Jump to content


Photo

A-1M: programa de modernização


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
79 replies to this topic

#1 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 25 de July de 2011 - 17:28

Primeiro A-1M

A imagem em alta resolução permite visualizar vários detalhes e protuberâncias que a aeronave não tinha antes da modernização.

Posted Image

O A-1 FAB 5530 do 1/10 GAV foi entregue pela FAB à Embraer em 30 de Maio de 2007, para tornar-se o protótipo do A-1M.

O A-1M foi idealizado para dar ao AMX novas capacidades em termos de aviônica, desempenho e poder de fogo de uma aeronave de 4ª geração. O painel, aviônicos de missão e sensores seguem a mesma filosofia e simbologia empregada pelo A-29 e o F-5M, com o objetivo de facilitar a logística e a padronização de doutrina operacional.

Ele poderá empregar novas armas, como o míssil ar-ar IR Mectron MAA-1 Piranha, além de um míssil antinavio, para missões de ataque naval.

O avião também vai empregar os pods israelenses Rafael Litening III, que tornam o avião capaz de navegar com precisão e empregar bombas inteligentes do tipo IR, Laser ou GPS.

A aeronave terá o radar multimodo Mectron SCP-01 Scipio, que possui capacidade de alcance ar-ar estimado em 80 Km. A presença do radar, aliado a um novo RWR e ao sistema de datalink, dará uma nova consciência situacional aos pilotos.

O A-1M também empregará o pod de Guerra Eletrônica Rafael Skyshield, que originalmente foi adquirido para uso nos F-5EM. O Skyshield deverá ser empregado em conjunto com o míssil anti-radiação Mectron MAR-1 em missões de supressão de defesas antiaéreas (SEAD).

FOTO: Mark Kozhura / COLABOROU: Jaguar


Fonte: http://www.aereo.jor.../primeiro-a-1m/

Editado para incluir a foto

Edited by transvasp, 25 de July de 2011 - 17:28 .

  • jambock, Landing, T-6D and 7 others like this

#2 BlackAce

BlackAce
  • Usuários
  • 3,228 posts
  • Cidade/UF/País:Natal/Rn
  • Data de Nascimento:18/12/1971

Posted 26 de July de 2011 - 07:21

Tava com saudade de você por aqui :ohyes:

Qaunto ao AMX... :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim:

Nem preciso dizer mais nada :check:
  • Neto and DEL like this

#3 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 26 de July de 2011 - 09:51

Tava com saudade de você por aqui :ohyes:

Qaunto ao AMX... :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim:

Nem preciso dizer mais nada :check:



Pô cara..

Muito..

..trabalho. Estive fora mas sempre olhando as informações desse maravilhoso e viciante CR.

Forte abraço.
  • DEL likes this

#4 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 26 de July de 2011 - 11:25

Prezado transvasp:
Sempre nos brindando com verdadeiros furos! O que é essa bela foto do primeiro AMX A-1M! :ohyes:
Só para não dispersarmos as notícias sobre o A-1 modernizados, evitando verdadeiras via crucis para mantermos uma visão geral do processo: http://forum.contato...__1#entry562099
http://forum.contato...__1#entry278848

Edited by jambock, 26 de July de 2011 - 11:43 .

  • DEL likes this

#5 transvasp

transvasp
  • Usuários
  • 5,142 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador
  • Cidade/UF/País:Salvador - Bahia - Brasil
  • Data de Nascimento:04/02/1974

Posted 26 de July de 2011 - 16:32

Prezado transvasp:
Sempre nos brindando com verdadeiros furos! O que é essa bela foto do primeiro AMX A-1M! :ohyes:
Só para não dispersarmos as notícias sobre o A-1 modernizados, evitando verdadeiras via crucis para mantermos uma visão geral do processo: http://forum.contato...__1#entry562099
http://forum.contato...__1#entry278848



Amigo Jambock,

Fica ai uma sugestão:

Verificar a possibilidade de reabrir o tópico, que na minha opinião é muito importante.

Sds,
:thumbsup:
  • DEL likes this

#6 DEL

DEL
  • Moderador
  • 1,538 posts
  • Gender:Male
  • Location:Por aí...
  • Interests:Aviação
  • Cidade/UF/País:BR
  • Data de Nascimento:06/11/1986

Posted 27 de July de 2011 - 22:33

Tava com saudade de você por aqui :ohyes:

Qaunto ao AMX... :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim: :wub_anim:

Nem preciso dizer mais nada :check:

Opa! Aproveitando a rasgação de seda: eu também tava com saudades! :P

Essa galera aqui do Aviação Militar é muito firme! Dá gosto compartilhar aqui!

Abraços

DEL
  • Landing likes this

#7 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 28 de July de 2011 - 19:55

Amigo Jambock,
Fica ai uma sugestão:
Verificar a possibilidade de reabrir o tópico, que na minha opinião é muito importante.
Sds,
:thumbsup:

Prezado transvasp: sugestão dada, sugestão aceita! (com o inestimável auxílio do mestre Kleber).

#8 Rafael Lopes

Rafael Lopes
  • Usuários
  • 276 posts
  • Cidade/UF/País:Cachoeirinha
  • Data de Nascimento:28/02/1979

Posted 29 de July de 2011 - 22:23

Primeiro A-1M

Posted Image


Esta bonito mesmo com poucas diferenças.

O A-1 FAB 5530 do 1/10 GAV foi entregue pela FAB à Embraer em 30 de Maio de 2007, para tornar-se o protótipo do A-1M.

O A-1M foi idealizado para dar ao AMX novas capacidades em termos de aviônica, desempenho e poder de fogo de uma aeronave de 4ª geração. O painel, aviônicos de missão e sensores seguem a mesma filosofia e simbologia empregada pelo A-29 e o F-5M, com o objetivo de facilitar a logística e a padronização de doutrina operacional.


Padronização e armas e racionalização de custos.


Ele poderá empregar novas armas, como o míssil ar-ar IR Mectron MAA-1 Piranha, além de um míssil antinavio, para missões de ataque naval.

O avião também vai empregar os pods israelenses Rafael Litening III, que tornam o avião capaz de navegar com precisão e empregar bombas inteligentes do tipo IR, Laser ou GPS.

A aeronave terá o radar multimodo Mectron SCP-01 Scipio, que possui capacidade de alcance ar-ar estimado em 80 Km. A presença do radar, aliado a um novo RWR e ao sistema de datalink, dará uma nova consciência situacional aos pilotos.

O A-1M também empregará o pod de Guerra Eletrônica Rafael Skyshield, que originalmente foi adquirido para uso nos F-5EM. O Skyshield deverá ser empregado em conjunto com o míssil anti-radiação Mectron MAR-1 em missões de supressão de defesas antiaéreas (SEAD).


Capacidades essenciais para sobrevivência e uma missão de ataque em ambientes hostis da guerra moderna. Sem falar no missil anti navio, aliás qual será o modelo utilizado?


FOTO: Mark Kozhura / COLABOROU: Jaguar


Fonte: http://www.aereo.jor.../primeiro-a-1m/

Editado para incluir a foto


Parabêns pela matéria.
  • Jhondson_ likes this

#9 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 03 de August de 2011 - 01:46

Esta bonito mesmo com poucas diferenças.
Padronização e armas e racionalização de custos.

Capacidades essenciais para sobrevivência e uma missão de ataque em ambientes hostis da guerra moderna. Sem falar no missil anti navio, aliás qual será o modelo utilizado?
Parabêns pela matéria.

Prezado Rafael Lopes: foram adquiridos dois tipos de misseis anti-navios: o Harpoon, pela Aeronáutica, a ser utilizado pelos P-3M e o Penguin, adquirido pela Marinha, a ser empregado pelo helis Super Links.
Não creio que os A-1 venham a usar misseis anti-navios.

Edited by jambock, 03 de August de 2011 - 01:48 .


#10 Rafael Lopes

Rafael Lopes
  • Usuários
  • 276 posts
  • Cidade/UF/País:Cachoeirinha
  • Data de Nascimento:28/02/1979

Posted 03 de August de 2011 - 19:56

Prezado Rafael Lopes: foram adquiridos dois tipos de misseis anti-navios: o Harpoon, pela Aeronáutica, a ser utilizado pelos P-3M e o Penguin, adquirido pela Marinha, a ser empregado pelo helis Super Links.
Não creio que os A-1 venham a usar misseis anti-navios.


Mas é citado na matéria a utilização de míssil anti-navio e na minha opinião seria uma falta sua não utilização, devido ao tamanho da costa brasileira os A-1 poderiam se deslocar muito mais rápido que os P-3 alem de poderem se defenderem com mais facilidade . O Harpoon já foi modificado e é utilizado por alguns países no F-16, na U.S. Navy usa nos F-18 e AV-8 Harrier. Mas como ele já havia sido testado com o exocet fiquei em duvida.

Abraços

#11 Landing

Landing
  • Usuários
  • 11,480 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:br
  • Data de Nascimento:06/06/1966

Posted 03 de August de 2011 - 20:53

nao vamos esquecer também os A-4.

#12 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 06 de November de 2011 - 09:55

Meus prezados:
Excerto de uma notícia do Portal Fator Brasil (RJ), via CECOMSAER 5 nov 2011
As campanhas de teste do caça AMX estão em curso, sendo que cinco aeronaves já foram recebidas pela Embraer para o programa de modernização.
  • Landing likes this

#13 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 16 de January de 2012 - 09:44

Meus prezados:
FAB ganha poder de fogo com "novo" caça
Modernização de 43 aeronaves de combate custará R$ 2 bilhões até 2016

Alcance. Aviões reformados, que receberão novos equipamentos, poderão chegar a qualquer ponto da América do Sul
O Brasil completa em 2016 o projeto, já iniciado, de construção de uma força de ataque aéreo estratégico baseado na revitalização tecnológica do caça bombardeiro AMX, o A-1 da aeronáutica militar. O programa envolve 43 aeronaves e vai custar cerca de R$ 2 bilhões.
Segundo a Aeronáutica, do total já foram desembolsados R$ 840 milhões. O valor restante será pago entre os exercícios de 2012 e 2017. Depois do procedimento, os caças serão operacionais até o ano 2032.

A Embraer Defesa e Segurança (EDS) e a empresa israelente Elbit estão trabalhando com o primeiro lote de 10 jatos na fábrica da EDS em Gavião Peixoto, a 300 km de São Paulo. O primeiro AMX modernizado será entregue à FAB entre 2013 e 2014; o último, em 2017. Em algum momento nesse período, o Alto Comando decidirá pela extensão da encomenda de forma a abranger toda a frota de 53 unidades. Enquanto isso, os 10 bombardeiros de reserva permanecerão em operação na base de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e no Esquadrão Adelphi, da base de Santa Cruz, no Rio.

O A-1M, como será rebatizado o caça, terá capacidade para atingir, recebendo combustível em voo, qualquer alvo estratégico na América do Sul, no Caribe e em boa parte da África, além de permitir ações de cobertura no Atlântico Sul. De certa forma, os caças-bombardeiros da Força Aérea podem, agora mesmo, cumprir esse tipo de missão.
Em agosto de 2004, dois deles decolaram de Santa Maria, permaneceram cerca de 12 horas no ar, fizeram três reabastecimentos em voo e, depois de um giro de 7 mil quilômetros sem serem detectados, haviam "lançado" todas as bombas contra vários objetivos vitais - centrais de energia, grandes centros de comunicações, instalações militares e complexos industriais.

Para essa operação, foi preciso criar sistemas específicos, como um reservatório para as rações alimentares e uma espécie de sanitário químico compacto.
O pequeno jato é subsônico, mas pode voar a 900 km/hora e a 100 metros, talvez menos, de altitude.
A versão modernizada será equipada com um sofisticado radar multimodo SCP-01, desenvolvido pela Mectron, de São José dos Campos, controlada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), capaz de atuar nos modos ar-ar, ar-terra e ar-mar. Integrado a um computador de missão de combate, pode coordenar o emprego de 3,8 toneladas de armas - bombas inteligentes, mísseis de alcance além do horizonte, foguetes e, em outra vertente, acessórios para reconhecimento eletrônico. Os dois canhões de 30 mm originais serão mantidos.
Dissuasão.
O uso estratégico do AMX é um assunto delicado. Falando aos senadores da Comissão de Relações Exteriores e Defesa, pouco antes de deixar o governo, o ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim, citou o programa de revitalização e seu "elevado e efetivo poder dissuasório". Para o Comando da Aeronáutica, o poderoso A-1M terá a função de "permanecer pronto para atender às necessidades operacionais da FAB, com excelente raio de ação, sistema de reabastecimento em voo e a qualidade de transportar uma grande diversidade de armamentos". A questão política não entra formalmente nas considerações oficiais do governo.

Compacto e ágil, de asas curtas, o AMX mede 13,5 metros. A envergadura é de 8.87 metros. O peso máximo não passa de 13 mil quilos.
O programa de atualização da tecnologia implica um novo painel, com três telas digitais coloridas - 121 polegadas para exibir informações. O piloto terá todos os dados projetados no capacete - com recursos de visão noturna - e o comando completo do caça num único instrumento, o manche. É possivel que o projeto venha a incluir uma película destinada a confundir radares e sensores de identificação.

O bombardeiro de precisão é resultado de um acordo binacional firmado entre o Brasil e a Itália em 1981. Foram produzidos para as forças dos dois paises aproximadamente 200 unidades. A Embraer assumiu a encomenda da FAB. O batismo de fogo do AMX só aconteceria na Guerra do Kosovo, em 1999. A aviação italiana cumpriu 252 missões de combate sobre a Sérvia, sem perda de nenhuma aeronave. Em 2011, três unidades da base de Trapani, na Sicilia, totalizaram 500 horas de voo na Líbia entre os meses de abril e outubro a serviço da Organização do Tratado do Atlântico Norte, a OTAN.

No Brasil, em maio de 2011, o AMX serviu ao voo da tenente Carla Alexandre Borges, primeira mulher do País a comandar um jato de combate. Aos 28 anos, a oficial da FAB participa regularmente dos ensaios de bombardeio e apoio à tropa terrestre do Esquadrão Adelphi, no Rio de Janeiro.
fonte: Roberto Godoy para o Estado de São Paulo, via CECOMSAER 16 jan 2012
  • MR. STAR and soapbro like this

#14 x-varigvinny

x-varigvinny
  • Usuários
  • 702 posts
  • Gender:Male
  • Location:Santa Maria-RS
  • Interests:Aprofundar conhecimentos sobre a aviação
  • Cidade/UF/País:Santa Maria-RS
  • Data de Nascimento:23/06/1981

Posted 17 de January de 2012 - 18:04


Em agosto de 2004, dois deles decolaram de Santa Maria, permaneceram cerca de 12 horas no ar, fizeram três reabastecimentos em voo e, depois de um giro de 7 mil quilômetros sem serem detectados, haviam "lançado" todas as bombas contra vários objetivos vitais - centrais de energia, grandes centros de comunicações, instalações militares e complexos industriais.


Lembro do fato do Esquadrão Centauro se orgulhar muito dessa operação, tendo interceptado uma região extrema no Amapá (acredito que tenha sido próximo a Oiapoque) e posteriormente retornado a Santa Maria com todos os objetivos concluídos.

Espero o dia de ver a revoada de A-1M sobre a cidade para a apresentação da nova aeronave. Esses dias, o rasante de 4 AMXs na BASM para troca de comando já me chamou muita atenção.

#15 Roberto Gutierrez

Roberto Gutierrez
  • Usuários
  • 14 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Guarulhos/SP/Brasil
  • Data de Nascimento:31/03/1950

Posted 18 de January de 2012 - 17:22

Quem tem AMX modernizado nesse nível para ser operado até 2032 não precisa de Grippen, Rafale ou F/A-18, afinal não estamos e não vamos entrar em guerra...nem com o Paraguai.

#16 asm

asm
  • Usuários
  • 1,138 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre
  • Data de Nascimento:19/04/1973

Posted 18 de January de 2012 - 20:25

Quem tem AMX modernizado nesse nível para ser operado até 2032 não precisa de Grippen, Rafale ou F/A-18, afinal não estamos e não vamos entrar em guerra...nem com o Paraguai.

Isso, infelizmente, nós não podemos afirmar. Um país como o Brasil precisa sempre estar pronto para a guerra. A história comprova isso.

#17 Rafael Lopes

Rafael Lopes
  • Usuários
  • 276 posts
  • Cidade/UF/País:Cachoeirinha
  • Data de Nascimento:28/02/1979

Posted 19 de January de 2012 - 09:16

Quem tem AMX modernizado nesse nível para ser operado até 2032 não precisa de Grippen, Rafale ou F/A-18, afinal não estamos e não vamos entrar em guerra...nem com o Paraguai.

Quem pensa desta maneira, já se viu muito mal.Que diga a Polônia na 2º guerra. E até mesmo o Brasil que viu varios navios sendo torpedeados na costa sem poder fazer nada e tendo que pedir ajuda ao Tio Sam.


Edited by jambock, 22 de June de 2015 - 17:57 .


#18 Roberto Gutierrez

Roberto Gutierrez
  • Usuários
  • 14 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Guarulhos/SP/Brasil
  • Data de Nascimento:31/03/1950

Posted 19 de January de 2012 - 22:36

Voces acham que estaríamos muito defasados só com os AMX modernizados? sempre lembrando que os EUA são nossos aliados desde sempre. Abs.

#19 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 22,719 posts
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 20 de January de 2012 - 15:16

Voces acham que estaríamos muito defasados só com os AMX modernizados? sempre lembrando que os EUA são nossos aliados desde sempre. Abs.

Prezado Roberto Gutierrez: As aeronaves AMX, modernizadas, serão muito eficientes, não resta dúvida. Ocorre que elas são especializadas em ataque ao solo. Logo após o seu lançamento, surgiu a idéia da aeronave multirole com capacidade, não só para ataque ao solo como de superioridade aérea, tornando ultrapassadas as aeronaves de ataque ao solo. A FAB necessita de uma aeronave de superioridade aérea, multitarefa, ou multipropósito ou multirole. É isso que ela busca com o FX-2. Em outras palavras, smj, estaríamos muito defasados, sim.

Edited by jambock, 20 de January de 2012 - 15:20 .

  • Landing and DEL like this

#20 Rafael Lopes

Rafael Lopes
  • Usuários
  • 276 posts
  • Cidade/UF/País:Cachoeirinha
  • Data de Nascimento:28/02/1979

Posted 24 de January de 2012 - 11:23

Voces acham que estaríamos muito defasados só com os AMX modernizados? sempre lembrando que os EUA são nossos aliados desde sempre. Abs.


Sim para a primeira, Sim para segunda mas, desde que suas ideias sejam as mesmas deles e de seus principais aliados na Europa.