Jump to content


Photo

Finlândia: substituição dos F-18 Hornet's


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
7 replies to this topic

#1 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,159 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 14 de November de 2008 - 18:47

Finlândia demonstra interesse pelo F-35

Um jornal e uma cadeia de emissoras de radio e TV estatais da Finlândia divulgaram nesta quarta-feira (12) que a Ilmavoimat (Força Aérea Finlandesa) esta considerando o caça de 5ª geração Lockheed Martin F-35 Lightning II como um substituto em potencial para seus F/A-18C/D Hornet produzidos na época de sua aquisição pela McDonnell Douglas.

Esses dois órgãos da mídia finlandesa informaram que a tomada de decisão política para aquisição de um novo caça, cuja escolha poderá contemplar a Lockheed Martin, deverá ser tomada em 2015. Declarações do Major-General Jarmo Lindberg, comandante da Força Aérea Finlandesa, confirmaram essa intenção. Segundo os planos da FAF, os 63 caças F-18 Hornet em serviço naquela Força Aérea começarão a ser desativados em 2025 e o último retirado da ativa em 2030.


Fonte: tecnodefesa


#2 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 04 de April de 2015 - 13:47

Meus prezados

Gripen NG en la mira de Finlandia.
Finlandia, a llamado oficialmente en Suecia para enviar información detallada sobre el Gripen NG, visto como un potencial reemplazo del F / A-18 Hornet, a veinte años de funcionamiento con la Fuerza Aérea de Finlandia.

De acuerdo con el artículo, las expectativas del Ministerio de Defensa de Finlandia, se invertirán cerca de 6000 millones de euros en la compra de nuevos aviones de combate a la FIAF. Un estudio de factibilidad para reemplazar el F / A-18 Hornet finlandés se está terminando, con el informe final que deberá presentar en mayo.

Los aviones de combate, que fueron adquiridos en 1995, se están acercando al final de su vida útil en la mitad de la próxima década. El proceso formal para la adquisición de nuevos aviones aún a de comenzar en 2015, entre los meses de septiembre y noviembre.

Recientemente, en un comunicado conjunto, los ministros de Defensa de Suecia, Peter Hultqvist, y Finlandia, Carl Haglund, dijeron que la cooperación militar entre los dos países debe profundizarse. Entre otras cosas, se prevé el uso conjunto de las bases aéreas de ambos países. (Jesús.R.G.)

Fonte: DFNS.NET (ES) via CECOMSAER 4 MAR 2015



#3 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 28 de November de 2016 - 11:14

Meus prezados
Finlândia recebe respostas ao RFI sobre a substituição dos F/A-18 Hornet
finland-f-18-1024x506.jpg
O Comando de Logística das Forças de Defesa finlandesas recebeu respostas às Solicitações de Informações sobre a substituição de aviões Hornet.
Os seguintes fabricantes responderam: Boeing (F/A-18E/F), Dassault Aviation (Rafale), BAE Systems (Eurofighter Typhoon), Lockheed Martin (F-35) e Saab (JAS Gripen). Abrangendo milhares de páginas em inglês, as respostas contêm informações classificadas.
Quando especialistas da Administração da Defesa analisarem as respostas durante o próximo inverno, as Forças de Defesa fornecerão mais informações sobre elas em abril de 2017.
O Comando de Logística das Forças de Defesa finlandesas enviou Pedidos de Informação (RFI) sobre a substituição de aeronaves Hornet para os governos da Grã-Bretanha, França, Suécia e Estados Unidos. Foi solicitado a estes governos que enviassem as RFIs para suas respectivas indústrias que fabricam caças multi-função.
Um Pedido de Informação precede a aquisição real. Um dos principais objetivos de uma RFI é garantir que os diferentes candidatos tenham a possibilidade e a vontade de participar do projeto de caça HX da Finlândia e especificar conceitos alternativos, obter informações sobre os sistemas e definir a necessidade preliminar de financiamento.
Através de uma RFI é possível reunir visões sobre o tipo de soluções que os receptores das RFIs oferecem para substituir as capacidades da aeronave F/A-18 da Força Aérea no ambiente de segurança pós-2030. Uma RFI também é uma maneira de coletar informações sobre caças multi-função que são usadas para o planejamento detalhado e orçamentação de compras e para elaborar os requisitos estabelecidos no caça multi-função.
Nas RFIs, foram feitas estimativas orçamentárias sobre os custos de aquisição, uso e manutenção dos sistemas e seus métodos de cálculo. Além da aeronave real, os sistemas que são revistos incluem armas, equipamento de treinamento, sistemas de C2 e arranjos de manutenção. Os fabricantes também podem apresentar soluções que incluem vários tipos de aeronaves ou veículos aéreos não tripulados que contribuem para as capacidades dos caças multi-função.
As RFIs foram enviadas para as administrações de defesa em países que fabricam o tipo de caças multi-função e sistemas relacionados que poderiam atender às necessidades da Finlândia para substituir as capacidades da aeronave Hornet. Uma RFI contém informações detalhadas sobre os princípios operacionais da defesa aérea e as capacidades futuras desejadas. A maioria das informações fornecidas e das respostas recebidas são classificadas.
Em 19.11.2015, as Forças de Defesa receberam um mandato do Ministro da Defesa Jussi Niinistö para iniciar o projeto de caça HX. O objetivo do projeto é substituir a capacidade operacional das aeronaves F/A-18 da Força Aérea, que serão eliminadas a partir de 2025. A decisão de iniciar o projeto é baseada no programa do Governo.
O Comandante da Força Aérea é o dono do projeto. O Comando de Logística das Forças de Defesa da Finlândia é responsável pela preparação técnica e comercial do projeto, enquanto o Ministério da Defesa é responsável por fornecer orientações sobre política de materiais. Um convite à apresentação de propostas será enviado na Primavera de 2018 e a decisão de adjudicação será tomada em 2021.
Fonte: Forças de Defesa da Finlândia via Poder Aéreo 25 NOV 2016



#4 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 28 de November de 2017 - 11:03

Meus prezados
Finlândia vai abrir concorrência para 64 novos aviões de caça
O Ministério da Defesa da Finlândia planeja enviar convites para concorrência de compra de 64 novos caças. Os novos jatos substituirão a frota atual de 64 jatos F/A-18 Hornet, que serviram o país desde 1992.

O relatório de defesa, aprovado pelo Parlamento em fevereiro, diz que a disponibilidade da frota atual deve ser mantida completamente após a aquisição.
“Interpretamos isso para significar 64 aviões de combate. Como os novos jatos não são mais rápidos e não podem permanecer no ar mais do que os atuais, exigiremos o mesmo número de jatos para manter o desempenho de nossa defesa aérea “, diz Lauri Puranen do Ministério.
“Esse é o número mínimo que precisamos para defender um país desse tamanho”.
O Parlamento decidiu que vai gastar entre 7 e 10 bilhões de euros nos novos jatos, o que tornará a aquisição mais cara feita pela Finlândia.
O ministério disse que enviará convites para concorrência no início de 2018 para a Boeing e Lockheed Martin dos EUA, Saab da Suécia, Dassault Aviation na França e BAE Systems britânica-europeia.
O novo governo assumindo o cargo em 2019 tomará uma decisão sobre a compra de aviões de combate para substituir a frota atual de jatos Hornet no final de 2021. A frota atual será retirada até 2030.
Em agosto, o presidente Donald Trump causou uma pequena controvérsia quando anunciou durante uma conferência de imprensa conjunta com o presidente Sauli Niinistö que a Finlândia estava comprando aviões de combate dos EUA. Essa afirmação foi negada por Niinistö mais tarde no Twitter.
Fonte: Finnish Broadcasting Corp., YLE via site Poder Aéreo 27 nov 2017



#5 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 23 de April de 2018 - 12:55

Meus prezados
Finlândia abrirá concorrência de 10 bilhões de euros para novos caças
JAS-39-Gripen-E.jpg
Saab JAS 39E Gripen
Um investimento maciço em novos aviões de combate deve ser feito nos próximos anos – mas um possível anúncio sobre uma nova opção de joint venture no Berlin Air Show desta semana pode complicar a decisão da Finlândia
As autoridades finlandesas estão prestes a enviar pedidos de ofertas para um dos maiores investimentos do país: cerca de 7 a 10 bilhões de euros para a compra de aeronaves de combate multi-missão. Eles devem substituir a frota atual de 64 jatos F/A-18 Hornet.
O Yle soube que as cartas serão enviadas iminentemente para cinco fabricantes de aviões solicitando ofertas. Caberá ao próximo governo, definido para assumir o cargo na próxima primavera, decidir qual tipo de aeronave adquirir.
Os cinco aviões atualmente em operação incluem três de empresas da União Europeia e dois dos Estados Unidos: o britânico Eurofighter Typhoon, o francês Dassault Rafale, o sueco Saab Gripen E e os aviões norte-americanos Boeing F/A-18 Super Hornet e Lockheed Martin F-35
A seleção também inclui muitos outros elementos, incluindo montagem, interoperabilidade, sistemas operacionais e armas. E o impacto chegará ao futuro, já que a Finlândia espera usar os novos aviões na década de 2050.
F-18-finlandeses-foto-For%C3%A7as-Armada
F-18 finlandeses – foto Forças Armadas da Finlândia
Preço de etiqueta apenas 1/3 do investimento total
O preço de compra de 7-10 bilhões de euros provavelmente representará apenas cerca de um terço dos custos totais a serem incorridos durante a vida útil dos aviões. O custo de comprar, manter e atualizar a aeronave dependerá em parte de quantos aliados e vizinhos da Finlândia estão usando o mesmo modelo.
“Quanto mais usuários existem, mais oportunidades existem para encontrar outros países com interesses semelhantes aos da Finlândia”, diz Jyri Raitasalo, professor militar de estudos de guerra na Universidade de Defesa Nacional da Finlândia.
A posição da política de segurança das outras nações usando o mesmo avião também é uma questão relevante, particularmente para os políticos que estão definindo a política da Finlândia e decidirão sobre a aquisição no início dos anos 2020.
Super-Hornet.jpg
Boeing F/A-18E Super Hornet
Trump erroneamente anunciou a compra do Hornet
O Yle soube que as autoridades de defesa finlandesas têm monitorado de perto o progresso do caça Gripen E, feito pela vizinha Suécia – um aliado próximo que, como a Finlândia, tem um “filiação melhorada” no programa da Parceria para a Paz da OTAN.
A última versão do avião, conhecida como o Saab Gripen JAS 39E/F, foi testada pela primeira vez no ano passado. Até agora, menos de 100 dos aviões foram vendidos, apenas para a Suécia e o Brasil.
Em comparação, os aviões americanos são vendidos em grande número e têm a garantia de um futuro longo. Por exemplo, a Marinha dos EUA planeja voar os Super Hornets da Boeing até a década de 2040, de modo que o serviço e o suporte para os aviões não serão eliminados tão cedo.
A rival Lockheed Martin, enquanto isso, vendeu menos de 300 de seu F-35, mas muitos pedidos para o avião estão pendentes – também por países europeus, incluindo a vizinha Noruega.
Durante os anos da Guerra Fria, a Finlândia não-alinhada procurou equilibrar cuidadosamente as aquisições militares do Oriente e do Ocidente, mas desde a queda da URSS, tem uma mão mais livre.
Em 1992, a Finlândia decidiu comprar Boeing Hornets e tem voado desde 1995, ano em que ingressou na União Europeia. Então, claramente, eles seriam fortes concorrentes para substituir a frota existente.
No entanto, em agosto passado, o presidente Sauli Niinistö apressou-se a negar uma alegação do presidente dos EUA, Donald Trump, de que a Finlândia compraria novos caças a jato da Boeing.
Fonte: site Poder Aéreo 23 ABR 2018



#6 Junior Negreiros

Junior Negreiros
  • Usuários
  • 400 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Fortaleza/ce/brasil
  • Data de Nascimento:10/06/1987

Posted 23 de April de 2018 - 23:35

O Brasil não poderia em tese adquirir essas células, não entendo muito bem, mas me parecem que tem uma vida útil ainda bem agradaveis. Falo como leigo, se alguém quiser explanar. Ja houve algum interesse do Brasil por outras unidades que estivessem a ser aposentadas por alguma Força Aérea e despertou interesse na venda ao Brasil?



#7 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 26 de April de 2018 - 17:42

O Brasil não poderia em tese adquirir essas células, não entendo muito bem, mas me parecem que tem uma vida útil ainda bem agradaveis. Falo como leigo, se alguém quiser explanar. Ja houve algum interesse do Brasil por outras unidades que estivessem a ser aposentadas por alguma Força Aérea e despertou interesse na venda ao Brasil?

Prezado Junior Negreiros
O Brasil já adquiriu doze Mirages 2000, como tampões até a chegada das aeronaves vencedoras do FX-2. Só que tais aeronaves demoraram tanto ( ainda estão demorando!) que os M-2000 chegaram ao fim de sua vida útil e tiveram que ser desativados. (Estão em um canto, não sei se em Anápolis ou São Paulo. Foram oferecidos à venda e ninguém se interessou.) 
http://forum.contato...2000-no-brasil/
http://forum.contato...projeto-f-2000/



#8 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 25,032 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 29 de April de 2018 - 10:13

Meus prezados

Finlândia recebe respostas ao programa de substituição do caça Hornet

O Comando de Logística das Forças de Defesa Finlandesas recebeu respostas de cinco empresas ao Pedido de Cotação (RFQ) relativo ao Programa de Caça HX enviado aos governos da Grã-Bretanha, França, Suécia e Estados Unidos.

Eles foram solicitados a dar uma cotação nas seguintes aeronaves: Boeing F/A-18 Super Hornet (Estados Unidos), Dassault Rafale (França), Eurofighter Typhoon (Grã-Bretanha), Lockheed Martin F-35 (Estados Unidos) e Saab Gripen (Suécia), informou o Ministério da Defesa finlandês em um comunicado na sexta-feira.

O relatório de política de defesa do governo finlandês e vários planos da administração de defesa finlandesa estabelecem as diretrizes para o RFQ. O Comitê Ministerial de Política Econômica do Governo endossou o Programa, e o Ministro da Defesa Jussi Niinistö autorizou o Comando de Logística das Forças de Defesa Finlandesas a submeter o RFQ.

O objetivo do HX Fighter Programme é substituir a capacidade operacional da frota de Hornet da Força Aérea da Finlândia, que será desativada a partir de 2025.

A capacidade desejada foi definida e, com base nisso, todo um pacote de aquisições será negociado e construído em torno de cada opção de caça de várias funções. O pacote contém 64 aeronaves, juntamente com os sistemas técnicos, sistemas de treinamento, ferramentas de manutenção, equipamentos de teste e peças de reposição, bem como armas, sensores e outras funções de suporte específicas do tipo.

Para reduzir o risco envolvido na integração de diferentes sistemas, os proponentes devem fornecer soluções abrangentes que satisfaçam os requisitos operacionais. Cada concorrente é responsável, juntamente com o seu governo, pelo pacote completo, incluindo armas, sensores e sistemas especiais eficazes, integração de sistemas e sistemas de apoio à missão.

 

O modelo e a avaliação da tomada de decisões serão baseados nas seguintes áreas de tomada de decisão: capacidade militar, segurança do suprimento, participação industrial, acessibilidade econômica e avaliação da política de segurança e defesa.

A aquisição terá um impacto nas operações das Forças de Defesa Finlandesas e na capacidade de combate da Força Aérea Finlandesa até 2060. O sistema selecionado deve oferecer as melhores capacidades, elementos de apoio e capacidade de desenvolvimento adicional para todo o ciclo de vida.

A avaliação da capacidade militar será feita usando cinco cenários: Combate Aéreo, Ataque ao Solo, Ataque Marítimo, Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) e Ataque de Longo Alcance. A capacidade dos candidatos de se adaptar ao apoio de combate ágil da Força Aérea em diferentes tipos de bases operacionais em locais dispersos também será avaliada.

O proponente deverá fornecer uma cooperação industrial e uma solução de segurança do fornecimento no país para permitir operações em tempo de guerra. Os custos de operação e manutenção do sistema selecionado serão cobertos pelo orçamento de defesa.

A capacidade militar é a única área de decisão em que os candidatos serão comparados. As outras áreas são avaliadas como aprovação/reprovação.

A política de defesa e segurança será avaliada separadamente.

Na fase de RFQ, os proponentes fornecerão informações vinculativas sobre as soluções, a serem avaliadas pelo HX Fighter Programme. O procedimento de aquisição é dividido em várias fases. O RFQ agora enviado inicia a primeira fase das negociações, durante as quais serão determinados os pacotes preliminares de aquisição específicos para candidatos.

A próxima fase terá início no segundo semestre de 2019. Durante esta fase, o conteúdo final dos pacotes de aquisições será negociado e determinado com cada proponente.

As cotações finais serão solicitadas em 2020, ao final da segunda fase de negociação. O governo finlandês decidirá sobre a aquisição em 2021.