Jump to content


Photo

VIAGENS DE CARRO PELO CONE SUL - Dicas e equipamentos


This topic has been archived. This means that you cannot reply to this topic.
10 replies to this topic

#1 Beier

Beier
  • Usuários
  • 213 posts

Posted 24 de September de 2012 - 17:07

Já fiz algumas viagens de carro pelos países cone sul, Uruguai, Argentina e Chile. Creio que posso contribuir com algumas informações e dicas a respeito da documentação exigida e equipamentos necessários para rodar nestes países.

Uruguai: as exigências são as mesmas do Brasil, mas recomenda-se levar um segundo triângulo. Nas rutas trafegar de farol baixo aceso. Estradas em bom estado e policia honesta. Necessário seguro carta-verde.

Argentina: é o país que faz as maiores exigências para nós brasileiros. Para rodar por lá é preciso portar o kit de primeiros socorros, 2 triângulos, cabo para reboque ou cambão. Se o veículo possuir engate para reboque tipo bola e não for ser utilizado deverá ser retirado, extintor de incêndio com data de validade vigente e seguro carta-verde. Alguns ainda falam da necessidade de portar um lençol branco para servir de mortalha em caso de acidente mas isto não passa de lenda, não existe previsão para isto na legislação viária Argentina. Trafegar pelas rutas com farol baixo aceso.

Na Argentina existem muitos casos de extorsão por parte da policia caminera, notadamente nas regiões de Entre Rios e Corrientes, que fazem divisa com o Brasil. As rutas mais visadas são a 12 e a 14. Eu nunca passei por esta situação, mas existem muitos relatos a respeito inclusive sendo motivo de uma matéria veiculada nos jornais Zero-Hora e Clarin a cerca de 2 anos atrás. A forma que temos de nos proteger contra isto é estar com a documentação regular e possuir todos os "equipamentos" por eles exigidos e, por fim, manter a calma se ocorrer esta situação. Muitas vezes a "coinma" solicitada não passa de uma pequena contribuição.

O Consulado Argentino fornece uma lista com a relação ao equipamentos e exigências para o turista brasileiro rodar pelo território Argentino, que deixo cópia aqui:

Posted Image

Chile: este país é muito tranquilo para se viajar de carro. Além de possuir uma policia extremamente honesta, as estradas são maravilhosas perfeitamente conservadas e as exigências para nós brasileiros é de somente portar um segundo triângulo e, nas rutas, rodar com o farol baixo aceso. As demais exigências são as mesmas aplicadas aqui no nosso país.

Para todos os países acima: se o veículo não estiver no seu nome ou de uma das pessoas a bordo, o condutor deverá portar uma autorização do proprietário do veículo autorizando o mesmo a sair do país. Este documento deverá ser visado nos consulados dos respectivos países. Nesta autorização deverá constar as características do veículo (tipo, cor, chassi, licença), os dados da pessoa autorizada (nome, RG, habilitação) e informar a quais países se dirige.

Além disto, é recomendável ainda verificar com a seguradora, onde foi contratado o seguro do carro, se existe extensão de perímetro para o seguro do veiculo para estes países. Não confundir com o carta-verde que na realidade trata-se de um seguro contra terceiros com validade no Mercosul.

Se a viagem for ser realizada no período do inverno quem se aventurar pela região dos Andes deverá portar também correntes para os pneus.

Lugares que recomendo para quem quer se aventurar de carro são:

Argentina: Patagônia (El Calafate, Ushuaia e a Peninsula Valdez), Região dos Lagos (Bariloche, Villa Angostura e San Martin de Los Ande) e no norte argentino a bela cidade de Mendoza.

Chile: No norte o impressionante deserto do Atacama com as cidades de Iquique e Antofagasta. No centro a bela capital Santiago e, às margens do Pacifico, Vina del Mar. Mais ao sul, na Região dos Lagos as belas cidades de Pucón e Puerto Varas com seus lagos e vulcões. No extremo sul as cidades de Punta Arenas e o magnifico Parque Nacional Torres del Paine, seguramente uma das paisagens mais lindas do mundo.


Uruguai: a indefectível Punta del Leste, a bela capital Montevideo e a simpática cidade de Colonia de Sacramento.

Passagem dos Andes: quem fizer uma viagem de carro até o Chile obrigatoriamente terá que fazer a transposição da Cordilheira dos Andes, que seguramente será um dos pontos altos da viagem. Para quem se dirige ao norte do Chile tem os pasos de San Francisco, que é de rípio, e o de Jama, que é asfaltado. Estes pasos ficam em altitudes superiores a 4.800 msnm. Apesar de sofrermos um pouco (pessoas e o veículo) as paisagens são deslumbrantes e compensam largamente este sofrimento.
Para quem se dirige ao centro do Chile o paso utilizado é o Cristo Redentor. Por este caminho vc encontra os famosos caracoles, que é a descida dos Andes no lado chileno, o acesso ao Parque do Aconcágua, o cemitério andinista e a Puente del Inca. Neste paso a altitude atingida é de cerca de 3.000 msnm. Ao sul existem várias possibilidades mas o mais conhecido é o paso Cardenal Samoré que liga Bariloche a Osorno, com altitude de cerca de 1.320 msm.

Abaixo tem algumas fotos que fizemos durante estas trips.

Abraços


TORRES DEL PAINE - CHILE
Posted Image

A CAMINHO DE EL CALAFATE - ARGENTINA
Posted Image

VULCÃO LICANCABUR - DESERTO DO ATACAMA/CHILE
Posted Image

CRUZANDO A CORDILHEIRA NO DESERTO DO ATACAMA
Posted Image
A CAMINHO DO CHILE PELO PASO CARDENAL SAMORÉ
Posted Image


VULCÃO OSORNO, PUERTO VARAS/CHILE
Posted Image

Edited by Beier, 24 de September de 2012 - 17:11 .


#2 Thiagovskie

Thiagovskie

    Fokker F100 MASTER Flight Engineer

  • Usuários
  • 2,366 posts

Posted 24 de September de 2012 - 17:36

Tópico muito interessante! É um sonho de qualquer motorista pegar umas férias e botar o carro na estrada pra fazer uma rota dessas, mas acho que a dor de cabeça é aqui pelo Brasil mesmo: rodovias ruins, pedágios abusivos e combustível caro.

Você usou 3 Fiat Stilo nessa viagem? A gasolina pura deles funcionou bem no carro? Onde consegue essa "carta verde"?
Eu viajei à Mendoza há alguns anos atrás e fiz um passeio que ia bem próximo da divisa com o Chile, passávamos pela "Puente del Inca", a paisagem andina é um ESPETÁCULO!
Um detalhe interessante foi encontrar lá em Mendoza um carro de Brasília, aguçou minha vontade.

Abraço e obrigado pelas dicas!

#3 E195-SDU

E195-SDU
  • Usuários
  • 6,723 posts

Posted 24 de September de 2012 - 18:04

Beeemmm interessante esse tipo de viagem. Meu avô fazia isso essa viagem com minha mãe, tia e avó. Na época ele usava seu Opala.
Um dia ainda farei isso, saíndo de SP.

#4 bearshare

bearshare
  • Usuários
  • 1,915 posts

Posted 24 de September de 2012 - 22:32

Em relação ao Uruguai, posso afirmar que é muito tranquilo viajar de carro. Desde 2007 eu já fiz 8 viagens de carro de Porto Alegre a diferentes destinos no Uruguai. Ao contrário da Argentina, a Policía Caminera do Uruguai é honesta e nunca tive qualquer espécie de incomodação com eles.

A velocidade máxima 'padrão' é de 90 Km/h. Apenas em duas estradas do Uruguai a velocidade máxima é de 110 Km/h: a Ruta 9 (Chuy - Montevideo) e a Ruta 1 (Montevideo - Colonia del Sacramento). Porém, mesmo nestas estradas, há trechos com velocidade máxima de 90 Km/h ou de 50 Km/h, sempre indicados com placas. Convém respeitar estes limites sempre, pois a Policía Caminera costuma ficar parada em locais estratégicos com radar móvel, principalmente na temporada de verão, semana de turismo (semana Santa) e feriadões. É fácil distinguir à distância a Caminera, devido à sua típica camionete toda branca.

Outro ponto a ressaltar é que o motorista uruguaio não é estressado como o motorista brasileiro. Nas estradas uruguaias, sempre que eu vi algum carro fazendo besteira, era invariavelmente um carro argentino ou brasileiro.

Agora, esta história de dois triângulos, eu nunca ouvi falar e nunca me pediram isto.

O seguro Carta Verde (seguro contra terceiros no Mercosul) é obrigatório e não há hipotése de atravessar a fronteira uruguaia sem este documento e mais documento do carro em nome do motorista, carteira de motorista e carteira de identidade brasileiras.

#5 bearshare

bearshare
  • Usuários
  • 1,915 posts

Posted 24 de September de 2012 - 22:39

Uma opção interessante para viajar de carro a algumas regiões do Chile e evitar o cansaço e o estresse de atravessar a Argentina, é alugar um carro na Argentina e viajar ao Chile.

De San Carlos de Bariloche até Osorno (Chile), a distância não é muito grande. O aluguel de carros na Argentina é (ou era...) mais barato do que no Chile. De quebra, as paisagens no percurso são magníficas. A curta distância de 240 Km entre Bariloche e Osorno permitem tranquilamente alugar um carro em Bariloche, viajar pela região de Osorno e Puerto Montt e devolver o carro em Bariloche. Ver http://nok.it/4eN6Y

Outra travessia interessante é de Mendoza a Santiago de Chile. Ver http://nok.it/3N2FY

Agora, o problema é que estas duas opções praticamente exigem voar com a Aerolineas Argentinas...

#6 Beier

Beier
  • Usuários
  • 213 posts

Posted 24 de September de 2012 - 23:41

Thiagovskie

Casualmente estas viagens foram de Stilo mas já fiz outras usando Kadet e Astra. Nunca tive problemas com a gasolina ao contrário o carro até tinha um rendimento melhor. Carros flex são menos suscetíveis a variação do combustível, o gerenciamento eletrônico faz a adequação à gasolina pura. Há alguns anos atrás no Uruguai existia gasolina com chumbo, esta sim não era recomendado utilizar mas atualmente este tipo parece não ser mais comercializada.
O seguro carta-verde você consegue em qualquer seguradora ou com seu corretor de seguros.

#7 bearshare

bearshare
  • Usuários
  • 1,915 posts

Posted 24 de September de 2012 - 23:47

As minhas oito viagens ao Uruguai foram feitas com o meu 'velho de guerra' Corolla 2002 (gasolina) e nunca tive problemas, pelo contrário. Até dois anos atrás, eu sentia um melhor desempenho do carro com a gasolina uruguaia, que era pura. De lá para cá, é quase igual ao Brasil, pois o Uruguai já está adicionando etanol à gasolina.

A gasolina com chumbo, eu nunca vi à venda no Uruguai (desde 2007).

#8 Beier

Beier
  • Usuários
  • 213 posts

Posted 25 de September de 2012 - 16:34

Bearshare


Isto da gasolina com chumbo foi lá pelos idos anos 96, quando iniciei minhas viagens de carro pelo cone sul. Nos postos haviam bombas para `nafta com plumo` e `nafta sin plumo`. O chumbo era adicionado a gasolina devido as suas características anti-detonantes que acabava melhorando o seu rendimento. Mas, por tratar-se de um metal pesado, causava danos a saúde e ao meio ambiente. Acredito que hoje seja ate proibido comercializar gasolina com chumbo.

#9 Beier

Beier
  • Usuários
  • 213 posts

Posted 25 de September de 2012 - 16:45

Aproveitando o assunto gasolina. Quando for abastecer o carro peça ao frentista para colocar nafta (argentina e uruguai) ou benzina (chile). Num dos meus primeiros abastecimentos na minha primeira viagem pedi para encher o tanque e falei “gasolina”, por pouco o cara não colocou diesel no meu carro. A minha sorte foi desci do carro para esticar as pernas e vi cara pegando a pistola de diesel senão teria ferrado minha viagem de cara.
Lá o diesel é chamado de gasoil.

Então:

Gasolina = Nafta ou Benzina
Diesel = Gasoil

#10 philoclimber

philoclimber
  • Usuários
  • 3,285 posts

Posted 30 de September de 2012 - 01:52

fico me perguntando como os turistas chilenos, uruguaios e argentinos classificam nossa polícia..rs

#11 Beier

Beier
  • Usuários
  • 213 posts

Posted 01 de October de 2012 - 15:24

Philoclimber

Pode ter certeza que não falam muito bem deles também. Há alguns anos atrás muitos policiais da Rodoviária Federal foram afastados de seus postos aqui no RS em virtude de extorsões praticadas contra turistas argentinos, notadamente na BR 290 que liga Porto Alegre a Uruguaiana.