Jump to content


Photo

USAF planeja desativar bombardeiros B-1 e B-2, mas B-52 continuará


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
2 replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 23,734 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 13 de February de 2018 - 11:28

Meus prezados
USAF planeja desativar bombardeiros B-1 e B-2, mas B-52 continuará
B-52-e-B-2-1024x599.jpg
Bombardeiros B-52 e B-2

 

A Força Aérea dos EUA (USAF) anunciou que pretende aposentar os bombardeiros B-1 Lancer e B-2 Spirit no início da década de 2030, com a entrada em serviço do sucessor B-21 Raider.
De acordo com a Air Force Magazine, a USAF prevê a retenção de todas as bases de bombardeiros existentes, trocando as aeronaves B-1 e B-2 à medida que os B-21 ficarem disponíveis.
Além disso, a Força Aérea planeja atualizar sua atual frota de B-52, atualizando o bombardeiro e financiando o desenvolvimento de motores de substituição.
A Força Aérea delineou planos para sua frota de bombardeiros em sua Solicitação de Orçamento ao Presidente, do Ano Fiscal de 2019.
A secretária da Força Aérea Heather A. Wilson disse em uma declaração que “se a estrutura da força que propusemos for apoiada pelo Congresso, as bases aéreas que têm bombardeiros agora continuarão a ter bombardeiros no futuro”
O B-21, que a Força Aérea planeja começar a operar em meados da década de 2020, acabará por se tornar a espinha dorsal da frota de bombardeiros estratégicos dos EUA e servirá de “dissuasão visível e flexível para adversários e garantia a parceiros e aliados dos EUA”, de acordo com a USAF.
B-21-raider.jpg

Uma vez que as aeronaves B-21 suficientes estejam operacionais, os B-1 e os B-2 serão gradualmente aposentados. Os prazos de entrega e aposentadoria dependem dos programas de produção e entrega do B-21.
As modificações nos B-1 e B-2 manterão essas aeronaves relevantes até que os B-21 estejam operacionais. Mesmo com o cronograma acelerado anunciado, a transição do B-1 para o B-21 será gradual.
A Força Aérea está buscando uma frota de bombardeiros de cerca de 175 aeronaves, retirando os B-1 e os B-2 mais jovens do que o planejado enquanto estende a vida do B-52 para 90 anos de serviço.
A decisão de manter os B-52 baseia-se em vários fatores, incluindo métricas de manutenção e sustentabilidade, como disponibilidade de aeronaves, capacidade de missão, suprimentos, horas de manutenção por hora de voo e perspectivas de custo total, de acordo com a Força Aérea.
Fonte: site Poder Aéreo 12 FEV 2018



#2 T-6D

T-6D
  • Usuários
  • 2,440 posts
  • Gender:Male
  • Location:SBLS
  • Cidade/UF/País:Lagoa Santa/MG/Brasil
  • Data de Nascimento:31/07/1970

Posted 13 de February de 2018 - 20:02

Como o A-10 o B-52 vai enterrar varios modelos nos proximos 30 anos . Tem tudo para aproximar dos 80/90 anos em serviço. Impressionante sob qualquer aspecto.


  • Bonotto likes this

#3 GuinhoBSB

GuinhoBSB
  • Usuários
  • 906 posts
  • Gender:Male
  • Location:Brasília
  • Cidade/UF/País:Brasilia
  • Data de Nascimento:09/08/1981

Posted 19 de February de 2018 - 10:19

O B-52 é um dos diamantes da USAF. E pelo jeito deve ser tão eterno quanto, rs.