Jump to content


Photo

Dois drones táticos Orbiter-3 de fabricação israelense abatidos na Líbia

Orbiter-3

  • You cannot start a new topic
  • Please log in to reply
No replies to this topic

#1 jambock

jambock
  • Membro Honorário
  • 26,509 posts
  • Location:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests:aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia
  • Cidade/UF/País:Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento:13/10/1941

Posted 09 de August de 2019 - 11:32

Meus prezados

Dois drones táticos Orbiter-3 de fabricação israelense abatidos na Líbia
Israeli-Drone-shot-down-660x330.jpg
O Exército Nacional da Líbia (LNA, na sigla em inglês) alega ter derrubado dois veículos aéreos não tripulados (UAVs), fabricados na órbita israelense, que supostamente estavam sendo operados por forças leais ao Governo do Acordo Nacional (GNA).   Feita pela Aeronautics, os UAVs da Orbiter-3 foram supostamente dotados para o Governo do Acordo Nacional pela Turquia.
Os dois UAVs teriam sido abatidos perto da cidade de al-Aziziya, ao sul da capital do país, Trípoli, e sobre a cidade costeira de Sidra. A ONU impôs um embargo de armas à Líbia em 2011. A Turquia aparentemente está contornando esse bloqueio simplesmente “doando” sistema avançado de armas para seus aliados na GNA.
https://twitter.com/...901216762421248
O Orbitar-3, fabricado pela Aeronáutica de Israel, tem autonomia de cerca de 7 horas e alcance operacional de até 150km. O UAV foi especialmente projetado para realizar missões de inteligência, vigilância, aquisição de alvos e reconhecimento (ISTAR) de curto alcance. Tem canais de visão diurna e noturna e também possui uma câmera eletro-óptica de três sensores com capacidades táticas significativas.
O sistema altamente autônomo e transportável pode ser montado em poucos minutos, é lançado usando uma catapulta e aterrissa com a ajuda de um pára-quedas e airbag. Ele foi adaptado para ambientes terrestres e marinhos e pode transportar cargas de até 5 kg. em peso, incluindo cargas úteis eletro-ópticas estabilizadas com multisensores que possuem sistemas de designação de alvos a laser. A última variante da empresa tem um link de dados digital para os operadores. O sistema é operado por clientes em todo o mundo, que assinam um acordo para não vender o UAV a terceiros.
Fonte: Fighter Jets World 9 ago 2019