Jump to content


Photo

Bandeirante Militar


This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
66 replies to this topic

#21 Marco SBCT

Marco SBCT
  • Usuários
  • 2,327 posts

Posted 23 de January de 2010 - 21:00



A FAB ainda opera o C-95 básico? Poderia ele ser operado/convertido para o padrão EMB-110C?

Thales, o C95C é o último série, que tem o estabilizador horizontal com diedro de 10º, que ficou muito bonito.
Os Bandeirulha P111C da série 71XX, alguns do GEIV(EC95C) e os C95C do ETA6.
Sendo assim os anteriores não teriam up-grade estrutural tão extenso para trocar toda traseira, deve haver mais coisa nesta séria final do bandeco melhorada em relação às anterirores.
Acho que vai ficar um avião maravilhoso, mais uns 20 anos para o Bandecona FAB !

#22 Islander

Islander
  • Membro Honorário
  • 3,833 posts

Posted 09 de February de 2010 - 18:18

QUOTE(Thales Coelho @ Jan 17 2010, 02:08 AM) <{POST_SNAPBACK}>
Compreendo.

Só mais uma questão, digamos que fosse economicamente viável... seria possível converter um EMB-110K1 (C-95A), que são homologados apenas para uso como cargueiros, em aeronaves para passageiros, transformando-os em um padrão EMB-110P1?

"As aeronaves EMB-110K1 militares (C-95A) podem ser convertidas para uso civil de
transporte de carga, desde que sejam incorporadas todas as modificações necessárias
para estabelecer a concordância com o projeto de tipo aprovado.
Para operação com peso máximo de decolagem de 5 670 kg e peso máximo de pouso
de 5 450 kg, deverão ainda ser incorporadas as modificações definidas pelas Ordens de
Engenharia EMBRAER de Nºs EMB-110P1-088, -0094, -0084, -0083,
EMB-110K1-0395, EMB-110P2-0555 e -0582."


A FAB ainda opera o C-95 básico? Poderia ele ser operado/convertido para o padrão EMB-110C?

Provavelmente este texto se refere as modificações necessárias para operar um Bandeirante versão cargo. Mas é também possivel fazer a conversão para passageiros, que creio eu seja muito parecida da versão cargo. A restrição que eu vejo é mesmo as DAs a serem incorporadas. Eu soube de E-110 civil que recebeu inclusive modificações na cauda, sendo convertido naquele padrão de cauda com diedro.
A uns anos atrás, a FAB leiloou alguns C-95, acho eu. A maioria dos E-110 é matricula PT-Gxx, PT-Sxx, etc. Porém existem uns PT-Wxx que eu acho serem ex-FAB.

QUOTE(chico @ Jan 23 2010, 03:57 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Segundo notícia publicada na última revista ASAS (Edição 52, página 16), serão modernizadas 54 aeronaves, num valor total de R$ 56 milhões (será que não seriam dólares?)

A FAB não tem cerca de 100 Bandeirantes? Modernizar 54 vão ser suficientes? Não deveriam moderinizar mais unidades?

A FAB optou por modernizar a sua frota de C-95 A/B/C e também nove EMB-111 Bandeirulha (P-95A/B), totalizando 54 aeronaves, num valor total de R$ 56 milhões. Entre os vários itens a serem modernizados, estão os sistemas de ar-condicionado, radar meteorológico, piloto automático, bomba hidráulica, ferragens da estrutura das asas, bateriais de emergência, sistemas de referências direcionais e de altitude (AHRS), receptores ADF e transpoder, entre outros. Além disso, os instrumentos analógicos do painel serão substituídos por três telas de cristal líquido coloridas, que vão garantir melhor segurança, confiabilidade e diminuir a carga de trabalho dos pilotos. Nelas serão transmitidas as informações de altitude, velocidade, temperatura e pressão dos motores, indicadores de combustível e horizonte artificial, entre outras.

Muitos C-95s estão chegando no fim da vida útil da célula. Nem todos podem ser retrofitados. Imagino que para receber este upgrade, a celula tenahque tem um mínimo de vida útil disponível. Dai o porque a FAB não modernizar toda a frota. Muitos exemplars já estão fora de serviço. Não sei qual quantidade de C-95 ainda aptos a serem colocados em condições de voo.

#23 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 04 de May de 2010 - 23:28

QUOTE(Marco SBCT @ Jan 22 2010, 08:21 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Lii em algum lugar que os últimos C95 tinha tirado a farda, e o "Rumba" esta operando com C95A, inclusive tem sido postadas fotos do pessoal de Fortaleza com estes Bandecos com pintura camuflada ...aposentaram os Cadeirinha...
Dentro do plano da FAB de modernização de 54 aeronaves Bandeirante de sua frota atual, os aparelhos da variante C-95A serão os primeiros a serem modernizados, com vistas a dotarem o 1º/5º GAv – Esquadrão Rumba – sediado em Fortaleza(CE), onde serão utilizadas na instrução operacional de vôo dos novos oficiais da FAB para as especializações nas aviações de transporte, reconhecimento e patrulha.
fonte: revista ASAS



#24 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 05 de May de 2010 - 11:28

Meus prezados:
Aeroeletrônica exibe na FIDAE seu sistema de aviônica ORIA

A empresa brasileira Aeroeletrônica está presente na edição de 2010 da FIDAE para apresentar ao mercado aeroespacial o seu mais novo produto dedicado a aviação civil e militar – o sistema ORIA.

O ORIA foi selecionado pela FAB para equipar suas aeronaves C-95 Bandeirante em processo de modernização. Basicamente, é constituído por displays inteligentes interconectados e um computador de monitoramento da aeronave. Concebido dentro do conceito IMA (Aviônica modular integrada), o sistema possui um número reduzido de unidades, compactas, modulares e de baixo consumo que facilita a instalação em qualquer tipo de aeronave.

A arquitetura aberta e a alta capacidade de integração e a flexibilidade do sistema facilitam muito as customizações e o acréscimo de novas funcionalidades. Além disso, o sistema possui uma interface muito intuitiva que reduz o tempo de aprendizagem, aumenta a consciência situacional do piloto melhorando o desempenho multimissão.

Os displays são adaptáveis para cockpits de pequenas e grandes dimensões, podendo ser instalados em posições retrato ou paisagem. De alto brilho e contraste, compatíveis com NGV, suas cores intensas proporcionam tons vermelhos e amarelos brilhantes. O display possui um moderno sistema de retro-iluminação por led e permite ângulos de visão amplos com uniformidade de brilho e cor. Também possui redundância e não requer ventilação forçada para arrefecimento.

Todo este sistema foi desenvolvido por 12 profissionais brasileiros formados em engenharia eletrônica e ciências da computação, que ficaram dois anos em Israel, na Elbit Systems (da qual a Aeroeletrônica é subsidiária desde 2001) em curso avançado e intercâmbio. Esses profissionais aprenderam na prática, em diversas áreas, como projetar, desenvolver e conceber esse tipo de sistema, colocando o Brasil num patamar ainda mais elevado no segmento aeroespacial mundial.

A Aeroeletrônica está capacitada e estruturada para prestar os serviços de manutenção e suporte logístico, de forma a aumentar a disponibilidade de aeronaves.
fonte: revista ASAS
O jornal "Zero Hora", provavelmente com informações da Aeroeletrônica, informa que o sistema ORIA poderia equipar aeronaves "Brasília" e "Tucano".

Edited by jambock, 05 de May de 2010 - 11:37 .


#25 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 21 de July de 2010 - 23:03

Meus prezados:
Força Aérea Brasileira moderniza aeronaves modelo Bandeirante
No início do mês de agosto, a primeira aeronave C-95M da Força Aérea Brasileira (FAB) vai alçar voo e alcançar horizontes de natureza bastante significativa. Esses aviões modelo Bandeirante, um dos principais da Força, datam de 1973 e estão passando por um processo de modernização e terão sua história reescrita: foram modernizados com alta tecnologia e estão em contagem regressiva para, novamente, entrar em plena atividade.
Ao todo, até 2013, 54 aeronaves Bandeirantes – das 95 que o Brasil possui nas versões C-95 A/B/C e P-95 A/B – terão o mesmo conceito de modernização. O projeto é coordenado no Rio de Janeiro, pelo Comando- Geral de Apoio (COMGAP), por intermédio de uma de suas unidades subordinadas, o Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos (PAMA-AF). Dois aviões, inicialmente, passarão por uma fase de testes, para, no mês de outubro e novembro,respectivamente, serem distribuídos para as Unidades Aéreas.
Mas essas duas decolagens guardam significados que não podem ser lidos ao pé da letra: simbolizam a renovação tecnológica da FAB e acende a luz da economia no desenvolvimento de projetos de forte impacto para o Brasil. “Fizemos um estudo e chegamos à conclusão de que o custo da modernização é bem menor do que o da substituição”, garante o Major Paulo César Guerreiro Lima, coordenador do projeto.

Nova configuração
As aeronaves serão modernizadas em três fases. Na primeira, os instrumentos de navegação são ‘encorpados’ e ganham o reforço de um painel Glass Cockpit – aquele painel robusto que mostra a vida do avião –, totalmente convertido em tela LCD. Na segunda etapa, sistemas importantes, como de mecânica e hidráulica, são convertidos em outros mais confiáveis e avançados.
A última fase completa o ciclo de revitalização e dá o toque final com pintura, forração interna e outras ações dessa mesma linha. Empresas nacionais do campo da aviação fazem as duas primeiras etapas, enquanto a própria FAB, através do PAMA-AF é responsável pela terceira. Depois de todo esse processo, as aeronaves estarão prontas para novamente servir ao seu propósito – que inclui patrulha marítima,assalto aeroterrestre, busca e resgate, transporte de pessoal e cargas e outros – por mais vinte anos.
De acordo com o Major Guerreiro, quatro aviões experimentam essa modernização e voltam aos céus ainda neste ano. “Essa é nossa expectativa. Projetamos trabalhar em mais sete aeronaves simultaneamente ”, planeja o Major. A devolução das aeronaves modernizadas será realizada em sistema de rodízio entre as unidades da FAB que possuem esse avião em sua frota.

Tripulações operacionais
Do alto das muitas habilidades e sabedorias arregimentadas ao longo de anos de voo nos Bandeirantes, pilotos também ganham atenção nesse processo de modernidade. Vão fazer curso de readaptação às novas máquinas, imprimindo ainda mais qualidade aos trabalhos comandados pela FAB, já que estarão em contato com o que há de mais moderno em equipamentos de navegação e comunicação na aviação.

fonte: CECOMSAER 21/07/2010 - 16h02


#26 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 14 de September de 2010 - 11:38

QUOTE(chico @ Nov 28 2009, 03:27 PM) <{POST_SNAPBACK}>
(...)
O novo painel será todo glass cockpit, sendo dominado por quatro telas de cristal líquido do tipo MFD, que serão responsáveis por apresentar aos pilotos, em telas e subtelas, todos os instrumentos básicos de voo, navegação, sistemas da aeronave, situação dos motores e radar metereológico, entre outros. Dos mais de 30 itens presentes no painel dos C-95A/B/C, apenas nove vão permanecer. Os demais serão modernizados ou substituídos por novos aviônicos. O c-95M passará a contar, também, com piloto automático (PA), um novo sistema de controle de combustível, novos rádios VHF/HF, dois GPSs, um moderno AHRS (Attitude Heading and Reference System) de referência de altitude e proa e um EFB integrado aos MFDs.
(...)

Meus prezados:
Em seqüência ao tópico
http://forum.contato...showtopic=36761
Eis a imagem do novo painel.



#27 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 30 de September de 2010 - 22:00

Meus prezados:


Segunda-feira, Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos.
A grande movimentação no hangar de manutenção dos C-95 Bandeirante da FAB mostra o grande processo de modernização deste que sem dúvida é um dos vetores mais importantes da aviação de transporte da FAB.

Este processo foi concebido e elaborado pelo COMGAP e está sendo conduzido pelo PAMA-AF,entretanto realizado por uma empresa particular. Interessante salientar que este processo está sendo fiscalizado de perto pelos militares do “Parque” que a todo instante vão à aeronave observar e entender o que está sendo feito.

Importante também tornar publico a exigência da FAB de que a empresa vencedora abrisse no Brasil uma subsidiária, mostrando o grande interesse da Força na geração de empregos contratando mão-de-obra genuinamente Brasileira.
A primeira aeronave a ser modernizada e que será a plataforma de testes do projeto será o FAB 2330, um C-95B pertencente ao 3° ETA que inicialmente não será pintado com o novo padrão em cinza e verde,devendo isto acontecer apenas ao término e consolidação da modernização, quando as demais células “entram” na linha de modernização.

Serão instalados de quatro a cinco pontos de comunicação na aeronave bem como pontos de energia em que podem ser acoplados notebook para inclusive realizar o lançamento de cargas pelos sistema CARP(Computed Air Released Point), e outro dado interessante é que diferentemente do publicado anteriormente pela imprensa as células continuarão com suas características Alfa, Bravo e Charlie e após a modernização se chamarão respectivamente C-95AM, C-95BM e C-95CM.

A modernização também compreenderá a instalação de dois sistemas GPS, Transponder digital, 4 telas multifuncionais que garantirão as informações do voo e parametros de motor de maneira confiável e clara à tripulação e também FMS com piloto automático acoplado.
O primeiro voo ainda não tem data definida, devendo ser no mês de outubro, pois a aeronave já está realizando testes de solo, principalmente no que diz respeito a integração dos novos sistemas.


#28 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,189 posts

Posted 01 de October de 2010 - 12:02

QUOTE(jambock @ Sep 30 2010, 10:00 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Meus prezados:



Muito legal esse jogo de cores.

thumbsup.gif

#29 DEL

DEL
  • Moderador
  • 1,538 posts

Posted 01 de October de 2010 - 17:34

mad.gif Desculpe-me o saudosismo, prefiro o padrão atual!

Edited by DEL, 01 de October de 2010 - 17:34 .


#30 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 15 de December de 2010 - 19:18

Meus prezados:
Recauchutados

Enquanto a compra de novos caças continua empacada, a Força Aérea Brasileira está recauchutando os velhos aviões Bandeirantes de transporte pessoal e de carga, que servem ao governo federal e às Forças Armadas. O primeiro C-95 modernizado voou ontem, no Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro, com equipamentos eletrônicos desenvolvidos pela Aeroeletrônica (AEL).
fonte: Luiz Carlos Azevedo para o Correio Braziliense, via CECOMSAER 15 dez 2010







#31 kari0ca

kari0ca
  • Usuários
  • 1,293 posts

Posted 16 de December de 2010 - 19:04

QUOTE(jambock @ Dec 15 2010, 10:18 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Meus prezados:
Recauchutados

Enquanto a compra de novos caças continua empacada, a Força Aérea Brasileira está recauchutando os velhos aviões Bandeirantes de transporte pessoal e de carga, que servem ao governo federal e às Forças Armadas. O primeiro C-95 modernizado voou ontem, no Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro, com equipamentos eletrônicos desenvolvidos pela Aeroeletrônica (AEL).
fonte: Luiz Carlos Azevedo para o Correio Braziliense, via CECOMSAER 15 dez 2010

foto da criança:



#32 Caravelle

Caravelle
  • Usuários
  • 4,170 posts

Posted 16 de December de 2010 - 19:17

Bandeco está fashion agora, hehehe...

#33 Marco SBCT

Marco SBCT
  • Usuários
  • 2,327 posts

Posted 21 de December de 2010 - 22:04

Lindo painel.
Full glas cockpit... bem ao gosto dos pilotos, o mote é facilitar, computador foi inventado para trabalhar para nós...kkk
Agora os Bandecos farão aproximações GNSS, RNAV, beleza.
A FAB devia fazer um retrofit nos Xingu, a França já fez numa penca dos deles.

#34 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 25 de December de 2010 - 18:14

Meus prezados:

O primeiro C-95M Bandeirante modernizado da Força Aérea Brasileira (FAB) realizou seu voo inaugural nesta terça-feira (14) no Rio de Janeiro (RJ). O programa de modernização está sendo coordenado pelo COMGAP (Comando-Geral de Apoio), através do Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos (PAMA-AF), localizado no mesmo estado.

Até 2013, 54 dos 95 aparelhos existentes na frota da FAB serão submetidos à atualização, incluindo os P-95 Bandeirulha. Os dois primeiros exemplares convertidos para o padrão M passarão por um programa de ensaios para posteriormente serem entregues às suas unidades operacionais.

Os Bandeirante da FAB serão modernizados em três fases.
A primeira consiste na integração de novos sistemas de comunicação e navegação e instrumentação digital (LCD) nos cockpits. Para isso, foi contratada a empresa Aeroeletrônica, subsidiária da israelense Elbit Systems, e a Akaer Engenharia Ltda para desenvolvimento do projeto de instalação desses aviônicos.
Na segunda fase, os sistemas vitais mais modernos, como os mecânicos e hidráulicos, são substituídos, também através de empresas privadas brasileiras.
A terceira fase, toda executada no PAMA-AF, será dedicada à revitalização geral da aeronave, como pintura e forração do interior na cabine

fonte: revista Tecnologia & Defesa


#35 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 13 de April de 2011 - 00:57

Meus prezados:
Conseguir notícias a respeito do upgrade dos bandecos não tem sido fácil. Eis o que encontrei em uma notícia sobre o upgrade dos F-5:
" A Elbit Systems também está envolvida na modernização de 54 aviões Bandeirante (C-95). Em dezembro, a primeira aeronave com a nova cabine de controle fez seu primeiro voo, considerado um sucesso. Até hoje, o novo Bandeirante já completou 70 voos experimentais e, em maio, deve ser posto à disposição da FAB."
fonte: Defesanet

#36 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,092 posts

Posted 04 de December de 2011 - 12:19

Meus prezados:

Bandeirante modernizado realiza o seu primeiro vôo...

Posted Image

O C-95 Bandeirante modernizado da FAB taxiando na pista do Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro. (Foto: Aeroeletronica)


No dia 14 de dezembro de 2010, foi realizado no Campo dos Afonsos, RJ o primeiro voo de uma aeronave C-95 (EMB-110) Bandeirante modernizada da Força Aérea Brasileira, equipada com modernos aviônicos desenvolvidos pela Aeroeletrônica.
A aeronave passou por um processo de modernização, no qual recebeu vários novos sistemas desenvolvidos pela subsidiária da Elbit Systems de Israel. A Aeroeletronica incluiu a integração de duas novas telas multifuncionais para cada um dos pilotos, além de um mapa digital e a troca dos equipamentos de comunicação e navegação.

Posted Image

O modernizado cockpit do Bandeirante da FAB com destaque para as telas multifincionais para os dois pilotos. (Foto: Aeroeletronica)



“Esses novos e modernos sistemas aviônicos são destinados para atender aos altos padrões de aeronaves novas, especialmente na questões de segurança de voo e no desempenho em missões com condições meteorológicas adversas,” informa a Elbit.

A Força Aérea Brasileira possui uma frota ativa de 96 aeronaves Bandeirantes, encarregadas das tarefas de transporte, além da versão P-95 utilizada para patrulha marítima, e outras versões de guerra eletrônica, reconhecimento e busca e salvamento.
Segundo a Elbit, o novo cockpit melhorado aumentará a segurança e o desempenho nas missões executadas pelas aeronaves que estão na FAB desde a década de 80.
“Nós acredtiamos que adicionais clientes internacionais devem executar programas de modernizações similares aos executados pela FAB,” disse o vice-presidente operacional da Aeroeletronica, Vitor Jaime Neves, num comunicado divulgado pela Elbit.

Posted Image

Posted Image

Bandeirantes no hangar de montagem dos novos equipamentos.



Os outros operadores do modelo EMB-110 Bandeirante fabricado pela Embraer são as forças aéreas da Colômbia, Gabão e Uruguai, além da Marinha do Chile.

Edited by jambock, 04 de December de 2011 - 12:21 .


#37 MatheusMBSM

MatheusMBSM
  • Usuários
  • 2,398 posts

Posted 04 de December de 2011 - 13:50

Eles podiam botar uns PT6, né? Os antigos PW devem estar bem desgastados. Outro fato que não tenho certeza de que foi solucionado, ou se tem haver apenas com os motores. O fato é que apos o C-95 acionar caso haja falha de motor e o sistema de energia auxiliar já não estiver mais conectado, o bandeirante só possui 2 chances de re-acionar os motores, apos essas 2 chances o motor só aciona novamente ou com uma "bateria" extra na aeronave, ou no solo com sistema auxiliar acoplado. Isso é grande problema ao meu ver.

#38 Beto Holder

Beto Holder
  • Usuários
  • 1,104 posts

Posted 04 de December de 2011 - 13:57

Err, Matheus, os bandecos já voam com PT-6 desde que nasceram...



Ps, se essa da foto for o M mesmo, bem que poderiam ter dado um trato na pintura do bichinho... tá judiado...

#39 DEL

DEL
  • Moderador
  • 1,538 posts

Posted 04 de December de 2011 - 23:25

Eles podiam botar uns PT6, né? Os antigos PW devem estar bem desgastados. Outro fato que não tenho certeza de que foi solucionado, ou se tem haver apenas com os motores. O fato é que apos o C-95 acionar caso haja falha de motor e o sistema de energia auxiliar já não estiver mais conectado, o bandeirante só possui 2 chances de re-acionar os motores, apos essas 2 chances o motor só aciona novamente ou com uma "bateria" extra na aeronave, ou no solo com sistema auxiliar acoplado. Isso é grande problema ao meu ver.



:uhm:

#40 Beto Holder

Beto Holder
  • Usuários
  • 1,104 posts

Posted 05 de December de 2011 - 01:12

xá pra lá DEL....


Alguem tem alguma noticia atualizada do processo de modernização dos Bandecos??