Jump to content


Photo

Moçambique, o meu regresso!


  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
5 replies to this topic

#1 TAP151

TAP151
  • Usuários
  • 2,216 posts
  • Cidade/UF/País:Lisboa/Portugal
  • Data de Nascimento:05/06/1971

Posted 23 de September de 2012 - 17:17

Moçambique, o meu regresso



Posted Image

Andei anos a adiar o meu regresso a Moçambique. Os sucessivos adiamentos e desculpas, mais ou menos credíveis, acabavam sempre por ter um objectivo – o não querer enfrentar aquilo que sabia que ia mexer com as minhas emoções.

Durante toda a minha vida, muito por causa da carreira profissional do meu pai, andei sempre de malas feitas à espera de mais uma casa, mais um bairro, mais uma cidade, mais um país… mais um Continente, mas no fundo nunca senti aquela sensação de pertença. Fui de todo lado mas, na realidade, não era de lado nenhum.

A verdade é que cresci a ouvir os meus pais e avós a falar de uma terra, a terra deles, a minha terra – Moçambique. Mais que o medo de encontrar uma realidade que não correspondia aos relatos da minha família, tinha medo de, finalmente, encontrar as minhas raízes e, por causa desse reencontro, colocar toda minha vida em questão. Não existem africanos, sim eu considero-me africano, que não tenham um apego forte ao “Continente Mãe” e não sonhem um dia voltar.

Voltar para aquele lugar onde os sentidos ganham vida, as eternas descrições do por do sol, o cheiro da terra molhada depois de uma forte chuvada, o ribombar dos trovões na distância, os sorrisos meigos das crianças, o sabor doce das frutas, o cheiro a mar, o estalar da pele depois de um dia de sol intenso, o barulho das cidades, os horizontes sem fim… Tinha medo que querer voltar para lá e deixar para trás toda a organização que hoje caracteriza a minha realidade.

Este relato, o primeiro depois de quase dois anos de ausência do VM, vai ser muito pessoal mas tentarei, sempre que possível, introduzir elementos de interesse para quem queira viajar até Moçambique.

Chegámos a Maputo vindos de Madagáscar, o plano era simples, visitar a Beira, cidade onde nasci, em primeiro lugar. Enfrentar logo o objectivo principal da viagem, encontrar a casa dos meus país e revisitar os locais onde vivi os primeiros 7 anos da minha vida.

A chegada à Beira obrigou a minha mente a uma alucinante viagem na memória dos nomes, o Maquinino, o Esturro, a Manga, Sofala, Maníca, as Palmeiras, a Gorongosa, a Casa Bulha, o Grande Hotel…

As coordenadas eram simples, fazer a marginal até à Praia do Macutí e encontrar a Rua Paulo Dias de Novaes, mesmo atrás do Farol e da praia onde está encalhado há décadas o barco cujo nome o tempo fez o favor de apagar.

Encontrei a casa dos meus pais e a dos meus avós e instalou-se uma nostalgia de uma vida e de uma época que não vivi. Compreendi a saudade da minha família e percebi que nada nunca será como dantes. Deixei a Beira numa convulsão de sentimentos.

Tinha, finalmente, regressado à minha terra!

Posted Image

Posted Image

O grande objectivo da viagem, a casa onde cresci:

Posted Image

A Praia do Macutí

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Depois a Beira a viagem tomou um rumo muito mais leve, as emoções do reencontro preparam-me para enfrentar a beleza de Moçambique. Regressámos a Maputo para atravessar a Fronteira de Ressano Garcia em direcção a Lukimbi, África do Sul.

A Reserva de Lukimbi fica no coração do Parque Nacional do Kruger e a entrada faz-se por Malelane. Esta reserva é exclusiva para os hóspedes do Lukimbi Safari Lodge.

A melhor maneira de tirar o maior partido do Kruger é ficar alojado numa destas reservas no interior do parque. Os turistas que ficam instalados fora do Kruger têm que sair do parque até às 18:00, o que não permite safaris nocturnos nem aqueles deliciosos “Sun downers” confortavelmente instalados num ponto privilegiado de observação a tomar um martini e comer uns deliciosos aperitivos preparados momentos antes na cozinha do lodge.

Embora já tenha mais de uma dezena de safaris na conta, o interesse de Lukimbi, e a principal razão que me levou a escolher esta reserva, foram os safaris a pé.

Considerados os melhores da África do Sul devido à excelente formação dos seus guias e segurança, os safaris a pé do Lukimbi, que não podem ter mais de 6 participantes, são uma verdadeira adrenalina.

Fizemos dois, um de 9 horas pela savana e outro de 4 horas junto ao rio. Os pontos altos foram os encontros imediatos com um rinoceronte e com um hipopótamo e, o mais aflitivo, quando ficámos frente a frente com uma manada de mais de duzentos búfalos.

O conforto do lodge estende-se até à savana onde, durante os safaris a pé, nos esperava um excelente pequeno almoço no meio do nada servido com todo o requinte, com um chefe dedicado para os ovos mexidos, as panquecas, o sumo de laranja acabado de fazer e uma pastelaria de fazer inveja à mais sofisticada casa de chá em Paris.

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Depois de três fantásticos dias na África do Sul regressámos de novo a Moçambique, desta vez para subir até Pemba e morrer de amor pelo Arquipélago das Quirimbas.

Dormimos em Pemba e, na manhã seguinte, seguimos em avião privado até à Ilha de Matemo. Matemo será, por certo, sinónimo de paraíso. Aqui Moçambique mostra como durante décadas foi o principal destino turístico de uma classe abastada de sul-africanos.

Matemo é o exemplo da cultura do bem receber e, acima de tudo, estabelecer uma estrutura de apoio aos seus hóspedes sem que estes se apercebam dessa mesma estrutura. A reclusão e a privacidade estão garantidas.

Faço notar que a comida em Matemo, especialmente o caril de caranguejo, é digna dos melhores restaurantes do mundo.

A Ilha de Matemo fica no coração do maravilhoso Parque Natural das Quirimbas onde as baleias acompanham os barcos e as velas das pequenas canoas de pescadores enquadram o por do sol para aquela perfeita imagem do paraíso.

De Matemo é fácil chegar às outras ilhas, o lodge colocou-nos à nossa disposição uma lancha e um guia para nos levar até Ibo.

Ibo é outro local a não perder, aqui Moçambique é autêntico e as pessoas perguntam – És de Lisboa? E eu respondo – Sim, mas nasci na Beira! E com a maior naturalidade respondem – Então e o que estás a fazer lá? Se és Moçambicano, nós precisamos de ti aqui para desenvolveres o nosso país!

Se há ressentimentos entre os moçambicanos e os portugueses, eu não senti isso! Existe sim uma atitude de desconfiança natural que deriva de quase 3 décadas de uma terrível guerra civil.

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Posted Image

Com muita pena, tivemos que sair das Quirimbas e iniciar o nosso regresso a Portugal, não sem antes passar por Maputo e apreciar um belo jantar de camarões tigre acompanhados com muita batata frita no Restaurante Costa do Sol

Posted Image

Posted Image

Esta é, por certo, uma viagem diferente e por isso quero agradecer-vos a paciência para a terem lido até ao fim.

Resta-me dizer que Moçambique é um país fantástico para passar umas maravilhosas férias.


Abraço

Luis
  • Thiagovskie, Nishan, FlávioBHZ and 8 others like this

#2 E195-SDU

E195-SDU
  • Usuários
  • 6,723 posts
  • Gender:Male
  • Location:Brasil
  • Interests:Adquirir informacoes.<br />Conversar com profissionais.
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:23/02/1981

Posted 23 de September de 2012 - 17:37

Bem interessante o relato.
Me deu vontade de experimentar a comida local. Esse tal de camarão tigre é gigante. Deve ter um sabor ímpar!


  • TAP151 likes this

#3 Fantinel

Fantinel
  • Desligados
  • 1,079 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:SAO JOSE DOS CAMPOS
  • Data de Nascimento:19/02/1952

Posted 23 de September de 2012 - 22:14

Sem palavras, nota dez.

#4 Marcos Felipe

Marcos Felipe
  • Usuários
  • 924 posts
  • Gender:Male
  • Location:Brasilia DF
  • Cidade/UF/País:Aguas Claras-DF
  • Data de Nascimento:15/06/1986

Posted 23 de September de 2012 - 22:30

Rapaz que lugar lindo.

Mudou completamente minha opinião
que tinha sobre os países da Africa.

Vale a pena investir e visitar.

Abs
  • E195-SDU likes this

#5 bearshare

bearshare
  • Usuários
  • 1,915 posts
  • Gender:Male
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre
  • Data de Nascimento:03/09/1955

Posted 24 de September de 2012 - 23:42

Caro Luís,

Fantástico o teu relato carregado de emoção! Deve ter sido com o 'coração na mão' que tomaste o avião de regresso a Portugal...

Um abraço,
  • TAP151 likes this

#6 LA801

LA801
  • Usuários
  • 118 posts
  • Cidade/UF/País:Brasil
  • Data de Nascimento:13/04/1978

Posted 16 de July de 2015 - 11:42

Excelente relato. Muito lindo o litoral Moçambicano.


  • TAP151 likes this