 31 de May de 2017 - 13:33

A Força Aérea dos EUA também anunciou este mês que planeja levar o F-35 para o Paris Air Show em junho.
Fonte: Reuters via site Poder Aéreo 17 MAI 2017

 

Tem que chegar fazendo pouso vertical, bem triunfante, rs.



#3 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 09 de November de 2017 - 12:11

Meus prezados
Alemanha declara preferência pelo F-35 para substituir Tornado
F-35-mockup.jpg
F-35

 

Segundo o Jane’s, a Força Aérea Alemã tem uma lista restrita de plataformas existentes para substituir os seus caça-bombardeiros Panavia Tornado de 2025 a 2030, mas o Lockheed Martin F-35 Lightning II Joint Strike Fighter (JSF) é a “escolha preferida” do serviço, disse um oficial sênior em 8 Novembro.
Falando sob a Chatham House Rule, o oficial disse que o F-35 já cumpre a maioria dos requisitos que a Luftwaffe exige para substituir seus Tornados no período de 2025 a 2030, e que oferece uma série de outros benefícios além disso.
“O substituto do Tornado precisa ser uma aeronave de quinta geração que pode ser detectada o mais tarde possível, se for o caso. Ele deve ser capaz de identificar alvos de um longo alcance e alvejá-los o mais rápido possível.
“O Ministério da Defesa da Alemanha [MoD] está buscando por vários aviões hoje, incluindo o F-35 – que já está comercialmente disponível, foi encomendado por muitas nações e está sendo introduzido no serviço hoje e tem a maioria dos recursos necessários.”
A Alemanha já havia contratado a Airbus Defesa e Espaço (DS) na definição dos requisitos para uma futura substituição do Tornado no âmbito do seu programa FCAS (Future Combat Air System). No entanto, os cronogramas envolvidos em uma aposentadoria antecipada do Tornado por volta de 2030 fizeram com que a Luftwaffe procurasse em vez disso uma plataforma já desenvolvida.
Como explicou o oficial, “o prazo sugere que precisamos começar a introduzir o sucessor por volta de 2025 para cobrir a aposentadoria do Tornado em 2030 – precisamos de uma fase de transição de cinco anos. Isso está a apenas sete anos de distância, e por isso é muito improvável que a indústria possa desenvolver e introduzir um tipo de aeronave inteiramente nova que atinja as funcionalidades que nós precisamos. A história mostra que o Eurofighter levou 25 anos antes da introdução da primeira aeronave”.
f35-41-cockpit.jpg
Cockpit do F-35
Fonte: site Poder Aéreo 9 nov 2017