Jump to content


Photo

Qatar exerce opção de compra de 12 caças Rafale adicionais


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
1 reply to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,700 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 28 de March de 2018 - 22:48

Meus prezados
Qatar exerce opção de compra de 12 caças Rafale adicionais
rafale-qatar-dassault-aviation.jpg
Rafale nas cores do Qatar

 

SAINT-CLOUD, França — O exercício da opção para a compra de 12 caças Rafale adicionais para o Catar entrou em vigor hoje.
Esta opção foi exercida em 7 de dezembro de 2017 em Doha, na presença do Presidente da República Francesa, Sr. Emmanuel Macron, e sua Alteza Xeique Tamim bin Hamad Al Thani.
Seguiu-se o contrato assinado em 4 de maio de 2015 entre o Estado do Qatar e a Dassault Aviation para a aquisição de 24 aeronaves Rafale.
Uma vez que estes dois lotes tenham sido entregues, a Qatar Emiri Air Force irá operar 36 caças Rafale.
A Dassault Aviation e seus parceiros agradecem às autoridades do Qatar por terem dado a ela essa oportunidade renovada para consolidar 40 anos de excelente cooperação entre a indústria de aviação francesa e a Qatar Emiri Air Force.
Com mais de 10.000 aeronaves militares e civis entregues em mais de 90 países no último século, a Dassault Aviation acumulou conhecimento reconhecido mundialmente no projeto, desenvolvimento, venda e suporte de todos os tipos de aeronaves, desde o caça Rafale até a família high-end de jatos executivos Falcon e drones militares. Em 2017, a Dassault Aviation registrou receita de € 4,8 bilhões. A empresa possui 11.400 funcionários.
PanoplieRAFALE_DASSAULT_A4-2-1024x738.jp
As armas do Rafale – clique no infográfico para ampliar
Fonte: Dassault Aviation via site Poder Aéreo 28 MAR 2018



#2 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 24,700 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 11 de June de 2018 - 16:40

Meus prezados
Força Aérea do Qatar compra o Sniper Advanced Targeting Pod
Sniper-ATP.jpg
Sniper ATP

 

PARIS – A Força Aérea do Emirado do Qatar (QEAF – Qatar Emiri Air Force) selecionou o Sniper Advanced Targeting Pod (ATP) da Lockheed Martin para sua aeronave Rafale, marcando o crescimento contínuo e a expansão da plataforma para a capacidade de direcionamento de precisão.
De acordo com este contrato anunciado durante a exposição Eurosatory 2018, a Lockheed Martin fornecerá os pods à QEAF, além de peças de reposição e suporte de implementação para o caça Rafale – a 10ª plataforma para voar com o Sniper ATP. Os esforços de integração estão em andamento, com testes de voo atualmente em andamento.
“A expansão da plataforma no avião Rafale é uma prova do desempenho comprovado do Sniper ATP, facilidade de integração e arquitetura aberta”, disse Kenen Nelson, diretor de programas de asa fixa da Lockheed Martin Missiles e Fire Control. “Investimos continuamente para garantir que o Sniper ATP seja o pod de alvos mais capaz disponível para nossos aliados em todo o mundo”.
As entregas de pods para a QEAF terão início em 2019.
O Sniper ATP detecta, identifica, rastreia automaticamente e designa a laser pequenos alvos táticos em longas distâncias. Também suporta o emprego de todas as armas guiadas por laser e GPS contra múltiplos alvos fixos e móveis.
O Sniper ATP foi integrado em múltiplas plataformas, incluindo aeronaves da Força Aérea dos EUA e multinacionais F-2, F-15, F-16, F-18, A-10, B-1, B-52, Harrier e Typhoon.
Sediada em Bethesda, Maryland, a Lockheed Martin é uma empresa global de segurança e aeroespacial que emprega aproximadamente 100.000 pessoas em todo o mundo e dedica-se principalmente à pesquisa, projeto, desenvolvimento, fabricação, integração e manutenção de sistemas, produtos e serviços de tecnologia avançada.
Fonte: Lockheed Martin via site Poder Aéreo 11 JUN 2018