Jump to content


Photo

Mirages 2000 da Armée de l'Air destroem 40 caminhonetes do Daesh na África


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
No replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,322 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 11 de February de 2019 - 10:53

Meus prezados
Mirages 2000 da Armée de l'Air destroem 40 caminhonetes do Daesh na África
RIAT%2B2016%2BVGaulois018.jpg

Mirages 2000 da Armée de l'Air. Imagem ilustrativa

A Armée de l'Air (Força Aérea Francesa) organizou uma operação conjunta com o Exército do Tchad na região norte do pais africano para destruir um comboio armado organizado em pelo menos 40 caminhonetes que se deslocavam em coluna simples. Esse comboio partiu da Líbia no dia 02 de fevereiro de acordo com observações de drones e informações dos serviços de inteligência conjuntos franceses e de países do Sahel 5. O destino do comboio terrorista eram aldeias isoladas no território do Tchad, e portavam armas de grosso calibre e farta munição que seria entregue a outros grupos pelo território.
carte-deploiement-opex.jpg

Em vermelho; a região do SAHEL 5, onde a França e mais 5 paises africanos efetuam a Operação Barkane contra o terrorismo islamico na Africa.

O "L’État-Major des armées françaises" revelou nessa segunda dia 04, que o ataque ocorreu às 18h do domingo dia 03 de fevereiro, utilizando uma esquadrilha de aviões Mirage 2000 que decolou pela manhã pouco antes do meio dia, mas que inicialmente efetuou  uma demostração de força com sobrevoos rasantes de dissuasão  da coluna, para que os integrantes do comboio  percebessem a intenção do ataque e retornassem para o território da Libia. Como a progressão da coluna continuou apesar dos sobrevoos rasantes  e tiros de advertência, uma segunda esquadrilha efetuou o ataque as 18H assim que localizaram a nova posição da mesma no deserto, já profundamente dentro do território do Tchad.

Os meios de comunicação oficial da Armée de l'Air não deram maiores detalhes se houve sobreviventes entre os atacados e se ocorreu alguma outra ação de "rescaldo" em terra por parte de forças francesas ou tchadianas, como é de padrão apos um ataque aéreo como esse. A única informação mais precisa detalha apenas que todos os veículos terroristas da coluna foram destruídos.

Fonte: L’État-Major des armées françaises e Agence France Press.via Orbis Defense 4 fev 2019

É. Desta vez eles não poderam contar com proteção da FA Síria.