Jump to content


Photo

Eurofighter Typhoon espanhol dispara por engano míssil AMRAAM sobre a Estônia


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
2 replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 09 de August de 2018 - 22:55

Meus prezados
Eurofighter Typhoon espanhol dispara por engano míssil AMRAAM sobre a Estônia

Spanish-Air-Force-Eurofighter-Typhoon.jp
Eurofighter Typhoon espanhol
Militares estão na corrida para recuperar míssil perdido que caiu na fronteira com a Rússia
Um caça da Otan que vigiava os céus acidentalmente disparou ontem um míssil ar-ar AMRAAM sobre a Estônia, perto da fronteira com a Rússia.
O Eurofighter Typhoon espanhol estava policiando a fronteira da Estônia para deter as incursões russas e mantendo os olhos em sua atividade sobre o Mar Báltico.
Enquanto participava de uma manobra de treinamento de rotina sobre a cidade de Pangodi, no sudeste da Estônia, o Typhoon acidentalmente acionou um AMRAAM – um avançado míssil ar-ar de médio alcance. O caça estava envolvido em treinamento de combate aéreo que incluía outro Typhoon espanhol e dois caças franceses Mirage 2000.
Era uma área a 100 quilômetros da fronteira da Rússia. Mas o míssil é capaz de voar entre 75km e 120km. A trajetória final do míssil não é conhecida e ele carrega uma ogiva explosiva.
Enquanto o míssil avançado, preenchido com software e sensores sensíveis, tem um recurso de autodestruição para tais incidentes, a OTAN não tem certeza se ele foi ativado. O míssil pode estar em algum lugar no solo.
AIM-120-AMRAAM.jpg
AIM-120 AMRAAM
Autoridades da Estônia iniciaram uma busca urgente pela arma e apelaram para qualquer um que a tenha visto a notificar os autoridades. Helicópteros militares e serviços de emergência foram chamados para a busca.
O Ministério da Defesa espanhol iniciou uma investigação.
“Um Eurofighter espanhol sediado na Lituânia acidentalmente disparou um míssil sem causar nenhum dano”, afirmou em um comunicado. “O míssil ar-ar não atingiu nenhum avião. O Ministério da Defesa abriu uma investigação para esclarecer a causa exata do incidente.”
Ele emitiu um aviso através do Departamento de Defesa da Estônia afirmando que as pessoas deveriam evitar se aproximar de “algo que se parece com um míssil”.
O primeiro-ministro da Estônia, Juri Ratas, entrou no Facebook, dizendo que o acidente foi “extremamente lamentável” e que “graças a Deus não há vítimas humanas”.
Exercícios militares semelhantes foram temporariamente suspensos.
“Tenho certeza de que as forças de defesa da Estônia, em cooperação com nossos aliados, identificarão todas as circunstâncias do caso e envidarão todos os esforços para garantir que nada disso aconteça novamente”, disse ele.
Disparar um míssil moderno não é tarefa simples. Não é como acidentalmente puxar o gatilho de uma arma. O míssil deve ser ativado e os dados devem ser alimentados em seu computador de bordo. Seus sensores devem receber um alvo.
Mas os pilotos têm uma opção de “instantâneo” – para uso quando o caça está no meio de um dogfight, sem tempo de sobra para formalidades. Ele pode ser disparado na direção geral de um alvo antes que seus sensores sejam ativados para estabelecer um “travamento”.
Mesmo assim, no entanto, exige que o piloto acione deliberadamente esse modo.
Estonia-Map.jpg
Fonte: CQNews via site Poder Aéreo 8 ago 2018[/i]



#2 Delta Wing

Delta Wing
  • Usuários
  • 487 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SP Brasil
  • Data de Nascimento:00/00/0000

Posted 10 de August de 2018 - 04:01

Não é só por aqui que esse tipo de coisa acontece.
A diferença é a capacidade do artefato disparado.
Será que lá também vão colocar o tal míssil na praça da cidade onde ele caiu, como monumento a um evento excepcional que quebrou a rotina enfadonha da cidadezinha?  :drinks:



#3 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 10 de September de 2018 - 10:53

Meus prezados
Erro do piloto por trás do disparo acidental do míssil AIM-120 sobre a Estônia
Eurofighter-EF2000-Typhoon-da-Espanha.jp
Eurofighter EF2000 Typhoon da Espanha

 

Uma investigação militar interna espanhola concluiu que o disparo acidental de um míssil ar-ar no espaço aéreo estoniano por um jato da Otan em 7 de agosto resultou de um erro do piloto, segundo o diário espanhol El País, citado no diário estoniano Postimees.
Enquanto a investigação geral sobre o incidente continua, fontes militares anônimas afirmam que a falha foi do piloto no disparo do AIM-120 (AMRAAM), por um um Eurofighter Typhoon da Força Aérea Espanhola.
O artigo afirma que testes investigativos mostram que o piloto iniciou a seqüência de disparo de mísseis durante o treinamento. Normalmente, os mecanismos de segurança devem interromper o lançamento real em tais casos, portanto, o incidente é supostamente raro.
No entanto, os sistemas de armas do caça multifunção Typhoon, multinacional, são particularmente complexos e variados.
O míssil foi lançado sobre a aldeia de Pangodi, perto de Tartu, e acredita-se que tenha atingido o pântano de Endla, ou cerca de 100 km ao norte. A fronteira da Estónia/Rússia fica a cerca de 60 km a leste de Pangodi. O avião estava voando em uma altitude de 6.000 metros no momento.
Seiscentos hectares de pântano de Endla foram revistados nos dias seguintes usando equipamentos, com mais de 200 hectares verificados visualmente, sem nenhum vestígio do míssil ou de seus destroços. Não houve vítimas informadas ou danos materiais resultantes do incidente, embora tenham ocorrido incêndios no local após o impacto.
Outras investigações sobre a falha ainda estão em andamento.
Fonte: site Poder Aéreo 9 set 2018