Jump to content


Photo

Arma laser para caças será testada em 2021


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
No replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 09 de November de 2017 - 12:20

Meus prezados
Arma laser para caças será testada em 2021
Laser-on-a-fighter-jet.jpg
A Lockheed Martin está ajudando o Laboratório de Pesquisa da Força Aérea dos Estados Unidos a desenvolver sistemas de armas a laser de alta energia, incluindo o laser de alta energia retratado nesta renderização. (Cortesia do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea e Lockheed Martin)
WASHINGTON — A Lockheed Martin criará um laser de alta potência para a Força Aérea dos EUA que será demonstrado em um avião de combate em 2021.
A empresa recebeu recentemente um contrato de US$ 26,3 milhões para projetar e construir um laser de fibra ótica como parte de um programa de Laboratório de Pesquisa da Força Aérea denominado Demonstrador de Laser de Alta Energia de Auto-Proteção, ou SHiELD – Self-protect High Energy Laser Demonstrator. Esse laser será integrado com dois outros subsistemas principais: um pod que irá alimentar e arrefecer o laser e um sistema de controle de feixe, que direcionará o laser para o alvo.
Se bem sucedido, a tecnologia poderia ser um “game changer”. A Força Aérea desejava há muito tempo um laser aéreo que pudesse abater ameaças de mísseis superfície-ar e mísseis ar-ar mais barato do que os métodos de interceptação atuais.
A indústria tem lutado por cerca de uma década para fazer um laser pequeno o suficiente para ser instalado em um veículo ou aeronave que também fosse poderoso o suficiente para ser relevante em um campo de batalha, disse Rob Afzal, pesquisador sênior de sistemas de armas a laser da Lockheed, durante um telefonema na terça-feira com repórteres. No entanto, as melhorias na tecnologia laser de fibra estão permitindo à empresa miniaturizar sistemas mais poderosos.
“Podemos agora juntar um sistema escalável que seja muito eficiente na conversão de energia elétrica em um feixe laser de alta potência, mantendo a qualidade do feixe. E, ao manter a qualidade do feixe, isso significa que você obtém a maior eficácia do seu sistema”, disse ele.
“Porque o sistema é eficiente, exige menos recursos da plataforma. Ele exige a menor quantidade de energia elétrica e gera a menor quantidade de calor residual”.
Então, quão poderoso o laser de Lockheed será? Afzal não disse, exceto que seria nas “dezenas de quilowatts”. Ele também se esquivou de perguntas sobre qual avião de combate irá transportar o laser, o alcance da arma e como a Força Aérea irá testar SHiELD durante a demonstração, dirigindo essas questões à Força Aérea.
Depois que a Lockheed terminar de desenvolver e testar seu laser em uma série de testes no solo, o entregará ao laboratório da Força Aérea, onde será integrado com os outros subsistemas SHiELD antes de outra rodada de testes e integração a bordo de um jato não especificado, disse Afzal.
A Northrop Grumman fabrica o sistema de controle de feixe, que segue o acrônimo STRAFE, que significa SHIELD Turret Research in Aero Effects. A Boeing é responsável por integrar os sistemas SHiELD em um único pod, chamado Laser Pod Research and Development.
Afzal se recusou a comentar quando Lockheed irá entregar o laser ou quando sua revisão preliminar do projeto seria concluída.
A Lockheed tem experiência no desenvolvimento de lasers táticos de alta potência. No início deste ano, a empresa entregou um laser de 60 quilowatts ao Exército dos EUA para ser integrado no Heavy Expanded Mobility Tactical Truck, o maior veículo terrestre do serviço. Ela também construiu um sistema a laser de 30 quilowatts que está em campo há quatro anos, disse Afzal.
Fonte: Por Valerie Insinna para Defense News via site Poder Aéreo 8 nov 2017