Jump to content


Photo

Rio tem aval para reduzir ICMS sobre o querosene de aviação


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
23 replies to this topic

#1 rogger

rogger
  • Usuários
  • 1,573 posts
  • Gender:Male
  • Location:GIG
  • Interests:AVIAÇAO GERAL E COMERCIAL E AEROPORTOS
  • Cidade/UF/País:barra mansa-RJ BrASIL
  • Data de Nascimento:27/03/1973

Posted 12 de July de 2019 - 21:12

Rio tem aval para reduzir ICMS sobre o querosene de aviação

 

RIO - O Estado do Rio obteve autorização do Conselho Nacional de Política Fazendária ( Confaz ) para reduzir o ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) de 12% para 7%. A medida foi antecipada nesta quinta-feira pelo colunista do GLOBO Ancelmo Gois .

O Rio não será o único estado a ter a redução do ICMS no QAV. O combustível é um dos principais custos para as companhias aéreas. Segundo o presidente do Confaz, Rafael Fonteneles, que é secretário de Fazenda do Piauí, todos os estados poderão diminuir a alíquota para 7%. A exceção, diz ele, são os estados da Região Norte, onde o piso pode ficar em 3%.

Em São Paulo, o patamar foi definido em 10% — o percentual hoje é de 12%, resultado de uma redução anunciada em fevereiro com a perspectiva de atrair mais voos para o estado.

— O convênio já está valendo. O que foi estabelecido foi a possibilidade com piso fixado. Mas os estados reduzem se quiserem — explicou Fonteneles.

Segundo Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), a iniciativa é importante para o Rio, pois deve elevar a quantidade de voos entre o estado e o resto do Brasil. Isso, disse ele, é essencial para atrair o interesse de empresas internacionais de aviação. Segundo Sampaio, o Brasil recebeu ano passado 5,8 milhões de turistas, dos quais 1,5 milhão entraram pelo Rio:

— A redução do ICMS vai permitir aumentar o número de voos no Galeão e no Santos Dumont, o que tende a atrair mais turistas e eventos.

Ele cita o início de operações recentes no Rio de companhias aéreas como a Flybond (da Argentina), a Sky (Chile) e as europeias Air Europa e a Norwegian.

— Esse movimento tende a aumentar com o ICMS menor. Além disso, como o querosene é o maior custo para as companhias, o ICMS menor pode se refletir em queda no preço do bilhete — afirmou Sampaio.

Gol e Latam informaram, em nota, que consideram a medida positiva. A Latam afirma estar atenta às necessidades dos clientes para elevar o total de frequências no Rio. Procurada, a Secretaria de Fazenda do Rio não comentou.

Fonte: https://oglobo.globo....iacao-23801576

 



#2 PFB-CGH

PFB-CGH
  • Usuários
  • 197 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre
  • Interests:Aeronaves, Aeroportos, Aviação Civil, Direito Aeronáutico e Malha Aérea.
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre, RS, Brasil
  • Data de Nascimento:21/08/1980

Posted 12 de July de 2019 - 22:09

O cidadão citou os novos voos internacionais de empresas estrangeiras, mas que eu saiba o ICMS não incide sobre o QAV para voos internacionais.


  • Darlan likes this

#3 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 20,223 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Skunk Works
  • Data de Nascimento:14/05/1986

Posted 12 de July de 2019 - 22:20

O cidadão citou os novos voos internacionais de empresas estrangeiras, mas que eu saiba o ICMS não incide sobre o QAV para voos internacionais.

Exatamente, ou o jornal cortou trechos, pois parece que ele aproveita o gancho do ICMS para falar dos novos voos, ou entao mostra desconhecimento dele.

 

De qualquer forma, um estado quebrado, precisa reduzir? Como bem dito, Sky, Norwegian e Flybondi ja voa ou voara para a cidade.



#4 VictorHugoBrando

VictorHugoBrando
  • Usuários
  • 661 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:17/09/1989

Posted 12 de July de 2019 - 22:55

De qualquer forma, um estado quebrado, precisa reduzir? Como bem dito, Sky, Norwegian e Flybondi ja voa ou voara para a cidade.

 

Sky, Norwegian e Flybondi não pagam o ICMS sob combustível, então não há relação. A redução precisa ser feita pois o maior problema do RIO é a conectividade doméstica, que impacta diretamente no feed do internacional por tanto a redução precisa sim ser feita.

 

Só é um pouco tarde, os hubs já estão todos estabelecidos então duvido que, a menos que haja uma exigência, GIG e SDU não fique com migalhas, pra variar.


  • MarcondesGIG likes this

#5 JEduardo

JEduardo
  • Usuários
  • 839 posts
  • Gender:Male
  • Location:Lost in space
  • Cidade/UF/País:Lost in space
  • Data de Nascimento:28/12/1900

Posted 13 de July de 2019 - 01:25

Alguém sabe se algum estado tb reduziu o ICMS para o AVGAS ?



#6 F-BVFA

F-BVFA

    Stargazer

  • Colaborador
  • 10,375 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Paris/França
  • Data de Nascimento:01/01/1980

Posted 13 de July de 2019 - 05:30

 

Sky, Norwegian e Flybondi não pagam o ICMS sob combustível, então não há relação. A redução precisa ser feita pois o maior problema do RIO é a conectividade doméstica, que impacta diretamente no feed do internacional por tanto a redução precisa sim ser feita.

 

Só é um pouco tarde, os hubs já estão todos estabelecidos então duvido que, a menos que haja uma exigência, GIG e SDU não fique com migalhas, pra variar.

 

Esse é o principal problema do GIG: precisa ser main hub de alguma companhia aérea. E não é reduzindo o ICMS sobre o combustivel que isso vai se resolver. Ela pode até ajudar a captar algum voo novo mas não na quantidade necessária e sim o GERJ precisa fazer alguma exigência para incidir a nova aliquota do imposto senão vai adiantar menos ainda.



#7 TheJoker

TheJoker
  • Usuários
  • 8,731 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:06/01/1986

Posted 13 de July de 2019 - 08:44

 

Esse é o principal problema do GIG: precisa ser main hub de alguma companhia aérea. E não é reduzindo o ICMS sobre o combustivel que isso vai se resolver. Ela pode até ajudar a captar algum voo novo mas não na quantidade necessária e sim o GERJ precisa fazer alguma exigência para incidir a nova aliquota do imposto senão vai adiantar menos ainda.

 

Do ponto de vista contrato de concessão,

 

Se AD transferisse toda a operação de VCP pro GIG seriam +10 milhões/ano, e não resolveria o problema de outorga. G3 + JJ transferindo todas as conexões domésticas de CGH e GRU talvez chegue nos 12 milhões.

GIG atual 15 + 10 de VCP + 12 CGH+GRU = +/- 37 milhões/ano que seria a capacidade atual, nem assim conseguiria pagar +1 bi de outorga, porque conexões pagam tarifa menor e o consumo dos pax é mínimo. O que rentabiliza um aeroporto é O&D e principalmente o internacional. 

Pra passar disso e justificar investimentos em novo terminal e 3ª pista, tem que pegar as de CNF e BSB também. Oh loko meu!   :suicide_anim:


Edited by TheJoker, 13 de July de 2019 - 08:48 .

  • Yoshioff and Tiago like this

#8 VictorHugoBrando

VictorHugoBrando
  • Usuários
  • 661 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:17/09/1989

Posted 13 de July de 2019 - 08:57

Ele cita o início de operações recentes no Rio de companhias aéreas como a Flybond (da Argentina), a Sky (Chile) e as europeias Air Europa e a Norwegian.

Fonte: https://oglobo.globo....iacao-23801576

 

 

Aliás... oi? 



#9 Silva

Silva
  • Usuários
  • 1,172 posts
  • Gender:Male
  • Location:Rio Branco -Ac
  • Cidade/UF/País:Rio Branco/Acre/Brasil
  • Data de Nascimento:18/01/1973

Posted 13 de July de 2019 - 09:36

Alguém sabe se algum estado tb reduziu o ICMS para o AVGAS ?

 

No Norte quase todos os Estados tiveram algum tipo de redução na tentativa de atrair mais voos...



#10 Yoshioff

Yoshioff
  • Usuários
  • 5,118 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:São Paulo
  • Data de Nascimento:06/10/1989

Posted 13 de July de 2019 - 09:56

 

[...] a menos que haja uma exigência[...]

 

Me desculpe mas espero que isso NUNCA aconteça por parte deste ou de qualquer outro governo...  :suicide_anim:



#11 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 22,847 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 13 de July de 2019 - 10:35

 

Esse é o principal problema do GIG: precisa ser main hub de alguma companhia aérea. E não é reduzindo o ICMS sobre o combustivel que isso vai se resolver. Ela pode até ajudar a captar algum voo novo mas não na quantidade necessária e sim o GERJ precisa fazer alguma exigência para incidir a nova aliquota do imposto senão vai adiantar menos ainda.

 

A questão do GIG passa por uma demonstração forte do poder publico (segurança publica) acompanhada de capacidade de reunir empresários/investidores. 

 

Não se discute o potencial do Rio como indutor de turismo e atividades ligadas ao turismo, mas infelizmente a incapacidade do poder público de fazer o que é necessário. 

 

Existe total oportunidade para se montar um hub no GIG com 40-60 aeronaves, focado em trazer turistas ao país e sim, brigar também por conexões. Ha 5 anos o Rio não tinha a base de tudo, hoje tem. Só falta (!) a parte da segurança pública. 

 

O ICMS ajuda, pois faz com que as cias atuais foquem em usar o benefício, que representa uma economia de mais de 40% na conta de impostos sobre combustiveis. Em uma conta anual de R$ 1 bilhão, acesso a ICMS de 7% salvaria R$ 50 milhões frente aos estados que cobram 12%

Todavia, podemos esperar que outros estados migrem para o 7% 


  • MarcondesGIG and Jlito like this

#12 TheJoker

TheJoker
  • Usuários
  • 8,731 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:06/01/1986

Posted 13 de July de 2019 - 11:07

 

A questão do GIG passa por uma demonstração forte do poder publico (segurança publica) acompanhada de capacidade de reunir empresários/investidores. 

 

Não se discute o potencial do Rio como indutor de turismo e atividades ligadas ao turismo, mas infelizmente a incapacidade do poder público de fazer o que é necessário. 

 

Existe total oportunidade para se montar um hub no GIG com 40-60 aeronaves, focado em trazer turistas ao país e sim, brigar também por conexões. Ha 5 anos o Rio não tinha a base de tudo, hoje tem. Só falta (!) a parte da segurança pública. 

 

O ICMS ajuda, pois faz com que as cias atuais foquem em usar o benefício, que representa uma economia de mais de 40% na conta de impostos sobre combustiveis. Em uma conta anual de R$ 1 bilhão, acesso a ICMS de 7% salvaria R$ 50 milhões frente aos estados que cobram 12%

Todavia, podemos esperar que outros estados migrem para o 7% 

 

Com todo o respeito ao colega, mas não é muita viagem?

 

No Chile com todos os incentivos em 2 anos, JA tem 8 320 e H2 descontando a troca de frota +11 319/20.

Na Argetina com todo o oba-oba, FO 5 738, DN 3 738 e WJ 3 320.


Edited by TheJoker, 13 de July de 2019 - 11:09 .


#13 cjcsafstrand

cjcsafstrand
  • Usuários
  • 354 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:paraguay
  • Data de Nascimento:20/03/1984

Posted 13 de July de 2019 - 12:45

 
Esse é o principal problema do GIG: precisa ser main hub de alguma companhia aérea. E não é reduzindo o ICMS sobre o combustivel que isso vai se resolver. Ela pode até ajudar a captar algum voo novo mas não na quantidade necessária e sim o GERJ precisa fazer alguma exigência para incidir a nova aliquota do imposto senão vai adiantar menos ainda.

Adoraría ver a GOL montar seu principal hub para voos internacionais próprios desde GIG para JFK, MIA, MCO (aproveitando a saída da AA, JJ e DL) ASU, MVD, EZE, SCL, ROS, COR e destinos europeios com 763 ou 772 com interiores reformulados e não aqueles logo a compra da VARIG em 2007. Fazer o trabalho como Azul fez com os A332
  • LipeGIG likes this

#14 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 8,017 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sao Paulo - Lisbon
  • Interests:Travels, sports, culture, workout, airports, finance.
  • Cidade/UF/País:Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento:08/10/1974

Posted 13 de July de 2019 - 13:15

Adoraría ver a GOL montar seu principal hub para voos internacionais próprios desde GIG para JFK, MIA, MCO (aproveitando a saída da AA, JJ e DL) ASU, MVD, EZE, SCL, ROS, COR e destinos europeios com 763 ou 772 com interiores reformulados e não aqueles logo a compra da VARIG em 2007. Fazer o trabalho como Azul fez com os A332


A Gol tem uma forte parceria com a DL, AF e KL, que atende aos mercados Americano e Europeu. Não irá se aventurar em comprar widebodies para competir com suas parceiras, dentre outros motivos. Com o Rio voltando a crescer, principalmente na atração de negócios e turistas destas duas regiões, veremos uma maior adição de assentos no inter por estas e outras cias, já que a G3 possui acordos com cias fora da Skyteam também.

#15 LipeGIG

LipeGIG

    Staff Contato Radar

  • Administrador
  • 22,847 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova York
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:30/06/1972

Posted 13 de July de 2019 - 15:53

 

Com todo o respeito ao colega, mas não é muita viagem?

 

No Chile com todos os incentivos em 2 anos, JA tem 8 320 e H2 descontando a troca de frota +11 319/20.

Na Argetina com todo o oba-oba, FO 5 738, DN 3 738 e WJ 3 320.

 

Nobre The Joker, não seria no primeiro momento. 

 

Pequei por não ter mostrado uma linha de tempo. Isso é algo pra 5 anos de desenvolvimento com um Rio "seguro".

E com foco hibrido: wide + narrow



#16 A345_Leadership

A345_Leadership
  • Moderador
  • 20,223 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Skunk Works
  • Data de Nascimento:14/05/1986

Posted 13 de July de 2019 - 18:58

 

Sky, Norwegian e Flybondi não pagam o ICMS sob combustível, então não há relação. A redução precisa ser feita pois o maior problema do RIO é a conectividade doméstica, que impacta diretamente no feed do internacional por tanto a redução precisa sim ser feita.

 

Só é um pouco tarde, os hubs já estão todos estabelecidos então duvido que, a menos que haja uma exigência, GIG e SDU não fique com migalhas, pra variar.

Ficou ambiguo o que eu escrevi. Disse que as estrangeiras ja vem para o Brasil de qualquer jeito, mostrando que a cidade tem sim atratividade, apesar de tudo, logo baixar o ICMS para as domesticas tera efeitos limitados, principalmente porque outros estados seguirao o mesmo. Se o RJ fosse o unico, seria sim uma vantagem.

 

 

A questão do GIG passa por uma demonstração forte do poder publico (segurança publica) acompanhada de capacidade de reunir empresários/investidores. 

 

Não se discute o potencial do Rio como indutor de turismo e atividades ligadas ao turismo, mas infelizmente a incapacidade do poder público de fazer o que é necessário. 

 

Existe total oportunidade para se montar um hub no GIG com 40-60 aeronaves, focado em trazer turistas ao país e sim, brigar também por conexões. Ha 5 anos o Rio não tinha a base de tudo, hoje tem. Só falta (!) a parte da segurança pública. 

 

O ICMS ajuda, pois faz com que as cias atuais foquem em usar o benefício, que representa uma economia de mais de 40% na conta de impostos sobre combustiveis. Em uma conta anual de R$ 1 bilhão, acesso a ICMS de 7% salvaria R$ 50 milhões frente aos estados que cobram 12%

Todavia, podemos esperar que outros estados migrem para o 7% 

Acredito que so vai sair da estagnacao se o pais crescer e ter uma politica de Estado (coisa que nao temos ha decadas).

 

Talvez uma LCC com 10 aeronaves iniciais poderia fazer um bom trabalho.



#17 TheJoker

TheJoker
  • Usuários
  • 8,731 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:06/01/1986

Posted 14 de July de 2019 - 10:11

 

Nobre The Joker, não seria no primeiro momento. 

 

Pequei por não ter mostrado uma linha de tempo. Isso é algo pra 5 anos de desenvolvimento com um Rio "seguro".

E com foco hibrido: wide + narrow

 

Ditadura/democracia ou direita/esquerda, não resolveram os problemas do Brasil nos últimos 55 anos, não vai ser em 5...


  • Tiago and Geoshina like this

#18 boulosandre

boulosandre
  • Usuários
  • 8,017 posts
  • Gender:Male
  • Location:Sao Paulo - Lisbon
  • Interests:Travels, sports, culture, workout, airports, finance.
  • Cidade/UF/País:Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento:08/10/1974

Posted 14 de July de 2019 - 12:36

 
Ditadura/democracia ou direita/esquerda, não resolveram os problemas do Brasil nos últimos 55 anos, não vai ser em 5...


Antes de ficar esperando pela melhora efetiva da nossa economia e da segurança no Rio, as autoridades deveriam zelar pelo mínimo que um turista merece: o conserto imediato dos elevadores e escadas rolantes (paradas há 3 meses) do Cristo Redentor e a matéria do Globo de hoje sobre os postos de atendimento ao turistas fechados permanentemente ou abertos das 08:30 as 14hs somente nos dias de semana no GIG. Deve ser caso único no mundo. Ou seja, quem desembarca a tarde, a noite ou nos fds fica na mão. Ineficiência total! Que vergonha.

#19 FabioGIG

FabioGIG
  • Usuários
  • 1,231 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento:19/04/1978

Posted 14 de July de 2019 - 14:03

O Rio está uma vergonha, infelizmente!

#20 2setão

2setão
  • Usuários
  • 794 posts
  • Gender:Male
  • Location:BSB
  • Cidade/UF/País:BSB
  • Data de Nascimento:01/02/1980

Posted 14 de July de 2019 - 22:18

O turista que se aventura no Brasil é um herói - ou louco.
  • 4NDRE likes this