Jump to content


Photo

EC 725: notícias...


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
63 replies to this topic

#41 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 16 de June de 2014 - 23:19

Meus prezados:
HELIBRAS entrega à Marinha helicóptero produzido no país
http://www.defesanet...14/06/20656.jpg
A Helibras entregou nesta sexta-feira, 13, à Marinha do Brasil o primeiro modelo do helicóptero militar EC725 que passou por todas as etapas de produção no País.

Antes dele, a empresa já havia entregue 11 aeronaves que também fazem parte de um contrato assinado em 2008 com o Ministério da Defesa para a fabricação de 50 unidades dentro do programa HXBR.

A Comissão Coordenadora do Programa de Aeronaves de Combate (Copac) recebeu a aeronave em cerimônia na fábrica em Itajubá (MG).
A compra dos EC725 prevê transferência de tecnologia, nacionalização e envolvimento da cadeia industrial brasileira.

Projetos e desenhos dos sistemas foram elaborados pela Helibras em parceria com a Marinha. De acordo com a nota da fabricante, a versão naval do EC725 foi customizada com equipamentos para atividades de esclarecimento e ataque em missões de guerra de superfície (ASuW), missões de busca e salvamento (SAR), de combate e de apoio às operações anfíbias, operações especiais e apoio do sistema de contramedidas eletrônicas.
A equipe de engenharia atualmente trabalha na integração dos softwares do míssil Exocet AM39, armamento que terá sua motorização produzida nacionalmente pela companhia Avibras, de São José dos Campos (SP).

Também está perto da finalização o radar tático de vigilância marítima e mísseis AM39. O programa do EC725 levou à assinatura de 16 contratos com indústrias no Brasil responsáveis por diversos componentes e sistemas das aeronaves.
A Helibras recebeu um novo reconhecimento de cooperação industrial no programa HXBR.

O Ministério da Defesa reconheceu que a empresa trouxe para o País a quantia de mais de 66 milhões de euros em investimento, transferência de tecnologia, experiência e empregos.

O Termo de Reconhecimento de Créditos de Cooperação Industrial foi emitido depois de auditoria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
A Helibras afirma que contratou mais de 600 profissionais desde o início do programa.

Disse, também, por meio de nota da assessoria de imprensa, que o cronograma de atividades estabelecido em contrato está dentro do prazo e do orçamento previsto.
Fonte:Defesanet 16 de Junho, 2014 - 10:15 ( Brasília )


Edited by jambock, 06 de December de 2015 - 10:42 .


#42 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 25 de June de 2014 - 13:58

Meus prezados:
HELICÓPTERO "NAVAL"  DA HELIBRAS RECEBE TECNOLOGIA NACIONAL
20813.jpg

O primeiro dos 50 helicópteros EC725 adquiridos pelas Forças Armadas brasileiras da Helibras acaba de ser entregue, montado e testado no país com participação da indústria local. Para o setor aeroespacial, a aeronave pronta, uma versão naval destinada à Marinha, mostra o sucesso do programa de nacionalização. A aeronave é equipada, por exemplo, com sistema de missão 100% nacional, que inclui a integração de sensores de guerra eletrônica, armamento e radar marítimo.

Segundo o presidente da Helibras, Eduardo Marson, o sistema foi desenvolvido pela companhia e as empresas brasileiras parceiras do programa. O software e a integração do console tático foi feito pela Atech, controlada pela Embraer Defesa e Segurança, e a motorização do míssil, pela Avibras.

Com esta configuração única no mundo, a versão naval possui equipamentos para atividades de esclarecimento e ataque para várias missões. "A Helibras está pronta para atender a qualquer país no mundo que necessite de um helicóptero com estas características, tornando a nossa cadeia de fornecedores locais apta também a esse crescimento", diz Marson.

Pelos cálculos da Helibras, já foram implementados € 535 milhões em obrigações de cooperação industrial e outros € 190 milhões em offset (transferência de tecnologia) para o Brasil. O programa de produção dos helicópteros no país envolve a participação de 37 empresas, sendo que treze delas são beneficiárias de acordos de transferência de tecnologia.

Marson cita o exemplo da Inbra Aerospace, que utilizou material composto na fabricação do conjunto estrutural que une a cabine ao cone de cauda do helicóptero. Um processo inédito foi a colagem a quente desse tipo de material (estruturas do tipo sanduíche, compostas de fibra de vidro, carbono e colméia de aramida), que dispensa o uso de rebites estruturais.

O cone de cauda, um dos conjuntos estruturais mais importantes do helicóptero, foi fabricado pela primeira vez no Brasil pela Aernnova. Segundo a Helibras, o projeto de produção da estrutura do cone de cauda compreende a manufatura de peças aeronáuticas primárias, assim como a montagem de subconjuntos e a junção do cone com o pilone (estrutura que sustenta o motor).

De acordo com Marson, a Comissão Coordenadora do Programa de Aeronaves de Combate (Copac), responsável pela aquisição e modernização de aeronaves na Força Aérea Brasileira (FAB), já reconheceu € 285 milhões em transferência de tecnologia e investimentos na indústria nacional. Desde o início do projeto a Helibras contratou mais de 600 funcionários para a unidade de Itajubá.

O presidente da Helibras disse que ainda tem € 10 milhões em offset indireto (não relacionado diretamente com a compra dos helicópteros) em fase de reconhecimento. "Neste conjunto estão incluídas a modernização do pacote de dados do helicóptero Pantera e o suporte técnico para a qualificação do simulador do helicóptero Esquilo do Exército, ambos desenvolvidos pelo Centro de Tecnologia do Exército (Cetex)."

Pelo acordo feito com o Ministério da Defesa, no âmbito do contrato firmado em 2008, a Helibras tem de implementar um total de € 1,7 bilhão em cooperação industrial e transferência de tecnologia com empresas brasileiras. O valor do contrato envolvendo a compra de 50 helicópteros gira em torno de € 1,9 bilhão.

O presidente da Helibras diz que a empresa cumprirá o objetivo de atingir um valor agregado de conteúdo nacional de 50% nos helicópteros EC725, mas lembra que precisará resolver alguns problemas de competitividade que o Brasil apresenta em relação a custos.
"A indústria aeroespacial é muito globalizada e busca a competitividade para reduzir seus custos. Ao longo do tempo teremos de atacar a questão do custo, pois ficou caro produzir no Brasil", afirmou. Até 2020, segundo Marson, a Helibras pretende colocar em prática o projeto do "helicóptero brasileiro", que será concebido, desenvolvido e produzido no Brasil.
Fonte: Virginia Silveira para Defesanet 25 jun 2014
________________________________________



#43 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 01 de July de 2014 - 00:52

Meus prezados:
HELIBRAS realiza primeiras inspeções A/T dos EC725 no Brasil
Equipes passaram por treinamento na França e já desenvolvem o trabalho na fábrica da empresa em Itajubá
20904.jpg
As três primeiras aeronaves do modelo EC725 entregues a cada uma das três Forças Armadas em 2010 foram recebidas no primeiro semestre na oficina de manutenção da fábrica da Helibras, em Itajubá (MG), para a realização da sua primeira inspeção intermediária A/T.
Esse tipo de inspeção ocorre a cada 1.200 horas de voo, ou após 36 meses de operação, e segue o cronograma de acordo com as especificações do manual de manutenção das aeronaves.
Antes mesmo das aeronaves completarem o período previsto no manual, uma equipe da Helibras foi enviada para a fábrica da Airbus Helicopters na França, para acompanhar um trabalho de inspeção desse modelo.
Em seguida, especialistas franceses vieram ao Brasil para acompanhar os trabalhos dos técnicos brasileiros nas primeiras inspeções.
A área da oficina de Itajubá foi ampliada em 100% a fim de receber um numero maior de aeronaves, em especial as de grande porte.

Nessa preparação, e na aquisição de novos ferramentais necessários à atividade, foram investidos R$ 3 milhões.
As inspeções objetivam uma duração de 11 semanas para a execução do roteiro, solução de discrepâncias e testes de pista/aceitação dos clientes.

“Esse prazo evidencia as competências adquiridas pela equipe de manutenção a partir dos treinamentos realizados e garante que a Helibras poderá executar essas inspeções em todos os EC725 que estão sendo produzidos no Brasil”, afirma Flávio Pires, vice-presidente de Suporte e Serviços da empresa.
Ao assimilar a capacitação de manutenção das aeronaves EC725, a Helibras reafirma o compromisso da empresa e da Airbus Helicopters com o cumprimento das etapas de nacionalização dos serviços, estabelecidas pelo contrato H-XBR.
Após a entrega das três aeronaves para Marinha, Exército e Aeronáutica, o próximo helicóptero deverá entrar em inspeção A/T somente no próximo ano.

A unidade será o primeiro EC725 VIP, entregue para a FAB.
Fonte: Helibrás via Defesanet 30 jun 2014



#44 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 18 de September de 2014 - 12:00

Meus prezados:

ESQUADRÃO FALCÃO RECEBE 4ª UNIDADE DO HELICÓPTERO H-36 CARACAL
Em operação em Belém (PA) desde 2011, modelo já foi empregado em operações reais e exercícios da FAB

O Esquadrão Falcão (1º/8º GAV) recebeu a quarta unidade do helicóptero H-36 Caracal. O recebimento da aeronave sob matrícula FAB 8514 foi realizada em Itajubá (MG) em 10 de Setembro.

Na FAB, o helicóptero está em operação na região amazônica desde Abril de 2011, quando a unidade aérea sediada na capital paraense recebeu a primeira unidade. Com capacidade para transportar até 31 pessoas a bordo, o Caracal pode decolar com peso máximo de 11 toneladas e voar a 260 km/h.

Recentemente, o modelo foi empregado em exercício de resgate em combate (CSAR) em conjunto com aeronave remotamente pilotada, RQ-900 Hermes, e de caça A-29 Super Tucano. A missão, realizada em Campo Grande (MS), empregou óculos de visão noturna (NVG).

A aeronave faz parte do programa de reaparelhamento do ministério da Defesa que prevê um total 50 unidades do modelo EC-725 para Marinha, Exército e Aeronáutica. O gerenciamento de todo o processo de aquisição é realizado pela Comissão Coordenadora de Aeronave de Combate (COPAC).

Fonte: Agência Força Aérea 18 de Setembro, 2014 - 09:00 ( Brasília )



#45 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 24 de September de 2014 - 23:27

Meus prezados:
EC725 - PUNHO DO ROTOR JÁ É PRODUZIDO NO BRASIL
Fornecedora Toyo Matic entregou a primeira peça 100% nacionalizada após validação da Helibras
22564_resize_620_380_true_false_null.jpg
Da esquerda para direita: Nelson Silva, engenheiro de processos da Helibras; Carlos Marques, diretor de Logística; Richard Marelli, VP Industrial; Tatiana Sakuyama, engenheira da Toyo Matic; e Alex Santana, engenheiro de Qualidade da Helibras. Foto - Caue Diniz

Uma comitiva da Helibras visitou a sede da Toyo Matic, em Bragança Paulista (SP), no último dia 16, para validar a produção do primeiro punho do rotor do EC725 feito pela fornecedora brasileira. Na ocasião, foi realizada uma cerimônia para marcar o envio da peça para a matriz Airbus Helicopters, em Marignane (França), a fim de receber a FAI – First Article Inspection, documento que certifica o fornecedor para iniciar a fabricação em série do artefato.

Agora, a peça será integrada ao mastro do rotor principal na Airbus Helicopters.

A fabricação do punho no país foi realizada pela Toyo Matic, desde a usinagem do forjado até a equipagem e a pintura do subconjunto e faz parte do projeto de cooperação industrial inserido no escopo de transferência tecnológica do Programa H-XBR.

O principal desafio era obter a geometria complexa e extremamente precisa do punho, para que a peça se encaixasse com exatidão em outros componentes do helicóptero. Para isso, a fabricante utilizou máquinas importadas, de altíssimo nível de tecnologia e indispensáveis para a obtenção da precisão, característica de componentes mecânicos da indústria aeroespacial.

Para a manufatura dos punhos, foi necessário qualificar cinco processos especiais: passivação ácida (eliminação de impurezas superficiais e melhoramento da resistência à corrosão), cobreamento, inspeção por partículas magnéticas, colagem, encalcamento de buchas (montagem com interferência) e pintura.

Vale ressaltar que os processos especiais são aqueles que exigem a qualificação da atividade para assegurar a qualidade do produto. Essas características traduzem a complexidade de uma peça aeronáutica classificada ‘crítica’, que demanda uma robusta transferência de tecnologia.

O resultado final foi obtido graças à combinação dos domínios de usinagem da Toyo Matic e ao conhecimento transferido pela Airbus Helicopters para a fabricação inédita dessa peça no país, que é um componente dinâmico nunca antes feito para a indústria de helicópteros nacional.

Assim como a produção do punho, o programa H-XBR prevê ainda mais atividades industriais qualificadas, como fabricação e montagem de composto e montagem de conjuntos dinâmicos, por exemplo. “O objetivo deste projeto é transferir a tecnologia de fabricação de partes e peças do helicóptero para o Brasil e não somente para a Helibras. Ao final do processo, a Toyo Matic será uma fornecedora direta da Airbus Helicopters, recebendo a mesma tratativa de outras empresas da cadeia mantida pelo Grupo”, diz Richard Marelli.

"É com grande orgulho e satisfação que entregamos a primeira peça, que materializa todo o empenho e dedicação despendidos para participar deste projeto. Tal processo de nacionalização da produção nos ofereceu a possibilidade de abrir novos horizontes e fazer parte de um momento histórico, que esperamos ser o primeiro de muitos outros nesta importante parceria", disse Edvaldo Rosa, presidente da Toyo Matic.

Este é o primeiro dos 50 punhos que deverão ser produzidos localmente.  Há ainda a possibilidade de parcerias para mais unidades, a depender das necessidades da Airbus Helicopters.

Fonte: Defesanet 24 set 2014



#46 Grumman F-14 Tomcat

Grumman F-14 Tomcat
  • Colaborador
  • 3,009 posts
  • Gender:Male
  • Location:New York, NY, USA (JFK, LGA, EWR)
  • Interests:Aviação Levada a Sério
  • Cidade/UF/País:New York / NY / USA
  • Data de Nascimento:22/22/2222

Posted 08 de October de 2014 - 02:06

Helibras recebe primeiros créditos por offset do EC725

 

Novas cartas de reconhecimento de crédito somam cerca de € 10,9 milhões para o país no âmbito do contrato de fornecimento dos helicópteros do programa H-XBR

 

A Helibras recebeu os primeiros reconhecimentos de crédito de compensação pelo offset do programa H-XBR, referentes à absorção de novos conhecimentos e tecnologias de produção no Brasil do helicóptero EC725. Neste novo marco alcançado pela empresa, as duas cartas emitidas pela COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate) chegam a mais de € 7,5 milhões.

 

A empresa também foi novamente reconhecida por mais uma etapa cumprida no contrato de Cooperação Industrial, agora relacionada à entrega do conjunto de aviônicos, produzidos no Brasil pela AEL Sistemas, para o vigésimo helicóptero desse modelo fornecido às Forças Armadas, com um crédito no valor de € 3,4 milhões.

 

O documento de crédito do offset atesta o cumprimento de atividades do Projeto HUMS (Health and Usage Monitoring System), como o treinamento teórico na Airbus Helicopters, na França, de uma equipe brasileira composta por engenheiros da Helibras, professores do Instituto de Tecnologia Aeroespacial (ITA), de São José dos Campos (SP), e professores da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), de Minas Gerais. A equipe adquiriu conhecimento sobre o sistema HUMS, que trata da manutenção preditiva das aeronaves e também das análises de vibração avançada, análise de acidentes e de confiabilidade de sistemas durante as operações, além da manutenção de partes do rotor principal e de cauda do helicóptero.

 

O reconhecimento da COPAC também se estendeu ao treinamento prático da equipe nas atividades de suporte aos clientes no sistema HUMS, realizado durante cinco meses na Airbus Helicopters, com análise de dados reais da frota e preparação de documentos e relatórios.

 

Os créditos do offset contemplam ainda as atividades relativas ao suporte técnico que a Helibras está oferecendo à Brascopter, empresa brasileira de tecnologia em asas rotativas. O reconhecimento abrange a transferência de equipamentos, sistemas e documentação, como a licença de uso do software Rotor Code para o DCTA - Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, e também a entrega de um relatório contendo as especificações de uma torre de giro (whirl tower) em escala reduzida para teste e balanceamento dinâmico das pás do rotor das aeronaves, itens que contribuem para a ampliação do domínio da tecnologia de helicópteros no país.

 

“O programa H-XBR acordado entre Helibras e Airbus Helicopters e o Ministério da Defesa do Brasil beneficia toda a cadeia produtiva do setor com esse processo de transferência de tecnologia, que é o maior já implantado no país e oferece às empresas e profissionais participantes novos conhecimentos aplicáveis em toda a indústria aeronáutica brasileira”, ressalta o presidente da Helibras, Eduardo Marson.

 

Com todas as cartas de reconhecimento de crédito emitidas e entregues à Helibras desde o ano passado, o Brasil confirmou o recebimento total de € 295,8 milhões em compensações de uma obrigação contratual no valor total de € 1,9 bilhão.

 

 

A Helibras também está nas mídias sociais. Acesse:

www.twitter.com/helibras

www.facebook.com/helibras

www.youtube.com/HelibrasOficial

www.linkedin.com/company/helibras

 

Sobre a Helibras

 

A Helibras é a única fabricante brasileira de helicópteros e completou, em 2014, 36 anos de atividades. Desde a sua fundação, em 1978, a empresa já entregou mais de 750 helicópteros no Brasil, sendo 70% do modelo Esquilo, fabricado em Itajubá (MG). Em 2012, começou a produzir o modelo EC725 (militar), tendo construído uma nova linha de montagem e ampliado todas as suas instalações para esse novo programa. A Helibras é subsidiária da Airbus Helicopters, que pertence ao Airbus Group, pioneiro mundial nos segmentos aeroespacial e de serviços relacionadas à defesa. Com participação de 47% na frota brasileira de helicópteros a turbina, a Helibras é líder de mercado e mantém instalações em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Sua fábrica, que emprega mais de 820 profissionais e tem capacidade de produção de 36 aeronaves por ano, produz e customiza diversos modelos que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Em 2013, a empresa registrou faturamento total de R$ 389 milhões. Mais informações: www.helibras.com.br.

 

Sobre a Airbus Helicopters

 

A Airbus Helicopters, antes Eurocopter, é uma divisão do Airbus Group, pioneiro mundial nos segmentos aeroespacial e de serviços relacionados à defesa. Empregando mais de 23.000 pessoas no mundo, a Airbus Helicopters é o líder mundial na fabricação de helicópteros com uma participação de 46% nos mercados civil e governamental. A frota da empresa soma cerca de 12.000 helicópteros operados por mais de 3.000 clientes em aproximadamente 150 países. A presença internacional da Airbus Helicopters é marcada por suas subsidiárias, com participação em 21 países, e por sua rede mundial de centros de serviços, treinamento, distribuidores e agentes certificados. A gama de helicópteros civis e militares da Airbus Helicopters é a maior do mundo e compõe um terço da frota global de aeronaves civis e governamentais. A principal prioridade do grupo é garantir a operação segura de suas aeronaves para os milhares de pessoas que voam mais de 3 milhões de horas por ano em seus modelos.

 

 

Fonte:



#47 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 12 de December de 2014 - 21:47

Meus prezados:
EC725 realiza ensaios para futura aeronave operacional da Marinha do Brasil
HTTP://WWW.DEFESANET.COM.BR/SITE/UPLOAD/NEWS_IMAGE/2014/12/23757_RESIZE_620_380_TRUE_FALSE_NULL.JPG
A aeronave experimental da Airbus Helicopters (AH), matrícula SOC-09, realizou, com sucesso, em Marignane, França, a avaliação do desempenho e da qualidade de voo da futura Aeronave Operacional da Marinha (UH-15A), sob o aspecto de comportamentos dinâmicos e de envelopes de operação.
Simultaneamente configurada com domo do radar de busca de superfície APS-143V e armada com lançadores e “mock ups” de mísseis EXOCET AM-39, esta plataforma de ensaios em voo, dedicada ao desenvolvimento de todo o Projeto H-XBR, forneceu as respostas esperadas no que se refere às alterações na aerodinâmica e de centro de gravidade da aeronave em desenvolvimento.
Os importantes resultados alcançados durante os voos em diferentes perfis e manobras foram satisfatórios e corroboraram os prognósticos dos ensaios de vibração em solo e das extensas simulações computacionais associadas realizadas pela engenharia da AH, em parceria com a Empresa MBDA Missile Systems, fabricante do armamento.
Em face dos expressivos resultados obtidos, o Consórcio Airbus Helicopters-Helibras prosseguirá na decisiva campanha de certificação desta configuração, a ser realizada no Brasil, em 2015, pela empresa HELIBRAS, utilizando como plataforma protótipo, a Aeronave BRA#05, que dará origem à primeira aeronave UH-15A a ser entregue à Marinha do Brasil.
Trata-se de um grande avanço tecnológico e operacional que alçará a Aviação Naval ao estado da arte, em conformidade com os anseios da Administração Naval que planejou dotar a Marinha do Brasil de uma plataforma aérea deste tipo, fundamental ao apoio à Esquadra Brasileira.
Fonte: Nomar 12 de Dezembro, 2014 - 09:40 ( Brasília )



#48 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 04 de May de 2015 - 10:58

Meus prezados
Corte no orçamento adia entrega de helicópteros
Os cortes no orçamento executados pelo governo federal bateram na porta do Ministério da Defesa e os impactos são percebidos em contratos já assinados. A chamada nova realidade orçamentária esticou em dois anos o prazo de entrega das 50 aeronaves encomendadas à Helicópteros do Brasil S.A (Helibras), montadas em Itajubá, no Sul de Minas, em um contrato de 1,9 bilhão de euros, com prazo inicial de entrega prevista para 2017, mas estendido para 2019.

A Helibras e a Força Área Brasileira (FAB) confirmaram a postergação do prazo pela necessidade de ajuste ao orçamento do governo federal. A FAB informou que está em curso a revisão do contrato, mas não detalhou se haverá outras alterações, além do prazo. O contrato foi firmado com o Ministério da Defesa em 2008.

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (Copac) da FAB já recebeu 15 das aeronaves EC-725, que fazem parte do Projeto H-XBR: quatro para a Marinha do Brasil, cinco para o Exército Brasileiro e seis para a FAB. “Atualmente o contrato está sendo revisto para adequação à nova realidade orçamentária do país. A previsão é de que a entrega da última aeronave aconteça em 2019”, diz a FAB, em nota.

Gradualmente a Helibras executa a nacionalização do helicóptero, que já atingiu 100% de mão de obra local e, por força de contrato, até a entrega da última unidade a aeronave deverá ter 50% de conteúdo nacional.

A nacionalização do setor é calculada pelo valor dos produtos fornecidos pelos fabricantes locais e não o seu peso.

O último evento de nacionalização foi a validação da produção do primeiro punho do rotor do EC-725 feito pela fornecedora brasileira Toyo Matic, em Bragança Paulista. São 14 empresas nacionais em processo de transferência de tecnologia com companhias estrangeiras para se tornarem fornecedoras da Helibras nesse projeto. Outras 23, também brasileiras, suprem as demandas da fabricante de aeronaves.

Para atender ao contrato, a Helibras aportou R$ 420 milhões na construção de um novo hangar de 11 mil metros quadrados, em sua planta em Itajubá, para abrigar a linha de montagem do EC-725. O valor também inclui o treinamento de funcionários brasileiros na França, onde é a sede da controladora da Helibras, e a vinda de técnicos estrangeiros para acompanhar a implantação da nova linha no país.
Fonte: Bruno Porto para HOJE EM DIA via CECOMSAER 4 MAI 2015



#49 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 02 de June de 2015 - 00:51

Meus prezados
A Helibras realizou no mês de maio a entrega da 16ª unidade do H225M que faz parte do contrato de 50 helicópteros adquiridos pelo Ministério da Defesa para as Forças Armadas.
25931_resize_800_600_false_true_null.jpg

O helicóptero, pertencente à Marinha do Brasil, é a primeira aeronave do programa entregue este ano, e a quinta unidade da frota da instituição militar, e poderá ser operada em missões SAR (busca e resgate), de transporte e para emprego geral.  

A Helibras é a única fabricante brasileira de helicópteros e completa, em 2015, 37 anos de atividades. Desde a sua fundação, em 1978, a empresa já entregou mais de 750 helicópteros no Brasil, sendo 70% do modelo Esquilo, fabricado em Itajubá (MG). Em 2012, começou a produzir o modelo H225M (militar), tendo construído uma nova linha de montagem e ampliado todas as suas instalações para esse novo programa.

A Helibras é subsidiária da Airbus Helicopters, que pertence ao Airbus Group, pioneiro mundial nos segmentos aeroespacial e de serviços relacionadas à defesa. Com participação de 50% na frota brasileira de helicópteros a turbina, a Helibras é líder de mercado e mantém instalações em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Sua fábrica, que emprega mais de 750 profissionais e tem capacidade de produção de 36 aeronaves por ano, produz e customiza diversos modelos que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Em 2013, a empresa registrou faturamento total de R$ 389 milhões.

Airbus Helicopters é uma divisão da Airbus Group. A empresa fornece as mais eficientes soluções em helicópteros civis e militares aos seus clientes para servir, proteger, salvar vidas e realizar o transporte seguro de passageiros em ambientes altamente exigentes.

Voando mais de 3 milhões de horas por ano , a frota da empresa em serviço inclui cerca de 12.000 helicópteros operados por mais de 3.000 clientes em 152 países. A Airbus Helicopters emprega mais de 23.000 pessoas no mundo e, em 2014, gerou uma receita de 6,5 bilhões de euros.

Em conformidade com a nova identidade da empresa , totalmente integrada à Airbus Group, a Airbus Helicopters renomeou sua gama de produtos que substitui a antiga designação " EC " por um "H".
Fonte: Helibras 01 de Junho, 2015 - 15:35 ( Brasília )



#50 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 20 de June de 2015 - 01:16

Meus prezados
Airbus H175 - "Brazil Demo Tour"
https://youtu.be/0VWLuYxXL_g
O helicóptero H175 da Airbus Helicopters retornando ao aeroporto de Jacarepaguá-RJ, após mais um voo de demonstração, desta vez para pilotos de empresas que operam off-shore no Brasil.
Fonte: Defesa Aérea & Naval Publicado em 14 de jun de 2015

 

 

 

 

 

 



#51 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 17 de September de 2015 - 19:33

Meus prezados
Foram entregues outros dois H-225M para as Forças Armadas do Brasil
A Helibras entregou mais dois helicópteros H225M nas últimas semanas. Foi uma unidade para a FAB, a primeira desse modelo destinada ao 3º/8º GAv (usuário habitual de H-34 Super Puma) sediado na Base Aérea dos Afonsos, no Rio de Janeiro, que será utilizada em missões de busca e resgate, transporte aéreo logístico e evacuação aero médica, tarefas operacionais de sustentação ao combate e outras operações especiais.
A outra unidade foi entregue para a Marinha do Brasil. Este é o sexto H225M da Força, e a aeronave foi recebida pelos pilotos do Esquadrão HU-2 da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, também no Estado do Rio de Janeiro, que já possui algum outro exemplar deste modelo, sendo também operador do Super Cougar. Com os dois novos helicópteros, a Helibras soma três unidades entregues às Forças Armadas neste ano, e 18 no total, desde que o contrato inicial, por 50 unidades foi assinado.

Esta entrega é particularmente importante no contexto do delicado momento econômico que vive o Brasil atualmente.
Fonte: Javier Bonilla para  Defensa.com via CECOMSAER 17 SET 2015



#52 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 23 de October de 2015 - 09:33

Meus prezados

Os desafios políticos e econômicos enfrentados pelo Brasil em 2015 não abalaram a confiança da indústria aeroespacial e de defesa francesa no potencial do mercado brasileiro. Embora em ritmo mais lento, as atividades relacionadas aos três principais projetos desenvolvidos atualmente em parceria entre os dois países - satélite geoestacionário de defesa e comunicações estratégicas, submarinos e helicópteros - continuam avançando.

A França, segundo o diretor do Departamento de Produtos de Defesa (Deprod), do Ministério da Defesa (MD), brigadeiro José Augusto Crepaldi Affonso, sempre foi um parceiro histórico do Brasil na área de defesa, não só por sua proximidade cultural mas também por ser uma nação com tradição e independência tecnológica, garantindo transferência de tecnologia sem restrições.

"Esta fase ruim da economia logicamente afeta os contratos públicos, que sofrem os efeitos da redução de investimentos. Todos os projetos estão adequando seus cronogramas contratuais à realidade orçamentária atual", explicou. Os atrasos na execução dos contratos, segundo o brigadeiro, é uma realidade, mas o MD e as Forças Armadas têm procurado manter as atividades, para não perder o time responsável pela absorção tecnológica dos programas.

Os desafios do orçamento, na visão do presidente da Helibras, empresa controlada pelo grupo Airbus Helicopters, Eduardo Marson, têm impactado bastante a carga de trabalho da empresa, mas a busca por novos mercados tem sido a estratégia para manter a capacitação e os investimentos que foram realizados nos últimos seis anos.

Para se adaptar ao novo cenário, a Helibras precisou fazer ajustes e reduzir seu plano de ter mil funcionários este ano para 700. A empresa investiu R$ 430 milhões na construção da linha de produção dos helicópteros H225M para as Forças Armadas brasileiras. Outros R$ 80 milhões foram investidos este ano nas instalações do centro de treinamento e simuladores da empresa no Rio de Janeiro.

"Esse novo investimento marca mais uma etapa do contrato H-XBR de fornecimento de 50 helicópteros, transferência de tecnologia e produção de diversos itens pela indústria nacional", ressaltou.

Apesar das dificuldades, o acionista controlador da Helibras tem mantido seus planos de investimento de longo prazo no Brasil, o que permitiu que a empresa brasileira fosse reconhecida como referência número um em capacidade de engenharia entre todas as 30 filiais do grupo no mundo. "Estamos capacitados a desenvolver projetos de alta complexidade como o do helicóptero 100% nacional, embora este projeto tenha sido adiado em alguns anos devido a conjuntura atual", afirmou.

A Helibras, afirma, está no Brasil há 38 anos, onde produziu mais de 800 aeronaves e cumpriu a missão designada pelo governo brasileiro de construir no país a única indústria de aeronaves rotativas da América Latina.

Fonte: Virginia Silveira para Valor Econômico via CECOMSAER 24 OUT 2015



#53 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 08 de November de 2015 - 17:55

Meus prezados

Coluna do Camazano na revista ASAS informa:

EC725 provavelmente ficarão em 38 unidades.



#54 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 06 de December de 2015 - 10:44

Meus prezados
Helibras concludes first Exocet missile integration tests for Brazilian AH-15B

Brazilian helicopter specialist Helibras, a local operation of Airbus Helicopters, has concluded a three-week testing phase for integration of MBDA s Exocet AM 39 Block 2 Mod 2 anti-ship missile and tactical data management system that is to equip the reconnaissance and anti-surface warfare variant of Airbus Helicopters H225Ms (locally designated AH-15B) for the Brazilian Navy.
The activity included simulated missile launches meant to validate the connection between launcher and mission system. This first step will be followed by additional testing work that is scheduled to start in early 2016, before the missile is tested in flight on the AH-15B helicopter in Brazil.
Fonte:  Victor Barreira, Porto, Portugal para  IHS Jane’s  via CECOMSAER  6 DEZ 2015



#55 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 08 de December de 2015 - 15:07

Meus prezados
FAB receberá versão operacional do H-36 Caracal ainda em 2015
Novo helicóptero terá sistema de autodefesa e poderá ser reabastecido no ar
28863_resize_620_380_true_false_null.jpg
Foto: Agência Força Aérea
A Força Aérea Brasileira (FAB) irá receber seu primeiro helicóptero H-36 Caracal da versão operacional ainda em 2015. A entrega foi garantida na quinta-feira (03/12) com a assinatura de um termo aditivo ao contrato de aquisição de helicópteros de médio porte com o consórcio Airbus Helicopters/Helibras. Ao todo, o contrato prevê a entrega de 50 unidades para as três Forças Armadas.
O H-36 da versão operacional será o primeiro helicóptero da América Latina com sonda para ser reabastecido em pleno ar. A capacidade, hoje disponível no Brasil apenas para aviões de caça, possibilitará ampliar o raio de ação para missões, como o resgate de pessoas no mar.
De acordo com o gerente do projeto na Comissão Coordenadora do Programa Aeronaves de Combate (COPAC), Coronel Valter Borges Malta, as unidades da versão básica, já utilizadas pela Forças Armadas, têm tido uma operação avaliada de forma positiva. "Atende aos pré-requisitos elaborados pelos Estados-Maiores das três Forças", explicou.
Já o presidente da Helibras, Eduardo Marson, ressaltou a importância para o País. “A assinatura desse termo é uma vitória tanto para nós, que temos como objetivo maior o desenvolvimento das nossas capacidades, da cadeia de fornecedores no país e da indústria aeronáutica, como também para as Forças Armadas”, afirmou. Os helicópteros são montados na sede da empresa, em Itajubá (MG).
Hoje, já há 19 unidades em serviço no Brasil: 7 na Marinha, 5 no Exército, 5 na FAB e 2 para a Presidência da República. Os 31 helicópteros restantes serão entregues até 2022. Ainda em 2015, além da unidade operacional para a FAB, outras duas serão entregues para o Exército.
Além da sonda para reabastecimento em voo, a versão operacional da FAB conta com sensores, como o Radar Warning Receiver (RWR), Laser Warning System (LWS) e Missile Approach Warning System (MAWS), capazes de detectar a presença de radares e de mísseis inimigos. Também fazem parte do pacote sistemas de contramedidas eletrônicas, comunicação criptografada, câmera infravermelha, entre outros equipamentos.
Fonte: Agência Força Aérea via CECOMSAER 8 DEZ 2015


Edited by jambock, 08 de December de 2015 - 15:08 .


#56 MSMPILOT

MSMPILOT
  • Usuários
  • 385 posts
  • Gender:Male
  • Location:Whitehorse, YUKON
  • Cidade/UF/País:SBJC / Belem, Amazonia - Brazil
  • Data de Nascimento:26/09/1979

Posted 10 de December de 2015 - 00:53

Lindo nas cores da Marinha. maquinhao!

:secret: ...AFA de que a Base Naval de Belem tera o seu. 



#57 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 24 de December de 2015 - 15:35

Meus prezados

H225M.jpg



#58 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 25 de December de 2015 - 22:56

Meus prezados

http://www.airbushel...5M-BR-0515E.pdf



#59 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 10 de August de 2017 - 12:22

Meus prezados

Helibras avança na certificação do H225M antinavio
Helicóptero mais avançado desenvolvido no Brasil será entregue à Marinha em 2018

A Helibras realizou neste mês em suas instalações em Itajubá (MG) o segundo voo da campanha de certificação do H225M na versão “Operacional Naval”, modelo equipado com sistemas e armamentos para combater navios. O evento contou com a presença da autoridade certificadora, o Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), além de profissionais da fabricante brasileira de helicópteros do grupo Airbus.

O IFI avaliou a integração do sistema de mísseis AM-39 Exocet, programado pela Helibras, a qualidade do voo e o desempenho da aeronave com o armamento instalado. Segundo a fabricante, outros aspectos do Sistema Naval (NTDMS) serão avaliado em breve para a continuidade da certificação completa do helicóptero militar.

Durante o evento, foram realizadas simulações de disparos do míssil Exocet utilizando o Sistema Tático de Missão Naval. “Concluímos mais uma etapa importante no processo de certificação desta versão”, explica o presidente da Helibras, Richard Marelli.

A aeronave BRA-005 será o primeiro H225M em versão operacional a ser entregue para a Marinha do Brasil em 2018. O helicóptero faz parte do contrato de aquisição de 50 aeronaves H225M do programa H-XBR, adquiridas pelo Ministério da Defesa para uso das forças armadas brasileiras, que estão sendo produzidas pela Helibras no Brasil, a partir da transferência de tecnologia e de conhecimento que vem ocorrendo desde 2010.

Alta tecnologia
Grande, rápido e com sistemas de alta tecnologia, o H225M é o helicóptero mais avançado já construído pela indústria nacional. O projeto da célula (o “corpo” do helicóptero) é europeu, mas a integração dos equipamentos de busca e armamentos foi desenvolvido por empresas brasileiras, como a Avibras e Mectron, que participam do programa H-XBR.

O projeto prevê a produção do helicóptero em diferentes versões para Marinha, Exército e a Força Aérea Brasileira, além de variantes de transporte de autoridades. O H225 é baseado no “Super Puma”, como é chamado o mesmo aparelho fabricado na Europa, pela Airbus Helicopters. No Brasil, ele é o “Caracal”.

Fonte: Thiago Vinholes para PORTAL AIRWAY via CECOMSAER 10 AGO 2017



#60 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,093 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 19 de August de 2017 - 00:52

Meus prezados
Comenta-se...
Que o EC 725 ainda está com inspeção da transmissão a cada 10 horas, para checar se existem limalhas no óleo lubrificante da transmissão ou no filtro...