Jump to content

jambock

Membro Honorário
  • Content Count

    28,707
  • Joined

  • Last visited

About jambock

  • Birthday 10/13/1941

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Porto Alegre/RS/Brasil
  • Data de Nascimento
    13/10/1941

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Porto Alegre/RS/Brasil
  • Interests
    aeronáutica, militar em geral, informática, fotografia

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Recent Profile Visitors

7,197 profile views
  1. Meus prezados Dez anos de Embraer na Argentina http://linea-ala.blogspot.com/2020/09/los-10-anos-del-embraer-en-fotos.html
  2. Meus prezados O desgraçado ainda tinha em seu poder carretéis de linha chilena, que tem poder cortante quatro vezes a do cerol e cujo uso é proibido. Mas a Internet está repleta de anúncios sobre a tal linha!
  3. Meus prezados Sem trollar... A data correta da publicação elaborada pela Aeroflap é 8 jul 2019
  4. Meus prezados Embraer anuncia novidades para as cabines dos jatos Praetor A fabricante brasileira Embraer anunciou uma série de aprimoramentos para as cabines dos jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600, das categorias de porte médio e supermédio, consolidando a posição do modelo como o melhor ambiente de cabine entre todos os jatos dessas categorias. Além de já oferecer a menor altitude de cabine da categoria e a capacidade de prover 100% de ar fresco, a empresa agora está tornando o filtro HEPA padrão em todas as aeronaves Praetor e anunciando a certificação de uma nova porta elétrica para o lavabo e a aprovação do uso de MicroShield360. Por pertencerem à nova geração de aeronaves, foram projetadas com as mais recentes tecnologias, incluindo a possibilidade de contar com 100% de ar fresco na cabine. Agora padrão, o filtro HEPA melhora ainda mais a qualidade do ar, capturando 99,97% de todas as partículas presentes, como bactérias, vírus e fungos. Além disso, a Embraer testou e aprovou o uso do MicroShield360, um sistema de revestimento preventivo que quando aplicado no interior da aeronave, inibe continuamente o crescimento de micróbios nas superfícies. Outro recurso, já característico da família Praetor, é a baixa altitude de cabine das aeronaves, a menor da categoria. A 45.000 pés, os passageiros experimentam uma altitude de cabine confortável de 5.800 pés. Como resultado, se sentem mais descansados e revigorados. A combinação desses recursos novos e existentes equivale a maior qualidade e quantidade de ar na cabine. Para aprimorar ainda mais os aspectos visuais e ergonômicos na cabine, a fabricante desenvolveu a primeira e única porta elétrica para o lavabo nas categorias de médio e supermédio porte. Certificado pela ANAC no último mês de junho e recentemente pela EASA e a FAA, o Praetor 500 e o Praetor 600 são as únicas aeronaves no segmento a contarem com uma porta de saída de emergência no lavabo, cumprindo os mais recentes requisitos de segurança. Esse novo recurso opcional, que permite ao passageiro o conforto de abrir a porta do lavabo apenas pressionando um botão, está agora disponível para entrega nos novos jatos e estará para retrofit nos modelos Praetor e Legacy 450 e 500, a partir do quarto trimestre deste ano. Ao mover a saída de emergência para o lavabo, a cabine passa a ter uma estética mais limpa, silenciosa e funcional, com ausência de placares, gerenciamento de temperatura e redução de ruído, além de assentos e mesas sem limitações. Hoje, a plataforma Praetor, que foi baseada no Legacy 450/500, possui mais de 160 aeronaves em operação e mais de 180 mil horas de voo. Fonte: FLAP Internacional 8 jul 2020
  5. Meus prezados LATAM prorroga transporte gratuito de profissionais de saúde até 31 de outubro Companhia já transportou sem custos 517 profissionais A LATAM prorrogou até o dia 31 de outubro o transporte gratuito a profissionais de saúde para atuar no combate à Covid-19, uma ação iniciada em 23 de março de 2020 e que já transportou sem custos 517 profissionais. A iniciativa permite que médicos, enfermeiros e demais especialistas envolvidos no combate à pandemia continuem contando com isenção total da tarifa aérea, pagando apenas a taxa de embarque. Para contar com esse benefício, os profissionais da saúde devem se apresentar nas lojas da LATAM, localizadas nos aeroportos, com até duas horas de antecedência aos voos para seguir ao seu destino, sem custos, pagando apenas a taxa de embarque. Aqueles que voarem ainda acumulam no programa Latam Pass mil pontos por cada trecho voado. Para voar, é indispensável a apresentação de: documento profissional validado pelo conselho regional competente; e carta emitida pela empresa ou instituição de saúde que comprove o motivo da viagem: o cuidado às pessoas enfermas ou com suspeita de contaminação pela Covid-19. Mais detalhes sobre a documentação podem ser acessados na página Passagens para Profissionais de Saúde envolvidos no combate ao coronavírus Fonte: Pedro Menezes para Mercado & Eventos 23 set 2020.
  6. Meus prezados Iata pede por testes sistemáticos de Covid-19 antes do embarque; entenda A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) pediu, recentemente, o desenvolvimento e a implementação de testes de Covid-19 rápidos, escalonáveis e sistemáticos para todos os passageiros antes do embarque, como alternativa à quarentena para restabelecer a conectividade aérea global. A Iata trabalhará por meio da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e com as autoridades de saúde na implementação rápida dessa solução. Mais de meio ano se passou desde que a conectividade global foi paralisada depois que os países fecharam suas fronteiras para lutar contra a Covid-19. Ao todo, as viagens internacionais estão 92% abaixo dos níveis de 2019. Mesmo com a reabertura cautelosa das fronteiras de alguns países, a retomada tem sido limitada já que as medidas de quarentena inviabilizam as viagens e até mesmo impossibilitam planejamentos, visto que mudam constantemente. “A saída para restaurar a liberdade da mobilidade entre as fronteiras é o teste sistemático de Covid-19 de todos os viajantes antes do embarque. Assim, os governos terão a confiança necessária para abrir suas fronteiras sem modelos de risco complicados com mudanças constantes nas regras de viagens. O teste de todos os passageiros garante às pessoas a liberdade de viajar com confiança. E isso colocará milhões de pessoas de volta ao trabalho”, disse Alexandre de Juniac, CEO da Iata. O custo econômico da suspensão da conectividade global coloca o investimento em uma solução de teste para abertura de fronteiras como uma prioridade para os governos. Atualmente, as receitas perdidas devem ultrapassar US$ 400 bilhões, com estimativa de perda líquida recorde acima de US$ 80 bilhões em 2020, em um cenário de recuperação mais otimista do que de fato ocorreu. Por isso, cada vez mais, a abertura de fronteiras tem sido prioridade para os governos. “A segurança é a prioridade principal da aviação. Somos a forma mais segura de transporte porque trabalhamos juntos como um setor com governos na implementação de padrões globais. Com o custo econômico associado ao fechamento de fronteiras aumentando diariamente e o registro de uma segunda onda de infecções, o setor da aviação deve recorrer a essa capacidade para se unir aos governos e provedores de testes para encontrar uma solução de teste rápido, preciso, de baixo custo, fácil de usar e escalonável, que permitirá ao mundo se reconectar e se recuperar com segurança”, afirmou de Juniac. Opinião pública A pesquisa de opinião pública da Iata revelou forte apoio aos testes de Covid-19 no processo de viagem. Cerca de 65% dos viajantes pesquisados concordaram que a quarentena não deve ser exigida se o teste de uma pessoa der negativo para a doença. Além disso, 84% das pessoas concordam que todos os viajantes devem fazer o teste; e 88% disseram estar dispostos a fazer o teste como parte do processo de viagem. Além da abertura de fronteiras, as pesquisas de opinião pública também indicaram que os testes ajudarão a reconstruir a confiança dos passageiros na aviação. Os entrevistados identificaram a implementação de teste de Covid-19 para todos os passageiros como uma medida eficaz para que se sintam seguros, perdendo apenas para o uso da máscara. Aspectos Práticos A Iata pede o desenvolvimento de um teste que atenda aos critérios de rapidez, precisão, baixo custo e facilidade de uso, que possa ser administrado sistematicamente sob a autoridade dos governos, de acordo com os padrões internacionais acordados. A organização busca essa medida por meio da OACI, que lidera os esforços para desenvolver e implementar padrões globais para a operação segura de serviços aéreos internacionais em meio à pandemia da Covid-19. A Iata não vê o teste de Covid-19 como um elemento permanente na experiência de viagens aéreas, mas como um ítem necessário no médio prazo para que o transporte aéreo se restabeleça. “Muitos veem o desenvolvimento de uma vacina como a solução da pandemia. Certamente será um passo importante, mas mesmo depois que uma vacina eficaz for reconhecida globalmente, o processo de produção e distribuição provavelmente levará muitos meses. Os testes serão uma solução provisória muito necessária”, complementou Juniac. Fonte: Redação M&E 23 set 2020
  7. Meus prezados Projeto de lei prevê uso de aviação agrícola no combate a incêndio florestal https://www.pilotopolicial.com.br/projeto-de-lei-preve-uso-de-aviacao-agricola-no-combate-incendio-florestal/ E eu que pensava ser suficiente encher de água o tanque de pesticida do avião. Só! Aliás, como tem sido feito no Pantanal.
  8. Meus prezados Em bando Inspirada pela formação das aves, a Airbus desenvolve testes com grande aviões voando juntos. O programa Fello’fly, algo como “voo entre companheiros”, promete eficiência aerodinâmica e economia de combustível em viagens longas, com aviões voando perto o suficiente uns dos outros para melhorar seus desempenhos e longe o bastante para evitar as turbulências geradas pelos deslocamentos em alta velocidade. Fonte: coluna Informe Especial, jornal Zero Hora 19/20 set 2020
  9. Meus prezados MS Táxi-Aéreo é cassada por operar clandestinamente A empresa Mato Grosso do Sul Taxi-Aéreo (MS Táxi-Aéreo), localizada no Estado do Centro-Oeste, teve o Certificado de Operador Aéreo (COA) cassado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta semana. O motivo: prática de Transporte Aéreo Clandestino de Passageiro (TACA). A empresa ainda foi multada em R$ 75 mil por uma série de infrações envolvendo três aeronaves. O primeiro dos cinco processos contra a MS Táxi-Aéreo foi instaurado em 2018. De acordo com a Anac, foi constatada, na ocasião, a utilização, de forma indevida, de três aeronaves (matrículas PT-RVJ, PT-VMF e PT-VKY) durante o período em que o COA da empresa se encontrava suspenso. A agência reguladora ainda relata que outra irregularidade envolveu voo com a aeronave PT-VKY. Segundo a Anac, o equipamento que se encontrava sem condições de aeronavegabilidade, entre Campo Grande e Miranda (MS). A aeronave foi utilizada para transporte de passageiros sem possuir autorização para realizar táxi-aéreo. As penalidades administrativas, como a cassação do COA do operador aéreo e multa, estão previstas na Resolução nº 472/2018 da Anac. Conforme o Artigo nº 261 do Código Penal, a prática de TACA pode configurar crime ao colocar em risco vidas de pessoas a bordo e em solo. A empresa MS Táxi Aéreo sofre ainda, no campo criminal, investigação pela Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul (DECO-MS), que apura as circunstâncias do acidente aéreo que matou o piloto da MS Marcos David Xavier em 2016. CONSULTA PARA UTILIZAÇÃO DE TÁXI-AÉREO A Anac alerta para os riscos do táxi-aéreo clandestino e disponibiliza o aplicativo Voe Seguro, de consulta fácil e rápida, ao interessado que quiser checar se a aeronave ou a empresa contratada tem permissão para prestar o serviço. Basta digitar os dados da empresa (razão social ou CNJP) ou a matrícula da aeronave (exemplo: PT-XYZ) para obtenção da informação de forma instantânea. A lista completa com as empresas autorizadas a oferecer o serviço de táxi-aéreo também pode ser consultada no site da Agência. Fonte: Rodrigo Vieira para site PANROTAS 16 set 2020
  10. Prezado Bonotto No RAB consta outro fabricante.
  11. Prezado Bonotto Refere-te ao PR-SJC ou ao PT-KDH?
  12. Meus prezados Segunda página do ofício do SNA:
  13. Meus prezados Sindicato questiona ITA sobre denúncia de cobrança por processo seletivo Por Carlos Roman O Sindicato Nacional do Aeronautas (SNA) cobrou esclarecimentos da ITA Transportes Aéreos sobre uma suposta cobrança no processo seletivo da empresa. O ofício, que você vê abaixo na íntegra, é datado de 14 de setembro e assinado por Ondino Dutra, Diretor-Presidente do Sindicato. No documento, o SNA informa que existiram denúncias sobre supostas cobranças para participar do recrutamento e da seleção de tripulantes, o que é proibido por lei. Não foram esclarecidas em quais circunstâncias estas cobranças estariam sendo feitas ou quem estaria cobrando, de modo que permaneceremos atentos às respostas. Também entramos em contato com a ITA e incluiremos a resposta aqui quando a recebermos. Veja o ofício do SNA Site no ar por algumas horas No domingo (13), revelamos que o site da empresa (www.voeita.com.br) já estava no ar, embora com poucos conteúdos e notadamente passando por manutenção e inclusão de dados, etc. Uma das seções do site redirecionava para o site AirJobs, que parece ser um site de recrutamento de pessoas voltado para a aviação. Em uma parte AirJobs existiam alguns valores de planos (veja abaixo), que aparentavam ser de uma espécie de assessoria ou preparação para entrevistas e processos seletivos (algo oferecido por várias empresas no mercado), mas que várias pessoas interpretaram como sendo uma cobrança para inscrição na vaga da ITA ou até mesmo o salário, de acordo com reporte de leitores. O AEROIN não confirmou como funcionarão as inscrições ou seleções da ITA. Estamos aguardando atentamente o lançamento oficial, que deve ser nos próximos dias, para divulgarmos as informações mais concretas. Da mesma forma, estaremos atentos ao retorno que o sindicato obterá sobre seu ofício. ERRATA: erramos na data do ofício, o correto é dia 14 de setembro. Fonte: AEROIN 14 set 2020
  14. Meus prezados Antonov 26 caiu por estar com 8 mil quilos, acima de seu limite, denuncia ex-operador Murilo Basseto Temos acompanhado, nos últimos dias, uma polêmica envolvendo a queda de um avião no Sudão do Sul e as condições precárias da aviação no país africano. Conforme reportamos no sábado, dia 22, o avião cargueiro Antonov AN-26 da South West Aviation ficou completamente destruído ao cair pouco depois de decolar, deixando apenas 1 sobrevivente entre os 9 ocupantes. Ainda no mesmo dia, o Presidente do país emitiu uma carta comentando sobre a fatalidade, e destacando que se faz necessário um maior rigor na aplicação das regras internacionais de aviação pelas autoridades do Sudão do Sul, com objetivo de combater os frequentes acidentes que têm ocorrido. Agora, um novo capítulo ganha destaque na evolução do caso. Segundo apurou o The Aviation Herald, o ex-operador do Antonov AN-26 (Gateway Export Aviation) denuncia que o avião estava voando com 8 mil quilos (8 toneladas) a bordo, mais de 50% acima do limite aprovado de 5,5 mil para o modelo, o que pode ter contribuído com a queda. Segundo a Gateway Export Aviation, o cargueiro não estava mais operando em seu nome desde março de 2020 devido a uma desapropriação feita ilegalmente em benefício da South West Aviation, “orquestrada” por esta empresa em acordo com a Autoridade de Aviação Civil e o Ministro dos Transportes do Sudão do Sul. Na séria acusação, a Gateway ainda declara: “Temos feito processos judiciais desde março para reivindicar a aeronave ou o dinheiro investido na aeronave quando a consertamos, mas todas as nossas reivindicações não foram ouvidas ou consideradas pelas autoridades que mencionei acima, elas bloquearam todas as nossas solicitações.” Segundo relato do sobrevivente da queda, houve um grande estrondo do motor direito e a aeronave começou a descer. O comandante disse que eles estavam voltando para o aeroporto e o motor estava sendo desligado. No entanto, a aeronave aparentemente não conseguia virar e não conseguia manter a altura, culminando no acidente. Segunda a Gateway, a South West operou a aeronave desde março sempre violando as normas dos regulamentos, de forma que “este acidente é causado por uma sobrecarga de 8 toneladas ao invés de 5,5 toneladas”. Se já não bastassem as condições precárias sociais e da aviação do Sudão do Sul, se a acusação for realmente procedente (vale a dúvida, já que há um conflito de interesses envolvido), faz-se ainda mais triste imaginar que o acidente ainda pode ter sido consequência de negligências que envolveram as próprias autoridades que deveriam fiscalizar a aviação do país. Você pode rever a carta emitida pelo Presidente clicando aqui. Errata: atualizamos a matéria com a informação de que a aeronave decolou com 8 toneladas totais, e não com 8 toneladas acima do limite. Fonte: AEROIN 25 ago 2020
  15. Meus prezados ANTONOV AN26 QUE TRANSPORTAVA DINHEIRO CAI NO SUDÃO APÓS DESCOLAGEM Um avião Antonov AN-26 da South West Aviation, com a matrícula YI-AZR, ficou completamente destruído ao cair este sábado, 22 de agosto, pouco depois de descolar do Juba Airport, no sul do Sudão. De acordo com as primeiras informações, o Antonov perdeu altitude logo após a descolagem de Juba, às 08h30 (hora local) e o seu impacto com o solo ocorreu numa quinta nos arredores de Juba, cerca de 3 milhas náuticas (5,5 quilómetros) ao lado da pista do aeroporto. A aeronave transportava um carregamento de dinheiro, conforme se pode verificar pelo vídeo abaixo.: https://youtu.be/_vjJLw-bHl0 Pelo menos 17 pessoas morreram, uma pessoa escapou dos destroços e está em estado crítico. Não se sabe se todas as vítimas estavam realmente a bordo da aeronave. Fonte: Kiosque da Aviação (Pt) 22 ago 2020
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade