Jump to content


Photo

Galeão terá programa de incentivo para novos voos


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
90 replies to this topic

#21 Dinämica da Operação

Dinämica da Operação
  • Usuários
  • 1,110 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sampa/Rio
  • Interests:Navios.
  • Cidade/UF/País:RIO/SAMPA
  • Data de Nascimento:30/05/1980

Posted 05 de January de 2018 - 08:22

Voltando ao tópico: plano de incentivos deveria ser focado em manter as operações regulares atuais e novas. Não dar redução de impostos de quem de vez em nunca virá ao Rio e sem garantia de sustentabilidade. RioGaleão acaba de perder várias frequencias da LATAM e se não correr rápido vai acabar perdendo da GOL, Avianca e Azul. Falta foco ao grupo!



#22 GILMARM

GILMARM
  • Usuários
  • 762 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SP/BRASIL
  • Data de Nascimento:06/09/1992

Posted 05 de January de 2018 - 08:31

A LATAM só não deixa GIG porque o SDU não tem capacidade para receber todos seus voos. 



#23 VictorHugoBrando

VictorHugoBrando
  • Usuários
  • 393 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:17/09/1989

Posted 05 de January de 2018 - 09:59

Voltando ao tópico: plano de incentivos deveria ser focado em manter as operações regulares atuais e novas. Não dar redução de impostos de quem de vez em nunca virá ao Rio e sem garantia de sustentabilidade. RioGaleão acaba de perder várias frequencias da LATAM e se não correr rápido vai acabar perdendo da GOL, Avianca e Azul. Falta foco ao grupo!

 

A RIOgaleão tem parceria comercial com a Gol que vai além de isenção de tarifa de pouso.

 

A concessionária lançou esses dias a política nova de incentivo e ele não abrange só os charter. Todas as novas frequências internacionais ganham de cara 1 ano de 100% de isenção, se forem destinos novos, 2 anos. Para o doméstico, novos voos para destinos não servidos ganham 1 ano de 100% de isenção. 

 

A estratégia da Changi parece não ser ganhar em cima das empresas aéreas mas sim em cima da parte comercial.

 

As tarifas podem ser encontradas aqui: http://www.riogaleao...cional/tarifas/


Edited by VictorHugoBrando, 05 de January de 2018 - 10:00 .

  • LipeGIG and MarcondesGIG like this

#24 TheJoker

TheJoker
  • Usuários
  • 3,053 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:06/01/1986

Posted 05 de January de 2018 - 10:36

Todos os aeroportos concedidos têm programas de incentivo, com os mesmos percentuais de desconto, inclusive GRU.  https://www.gru.com....vos Aéreos.pdf

 

Mas no final, se não tiver demanda e yields que justifiquem a operação, quase nada acontece.


  • LipeGIG, GILMARM and VictorHugoBrando like this

#25 F-BVFA

F-BVFA

    Stargazer

  • Colaborador
  • 10,236 posts
  • Location:Alexanderplatz, Berlin

Posted 05 de January de 2018 - 11:45

Todos os aeroportos concedidos têm programas de incentivo, com os mesmos percentuais de desconto, inclusive GRU.  https://www.gru.com....vos Aéreos.pdf
 
Mas no final, se não tiver demanda e yields que justifiquem a operação, quase nada acontece.


São programas diferentes inclusive o da RioGaleao é mais agressivo (como deveria ser mesmo vide que GRU não precisa se esforçar tanto assim).

Incentivo sozinho nao resolve mas certamente viabiliza muita coisa. E essa verba de marketing associada a destinos novos, por exemplo, é bem útil na promoção do voo.

#26 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 21,696 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 05 de January de 2018 - 17:41

A LATAM só não deixa GIG porque o SDU não tem capacidade para receber todos seus voos. 

 

A Latam não deixa o Rio por ser um mercado que representa 10 a 15% da demanda do país. Se ela sair do GIG e não tiver por exemplo os 4 voos diarios SCL-GIG, ela vai assistir parte disso ser ocupado facilmente pela Gol.

 

E não só isso, o GIG atende melhor a 80% da população da RM do Rio de Janeiro e pelo menos 60% do seu PIB.

 

Quer ir para o SDU e focar em voos de conexão para outros hubs ? Boa sorte ! A TAM ja dominou o GIG mantendo 8x BSB, 6x SSA, 4x POA, etc... e ela assitiu o crescimento da Gol e da Avianca a partir dessa saida.

 

Agora, ela tem todo direito de dar foco a estrategia dela de mirar GRU e BSB. Não é garantia que ela vai manter a demanda em todos os demais mercados, mas é o risco inerente a estratégia adotada. Por outro lado ela pode ganhar mais clientes em São Paulo e Brasilia por conta da maior oferta de voos a partir dos dois hubs, e de mercados menores que sempre foram dependentes de SP e BSB.

Nunca vai ser o caso do Rio. Vai aparecer alguém disposto a ocupar os espaços deixados.

 

Veja se a Latam vem a publico falar que vai reduzir drasticamente ou qualquer tipo de declaração do tipo... não fala e nem seria inteligente falar. Faça em silêncio e ponto final, como vem sendo feito desde 2014.


  • MaxdBB and GILMARM like this

#27 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,101 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sao Paulo - Lisbon
  • Interests:Travels, sports, culture, workout, airports, finance.
  • Cidade/UF/País:Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento:08/10/1974

Posted 05 de January de 2018 - 19:57

Caro Lipe,

 

TODAS as cias fazem reduções em silêncio, ou alguém lembra de algum anuncio da GOL quando resolveu em Maio 16 reduzir drasticamente suas operações em CNF?

 

Sobre "nunca vai ser o caso do Rio", tenho minhas duvidas: se até em SP tem gente disposta a voar via hubs secundários por preço, por que não do Rio? Tenho amigos, primos e clientes Cariocas que são clientes fieis da Latam (OW) e voam muitas vezes via GRU para Europa ou AA para DFW/LAX (outras via IB ou BA do GIG direto ou via GRU se preferem voar noturno ou por pouca oferta pro GIG).

 

Sobre a questão do PIB, há que se diferenciar as coisas. O passageiro mais premium se concentra na Zona Sul, São Conrado Jd Oceanico e para estes, vale a mais a pena o SDU ao GIG. Para aqueles, das Américas após o Donwtown, pode ser que valha mais a pena o GIG (dependendo das condições da Linha Amarela). Certamente bem mais de 60% deste publico prefere o SDU e/ou é melhor atendido por ele. A abertura do túnel Marcelo Alencar facilitou muito o acesso ao SDU para quem vem pela Ponte Rio-Niterói, por exemplo.



#28 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 21,696 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 05 de January de 2018 - 20:02

Caro Lipe,

 


Sobre "nunca vai ser o caso do Rio", tenho minhas duvidas: se até em SP tem gente disposta a voar via hubs secundários por preço, por que não do Rio? Tenho amigos, primos e clientes Cariocas que são clientes fieis da Latam (OW) e voam muitas vezes via GRU para Europa ou AA para DFW/LAX (outras via IB ou BA do GIG direto ou via GRU se preferem voar noturno ou por pouca oferta pro GIG).

 

 

Você voa de hubs secundários para destinos diretos. Não voa do hub secundário para fazer conexão.
SDU - SAO/BSB - Destino é diferente de ir a VCP. SDU não vai oferecer os destinos que o GIG pode pois a pista limita suas operações. A propria Latam de SDU só faz CGH, BSB, CNF e 1 voo para GRU (e não duvido que corte o CNF-SDU).

 

Sempre terá uma minoria disposta a fazer conexão. Sempre teve e sempre haverá, mas a maioria prefere o voo direto, chegar e partir de sua cidade.



#29 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 21,696 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 05 de January de 2018 - 20:14

Voltando ao assunto principal. Acho que é super válido usar incentivos mas foi muito bem abordado que o incentivo é incapaz de incrementar o volu.. me de tráfego entre dois mercados.

 

O aeroporto precisa estar integrado a outras iniciativas e participar mais do planejamento turistico da cidade e do estado.

 Precisa também apoiar esforços que gerem atividade de cargas.

 Precisa identificar como atender melhor mercados importantes como a Região dos Lagos, a Região Serrana e brigar pela Influência no Vale do Paraiba Fluminense (até Itaipava).

 

 Penso que uma iniciativa seria um mini terminal de onibus bem estruturado com saidas regulares para Buzios/Cabo Frio, Itatiaia/Resende, Petrópolis, Teresópolis/Nova Friburgo. E que foquem em atender também as necessidades da Ilha do Governador.

 

 Outro ponto seria criar um cais para Passeios Turisticos - Poucas pessoas sabem mas o interior da Baia de Guanabara tem praias limpas, cenários incriveis e bem diferentes do Canal do Cunha (que fica entre a Ilha do Fundão e o continente)

Recomendo

http://200.20.53.3:8...inea_009084.pdf

 

 

Isso pode ajudar ao GIG direta e indiretamente.



#30 rogger

rogger
  • Usuários
  • 1,463 posts
  • Gender:Male
  • Location:GIG
  • Interests:AVIAÇAO GERAL E COMERCIAL E AEROPORTOS
  • Cidade/UF/País:barra mansa-RJ BrASIL
  • Data de Nascimento:27/03/1973

Posted 06 de January de 2018 - 21:37

Salvo engano, no site da LATAM só esta  carregado 2 voos diários GIG-SCL á partir de novembro/2018.



#31 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 21,696 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 06 de January de 2018 - 22:46

Salvo engano, no site da LATAM só esta  carregado 2 voos diários GIG-SCL á partir de novembro/2018.

 

Novembro ainda é muito distante, mas pode sim significar uma redução.



#32 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 7,101 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sao Paulo - Lisbon
  • Interests:Travels, sports, culture, workout, airports, finance.
  • Cidade/UF/País:Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento:08/10/1974

Posted 07 de January de 2018 - 00:07

O GIG tem que atuar em 2 frentes: atrair as "charteiras" ou companhias como a LOT(de países do Norte Europeu, por exemplo) para voar sazonalmente (e com o tempo e a recuperação do Rio poder operar o ano todo) E nas parceiras da GOL, como aliás já vem fazendo com o aumento da KLM e AZ para diários a nova freq JFK-GIG da DL, que tem tudo para se tornar "year-round" a médio prazo.
  • VictorHugoBrando likes this

#33 VictorHugoBrando

VictorHugoBrando
  • Usuários
  • 393 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:17/09/1989

Posted 07 de January de 2018 - 11:04

 

Novembro ainda é muito distante, mas pode sim significar uma redução.

 

Se significar uma redução não faltará incentivo para a Sky entrar year round também. 



#34 F-BVFA

F-BVFA

    Stargazer

  • Colaborador
  • 10,236 posts
  • Location:Alexanderplatz, Berlin

Posted 07 de January de 2018 - 11:39

O GIG tem que atuar em 2 frentes: atrair as "charteiras" ou companhias como a LOT(de países do Norte Europeu, por exemplo) para voar sazonalmente (e com o tempo e a recuperação do Rio poder operar o ano todo) E nas parceiras da GOL, como aliás já vem fazendo com o aumento da KLM e AZ para diários a nova freq JFK-GIG da DL, que tem tudo para se tornar "year-round" a médio prazo.


Ao contrário de GRU, o GIG não pode escolher, tem que puxar tudo que pode. Quem vai decidir ou não são as empresas aéreas. O papel do aeroporto é atrair nesse caso nem que seja só um business case da enpresa aerea.

E cabe mais que Lot e parceiras da Gol no GIG. Bem mais.

#35 Nishan

Nishan
  • Usuários
  • 2,901 posts
  • Gender:Male
  • Location:Rio de Janeiro - GIG
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro - GIG
  • Data de Nascimento:19/06/1983

Posted 07 de January de 2018 - 15:13

 Tá mais que certo buscar novos vôos, cias aéreas e parcerias. Agora, na atual situação isso está ocorrendo mesmo no Pier ?? Com o movimento que temos ?


Nessa temporada, no pico da noite, o GIG tem ficado um pouco apertado principalmente para a Gol.

Virou rotina voos domésticos saírem de partes do píer que são internacionais e irreversíveis. E qual o problema disso? Os passageiros tem que ser levados de ônibus até o avião e subir de escada, mesmo com a ponte livre. 
E qual o motivo? Além de falta de pontes no corpo do T2 (Com a Azul indo pro T1 isso deve melhorar) e na parte mista do píer, os voos da Gol que chegam de EZE e MVD que vão assumir um doméstico não tem tratores disponíveis para sequer trocá-los de posição. 

 

Tirado do SkyscrapperCity



#36 VictorHugoBrando

VictorHugoBrando
  • Usuários
  • 393 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:17/09/1989

Posted 07 de January de 2018 - 15:31

Isso acontece somente no horário de pico, quando a capacidade chega próximo ao limite de aeronaves/hora. A maior parte do dia tem portão de sobra. 



#37 Nishan

Nishan
  • Usuários
  • 2,901 posts
  • Gender:Male
  • Location:Rio de Janeiro - GIG
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro - GIG
  • Data de Nascimento:19/06/1983

Posted 07 de January de 2018 - 16:21

Portão de sobra o Galeão tem o dia inteiro. Tanto que o Lufthansa e o Air France ficam parados no pier desde a chegada até a hora da partida.

 

De qualquer forma, mesmo no horário de pico, é injustificável uma situação dessas no aeroporto com tanto espaço ocioso (principalmente no TPS-1)



#38 C010T3

C010T3
  • Moderador
  • 9,429 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:14/06/1984

Posted 07 de January de 2018 - 17:02

Se a Gol não está remunerando as empresas de ground handling para terem capacidade para lidar com o horário de pico, elas não terão.

#39 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 21,696 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 07 de January de 2018 - 17:36

E tem a redução da Latam. A noite devem vagar alguns gates no T2



#40 C010T3

C010T3
  • Moderador
  • 9,429 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:14/06/1984

Posted 07 de January de 2018 - 19:39

E tem a redução da Latam. A noite devem vagar alguns gates no T2


A Gol deve ter feito pressão para o despejo da Azul, pois não tem vontade de contratar ground handling com flexibilidade de atendimento no T1.

O primeiro passo foi esse da Azul. Quero ver ter culhões agora para sentar à mesa com a RioGaleão para tentar obter mais capacidade de gate no T2 depois dessa.

A RioGaleão só vai deve despejar a LATAM se o oferecido pela Gol cobrir em boa parte o risco que será exilar a TAM no T1.