Jump to content

jambock

Membro Honorário
  • Content Count

    28,341
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by jambock

  1. Meus prezados O mundo é grande o suficiente para a Airbus, Boeing e Comac? Pergunte aos Editores: A Aviation Week Network convida nossos leitores a enviar perguntas aos nossos editores e analistas. Responderemos a eles e, se não pudermos, entraremos em contato com nossa ampla rede de especialistas para obter conselhos. O mundo é grande o suficiente para suportar Airbus, Boeing e Comac? Poderíamos acabar em um duopólio, sem Airbus ou Boeing, se a China ditar que suas companhias aéreas e locadores comprem produtos fabricados em casa? Bradley Perrett, chefe do Bureau de Pequim da Aviation Week: Não é provável que ocorra nenhuma grande mudança antes do final dos anos 2030 ou mesmo dos anos 2040, porque a Comac está longe de estar pronta para enfrentar as duas empresas ocidentais de fuselagem. Prever como a competição vai se desenrolar até agora é altamente especulativo, então o melhor que pode ser feito é mencionar alguns fatores. Se a Comac tiver quase um monopólio no mercado local, terá uma taxa de produção básica que a ajudará a atingir os baixos custos de que precisará para competir em outros lugares. Por outro lado, uma estatal com mercado local garantido não tem muito incentivo para trabalhar duro para ganhar dinheiro no exterior. O Partido Comunista Chinês pode resolver isso até certo ponto. A China poderia simplesmente subsidiar sua entrada no mercado se seus aviões fossem razoavelmente competitivos. (Os insucessos reais não podem ser doados.) Isso levanta questões sobre como os Estados Unidos e os países parceiros da Airbus reagiriam a tais subsídios. Eles retaliariam barrando a Comac de seus mercados? Isso dependeria dos acordos comerciais em vigor nas décadas futuras. Mas as relações internacionais da China estão diminuindo tão rapidamente que devemos nos perguntar se ela terá acesso à tecnologia da aeronáutica civil ocidental em 20 anos. A restrição do fornecimento ocidental, especialmente de motores, atrasaria o esforço de aeronaves comerciais chinesas por muitos anos. Por que demoraria até o final dos anos 2030 ou mais tarde para que a China colocasse a Airbus ou a Boeing no terceiro lugar? Mesmo que o Comac C919 prove ser tão eficiente em operação quanto o Airbus A320neo e o Boeing 737 MAX - como deveria ser, no papel - o programa provavelmente está rodando pelo menos 6 a 7 anos atrás do Neo e do MAX. Após a entrada em serviço, mais anos serão necessários para estabelecer uma reputação de confiabilidade e suporte. A produção deve aumentar e o custo deve ser reduzido gradualmente. Mesmo que tudo corresse bem a partir de agora, quando o C919 começar a progredir no mercado internacional, um ou ambos os fabricantes ocidentais devem estar próximos de uma próxima rodada de renovação de produto - movendo as traves da Comac e exigindo melhorias no C919 . O widebody Craic CR929 chinês-russo deve ser entregue pela primeira vez em 2028-29, então enfrenta o mesmo problema. Na década de 2040, a tecnologia de propulsão pode ter mudado. Aeronaves e motores podem ser muito mais integrados. Comac pode estar de volta à estaca zero. No entanto, a Airbus e a Boeing também poderiam, e não teriam o dinheiro dos contribuintes chineses para gastar em programas de desenvolvimento excepcionalmente desafiadores. Bradley Perrett, com sede em Pequim, cobre a China, Japão, Coreia do Sul e Austrália. Ele é um australiano que fala mandarim e mora na China desde 2004. Fonte: Aviation Week Network 10 ago 2020 Trad./adapt. Jambock Quem fez a pergunta para a AWN esqueceu de mencionar a Embraer, ao que parece…
  2. Meus prezados Destroços encontrados nas Filipinas podem ser de Boeing desaparecido há seis anos Componente pode pertencer ao 777 da Malaysia Airlines que sumiu dos radares em 2014 e jamais foi encontrado Moradores observam componente que possivelmente pertence ao Boeing desaparecido da Malaysia Airlines | Foto: Juvimar Lira Moradores da praia de Anuros, que fica na província Samar Oriental nas Filipinas, encontraram um enorme pedaço de metal proveniente de um avião comercial. Possivelmente destroço do Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido desde março de 2014. Após a aparição do componente as autoridades locais foram chamadas para preservar o local e fazer uma inspeção na peça encontrada. A praia de Anuros que é banhada pelo Oceano Pacífico e está em uma região de fortes correntes marítimas, que podem ter conduzido ao local o fragmento do avião. Alguns especialistas acreditam que o destroço pode ter uma ligação com o voo MH370, desaparecido desde o dia 14 de março de 2014, quando voava de Kuala Lumpur, na Malásia, e Pequim, na China. O 777 desapareceu dos radares com 227 passageiros e 12 tripulantes enquanto sobrevoava o Mar da China. Uma longa busca foi conduzida por uma força tarefa internacional, mas após quatro anos de investigação contínua nenhuma pista foi encontrada. Apenas alguns fragmentos foram confirmados em diversas praias na costa africana, mas sem gerar novas pistas do local da queda. Algumas peças do avião foram encontradas na África do Sul, distante mais de 11.500 km da praia de Anuros, nas Filipinas. A análise de correntes marítimas pode dar uma pista de onde estaria a maior parte do avião, visto que as correntes estão levando os componentes para regiões bastante distintas no globo. Agora um processo de identificação dos destroços deverá comprovar se pertencem, ou não, ao 777 desaparecido. Uma análise nos números de série pode confirmar com certeza a origem do componente. Fonte: Gabriel Benevides – Aero Magazine 6 ago 2020
  3. Meus prezados Banida por ter pilotos falsos, PIA apela para “comandantes de aluguel” CARLOS ROMAN Depois de um acidente fatal em maio passado, notadamente causado por decisões incorretas dos pilotos, a Pakistan International Airlines (PIA) começou a ver desmascarado seu processo de contratação de pilotos, repleto de falhas e de profissionais com licenças falsas. Relatórios locais preliminares inclusive apontam para indicações políticas na hora de promover um piloto a comandante e resultaram na suspensão de um terço de seus aviadores. Ato contínuo a toda essa balbúrdia, a empresa aérea acabou banida pelas agências de aviação europeia (EASA) e norte-americana (FAA), enquanto possui milhares de passageiros paquistaneses em outros países ainda aguardando para retornar ao Paquistão. Isso atrapalhou os planos do governo, mas não os cancelou. Num tuíte no sábado (18), o primeiro-ministro Imran Khan reiterou a decisão de seu governo de amparar as comunidades de paquistaneses no exterior, muitos deles presos devido à pandemia. “Já trouxemos cerca de 250.000 paquistaneses e estrangeiros de vários países. Meu governo continuará a suportar os paquistaneses em todos os lugares e de todas as maneiras possíveis”, disse o primeiro-ministro. Para viabilizar esse plano do governo enquanto vê suas aeronaves sem poder voar porque ninguém as aceita, com receio de outras contravenções às normas da aviação internacional, não resta outra alternativa senão pagar para que outra empresa aérea faça o serviço. Desta forma, segundo o Gulf News, a PIA está em negociação com uma companhia aérea privada (que tenha pilotos verdadeiros) para que esta opere voos fretados para resgatar os paquistaneses presos na Europa e nos EUA. Uma vez selado o contrato, essa aérea privada poderá usar aeronaves da PIA para fazer os voos e trazer de volta os paquistaneses. Em resumo Essa é uma alternativa de receita para muitas empresas aéreas ao redor do mundo, já que os paquistaneses certamente pagarão um alto valor pelos “comandantes alugados” para fazer valer a promessa governamental de que todos seus concidadãos presos fora do país serão retornados. No entanto, embora a matéria do Gulf News informe que o processo está avançado, não está claro de que modo uma empresa banida poderia usar seus aviões em voos para a Europa ou EUA, apenas trocando os pilotos. Talvez seja mais viável que a PIA alugue o “pacote completo” de avião e tripulação para esses voos, de modo que a empresa aérea fornecedora use seus próprios aviões e equipe. Até porque, convenhamos, após tantas quebras de confiança, que companhia se sentiria segura de voar os aviões da PIA? Fonte: AEROIN 19 jul 2020
  4. Meus prezados Para evitar comissários bêbados, PIA passa a exigir bafômetro antes de voos Por Carlos Roman Imersa em um mar de polêmicas após o acidente fatal de maio e o escândalo dos pilotos com licenças falsas, a Pakistan International Airlines (PIA) agora introduziu testes obrigatórios de bafômetro para tripulantes de cabine (os comissários de bordo). A mudança também segue relatos de que a Autoridade de Aviação Civil do Paquistão tomou conhecimento de pilotos e tripulantes fumando e bebendo na cabine de passageiros e, para isso também tomará ações. Segundo o Khaleej Times, a mudança tem efeito imediato de acordo diz um memorando interno. Os testes serão realizados na sala de instruções pré-voo e realizados por uma equipe médica da companhia aérea ou equipe de solo supervisionada. Já é obrigatório que os pilotos se submetam a um teste de bafômetro, mas a PIA decidiu estender a regra para a tripulação da cabine. Muitos acreditam que a empresa esteja impondo novas regras com o objetivo de recuperar sua credibilidade, duramente afetada pela quantidade de irregularidades que vieram à tona nos últimos meses. Na esteira do escândalo dos “pilotos fake”, a PIA foi banida dos céus europeus e americanos. Nessa semana, a empresa paquistanesa informou que expulsou 28 pilotos com licenças falsas de seus quadros, os quais se juntam a outros 260 pilotos suspensos até agora, mais da metade da equipe. Por conta dos banimentos e da falta de pilotos, a PIA tem alugado aeronaves de outras empresas para seus voos de repatriação. Muitos países impõem regras rígidas sobre o consumo de álcool para pilotos e tripulantes de cabine, determinando que não pode ser consumido entre 8 e 12 horas entre os voos, e muitas vezes prescrevendo uma concentração máxima de álcool no sangue. Lembrando que os comissários de bordo são os agentes de segurança nos voos e precisam estar alerta todo o tempo. Fonte: AEROIN 6 ago 2020
  5. Meus prezados Após protestos, justiça impede demissão de alguns tripulantes da LATAM Por Carlos Martins -A justiça de São Paulo bloqueou a demissão de alguns tripulantes da LATAM, que recorreram ao judiciário após protestos e iminência do desligamento. A medida foi movida por quatro tripulantes (não foi especificado se seriam comissários, copilotos ou comandantes), que foram até a Justiça do Trabalho de São Paulo com um pedido de tutela de urgência para impedir a dispensa deles da LATAM. A justiça, então, decidiu por anular as demissões caso elas já tenham ocorrido, reintegrando esses empregados ao trabalho até o julgamento do mérito da ação. A liminar foi concedida pela 9ª Vara do Trabalho de Guarulhos-SP, uma vez que é iminente a despedida de 2,7 mil empregados da empresa aérea, fato que se tornou público. Segundo os reclamantes, a companhia está obrigada a observar uma ordem de antiguidade entre seus empregados por força de convenção coletiva, mas essa ordem não estaria sendo seguida. Conforme nota do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2º Região de São Paulo, os autores foram admitidos pela Táxi Aéreo Marília*, anos antes de serem admitidos pela reclamada, LATAM Linhas Aéreas. No entanto, as empresas estão sob o mesmo grupo econômico, sendo que a dispensa e a recontratação foram efetivadas de forma simultânea. Segundo o TRT, embora seja lícito, o quadro traz o questionamento sobre qual contrato deve ser considerado no momento de se avaliar a antiguidade dos profissionais. A multa estabelecida pelo juiz do trabalho Luis Fernando Feola, para o caso de descumprimento da decisão, é de R$ 10 mil por dia, até o limite de R$ 100 mil, para cada trabalhador. Entramos em contato com a LATAM, que enviou a seguinte nota sobre o assunto: A LATAM confirma a liminar referente a um grupo pequeno de 04 pessoas. Trata-se de algo isolado e, portanto, a empresa buscará esclarecer ao Judiciário que todas as demissões estão seguindo de forma correta e de acordo com as regras da Convenção Coletiva de Trabalho. Com esses esclarecimentos, a empresa buscará que esta decisão seja reconsiderada. Por fim, esclarece que não existe nenhum impacto para os demais desligamentos. *Nota do Editor: a Transportes Aéreos Marília surgiu em 1961 como uma empresa de táxi aéreo no interior de São Paulo, e em 1986 se tornou a TAM Linhas Aéreas no CNPJ. Não está claro quando os tripulantes entraram na companhia, ou se eram até oriundos da TAM Aviação Executiva (que existe até hoje e continua no ramo de Táxi Aéreo, mas é uma empresa independente). Toda história da TAM (hoje LATAM) é contada neste vídeo por seu cofundador: Fonte: AEROIN 7 ago 2020
  6. Eram 12 pax. A ANAC reduziu para 9. Menos 25% da capacidade full. Se a AZUL fizer pressão...
  7. Meus prezados Aeronave derrapa na pista de Calicute, estado de Kerala/Índia e se parte em duas. Transportava 191 pessoas em voo de Dubai para Calicute. Acidente ocorreu por volta das 7:00 (LT) sob chuva. Fonte: G1 edição das 10, 07 ago 2020
  8. https://forum.contatoradar.com.br/index.php?/topic/120027-voos-subsidiados-pelo-estado-em-mg-ocupa%C3%A7%C3%A3o-de-apenas-20/page/2/&tab=comments#comment-1408729
  9. Meus prezados Azul prepara o lançamento da aérea regional Azul Conecta Azul Conecta terá frota de 17 Cessna Gran Caravan A partir da semana que vem, a Azul Linhas Aéreas lançará a Azul Conecta. Com uma frota de 17 aeronaves Cessna Gran Caravan para nove passageiros, esta será a companhia regional da Azul. Logo da nova aérea regional Mais detalhes da Azul Conecta serão divulgados a partir de 11 de agosto, quando a companhia aérea lançará a marca oficialmente no aeroporto de Jundiaí, no interior de São Paulo. É lá onde fica o hangar da TwoFlex, empresa aérea regional adquirida pela Azul por R$ 123 milhões neste ano. Jundiaí também é vizinha a Campinas, onde fica o aeroporto de Viracopos, o hub da Azul Linhas Aéreas. Vale lembrar que a Azul já é a companhia aérea com maior número de destinos alcançados no Brasil. A transportadora ressalta sua frota diversificada, que alcança destinos onde jatos de médio e grande porte muitas vezes não chegam. São 140 aeronaves que, antes da pandemia, atendiam 116 destinos em 916 voos diários. Em retomada gradual, a Azul terá mais 400 voos domésticos diários em setembro. Fonte: portal PANROTAS 6 ago 2020 Essa história de nove pax para o Caravan...Nem em Minas deu resultado, apesar do subsídio governamental.
  10. Meus prezados https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2014/04/07/gol-compra-aviao-mais-leve-e-com-freio-melhor-para-levar-mais-gente-na-copa.htm
  11. Meus prezados Isso está parecendo aquelas empresas em que o funcionário é demitido na sexta-feira às 18 horas, passa no RH, assina o termo de rescisão, pega suas coisas e vaza sem, nem ao menos, poder se despedir dos colegas.
  12. Meus prezados Congonhas terá 19 voos diários em quatro rotas durante obras na pista Azul terá 16 voos diários. A Infraero iniciou nesta quarta-feira (5) o período de obras na pista principal do Aeroporto de Congonhas. Com um investimento de R$ 11,5 milhões, as melhorias vão interditar a área até 5 de setembro, restringindo operações à pista auxiliar. Esta mudança impede o uso de aeronaves a jato, o que impossibilitou Gol e Latam, as duas companhias com maior número de slots em Congonhas, de operar no aeroporto. Ambas transferiram seus voos para o Aeroporto de Guarulhos. Durante 32 dias, Azul e VoePass serão as únicas companhias a contar com voos comerciais em Congonhas. As operações serão realizadas por aeronaves ATR 72, modelo turboélice credenciado para pousar e decolar na pista auxiliar. No período, haverá uma média de 19 voos diários, sendo 16 da Azul e três da VoePass. O destaque fica pela rota da ponte aérea para o Aeroporto Santos Dumont (RJ), com nove voos diários, sendo sete da Azul e dois da VoePass. A Azul ainda contará com rotas diárias para Curitiba (3) e Confins/BH (6). Já a VoePass terá ainda uma frequência diária para Ribeirão Preto (SP). VoePass terá voos para o Rio de Janeiro e Ribeirão Preto Fim de semana Aos fins de semana, o número de voos cairá consideravelmente no terminal. Aos sábados serão apenas sete voos, todos da Azul, para Rio de Janeiro (3), Confins (2) e Curitiba (2). Aos domingos serão 14 voos, sendo 12 da Azul, para Rio de Janeiro (6), Confins (4) e Curitiba (2) e dois da VoePass, um para o Santos Dumont e um para Ribeirão Preto. Confira todos os voos de Congonhas durante as obras https://www.mercadoeeventos.com.br/wp-content/uploads/2020/08/screencapture-app-powerbi-view-2020-08-05-14_04_15.pdf Fonte: Igor Reis para site mercado&eventos 5 ago 2020 A GOL possui umas aeronaves adaptadas para operarem no Santos Dumont, por que não podem operar em Congonhas?
  13. Meus prezados Latam prorroga transporte gratuito de profissionais de saúde Divulgação A Latam vai prorrogar, até 31 de agosto de 2020, o transporte gratuito de profissionais de saúde para atuar no combate à covid-19. De acordo com a companhia, médicos, enfermeiros e demais especialistas envolvidos no combate à pandemia terão isenção total da tarifa aérea, pagando apenas a taxa de embarque. Eles também são pontuados pelo programa Latam Pass com mil pontos por trecho voado. Para contar com esse benefício, os profissionais da saúde devem se apresentar nas lojas da companhia, localizadas nos aeroportos, com até duas horas de antecedência aos voos para seguir ao seu destino, sem custos, pagando apenas a taxa de embarque. A aérea exige que o profissional apresente documento profissional validado pelo conselho regional competente; carta emitida pela empresa ou instituição de saúde que comprove o motivo da viagem, entre outros itens. Fonte: Vinicius Novaes para PANROTAS 31 jul 2020
  14. Meus prezados As empresas de táxi aéreo vão poder funcionar como mini-companhias aéreas regulares: elas agora estão liberadas para vender assentos individuais e poderão operar até quinze frequências semanais para qualquer destino. A mudança na regulação foi aprovada na tarde de terça-feira (4) pela diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) como uma medida para estimular a aviação e ampliar os destinos atendidos em um momento em que as grandes companhias reduziram drasticamente a oferta de voos por conta da pandemia. As informações são do jornal O Globo Fonte: O Globo via PANROTAS 5 ago 2020
  15. Meus prezados Textron Aviation Apresenta King Air 360, 360ER King Air 360 Crédito: Textron Aviation A Textron Aviation apresentou o Beechcraft King Air 360 e 360ER, uma atualização do icônico turboélice duplo com novos aceleradores automáticos, atualizações aviônicas e outros aprimoramentos no cockpit, além de uma cabine mais redesenhada e aberta. O sistema de aceleração automática também está disponível como um retrofit em aeronaves da série King Air 300 equipadas com aviônicos Pro Line Fusion. O King Air 360 está na linha de produção em Wichita, com previsão de entrega para o cliente no outono. A aeronave substituirá o King Air 350i, disseram autoridades durante uma conferência de imprensa virtual anunciando a aeronave aprimorada. A empresa continua a produzir o King Air 250. As autoridades se recusaram a dizer quantos pedidos a empresa recebeu para o King Air 360. Ela fornecerá mais informações sobre seu cliente de lançamento, uma família de agricultores na Califórnia, nas próximas semanas. O King Air 360 foi projetado para criar uma experiência aprimorada de voo para pilotos e passageiros, disse Ron Draper, presidente e CEO da Textron Aviation. "A aeronave é o resultado de nossas extensas conversas com nossos clientes de turboélices em todo o mundo, à medida que aumentamos continuamente a inovação e a capacidade da próxima geração para ajudá-los a realizar suas missões variadas com maior conforto, tecnologia e facilidade". Uma característica principal é a adição de um sistema de aceleração automática de regime completo, chamado ThrustSense Autothrottle de soluções e suporte inovadores e suporte (IS&S). O sistema calcula e gerencia a potência do motor durante um voo, da decolagem à aterrissagem, disse Rob Scholl, vice-presidente sênior de vendas e operações de voo da Textron Aviation. A aceleração automática reduz a carga de trabalho do piloto e fornece condições de excesso de velocidade e de baixa velocidade, além de condições de excesso de temperatura e torque excessivo. A empresa recebeu aprovação de certificado especial de tipo para o sistema, que estará disponível como uma atualização de pós-mercado nos turboélices King Air série 300 equipados com aviônicos Pro Line Fusion. O acelerador automático é controlado através de um novo instrumento de espera da IS&S. O projeto de modernização permite a instalação sem nenhuma modificação estrutural no quadrante do acelerador existente, informou a empresa. "Milhares de pilotos voam para o céu diariamente para uma ampla gama de missões em seus turboélices Beechcraft King Air", disse Brian Rohloff, vice-presidente sênior de suporte ao cliente. "Estamos comprometidos em apoiar nossos clientes e operadoras com as mais recentes opções de atualização de tecnologia e aviônica que lhes oferecem suporte e eficiência máximos." As atualizações para o King Air 360 também incluem um sistema de pressurização digital, que agenda automaticamente a pressurização da cabine durante a subida e descida para aumentar o conforto do passageiro e reduzir a carga de trabalho do piloto, disse Scholl. A aeronave pressuriza no início da fase de decolagem, eliminando qualquer "colisão" de pressurização. Os manômetros de pressurização foram integrados ao convés de voo Collins Aerospace Pro Line Fusion. O sistema substitui o controlador de pressurização manual no pedestal da cabine. A aeronave apresentará uma altitude de cabine de 5.960 pés quando estiver navegando a uma altitude de 27.000 pés, uma melhoria de 10% em comparação com o King Air 350i. A menor altitude da cabine proporciona mais conforto aos passageiros durante o voo, especialmente em voos mais longos, disse Scholl. As atualizações do cockpit também incluem a realocação de indicadores, incluindo a posição da aba, a taxa de subida e a altitude da cabine. Sirus XM também é uma opção. A cabine reprojetada é mais aberta e moderna, com um nível mais alto de qualidade e requinte, dizem as autoridades. A cabine atualizada oferece espaço adicional para as pernas, armários personalizados, divisórias e bordas laterais, materiais e acabamentos aprimorados, paredes laterais reprojetadas, novas opções de interior com mesas de trabalho removíveis, altura da mesa aumentada, Wi-Fi opcional, estações de carregamento USB, tomadas de energia padrão, LED iluminação da cabine com porta-copos iluminados e banheiro privativo na popa. Os assentos atualizados foram mapeados digitalmente por pressão através de um sistema especialmente projetado e patenteado para garantir uma viagem confortável para passageiros de vários tamanhos e pesos. O assento oferece mais espaço para as pernas, além de costura detalhada e cinco opções de opções de interior, incluindo Alpaca, Lava Saddle, Buttercream, Latte e New Pewter, disse Christi Tannahill, vice-presidente sênior de experiência do cliente da Textron Aviation. As atualizações foram inspiradas na indústria automotiva. "O King Air costuma ser chamado de SUV com asas", disse Tannahill. “Acreditamos que era importante superar as expectativas dos clientes. O Beechcraft King Air 360 oferece muitas das comodidades que nossos clientes desejam. ” O King Air 360, com capacidade para 11 pessoas, tem um preço base de varejo de US$ 7,9 milhões, enquanto o King Air 360ER tem um preço base de US$ 8,795 milhões. O primeiro King Air fez seu primeiro vôo em 1964. Desde então, mais de 7.600 foram produzidos, incluindo mais de 1.300 King Air 350’s Fonte: Molly McMillin para Aviation Week Network 4 ago 2020 Trad./adapt. jambock
  16. Meus prezados Piorou a situação da Pakistan International Airlines - A mais PERIGOSA do MUNDO https://youtu.be/b1tMgKbeqjI
  17. Meus prezados Aeronave chega a Oriximiná com militares e materiais que serão utilizados em obras de aeroporto As obras foram retomadas nesta quarta-feira (29). A previsão é que as obras sejam concluídas no mês de outubro. Chegou na manhã de terça-feira (28) a Oriximiná, no oeste paraense, um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) transportando cerca de 1,5 tonelada de materiais que serão usados nas obras do Aeroporto Municipal, e onze oficiais militares que trabalharão no local. As obras foram retomadas nesta quarta-feira (29). A previsão é que as obras sejam concluídas no mês de outubro. Segundo Ailton Fonseca, coordenador do Aeroporto, o objetivo das obras é habilitar a pista para receber voos noturnos. "Essa pista é muito usada para voos de aeronaves que transportam pacientes para outros municípios e fornecer serviços de companhias aéreas", disse. Os onze militares, entre oficiais, sargentos, sub-sargentos e soldados, foram submetidos a exames antes da viagem, como medida de precaução para evitar a contaminação por coronavírus. O avião da FAB trouxe a bordo uma equipe da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara), maquinários e suprimentos alimentícios. * Com informações de Márcio Garcia, de Oriximiná. Fonte: Tracy Costa, G1 Santarém | Publicada em 29/07/2020 18:18 via CECOMSAER 30 jul 2020 Sub-sargentos? Seriam Cabos? Aeronave que fez o transporte: KC-390 (aparecendo ao fundo da foto)
  18. Meus prezados Aeroméxico devolve dezenove aeronaves a Boeing e Embraer. https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2020/07/aeromexico-devolve-19-aeronaves-a-boeing-e-embraer_175381.html
  19. Meus prezados Aeronautas da LATAM BRASIL rejeitam proposta de acordo coletivo https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2020/07/aeronautas-da-latam-brasil-rejeitam-proposta-de-acordo-coletivo_175443.html
  20. Meus prezados Aerolineas realizará voos semanais de repatriação em agosto https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2020/07/aerolineas-realizara-voos-semanais-de-repatriacao-em-agosto_175222.html
  21. Meus prezados Primeira operação do ATR72-600 da IMETAME em POA
  22. Meus prezados Conheçam as aeronaves existentes para combate a incêndios https://www.pilotopolicial.com.br/conheca-as-aeronaves-existentes-para-combate-incendios/
  23. Meus prezados Ministro da Infraestrutura apresenta o plano para aumentar o aeroporto de Angra dos Reis-RJ O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas sobrevoou o atual aeroporto de Angra dos Reis e detalhou como será o projeto para aumentar sua capacidade para receber aeronaves com maior capacidade de passageiros e assim, alavancar o turismo no que eles chamam de “Cancún brasileira”. No local está prevista a construção de um Hotel, uma Marina e um centro de Convenções. https://youtu.be/6HBhPPaQKD4 Fonte: Luiz Padilha – blog Defesa Aérea & Naval 25 jul 2020
  24. Meus prezados Com a devida vênia ao colega A345_Leadership Por que a Embraer está investindo em duas empresas de cibersegurança A Embraer Defense & Security investiu em duas empresas de cibersegurança, como parte de um esforço para diversificar seus negócios. Por uma quantia não revelada, a Companhia assumiu uma participação majoritária na Tempest Security Intelligence, uma empresa de serviços de segurança cibernética para empresas civis. A Embraer também investiu R$ 20 milhões (US$ 3,86 milhões) na Kryptus, uma empresa de cibersegurança e criptografia, através do Fundo de Investimento Aeroespacial do Brasil. Ambos os investimentos foram anunciados em 1º de julho. Nos últimos seis meses, a receita da empresa foi gravemente afetada pela crise econômica induzida por coronavírus. Além disso, a Boeing abandonou seu contrato para adquirir o negócio de jatos comerciais da Embraer, bem como seu contrato para formar uma joint venture para comercializar o transporte de carga C-390 Millennium da Embraer. Os mercados de aviação comercial e militar provavelmente ficarão deprimidos nos próximos anos, dizem analistas. Por seu lado, a Embraer diz que sua expansão para o mundo da segurança cibernética faz sentido estratégico. “Esse investimento está totalmente alinhado com a estratégia futura da Embraer, pois representa uma importante diversificação de negócios e agrega capacidades tecnológicas relevantes para expandir nossa presença como a casa de defesa brasileira no apoio às forças armadas brasileiras na área de defesa cibernética”, diz Jackson Schnieder, diretor executivo da Embraer Defense. "Além disso, representa novas oportunidades para exportar soluções de defesa, bem como uma potencial expansão no mercado [business-to-business]". A Embraer afirma que a Tempest Security Intelligence é a maior empresa de cibersegurança do Brasil. É especializada em fornecer segurança cibernética para os setores de educação, manufatura, financeiro, saúde e varejo, entre outros. A empresa, que tem mais de 300 funcionários, permanecerá independente da Embraer. Por meio do Fundo Aeroespacial, a Embraer fez um investimento inicial na Tempest em 2016. O Fundo Aeroespacial foi criado pelo Banco Brasileiro de Desenvolvimento, a Autoridade Brasileira de Financiamento para Estudos e Projetos, a Agência de Desenvolvimento de São Paulo e a Embraer em 2014. A Embraer vê a segurança cibernética como sendo particularmente importante no Brasil. "O Brasil tem a segunda maior taxa de crimes cibernéticos do mundo, perdendo apenas para a Rússia", diz a empresa. "As empresas brasileiras perdem até US$ 10 bilhões por ano em crimes cibernéticos, o que inclui roubo financeiro, bem como propriedade intelectual e informações confidenciais". A Tempest utilizará parte do investimento da Embraer para expandir seus negócios internacionais. Kryptus fornece segurança cibernética corporativa, mas também trabalho de criptografia para as forças armadas brasileiras, incluindo o exército, a força aérea, a marinha, a agência de inteligência do país, o ministério das relações exteriores e o tribunal superor eleitoral, diz a Embraer. E a empresa de software garantiu o trabalho com outros militares sul-americanos, incluindo a marinha peruana e o exército colombiano. A Kryptus tem pressionado para expandir seus negócios de criptografia na Europa, Oriente Médio e África. A empresa está tentando usar sua incorporação no Brasil e na Suíça - dois países que afirmam não possuir leis de criptografia backdoor - para torná-la uma fornecedora segura e neutra de software seguro. A empresa observa que China, Reino Unido, EUA e Rússia têm várias justificativas legais para bisbilhotar comunicações supostamente seguras. No campo da aviação, a criptografia é cada vez mais importante para uma variedade de aplicações, incluindo sistemas de identificação segura de amigos ou inimigos, usados para coordenar missões de aeronaves de combate. Esses sistemas são vitais porque agora as aeronaves transportam mísseis além do alcance visual e precisam de uma maneira segura de distinguir entre aeronaves amigas ou inimigas. Em maio, a Força Aérea Brasileira contratou a Kryptus para desenvolver um sistema Identification Friend ou Foe para sua frota de 36 caças Saab F-39 Gripen E / F. Como parte da compra de aeronaves Gripen à Saab, a Embraer está ajudando a construir 15 aeronaves no país. A primeira fuselagem entrou em produção no Brasil no início de julho. O Brasil e a Embraer são vistos como portais para vender aeronaves e equipamentos a outros militares sul-americanos, que possuem algumas das mais antigas aeronaves de combate do mundo. A Embraer e a Saab estão discutindo as campanhas de vendas do Gripen para os países vizinhos da América Latina, diz Schnieder, embora ele declina entrar em detalhes.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade