Jump to content


Photo

João Doria anuncia que irá fechar o aeroporto Campo de Marte


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
14 replies to this topic

#1 Mrpd

Mrpd
  • Usuários
  • 177 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo
  • Cidade/UF/País:São Paulo/SP
  • Data de Nascimento:23/06/1989

Posted 10 de January de 2019 - 16:17

http://g1.globo.com/...p95SQChEowH2nsc



#2 Dowglas Lima

Dowglas Lima
  • Usuários
  • 92 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Fortaleza/CE/Brasil
  • Data de Nascimento:10/09/1985

Posted 10 de January de 2019 - 16:19

Doria diz que discutiu fechamento do Aeroporto Campo de Marte com Bolsonaro nesta quinta

 

Por Guilherme Mazui, G1

10/01/2019 17h03  Atualizado há 15 minutos
 

 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse após reunião com Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília, nesta quinta-feira (10), que conversou com o presidente sobre o desejo de encerrar as atividades do Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista. Não há previsão para que isso ocorra.
 
“Manifestei ao presidente Bolsonaro nossa posição contrataria ao funcionamento de pousos e decolagens. Não faz o menor sentido que ali funcione pousos e decolagens de aeronaves”, disse Doria.
 
No ano passado, acidentes envolvendo dois aviões, em julho e novembro, causaram as mortes de três pessoas no terminal e numa rua perto de lá. “Vocês são testemunhas dos acidentes que já ocorreram ali, fatalizando vidas não só de pilotos, copilotos e passageiros, mas também de habitantes da região Norte”, acrescentou.
 
Doria disse que Bolsonaro o orientou a discutir o assunto com a Força Aérea (FAB) e o Ministério da Defesa. A intenção é transformar o local em um parque, projeto em discussão desde o período em que era prefeito de São Paulo.
 
Em agosto de 2017, o governo federal e a Prefeitura firmaram acordo cedendo 417 mil m² do terreno do aeroporto para a capital paulista. Já naquela época, a intenção era criar o Parque Campo de Marte. O custo estimado era de, no mínimo, R$ 250 milhões para a implantação –segundo Doria, sem uso de verba pública.
 
Caso seja criado, o parque será explorado pela iniciativa privada, por concessão. Com o possível fechamento do aeroporto, o governador afirmou que sua pista de pouso deverá ser transformada em quadras poliesportivas. O projeto também prevê a criação no terreno do Museu Aeroespacial.
 
Há anos o fechamento do Campo de Marte é discutido nas esferas municipal e federal. O grande impasse é o destino de suas operações: apesar de não receber linhas comerciais regulares, o Campo de Marte tem grande movimento de helicópteros e aviões executivos, além de abrigar escolas de pilotagem, o serviço aerostático das polícias, o Hospital da Força Aérea e um clube para oficiais.
 
O governador garantiu que, caso o fechamento ocorra, serão preservadas as instalações administrativas da FAB, o Hospital da Força Aérea, e a área onde deverá ser implantando um Colégio Militar.

Fonte: https://g1.globo.com...utm_campaign=g1
 


#3 Farley Diego

Farley Diego
  • Usuários
  • 36 posts
  • Cidade/UF/País:Montes Claros/MG
  • Data de Nascimento:16/03/1989

Posted 10 de January de 2019 - 16:20

Doria diz que discutiu fechamento do Aeroporto Campo de Marte com Bolsonaro nesta quinta
Dois acidentes no ano passado causaram três mortes na região do terminal; projeto de criação de parque no local é debatido desde 2017.

Por Guilherme Mazui, G1

 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse após reunião com Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília, nesta quinta-feira (10), que conversou com o presidente sobre o desejo de encerrar as atividades do Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista. Não há previsão para que isso ocorra.

“Manifestei ao presidente Bolsonaro nossa posição contrataria ao funcionamento de pousos e decolagens. Não faz o menor sentido que ali funcione pousos e decolagens de aeronaves”, disse Doria.

No ano passado, acidentes envolvendo dois aviões, em julho e novembro, causaram as mortes de três pessoas no terminal e numa rua perto de lá. “Vocês são testemunhas dos acidentes que já ocorreram ali, fatalizando vidas não só de pilotos, copilotos e passageiros, mas também de habitantes da região Norte”, acrescentou.

Doria disse que Bolsonaro o orientou a discutir o assunto com a Força Aérea (FAB) e o Ministério da Defesa. A intenção é transformar o local em um parque, projeto em discussão desde o período em que era prefeito de São Paulo.

 

Em agosto de 2017, o governo federal e a Prefeitura firmaram acordo cedendo 417 mil m² do terreno do aeroporto para a capital paulista. Já naquela época, a intenção era criar o Parque Campo de Marte. O custo estimado era de, no mínimo, R$ 250 milhões para a implantação –segundo Doria, sem uso de verba pública.

Caso seja criado, o parque será explorado pela iniciativa privada, por concessão. Com o possível fechamento do aeroporto, o governador afirmou que sua pista de pouso deverá ser transformada em quadras poliesportivas. O projeto também prevê a criação no terreno do Museu Aeroespacial.

Há anos o fechamento do Campo de Marte é discutido nas esferas municipal e federal. O grande impasse é o destino de suas operações: apesar de não receber linhas comerciais regulares, o Campo de Marte tem grande movimento de helicópteros e aviões executivos, além de abrigar escolas de pilotagem, o serviço aerostático das polícias, o Hospital da Força Aérea e um clube para oficiais.

O governador garantiu que, caso o fechamento ocorra, serão preservadas as instalações administrativas da FAB, o Hospital da Força Aérea, e a área onde deverá ser implantando um Colégio Militar.

 

https://g1.globo.com...ta-quinta.ghtml



#4 Pessoa 1985

Pessoa 1985
  • Usuários
  • 938 posts
  • Gender:Male
  • Location:Purgatório da Beleza e do Caos!
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro RJ Brasil
  • Data de Nascimento:02/09/1985

Posted 10 de January de 2019 - 16:34

"O projeto também prevê a criação no terreno do Museu Aeroespacial"
 
É esse projeto que vai receber os aviões do museu da tam?


#5 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 20,025 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Skunk Works
  • Data de Nascimento:14/05/1986

Posted 10 de January de 2019 - 16:40

O que São Paulo elegeu... :facepalm:

 


Doria diz que discutiu fechamento do Aeroporto Campo de Marte com Bolsonaro nesta quinta
Discutir é com ele mesmo, mas fazer não faz poda nenhuma... 
 

Não há previsão para que isso ocorra.
A primeira grande pérola, típico papo de político enrolão "vai ter, mas não sei quando".
 

Não faz o menor sentido que ali funcione pousos e decolagens de aeronaves”, disse Doria.
Com base nestes critérios bem embasados, Congonhas não tem menor sentido também?
 

“Vocês são testemunhas dos acidentes que já ocorreram ali, fatalizando vidas não só de pilotos, copilotos e passageiros, mas também de habitantes da região Norte”, acrescentou.
Os relatórios do CENIPA são inúteis, o problema é a localização do aeroporto. Pane seca? Arremetida mal sucedida? Culpa da localização do aeroporto.
 

Doria disse que Bolsonaro o orientou a discutir o assunto com a Força Aérea (FAB) e o Ministério da Defesa. 
Bolsonaro já dando as esquivadas. 
 

Em agosto de 2017, o governo federal e a Prefeitura firmaram acordo cedendo 417 mil m² do terreno do aeroporto para a capital paulista. Já naquela época, a intenção era criar o Parque Campo de Marte. O custo estimado era de, no mínimo, R$ 250 milhões para a implantação –segundo Doria, sem uso de verba pública.
Sem uso de verba pública? O que vai ter de contraponto na área? Não existe almoço grátis.
 

Caso seja criado, o parque será explorado pela iniciativa privada, por concessão. Com o possível fechamento do aeroporto, o governador afirmou que sua pista de pouso deverá ser transformada em quadras poliesportivas. O projeto também prevê a criação no terreno do Museu Aeroespacial.
Se nem conseguiu conceder o Ibirapuera, no metro quadrado mais caro da cidade, vai conseguir arranjar para o Campo de Marte?
 

Há anos o fechamento do Campo de Marte é discutido nas esferas municipal e federal. O grande impasse é o destino de suas operações: apesar de não receber linhas comerciais regulares, o Campo de Marte tem grande movimento de helicópteros e aviões executivos, além de abrigar escolas de pilotagem, o serviço aerostático das polícias, o Hospital da Força Aérea e um clube para oficiais.
Eis a utilidade do SBMT, tirando a parte dos militares.
 
Não adianta querer, tem que propor soluções e fazer. SBMT pode ter um papel muito importante no sistema aeroviário paulista para os próximos 30 anos. A grande frota de helicópteros e a possibilidade de ser um aeroporto regional (máximo 100 assentos) são apenas alguns exemplos. Para onde vão os aeroclubes? Jundiaí está cheio, Amarais em breve, Bragança? Quem bancará a mudança deles?
 
A parte dos militares, que é a mais fácil, não irá mexer?! Eles podem até abrigar em outras bases militares e suas atividades não precisam estar necessariamente na capital.
 
O aeroporto é federal em solo municipal, o estado de São Paulo não tem muito o que decidir, pois o uso do solo é atribuição municipal e o aeroportuário federal. A treta é se o terreno é da prefeitura ou da União.
 
Vemos como as concessionárias estão penando para pagar as outorgas dos aeroportos concedidos. Parque não é para gerar renda, então quem vai bancar a fundo perdido R$ 250 milhões. Nem o Central Park é lucrativo.
 
E, por último, o grande interesse por SBMT é o imobiliário. Estudos de 10 anos atrás calcularam que a prefeitura poderia arrecadar R$ 3 bilhões só em Certificados de Potencial Adicional Construtivo (CEPAC), instrumento previsto nas Operações Urbanas Consorciadas. Novamente, isto é assunto da prefeitura, não do estado, salvo se fizeram um pacto entre as duas esferas.

  • vfman, JThielen, Bonotto and 5 others like this

#6 Farley Diego

Farley Diego
  • Usuários
  • 36 posts
  • Cidade/UF/País:Montes Claros/MG
  • Data de Nascimento:16/03/1989

Posted 10 de January de 2019 - 16:42

Pior é culpar o Aeroporto por acidentes, sendo que no mundo todo tem aeroportos executivos em grandes cidades. Vergonha.


  • JThielen likes this

#7 PT-KTR

PT-KTR
  • Usuários
  • 9,786 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SBSV
  • Data de Nascimento:04/11/1933

Posted 10 de January de 2019 - 16:48

Esqueçam rs... isso será a eterna especulação.



#8 B737-8HX

B737-8HX
  • Usuários
  • 1,293 posts
  • Gender:Male
  • Location:Campinas/SP/Brasil
  • Interests:Aviação Comercial/Segurança de Voo/Boeing 737NG
  • Cidade/UF/País:Campinas/SP/Brasil
  • Data de Nascimento:07/03/1982

Posted 10 de January de 2019 - 16:48

Passou da hora de Marte deixar de existir. 



#9 PT-KTR

PT-KTR
  • Usuários
  • 9,786 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SBSV
  • Data de Nascimento:04/11/1933

Posted 10 de January de 2019 - 17:02

Passou da hora de Marte deixar de existir. 

 

Plutão já foi... não resisti...


  • Márcio Santos, Landing, Bartender and 2 others like this

#10 Juan Garcia

Juan Garcia
  • Usuários
  • 856 posts
  • Gender:Male
  • Location:Cuiabá-MT
  • Cidade/UF/País:Cuiaba-Mato Grosso-Brasil
  • Data de Nascimento:12/12/1972

Posted 10 de January de 2019 - 17:43

Alguém duvida que gordas propinas vão rolar nessa "entregar a iniciativa privada".

#11 diasfly

diasfly
  • Usuários
  • 586 posts
  • Cidade/UF/País:BH/MG/BR
  • Data de Nascimento:26/07/1994

Posted 10 de January de 2019 - 18:28

Vão transferir as escolas de aviação, taxi aéreo, executiva, militar e etc pra CGH ou pra GRU? Lembrando que o Campo de Marte é (ou foi, não tenho dados atualizados de lá) o aeroporto com maior número de movimentos de aeronave do Brasil.

 

Já pensou se fosse fechar todos os aeroportos onde tivesse acontecido acidentes?

 

Eu também duvido muito que esse plano entre em prática.



#12 Skylane68

Skylane68
  • Usuários
  • 48 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:São Paulo
  • Data de Nascimento:27/06/1988

Posted 10 de January de 2019 - 23:48

Vai facilitar slot em CGH? Duvido muito! Provavelmente fortalecer a máfia.

Decisões como essa estão matando a aviação geral no Brasil.

Dependo do compromisso do chefe Jundiaí já fica longe, o cara opta por ir de comercial. Sem falar que lá a VoeSP cobra tarifas bem amigáveis e já anunciou que só terá uma posição de estadia.

#13 BLUE SPEED

BLUE SPEED
  • Usuários
  • 633 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:05/02/1975

Posted 11 de January de 2019 - 10:01

A pergunta é:

Qual a posição dos empresários, proprietários de empresas e aeronaves que usam SBMT em relação a isso?

Pelo visto, somente aviadores estão preocupados.

SBMT já teve um projeto de readequação, construção de uma pista nova com orientação 09-27, mas nunca saiu do papel.

#14 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,121 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 11 de January de 2019 - 13:22

 

O que São Paulo elegeu... :facepalm:

 

...
 
E, por último, o grande interesse por SBMT é o imobiliário. Estudos de 10 anos atrás calcularam que a prefeitura poderia arrecadar R$ 3 bilhões só em Certificados de Potencial Adicional Construtivo (CEPAC), instrumento previsto nas Operações Urbanas Consorciadas. Novamente, isto é assunto da prefeitura, não do estado, salvo se fizeram um pacto entre as duas esferas.

 

Na môsca! Isso é o que, certamente, está na proposta de retomada do espaço para a Prefeitura SP. 



#15 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,121 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 29 de January de 2019 - 22:21

Meus prezados
SPEECH
SBMTreserva.jpg

(Por Solange Galante)

Não posso deixar de externar minha opinião sobre, mais uma vez, um político insistir em fechar o Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte paulistana. Não foi o primeiro a vir com esse ranço dos tempos de Getúlio Vargas, aliás.
João Dória Jr. se autodefine "gestor". Ele pode ter sido "gestor" antes de entrar para a política; hoje, ele já teve seu "batismo" como político desde que era prefeito, e aparenta não ter nenhuma noção sobre aviação enquanto, nitidamente, torna-se aliado da voracidade do mercado imobiliário, que está de olho não no suposto "parque" que seria construído ali, mas no entorno, onde poderiam trocar casas por arranha-céus.
Ter noção sobre aviação não é "só" saber a diferença entre um helicóptero e um avião.
Enquanto escrevia esta coluna eu via na TV Globo, no telejornal SPTV e em tempo real a chegada de um monomotor Cessna vermelho do SAMU de Santa Catarina pousando em São Paulo e transportando uma criança que seria submetida a uma cirurgia de transplante de rim na capital paulista.
Campo%2Bde%2BMarte%2B-%2B%2BSocorro.jpg
A matéria mais completa foi ao ar no mesmo dia 11 de janeiro e pode ser acessada por este link: https://g1.globo.com...de-um-rim.ghtml
Esse pequeno avião, em uma grande missão, pousou no Campo de Marte.

Por que não foi para Congonhas?
Congonhas concentra importante parte das operações de aviação comercial ponto a ponto domésticas do Brasil, especialmente na rota São Paulo-Rio de Janeiro, e já tem tido muitos transtornos causados por condições meteorológicas adversas, drones clandestinos, urubus, canetas a laser de pessoas sem qualquer noção de segurança de voo, não tão inocentes pipas, incidentes na própria pista etc. Para o pouso de uma aeronave da SAMU provavelmente teria alguns voos retardados também (a prioridade é dada a essa categoria de aeronave). Enquanto isso, o Campo de Marte está lá para isso: receber aeronaves menores (mas jamais menos importantes) e não sobrecarregar nem Congonhas e nem mesmo o Aeroporto Internacional, em Guarulhos.

Por que o transporte da paciente não foi feito por helicóptero, que pode pousar até em hospitais?
Porque, dependendo das distância, o helicóptero não tem autonomia/alcance e nem tem velocidade para a urgência dessa necessidade. Como foi nesse caso, uma paciente de Santa Catarina.

Pergunto-me qual a experiência e conhecimento que o digníssimo governador tem de aviação. Suas aeronaves executivas podem pousar longe do Campo de Marte, que, aparentemente, não lhe faz falta, e ele pode acessar facilmente sua residência com helicóptero ou até automóvel escoltado por batedores. Para ele, o Campo de Marte pode ser supérfluo. Mas, na realidade, não é.

É mais do que óbvio que um "prefeito pela metade" – já que não concluiu o mandato para o qual foi eleito – e que pode ser em breve um "governador no máximo 90% do mandato" – caso se licencie no início de 2022 para ser candidato a presidente – quer publicidade desde já e eleitores da região norte de São Paulo, além de construtoras a seu favor. Mas, certamente, perderá muitos importantes eleitores entre os usuários do Campo de Marte, que ele parece ignorar que existam, tanto em quantidade quanto em qualidade .

Houve sim acidentes terríveis no entorno do Campo de Marte, isso é fato. Assim como a poucos quilômetros do centro de Nova York, com seus vários aeroportos no entorno (JFK, La Guardia e Newark). Com certeza, também houve no entorno de Londres, onde existem nada menos que cinco aeroportos próximos (Heathrow, Gatwick, Stansted, Luton e London City). O acidente fatal com um avião Concorde, em 2000, aconteceu muito pouco distante a Charles de Gaulle, que serve Paris, onde também existe o Aeroporto de Orly. Nenhum político de Nova York, Londres ou Paris levantou uma proposta de desativação imediata deses aeroportos que, além de acidentes e incidentes, são também sujeitos a ataques terroristas pela alta concentração de pessoas.

Algumas pessoa ME criticaram pela comparação, dizendo que não posso comparar Campo de Marte com Charles de Gaulle. Justamente por isso que chamo a atenção deles para os muito menores (que de Gaulle) Luton e La Guardia, por exemplo. Observando que: é bem provável que São Paulo precise muito mais do Campo de Marte do que Londres precise de London City e Stansted, simplesmente porque lá possuem ligações férreas nacionais e intercontinentais que até hoje estamos esperando sentados para ter também, como o trem bala entre Viracopos e qualquer ponto da maior cidade do Brasil.

Para construir, políticos demoram; para destruir, são muito mais rápidos...

Falando em acidentes: vamos fechar as marginais Tietê e Pinheiros e "n" rodovias estaduais paulistas devido ao alto índice de acidentes?

A população vizinha aos locais de acidentes aéreos têm sua razão para temer pelos aviões, isso é natural. Mas o problema não é do aeroporto, no caso do Campo de Marte, ele está lá desde 1920, quando, acredito, só anfíbios, répteis, insetos, mamíferos e aves em geral ocupavam o entorno. Hoje, o problema dos acidentes é de âmbito municipal, estadual e federal e passa por fiscalização, primordialmente. Mas não se resolve dessa maneira!

O Campo de Marte foi a sede da aviação da Força Pública, embrião do Grupamento de Radiopatrulha Aérea da PM paulista, seu usuário mais famoso. Foi a sede da companhia aérea Vasp, quando Congonhas ainda não existia. Foi importante base da FAB por meio do Parque de Material Aeronáutico lá instalado. Foi palco de inúmeros eventos aeronáuticos civis e militares. Sempre foi e é a sede de várias escolas de aviação, com destaque para o Aeroclube de São Paulo, que figura entre os mais importantes do Brasil. Em torno de toda essa atividade do passado e do presente foram se instalando empresas de ponta de manutenção, seguros aeronáuticos, venda de equipamentos e aeronaves. Trazendo muito dinheiro para o Estado que o Sr. Dória apenas começa a administrar. Ele sempre foi um dos usuários mais abastados da aviação executiva, mas a maioria dos demais usuários que pousam e decolam e dependem desse movimento fantástico existente em Marte estão muito longe de ser, como muitos opositores do Campo de Marte acreditam, riquinhos mimados que usam aeronaves só para ir ao Guarujá. Os usuários do Aeroporto Campo de Marte movimentam a riqueza do País e empregam muita gente.

Mudar tantas empresas de lugar (para um lugar ainda ignorado) não é tão fácil. Eu escrevo sobre aviação e visito o Campo de Marte há décadas. Já escrevi muitas reportagens a respeito de seus usuários e do aeroporto em si, se o Sr. Governador me procurar posso mostrá-las. Sei que há décadas se procura alternativas para Congonhas e Campo de Marte. Alguns aeroportos executivos estão em construção em Parelheiros e São Roque, entre outras promessas, como um projeto natimorto de Caçapava, mas a demora contínua para que fiquem prontos envolve vários problemas, ambientais, políticos, administrativos e não há qualquer certeza ou previsão sobre se conseguirão realmente atender aos usuários da aviação executiva se o Campo de Marte deixar de ter essa função.
Da mesma maneira Jundiaí e Sorocaba são aeroportos que parecem ser a solução mas não estão tão próximos assim da capital paulista e muito menos comportariam um aumento brutal de operações. E se o avião da SAMU de Santa Catarina tivesse que pousar em um deles? A criança estaria ainda mais distante do hospital em São Paulo e, em caso de urgência, sua vida ou sua morte seriam definidas por congestionamentos na estrada terrestre ou até tempo fechado por chuva pesada na estrada aérea, se fosse transportada de helicóptero.

Será que o nosso governador sabe qual aeroporto mais conecta São Paulo a outras cidades brasileiras? Congonhas? Guarulhos? Não: o Campo de Marte. São centenas de voos diariamente realizados para todo o Brasil transportando pessoas que decidem o futuro do País.

Presentear mais um parque aos cidadãos pode conviver com as atividades atuais do Aeroporto, pois a área é enorme. Há espaço para todos: aviões, helicópteros, pedestres, ciclistas, em convívio pacífico e organizado.
Museu? Quem tem cacife para bancar o transporte de dezenas de aviões, se forem os do antigo Museu TAM ou oriundos de outros lugares? Fácil é falar...

Por isso, eu não aceito que, em troca de apoio de empresas interessadas apenas naquele terreno e/ou em seu entorno ou em troca de votos da opinião pública local estimulados por uma campanha mentirosa e contraria à Aviação visando uma futura candidatura a Presidente da República, mais um político dê as costas para a atividade aérea e sua contribuição para o PIB nacional.
Não se trata de uma análise emocional, embora o aeroporto de Santana tenha uma bela e longeva história fazendo parte da vida de muitas pessoas: a crítica é, sobretudo, racional, pela perda de negócios que esse fechamento pode acarretar a curto, médio e longo prazo e prejuízo a uma grande parcela da população não só paulista, mas brasileira. Simples assim.

Citando a fonte e autoria, este texto pode e deve ser compartilhado.

Participe, como eu, do abaixo-assinado para que o Aeroporto Campo de Marte não seja fechado:

https://www.change.o...P1kFARRNKSF-JS0
Fonte: blog  Caixa Preta da Solange 13 jan 2019


  • LipeGIG and A345_Leadership like this