Jump to content


Photo

Quatro anos de ligação aérea Brasil – Panair do Brasil


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
9 replies to this topic

#1 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,445 posts
  • Cidade/UF/País:São Paulo- Capital
  • Data de Nascimento:01/07/1937

Posted 10 de September de 2017 - 10:50

Bom dia amigos Forenses.

 

Quatro anos de ligação aérea Brasil – Europa (Correio da Manhã 29/04/1950)

 

Um avião brasileiro, diariamente, sobre o Atlântico-Sul, a média registrada de 1476 travessia.

 

No dia 29 de abril de 1946 levantou voo da Base Aérea do Galeão o quadrimotor “Constallation” PP-PCF, da frota Bandeirantes da Panair do Brasil, estabelecendo a primeira linha sul-americana para o Velho Mundo. Enfrentando uma seria de complexos problemas, essa organização de transportes aéreos não desanimou de levar avante o programa de expansão de seus serviços transatlânticos, hoje concretizados nos 31.243 quilômetros de extensão de linhas que abrange as cidades de Dacar, Lisboa, Madri, Roma, Paris e Londres. Nos quatro anos de operações internacionais, a Panair voou.... 15.832.913 quilômetros, tendo transportados 84.446 passageiros, 2.088.502 quilos de bagagens, 1.260.661 quilos de carga, 179,633 quilos de mala postal e realizou 1476 travessias transatlânticas, números estes que bem atestam o grau de desenvolvimento atingido pela aviação comercial do Brasil.

 

Abs. Cursio

 


  • Bonotto, pilotoKAL and Kripuna like this

#2 GLK

GLK
  • Moderador
  • 5,458 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:29/09/1959

Posted 12 de September de 2017 - 21:11

Bom dia amigos Forenses.

 

Quatro anos de ligação aérea Brasil – Europa (Correio da Manhã 29/04/1950)

 

Um avião brasileiro, diariamente, sobre o Atlântico-Sul, a média registrada de 1476 travessia.

 

No dia 29 de abril de 1946 levantou voo da Base Aérea do Galeão o quadrimotor “Constallation” PP-PCF, da frota Bandeirantes da Panair do Brasil, estabelecendo a primeira linha sul-americana para o Velho Mundo. Enfrentando uma seria de complexos problemas, essa organização de transportes aéreos não desanimou de levar avante o programa de expansão de seus serviços transatlânticos, hoje concretizados nos 31.243 quilômetros de extensão de linhas que abrange as cidades de Dacar, Lisboa, Madri, Roma, Paris e Londres. Nos quatro anos de operações internacionais, a Panair voou.... 15.832.913 quilômetros, tendo transportados 84.446 passageiros, 2.088.502 quilos de bagagens, 1.260.661 quilos de carga, 179,633 quilos de mala postal e realizou 1476 travessias transatlânticas, números estes que bem atestam o grau de desenvolvimento atingido pela aviação comercial do Brasil.

 

Abs. Cursio

 

 

Estranhos esses dados. Os Constellations da Panair eram configurados com 54 assentos, de forma que em 1476 travessias, teriam sido ofertados 79.704 assentos!



#3 Bonotto

Bonotto
  • Moderador
  • 8,094 posts
  • Gender:Male
  • Location:Curitiba
  • Cidade/UF/País:Curitiba
  • Data de Nascimento:18/09/1965

Posted 13 de September de 2017 - 22:54

Verdade Thales. Eram configurados com 48 pax mais 6 pax na parte rebaixada, o total era de 54 pax.

Talvez estes dados tenham computado a tripulação, que era de sete.



#4 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,445 posts
  • Cidade/UF/País:São Paulo- Capital
  • Data de Nascimento:01/07/1937

Posted 14 de September de 2017 - 22:16

Boa noite amigos Forenses.

 

De acordo com uma foto do “Constellation”  que irá operar na PB informa que os mesmos irão transportar 64 pax, o jornal é  O Globo 30/03/1946, caso eu consiga copiar a foto e os dados da reportagem enviarei em breve,

meu PC pifou já algum tempo e ainda não deu para fazer o Bekpac para tentar recupera os dados.

 

Abs. C ursio



#5 PT-KTR

PT-KTR
  • Usuários
  • 9,206 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SBSV
  • Data de Nascimento:04/11/1933

Posted 20 de September de 2017 - 16:55

Lembre-se de colo, a média de paxs seria de 57 por voo ai, e os aviões foram sendo reconfigurados a medida que o tempo passava.



#6 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,445 posts
  • Cidade/UF/País:São Paulo- Capital
  • Data de Nascimento:01/07/1937

Posted 20 de September de 2017 - 21:02

Boa noite amigos Forenses.

 

Revista Flap Internacional – Edição especial nº 315

 

O Super Constellation.

 

No final da década de 40, apesar do fato de um grande número de aviões confiáveis e econômicos estarem operando em várias companhias aéreas do mundo, crescia a demanda por aeronaves que pudessem fazer rotas cada vez mais longas sem escalas, o que levou os dois principais rivais americanos, a Douglas e a Lockheed a estudarem novas versões dos seus já famosos DC-4 e L-749-A.

 

A Lockheed converteu o principal protótipo do C-69 numa versão alongada do Constellation que se tornou o protótipo do L-1049, que voou pela 1ª vez em 13 de outubro de 1950. A nova aeronave, equipada inicialmente com motores Wrigth R-3350-956C18CB-1 Cyclone com 2.700 hp cada, possuía uma fuselagem 5.60 m mais longa que os modelos anteriores e podia transportar 69 passageiros em configuração de 1ª classe ou de 92 em classe turística. Houve também uma versão transcontinental equipada com oito beliches e 55 assentos de 1ª classe. A transição do L-749A para o Super Constellation L-1049 foi um processo complexo, que envolveu mais de 550 alterações de projeto. A fim de poder oferecer aos passageiros do Super Constellation o maior conforto possível, a Lockheed investiu 1,5 milhão de dólares e cerca de 120 mil homens/horas para desenvolver e produzir o que com certeza foi o mais luxuoso interior projetado para qualquer avião de passageiros de grande capacidade.

 

Há outras informações de que eram várias as configurações que vai de 60 a 109 passageiros. A própria Panair informava em outra edição da Revista Flap que seus Constellation eram configurados para 41 passageiros.

Fica complicado saber com exatidão o número do pax transportados em cada viagem dos “Constellation” da PB!!

 

Abs. Cursio

 


  • GLK and Bonotto like this

#7 Kal_Center

Kal_Center
  • Usuários
  • 2,068 posts
  • Gender:Male
  • Location:SSTH
  • Cidade/UF/País:CWB
  • Data de Nascimento:17/03/1982

Posted 22 de September de 2017 - 14:23

Lembre-se de colo, a média de paxs seria de 57 por voo ai, e os aviões foram sendo reconfigurados a medida que o tempo passava.

 

Então esses voos saíam cheios, que coisa impressionante. E pior ainda, deveriam ser deveras desconfortáveis, apesar dos mimos a bordo. Não tinha radar, era barulhento, voava baixo, mtas escalas... Tempos interessantes, e com essa info de full-house, mais interessante ainda.



#8 PT-KTR

PT-KTR
  • Usuários
  • 9,206 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SBSV
  • Data de Nascimento:04/11/1933

Posted 23 de September de 2017 - 01:17

Não sei se saiam cheios não, mas por outro lado a estatística ninguem sabe o quão precisa era.



#9 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,445 posts
  • Cidade/UF/País:São Paulo- Capital
  • Data de Nascimento:01/07/1937

Posted 23 de September de 2017 - 23:15

Boa noite amigos Forenses.

 

Acredito que os voos da PB para a Europa saiam lotados, devido, a PB ser a única empresa aérea sul-americana a voar para o velho continente, além de que os voos faziam vária escalas não eram como é atualmente bate-volta. Passageiros de vários estados brasileiros faziam conexão no Rio, a exceção era no Nordeste onde com a escala em REC, fazia ali as conexões, eram um pinga pinga danado, GIG / REC/ DKR / LIS / PAR, LHR, outro faziam as mesmas escalas porém os destinos eram outro tais como ROM, MAD, FRA e DUS.

Obs. Nessa época a PB já voava para BUE.

 

Abs. Cursio



#10 PP-CJC

PP-CJC
  • Membro Honorário
  • 6,445 posts
  • Cidade/UF/País:São Paulo- Capital
  • Data de Nascimento:01/07/1937

Posted 24 de September de 2017 - 11:03

Bom dia amigos Forenses.

 

Jornal O Globo 30/04/1956 (propaganda) Panair do Brasil

 

3772 travessias do Atlântico!

 

Ao completar o 10º aniversário de sua Linha Europeia, a Panair do Brasil se orgulha de haver realizado 3772 travessias do Atlântico, transportando 135.782 passageiros, e levando ao Velho Mundo a presença dignificante do Brasil!

 

Abs. Cursio