Jump to content


Photo

Força Aérea Brasileira vistoria estação de tráfego do Aeroporto Sant´Ana/PR


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
No replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,299 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 17 de January de 2018 - 08:51

Meus prezados

Força Aérea Brasileira vistoria estação de tráfego do Aeroporto Sant´Ana
Prefeitura acelera o processo junto ao Cindacta II para que a EPTA inicie a operar

Desde ontem (15) uma equipe de onze oficiais do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), órgão integrado à Força Aérea Brasileira, está realizando uma vistoria na Estação Prestadora de Serviço de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo (EPTA) do Aeroporto Municipal Comandante Antonio Amilton Beraldo – Aeroporto Sant’Ana.
A EPTA foi comprada pela Prefeitura Municipal no ano passado e inaugurada em setembro, mas aguarda a homologação nacional para começar a ser operacionalizada. Desde então, conforme conta o secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonare, a equipe municipal tem tentado agilizar o processo de aprovação. O Major Lucena, coordenador da equipe do Cindacta II, explica que a Estação servirá para dar mais segurança aos voos por passar informações em tempo real para os pilotos.
“Desde quando as aeronaves decolarem rumo a Ponta Grossa os pilotos já saberão todas as condições meteorológicas e estruturais do aeroporto, o que tanto diminuirá a alternância de voos para outras cidades em condições adversas, por exemplo, quanto aumentará a operacionalidade do aeródromo”, afirma o Major, exemplificando o chamado serviço ATS.
Entre os profissionais da equipe fiscal estão técnicos de elétrica/eletrônica, operacional, meteorologia, tráfego aéreo, radiocomunicação e sala de informações. Amanhã (17), último dia previsto para a verificação, será entregue um relatório imediato com o apontamento das possíveis adequações necessárias para então, após 15 dias, ser elaborado um relatório final.

Fonte: Diário dos Campos (PR) via CECOMSAER  17 jan 2018