Jump to content


Photo

Proficiência Linguística êm vôos para America do Sul


This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
16 replies to this topic

#1 Rocky_

Rocky_
  • Usuários
  • 131 posts

Posted 10 de February de 2011 - 09:37

Bom dia pessoal.

Conversando no aeroporto me informaram que a aplicação da necessidade de ambos tripulantes possuírem no mínimo ICAO 4 para vôos internacionais não está sendro aplicada caso estes vôos sejam dentro da America do Sul.

Qualquem sabe alguma coisa a respeito?

Abraços

#2 Bird Dog

Bird Dog
  • Usuários
  • 240 posts

Posted 10 de February de 2011 - 21:39

QUOTE(Rocky_ @ Feb 10 2011, 10:37 AM) <{POST_SNAPBACK}>
Bom dia pessoal.

Conversando no aeroporto me informaram que a aplicação da necessidade de ambos tripulantes possuírem no mínimo ICAO 4 para vôos internacionais não está sendro aplicada caso estes vôos sejam dentro da America do Sul.

Qualquem sabe alguma coisa a respeito?

Abraços

Desde o dia 05 de março de 2009 todos os pilotos que pretendam realizar voos internacionais devem apresentar em seus Certificados de Habilitação Técnica a averbação de proficiência linguística em inglês (serão autorizados a compor a tripulação técnica os pilotos que comprovarem proficiência linguística nível 4, 5 ou 6). Essa regra se aplica a qualquer voo internacional, e a todos os pilotos que compõem a tripulação.
Fonte: http://www.anac.gov....roficiencia.asp
Acessado em:10/02/2011

#3 beo

beo
  • Usuários
  • 330 posts

Posted 12 de February de 2011 - 19:30

Tem muita mas muita gente fazendo voos internacionais sem ingles,conheco varios,desde Citation ate Challenger.

#4 Rocky_

Rocky_
  • Usuários
  • 131 posts

Posted 13 de February de 2011 - 03:20

QUOTE(beo @ Feb 12 2011, 07:30 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Tem muita mas muita gente fazendo voos internacionais sem ingles,conheco varios,desde Citation ate Challenger.


Ouço isso também. Mas existe alguma base para isso?

#5 Islander

Islander
  • Membro Honorário
  • 3,776 posts

Posted 17 de February de 2011 - 19:41

Fazer voce pode, o problema é quando for fiscalizado.

#6 T.B

T.B
  • Usuários
  • 673 posts

Posted 17 de February de 2011 - 20:40

Nao se confere mais realmente na saída internacional o icao na carteira, porem, ao validar o plano de voo o próprio sistema bloqueia se nao estiver de acordo com o necessario pra efetuar o voo! Eles emitem um formulário para se responsabilizar e assinar declarando estar tudo ok!

Realmente isso ai nao impede qualquer voo. Tenho feito muitas viagens pra america do sul e nada de fiscalização do ICAO nem na saída nem no retorno. Más quem quizer arriscar, vai pagar pra ver né! Eu nao arriscaria.

#7 PTN4769

PTN4769
  • Usuários
  • 5,579 posts

Posted 17 de February de 2011 - 21:19

QUOTE(T.B @ Feb 17 2011, 09:40 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Nao se confere mais realmente na saída internacional o icao na carteira, porem, ao validar o plano de voo o próprio sistema bloqueia se nao estiver de acordo com o necessario pra efetuar o voo! Eles emitem um formulário para se responsabilizar e assinar declarando estar tudo ok!

Realmente isso ai nao impede qualquer voo. Tenho feito muitas viagens pra america do sul e nada de fiscalização do ICAO nem na saída nem no retorno. Más quem quizer arriscar, vai pagar pra ver né! Eu nao arriscaria.

Deixa eu ver se entendi, ao validar o código ANAC no plano através do DCERTA (Decolagem Certa) e aparecer a discrepância de não possuir proficiência linguística necessária, é só assinar uma declaração que o piloto poderá fazer o vôo? huh.gif

#8 Caravelle

Caravelle
  • Usuários
  • 3,963 posts

Posted 17 de February de 2011 - 22:01

QUOTE(PTN4769 @ Feb 17 2011, 09:19 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Deixa eu ver se entendi, ao validar o código ANAC no plano através do DCERTA (Decolagem Certa) e aparecer a discrepância de não possuir proficiência linguística necessária, é só assinar uma declaração que o piloto poderá fazer o vôo? huh.gif


Pelo que eu entendi poderá fazer o vôo assumindo a total responsabilidade de não ter proficiência. Se der problema, vai sobrar pra ele...

Um dos primeiros conselhos que recebi quando entrei na aviação foi "sem inglês, vamos parar por aqui." thumbsup.gif

Não digo que seja o pessoal aqui do FCR, mas tem muito piloto iniciando resistindo ao inglês ou achando que com "macete" vai passar na prova da ICAO e se defender por aí. thumbsdown_still.png

#9 PTN4769

PTN4769
  • Usuários
  • 5,579 posts

Posted 18 de February de 2011 - 10:29

QUOTE(Caravelle @ Feb 17 2011, 11:01 PM) <{POST_SNAPBACK}>
Pelo que eu entendi poderá fazer o vôo assumindo a total responsabilidade de não ter proficiência. Se der problema, vai sobrar pra ele...

Um dos primeiros conselhos que recebi quando entrei na aviação foi "sem inglês, vamos parar por aqui." thumbsup.gif

Não digo que seja o pessoal aqui do FCR, mas tem muito piloto iniciando resistindo ao inglês ou achando que com "macete" vai passar na prova da ICAO e se defender por aí. thumbsdown_still.png

Eu achava que sem ICAO não haveria nem a possibilidade de o plano ser aceito, imaginava que pararia na validação do ANAC pelo DCERTA.

Abraços

#10 beo

beo
  • Usuários
  • 330 posts

Posted 19 de February de 2011 - 12:36

Sei de um caso de 40K em multas acumuladas em varios voos internacionais.Agora nao duvido que tenha gente usando codigo anac de outros para se safar na decolagem certa.Faco pelo menos 7 a 8 inter por ano,nunca pediram nada,agora que tem muito espertalhao fazendo sem icao tem.O processo de autuacao creio que seja lento,mas deve acabar chegando.

#11 E.P.M.

E.P.M.
  • Expulsos
  • 2,289 posts

Posted 21 de February de 2011 - 02:09

o problema não é sair daqui mas sim decolar do lugar que está indo!

#12 renaq

renaq
  • Usuários
  • 88 posts

Posted 06 de June de 2016 - 13:51

Alguém sabe como ta a situação do ICAO? Para voos por exemplo pro Paraguai há alguma verificação quando passa o plano? Sou fluente no espanhol.

#13 dodomaha

dodomaha
  • Usuários
  • 1,265 posts

Posted 07 de June de 2016 - 00:11

Alguém sabe como ta a situação do ICAO? Para voos por exemplo pro Paraguai há alguma verificação quando passa o plano? Sou fluente no espanhol.


Legalmente não sei. Mas operacionalmente é muito mais útil que o inglês, infelizmente.

#14 borrachasaovento

borrachasaovento
  • Usuários
  • 1,255 posts

Posted 08 de June de 2016 - 00:25

Sistema nem aceita o plano se o tripulante ou tripulantes não possuirem icao válido.



#15 Packo1

Packo1
  • Usuários
  • 975 posts

Posted 10 de June de 2016 - 09:18

Alguém sabe como ta a situação do ICAO? Para voos por exemplo pro Paraguai há alguma verificação quando passa o plano? Sou fluente no espanhol.

Em algumas FIR do cone sul é possivel a comunicação em Espanhol, inglês e português.

 

Segue o texto do MCA 100-16

 

 

2.4 IDIOMAS

 
2.4.1 O Português deve ser o idioma normalmente utilizado.
 
2.4.2 O Inglês será usado como idioma internacional.
 
2.4.3 Será utilizado também o idioma Espanhol naqueles espaços aéreos designados pelo DECEA, em função de acordos internacionais.
 
NOTA: A fraseologia não deve ser utilizada com misturas de idiomas.

 

Aqui no brasil sei que alguns setores da FIR CW aceitam fraseologia em espanhol, acredito que a reciproca seja verdadeira em FIRs do Uruguai, Paraguai e Argentina.

 

Quanto a proficiencia linguística em espanhol, não existe prova da ANAC para o idioma, e acho que nem internacionalmente. Infelizmente pois também tenho um nivel de espanhol que considero Operacional e seria bom ter em minha carteira.



#16 SkyLiner

SkyLiner
  • Usuários
  • 4,483 posts

Posted 10 de June de 2016 - 13:59

Curioso esse adendo sobre o espanhol. Há alguns dias passando por SBFI, na escuta do APP Foz, notei o controlador se comunicar em um espanhol muito bom com 2 aeronaves de matrícula argentina.



#17 Leirbag

Leirbag
  • Membro Honorário
  • 5,688 posts

Posted 10 de June de 2016 - 16:03

Curioso esse adendo sobre o espanhol. Há alguns dias passando por SBFI, na escuta do APP Foz, notei o controlador se comunicar em um espanhol muito bom com 2 aeronaves de matrícula argentina.

 

 

Em IGU é comum a TWR ao menos se comunicar em espanhol com aeronaves dos países vizinhos.