Jump to content

Tintin

Usuários
  • Posts

    398
  • Joined

Everything posted by Tintin

  1. Considerando o ultimo incidente dessa empresinha, o novo destino no Brasil so poderia ser Gaviao Peixoto.
  2. Você está certo. Provavelmente alguém da ANAC dormiu no ponto quando a empresa incorporou esse avião a frota.
  3. Talvez a empresa transportava no máximo 5 pax quando operando IFR…se voasse VFR poderia levar 6 pax porque não seriam necessários 2 pilotos por lei. Faz sentido?
  4. Está no RBAC 01 EMD 08: Motor Aeronáutico (1) motor convencional significa um motor aeronáutico no qual pistões, que se movem dentro de cilindros, acionam um eixo de manivelas que, diretamente ou através de uma caixa de redução, aciona uma hélice (aviões) ou um rotor (aeronave de asas rotativas); (2) motor à turbina significa um motor aeronáutico cujo funcionamento se dá através de uma turbina a gases. Os motores à turbina dividem-se, basicamente, em três diferentes tipos: (i) motor turboélice é um motor projetado para acionar uma hélice responsável pela propulsão do avião; a participação dos gases de escapamento nessa propulsão, quando existe, é meramente residual; (ii) motor turboeixo é um motor projetado para acionar o rotor de uma aeronave de asas rotativas; os gases de escapamento não têm nenhuma participação no processo; e (iii) motor à reação ou motor turbojato é um motor projetado para aviões que utiliza a expansão dos gases para propulsionar o avião. Inclui os motores denominados turbofan. Ou seja, o questionamento do MarceloF faz sentido.
  5. Show de bola, eu não havia conseguido abrir o arquivo .kml Quanto ao motivo, eu tenho uma suspeita, mas eu não vou especular sem ter mais informações.
  6. Para contribuir a discussão: A CAP Carta Aeronáutica de Pilotagem de Ipatinga, de 1983, mostra a linha de transmissão, ou seja, ela está lá a muito tempo e provavelmente não viola o Plano Básico de Proteção de Aeródromo (PBZPA), que foi aprovado pelo DECEA em 2018. Os obstáculos listados no ROTAER são outros. Sobre os PBZPA, https://aga.decea.mil.br/planos Honestamente eu não sei interpretar tudo isso.
  7. Pessoal, as bolas laranjas sao sim pra sinalizacao, inclusive em ingles elas se chamam aerial marker balls.
  8. Gozado, a reportagem fala de teto para a aproximação, mas no Brasil não houve a mudança para que somente a visibilidade fosse a limitante para iniciar a aproximação? Olhando no FR24, a aeronave sequer tentou o pouso.
  9. Sem querer dar razão ao casal, mas aparentemente eles estavam reclamando do fato de a empresa não ter providenciado as acomodações. Seria interessante saber quanto tempo os passageiros ficaram esperando por uma solução. Novamente, não estou dando razão para eles, nada justifica esse papelão.
  10. Só de ele não ter assassinado uma sanfona na frente dos árabes já está de bom tamanho. Aliás, será que entenderam alguma coisa que o ministro falou? Lembram daquele vídeo do dito-cujo comparando o Brasil a Austrália num inglês terrível?
  11. Avião que saiu da pista do aeroporto de Goiânia levava paciente para os Estados Unidos, diz empresa Empresa diz que ninguém se feriu e pista ficou interditada por 40 minutos. Vídeo feito logo após acidente mostra poeira levantada e bombeiros resfriando aeronave com água e espuma. Um avião, que saiu da pista enquanto decolava do Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, no início da tarde desta terça-feira (28), levava um paciente para Miami, nos Estados Unidos, conforme informou a empresa responsável pela aeronave Brasil Vida Táxi Aéreo. Um vídeo mostra uma nuvem de poeira momentos após o acidente e quando o avião é resfriado com água e espuma por uma equipe do Corpo de Bombeiros (veja acima). Um funcionário de uma empresa de transportes, o carregador Freud Nunes Santos viu tudo de longe e disse que o acidente chamou a sua atenção. "Parecia que ele estava pousando na pista, mas passou do limite. Ele desceu e levantou a terra toda. Logo o pessoal da emergência chegou e jogou aquele jato de espuma", contou. De acordo com o Corpo de Bombeiros, estavam na aeronave o piloto, copiloto, um médico, enfermeiro e o paciente. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), ninguém se machucou. Em nota, a empresa responsável pela aeronave informou que o paciente, que era transportado, foi encaminhado para Hospital Albert Einstein de Goiânia. A unidade informou à reportagem que o paciente chegou estável, consciente, orientado e que está passando por uma série de exames. A identidade dele não foi revelada. A empresa informou ainda que a pista do aeroporto ficou fechada por cerca de 40 minutos. "Em função da ocorrência, a pista ficou interditada por 40 minutos e, após vistoria, foi liberada às 12h47min. Sem impactos operacionais". Por meio de nota, a Infraero informou que "uma aeronave modelo Westwind III, que presta serviço de táxi aéreo, ultrapassou o limite da pista no momento em que se preparava para decolagem". Os bombeiros informaram que, após o pouso, houve vazamento de combustível do avião, o que causou um pequeno incêndio na vegetação próxima à pista, combatido pelas equipes. Ao todo foram utilizados aproximadamente 20 mil litros de água e 200 litros de Líquido Gerador de Espuma (LGE). Além disso, onze bombeiros militares da Companhia de Segurança Aeroportuária atuaram na ocorrência. O Cenipa informou que os investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI) foram acionados para realizar a ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave. Disse ainda que, nesta ação inicial, os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. O centro informou que não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência. A empresa de táxi aéreo disse que , "possui todas as certificações e autorizações necessárias válidas junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)" e que já providenciou nova aeronave para transportar o paciente. https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2021/09/28/aviao-que-saiu-da-pista-do-aeroporto-de-goiania-levava-paciente-para-os-estados-unidos-diz-empresa.ghtml
  12. Ao contrario da maioria dos jatos empregados por linhas aereas, eh normal e permitido a aeronaves dessa categoria decolarem com flaps recolhidos.
  13. Relatorio final: http://avherald.com/h?article=4daf960f&opt=0
  14. Saiu o relatorio preliminar: http://avherald.com/h?article=4e18553c/0000&opt=0 Em resumo, problema no auto throttle fez o motor direito desenvolver muito mais empuxo que o esquerdo. A tripulacao nao percebeu, o aviao rolou para a esquerda ate que o piloto automatico nao desse mais conta e o comandante nao conseguiu recuperar a aeronave manualmente. A parte de manutencao tambem foi citada devido aos multiplos reportes de defeitos no auto throttle que nao foram retificados. Lembra um pouco um acidente com um A310 da TAROM, se eu nao me engano, nos anos 90 ou um da Aeroflot-Nord com B737 em 2008.
  15. Ou o CEO não tem a menor ideia do que estão fazendo...
  16. Foi em Novosibirsk: http://avherald.com/h?article=4df212c7&opt=0
  17. Também não me convence...parece que querem criar a empresa, mas não tem grana. Aí ficam espalhando um monte de notícias, algumas sem pé nem cabeça, pra ver se aparece algum investidor. Essa última live não acrescenta nada, só alguns coroas falando como são experientes e tentando dar alguma lição de vida. “Ah, a Varig isso”, “ah, eu já fiz tanto, tenho tanta experiência”. Enfim, se não tem nada decidido, fiquem calados. Ficar aparecendo na mídia o tempo todo sem apresentar algo concreto e factível passa uma impressão de pouco profissionalismo e seriedade.
  18. Alguém poderia perguntar isso pra ele em uma dessas lives. Também poderiam perguntar por que mesmo com as regras atuais, os tripulantes não chegam nem próximo do limite mensal. Ah sim, poderiam perguntar qual foi o investimento da empresa durante a sua gestão pra melhorar ou implementar sistemas de otimização na escala dos tripulantes. Acho que ele deveria explicar isso nessas lives pra comunidade aeronáutica em geral e principalmente para os acionistas, afinal ele não é o dono da empresa.
  19. Acho que é importante deixar algo claro na discussão: Ninguém no mundo voa 120hrs por mês de A320/B737. Que eu conheço, o único lugar em que voa mais de 100 hrs é o Qatar, mas isso contando as horas que você passa descansando no sarcófago. No cockpit não pode passar de 100hrs.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade