Jump to content

jambock

Membro Honorário
  • Content Count

    30,535
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by jambock

  1. Meus prezados

    Embraer prevê que aeronaves regionais liderarão a retomada no mercado da China na era pós-pandemia

    Por Redação Forças de Defesa

    Zhuhai, China, 28 de setembro de 2021 – A Embraer apresenta, hoje, durante o Zhuhai Airshow, a 13ª Exposição Internacional de Aviação Aeroespacial da China, seu mais recente estudo de perspectivas para esse mercado no país. O relatório prevê novas entregas de aeronaves nos próximos 20 anos com base na demanda de passageiros por viagens aéreas na era pós-pandemia. A Embraer tem uma previsão de que quase 1,5 mil novas aeronaves, na categoria de até 150 assentos, serão necessárias na região até 2040. Entre essas entregas, 77% devem atender à expansão do mercado e 23% substituirão aeronaves.

    “Durante a pandemia, aeronaves de pequeno e médio porte, assim como voos regionais, foram fundamentais na rápida recuperação da conectividade na China. Nossos E-Jets foram um dos primeiros modelos de aeronaves a restaurar frequências nas malhas aéreas das empresas. Na era pós-pandemia, construir um sistema de transporte aéreo mais eficiente é de vital importância. O mercado exige um perfil de frota mais equilibrado e uma estrutura de rotas para atender mais mercados secundários. Por isso, acreditamos que, nos próximos 20 anos, aeronaves com até 150 assentos irão liberar todo o seu potencial”, disse Guo Qing, Diretor-Executivo e Vice-Presidente de Aviação Comercial da Embraer China.

    O governo chinês anunciou recentemente uma série de ações para o desenvolvimento de infraestrutura que inclui cerca de 200 novos aeroportos para incentivar e promover a realocação industrial. A importância das aeronaves regionais continua aumentando após a Covid-19, desempenhando um papel fundamental no lançamento de novos serviços para esses aeroportos e no crescimento da demanda.

    Atualmente, há 91 E-Jets em operação na China, voando por 550 rotas, conectando 150 cidades domésticas e no exterior. Essas aeronaves transportam cerca de 20 milhões de passageiros por ano, interligando rotas regionais e principais em todas a diferentes regiões da China.

    “A receita medida em número de passageiros por quilômetros (RPK) na aviação civil chinesa deverá crescer a uma taxa média de 4,7% ao longo da próxima década, sinalizando a liderança do país na recuperação da aviação. Acreditamos que futuramente o mercado chinês de aviação será o maior do mundo. A Embraer construiu uma forte e positiva presença nessa região, fornecendo uma base sólida para o nosso jato mais avançado, o E2”, afirmou Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.

    O estudo de mercado que será apresentado hoje, em uma coletiva de imprensa no Zhuhai Airshow, também inclui novos dados sobre as forças motrizes que influenciarão a forma de crescimento do mercado na China.

    No estande da Embraer em Zhuhai, o público terá uma experiência única para conhecer a cabine de pilotagem do E2 por meio de realidade virtual. O espaço da companhia na feira também exibirá a família de aeronaves E-Jets da empresa, incluindo o E2, a aeronave de corredor único mais silenciosa e eficiente do segmento.

    À medida que a China se compromete a acelerar a redução de emissões para alcançar a neutralidade de carbono até 2060, a autoridade de aviação civil chinesa também passa a valorizar o desafio ambiental que a indústria enfrenta e propõe uma série de iniciativas políticas, incluindo a introdução de aeronaves de nova geração para melhorar a eficiência. Com relação ao consumo de combustível, o E2 é 25,4% mais eficiente por assento e até 10% mais eficiente do que seus concorrentes, posicionando-o de forma efetiva para responder aos atuais desafios ambientais e contribuindo de forma concreta para alcançar a meta do país.

    A Embraer anunciou, recentemente, sua ambiciosa meta de alcançar operações neutras em carbono até 2040 e apoio à meta da indústria da aviação de emissões líquidas zero de carbono até 2050.

    “A sustentabilidade é uma prioridade máxima na Embraer em todos os sentidos. Especialmente, quando se trata do design de novos produtos. Mais do que ser uma aeronave mais eficiente, nossa família de jatos E2 também é a mais silenciosa e ecologicamente amigável disponível hoje no mercado”, acrescentou Guo Qing.

    Os E-Jet E2s têm motores Pratt & Whitney PW1900G, novas asas projetadas sob medida, além de inovações aerodinâmicas e comandos de voo fly-by-wire de última geração, que, juntos, reduzem o consumo de combustível e as emissões. As emissões de carbono do E2 são 30% menores que as de primeira geração dos E-Jets. Isso equivale a uma redução de 3.700 quilos de CO2 por voo e de 1 milhão de toneladas de CO2 em 10 anos para uma frota de 10 aeronaves.

    Além da redução significativa nas emissões e nos níveis de ruído dos produtos atuais, a promoção de tecnologias disruptivas sustentáveis, como eletrificação, híbrido, combustível sustentável de aviação (SAF) e demais alternativas energéticas inovadoras, fazem parte do plano estratégico da Embraer para reduzir o impacto no planeta.

    Sobre a Embraer

    Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda. Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros. A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

    Fonte: Embraer via site Poder Aéreo 28 set 2021

     

  2. Meus prezados

    Passageiros retidos por horas

    Companhia aérea é multada por problemas em voos desviados

    United Airlines terá de desembolsar US$ 1,9 milhão

    Problemas aconteceram tanto nos voos domésticos quanto nos internacionais A United Airlines foi multada pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT) em US$ 1,9 milhão (R$ 10,1 milhões) por atrasos em procedimentos de solo em aeroportos do país.

    Foram 25 ocorrências em voos domésticos e internacionais, entre 2015 e 2020. Segundo o DOT, houve falhas de comunicação entre a tripulação e equipes de solo em voos alternados por condições meteorológicas, fazendo com que passageiros ficassem retidos entre três e quatro horas nos aviões após o pouso, sem poderem desembarcar.

    Do valor que a companhia terá de desembolsar, US$ 750 mil (R$ 4 milhões) deverão ser destinados aos que foram prejudicados pelos transtornos e US$ 200 mil (R$ 1,07 milhão) deverão ser investidos em melhorias sistêmicas em toda a sua rede.

    Em nota, a United disse que continua comprometida em cumprir plenamente todas as regras do Departamento de Transportes e que continuará a identificar e implementar melhorias no gerenciamento de condições complexas de operação.

    • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 26 set 2021

  3. Meus prezados  

    Afeganistão

    Talibã pede que companhias aéreas voltem ao aeroporto de Cabul

    Grupo islâmico diz que local está ‘totalmente operacional’

    Aeroporto foi palco de cenas de desespero envolvendo afegãos

    O Talibã fez um apelo às companhias aéreas que voltem a operar no aeroporto internacional Hamid Karzai (KBL), em Cabul, no Afeganistão, alegando que o local está ‘totalmente operacional’.

    Durante o dramático processo de evacuação da capital afegã, em agosto, o terminal sofreu graves danos depois que os fundamentalistas islâmicos voltaram ao poder no país, com atos violentos que eclodiram até mesmo no sítio aeroportuário.

    Desde a reocupação, o Catar auxiliou o Afeganistão na restauração das operações em KBL, reaberto no início de setembro, mesmo com a necessidade de reparos nos sistemas de navegação e nos radares, o que impedia a chegada de voos civis internacionais. 

    Em um comunicado divulgado no domingo (26), o governo talibã disse que tais problemas foram resolvidos e ofereceu cooperação às companhias aéreas que deixaram o país durante os conflitos, caso queiram retornar.

    ·       Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 27 set 2021

    • Haha 2
  4. Meus prezados

    A opção mais próxima será Ipatinga

    Governador Valadares vai perder voos comerciais em dezembro

    Azul fez exigências para voltar a operar no local

    spacer.png

    Foto: Leonardo Morais/Prefeitura de Governador Valadares

    O aeroporto de Governador Valadares (GVR), no leste de Minas Gerais, não contará com voos comerciais a partir de dezembro, por conta do avanço das obras de modernização do local, que começaram em outubro de 2020 e tem previsão de conclusão para o primeiro trimestre de 2022.

    As intervenções incluem a construção de um novo terminal de passageiros, um novo pátio de aeronaves, edificações acessórias e a instalação de novos equipamentos de auxílio à navegação aérea, além do recapeamento da pista. Os investimentos são de quase R$ 36 milhões.

    A Azul Linhas Aéreas, que atualmente oferta 12 voos semanais para Belo Horizonte (CNF), condicionou o retorno das operações à implementação de dois específicos instrumentos: o IFR-IMC, que permite a operação mesmo em condições meteorológicas adversas, e o Papi, um sistema de aparelhos de iluminação que provê auxílio visual da cabeceira da pista.

    Procurada pelo AERO Magazine, a Prefeitura de Governador Valadares, responsável pela administração do aeroporto, não se manifestou sobre o posicionamento da companhia aérea.

    ·       Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 25 set 2021

    A distância entre Governador Valadares e Ipatinga é 110km, percorrida, via terrestre,  em +/- 1h20min.  

  5. Meus prezados

    Clamor por soluções

    Setor aéreo dos EUA quer mais rigor contra passageiros indisciplinados

    Taxa de ocorrências dobrou em 2021, em relação ao ano anterior.

    Morosidade na investigação dos casos é uma das maiores queixas do setor.

    Membros do Congresso e do setor de aviação dos Estados Unidos estão pressionando reguladores por mais rigor contra o alto número de ocorrências envolvendo passageiros indisciplinados nos voos de companhias aéreas do país.

    Em 2021, segundo a Administração Federal de Aviação (FAA), a taxa de incidentes deste tipo teve forte queda, mas ainda é o dobro do registrado no ano anterior. O uso obrigatório de máscaras a bordo é uma das maiores causas de discórdia.

    A Delta Air Lines sugeriu que as companhias compartilhem entre si as listas de banidos dos voos durante a pandemia de covid-19, para tentar reduzir comportamentos considerados agressivos. A Comissão de Transportes do Congresso norte-americano, por sua vez, disse que este papel deveria ser dado à FAA.

    O Departamento de Justiça (DOJ) também foi cobrado pela demora para conduzir investigações envolvendo passageiros indisciplinados. Em sua defesa, o órgão alega tratar este caso da mesma forma que os demais. A legislação local prevê até 20 anos de prisão para quem interferir ilegalmente na condução dos voos.

    O último caso aconteceu na última quarta-feira (22), em um voo da JetBlue. Um passageiro se irritou com uma ligação telefônica mal sucedida a bordo e tentou invadir o cockpit dos pilotos. No caminho, ele agrediu um comissário e depois foi contido pelos demais tripulantes até o pouso em San Juan (SJU), onde foi preso.

    ·       Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 24 set 2021

  6. Meus prezados

    Homem tenta invadir a cabine da JetBlue, ataca o atendente e pede para ser baleado

     por Redação

    Um passageiro a bordo de um voo da JetBlue de Boston para Porto Rico tentou invadir a cabine antes de sufocar um comissário – e gritou com o piloto em árabe e espanhol para atirar nele, disseram as autoridades.

    O voo 261 estava a cerca de uma hora de San Juan na noite de quarta-feira, quando Khalil El Dahr ficou furioso depois que um telefonema que tentou fazer não teve sucesso, de acordo com uma declaração do FBI obtida pela ABC News.

    Cerca de 25 minutos depois, ele “se levantou e correu em direção à cabine de comando gritando para levar um tiro” em espanhol, o documento diz.

    O heróico comissário empurrou El Dahr para um espaço entre a primeira fila e a cozinha, disseram os federais.

    Quando o homem enlouquecido viu a porta da cabine sendo aberta por um piloto, ele agarrou o comissário pelo colarinho e pela gravata, agarrou o compartimento superior para alavancar e chutou o tripulante no peito, diz a declaração.

    Ele então teria gritado novamente para o piloto atirar nele.

    “Enquanto El Dahr gritava, ele ainda segurava o comissário de bordo pela gravata. Isso resultou no aperto da gravata e, em última análise, impediu que o AF JetBlue respirasse ”, diz a declaração.

    O comissário conseguiu se soltar do homem e impediu que ele chegasse à cabine.

    Mas a luta continuou até que seis ou sete tripulantes finalmente imobilizaram o El Dahr usando restrições improvisadas, incluindo a gravata do comissário, que eles enrolaram em seus tornozelos, e extensores de cinto de segurança que usaram em seu torso, diz o documento.

    El Dahr, que também estava preso com algemas flexíveis, foi amarrado a um assento na parte de trás do avião pelo resto do voo.

    Outro comissário de bordo disse às autoridades que o passageiro exigiu em espanhol e árabe ser baleado e morto – e que a certa altura ele gritou “Alá”.

    El Dahr enfrenta acusações criminais de interferir com uma tripulação de voo, disse o agente especial William Lopez da Divisão de San Juan do FBI em depoimento.

    Relatos de passageiros indisciplinados em companhias aéreas dos EUA decolaram este ano – aumentando em 500 por cento graças em grande parte aos passageiros que se recusaram a usar máscaras em voos durante a pandemia, de acordo com um relatório da Administração Federal de Aviação.

    Desde 1º de janeiro, diz a FAA, ela recebeu mais de 4.300 relatos de viajantes indisciplinados, mais de 2.600 deles envolvendo anti-mascarados.

    O Post entrou em contato com a JetBlue sobre o incidente no vôo 261.

    Fonte: Plu7 24 set 2021

    .

     

  7. Meus prezados

    EmbraerX e empresa do Vale do Silício se unem para acelerar o futuro da aviação agrícola autônoma

    Por Redação Forças de Defesa

    spacer.png

    Oakland, Califórnia, EUA – 23 de setembro de 2021 – A EmbraerX, subsidiária para negócios disruptivos da Embraer, e a companhia americana do Vale do Silício Pyka anunciaram hoje uma parceria para acelerar o futuro da pulverização agrícola autônoma. A colaboração é voltada para tecnologia, certificação, operação e futura comercialização do Pelican, uma aeronave agrícola de asa fixa totalmente elétrica e autônoma, desenvolvida pela Pyka.

    Utilizando ágeis processos experimentais, as empresas irão trabalhar juntas para acelerar a chegada da solução autônoma ao mercado de agricultura de precisão. A EmbraerX está comprometida a explorar produtos e serviços disruptivos que possam revolucionar os negócios, incluindo novos segmentos de atuação para a área de aviação agrícola da Embraer.

    “A EmbraerX é uma aceleradora de mercado comprometida em desenvolver soluções que possam transformar o mundo e inspirar nossos parceiros por meio de ideias inovadoras, e com determinação e criatividade”, disse Daniel Moczydlower, head da EmbraerX. “A inovação e capacidade tecnológica da Pyka estão alinhadas com a nossa estratégia de acelerar a criação de novos modelos de negócios por meio de parcerias com potencial de crescimento exponencial.”

    As companhias buscarão oportunidades de potencializar serviços comerciais autônomos, conforme a operação da aeronave Pelican se desenvolver no Brasil nos próximos anos. O veículo já está sendo utilizado por clientes da Pyka na América Central, com o propósito de aumentar a produtividade, eficiência de custo, segurança e sustentabilidade.

    spacer.png

    “Estamos extremamente entusiasmados em realizar parceria com uma das maiores empresas aeroespaciais do mundo, para viabilizar a nossa visão de trazer para o uso diário uma aeronave elétrica,” disse Michael Norcia, CEO e co-fundador da Pyka. “Estivemos muito focados na certificação e na entrega de uma espetacular aeronave autônoma e elétrica para servir aos nossos clientes. Agora estamos ao lado de uma líder da indústria, em um dos maiores mercados agrícolas do mundo, para ajudar a escalar o nosso negócio de aviões elétricos. Estamos ansiosos em trabalhar com a Embraer para integrar a aviação agrícola elétrica e autônoma no agronegócio e na economia em geral.”

    A parceria está apoiada nos mais de 50 anos de história e experiência da Embraer em desenvolver aeronaves, certificar, fabricar, comercializar e oferecer serviços pós-venda.

    spacer.png

    Sobre a EmbraerX

    A EmbraerX é uma aceleradora de mercado comprometida com o desenvolvimento de soluções que transformam experiências da vida. Uma subsidiária de inovação disruptiva da Embraer S.A., está localizada na Costa Espacial da Flórida, em Melbourne, nos Estados Unidos, integrada à equipe de engenharia da Companhia no Brasil, todos colaborando com as comunidades globais de inovação. A equipe de inovadores, criadores, líderes de pensamento e designers da EmbraerX combina a visão do desenvolvimento centrado no ser humano, com a expertise em negócios e engenharia para enfrentar alguns dos maiores problemas de mobilidade da humanidade. Para obter mais informações, visite EmbraerX.com.

    Sobre a Pyka

    Pyka está construindo o futuro da aviação elétrica. A empresa desenvolveu o primeiro e único avião 100% elétrico autônomo com certificação comercial do mundo. A aeronave agrícola já soma mais de mais de 3.000 missões autônomas em um dos ambientes mais complexos e difíceis para qualquer aeronave navegar. A tecnologia de propriedade da Pyka envolve software de controle de voo autônomo, computadores de bordo, baterias de alta densidade de energia, controladores de motor de alta densidade de potência e fuselagens de fibra de carbono certificadas para viabilizar aeronaves totalmente elétricas. A empresa está sediada em Oakland, na Califórnia. Para saber mais, visite www.flypyka.com.

    Fonte: Embraer via site Poder Aéreo 23 set 2021

  8. Meus prezados

    Gestores ficaram surpresos

    Empresas de leasing estão comprando mais aviões que companhias aéreas

    Facilidade no financiamento justifica fato inédito

    Companhias aéreas estão tendo dificuldade de encontrar financiamentos em conta -

    Pela primeira vez, empresas de arrendamento estão comprando mais aviões do que companhias aéreas no mundo.

    A justificativa para este fenômeno está na facilidade que gigantes do leasing de aeronaves estão tendo para obter financiamentos mais baratos, frente aos problemas financeiros que as companhias aéreas passam, por conta da pandemia de covid-19.

    Segundo o presidente executivo da norte-americana Air Lease Corp, Steven F. Udvar-Hazy, 60% das entregas atualmente estão sendo destinadas a empresas do setor. Uma taxa que gestores jamais pensariam que fosse alcançada. Na década de 1970, a participação era de apenas 1%.

    Udvar-Hazy complementou dizendo que locadores de aviões pagam, em média, 2% no financiamento de novas unidades, enquanto as companhias aéreas dos Estados Unidos e Europa pagam o dobro deste percentual.

    Fonte: Marcel Cardoso - Aero Magazine 21 set 2021

     

  9. Meus prezados

    Descarbonização

    Uso de hidrogênio na aviação une Airbus e aeroportos

    Projeto piloto deverá contar com apoio do aeroporto francês de Lyon

    spacer.png

    Rede de aeroportos europeus acomodará aeronaves movidas a hidrogênio - Foto: Divulgação/Airbus

    A Airbus está trabalhando para construir uma rede aeroportuária capaz de receber futuras aeronaves abastecidas com hidrogênio, combustível que poderá ser o novo caminho para o transporta aéreo.

    O fabricante se uniu a Air Liquide, empresa que atua no setor de gases industriais, e a Vinci Airports, concessionária que atua em doze países, para definir um projeto que viabilize uma rede de abastecimento com hidrogênio.

    Por ora, o projeto contempla apenas os veículos de suporte aeroportuário, sem planos no curto prazo para o abastecimento de aeronaves.

    O aeroporto francês de Lyon (LYS) sediará as primeiras instalações em 2023, quando um posto de distribuição será implantado. Ele abastecerá os veículos próprios e terceirizados que circulam no sítio aeroportuário. Esta fase inicial servirá para testar o local como um ‘hub’ em sua área de alcance.

    Até 2030 está prevista a instalação de infraestruturas de hidrogênio líquido que permitirão que o combustível seja provisionado nos tanques de futuras aeronaves. Até lá, as empresas envolvidas no projeto estudarão a possibilidade de equipar a rede de aeroportos da Vinci com os equipamentos necessários para uso em solo e nos aviões.

    A Vinci administra o aeroporto de Salvador (SSA), na Bahia, desde julho de 2017, além de ter vencido o leilão de aeroporto do bloco Norte, que inclui o principal terminal de Manaus.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 21 set 2021

  10. Meus prezados

    Marca sem dono certo

    Com lance mínimo de US$ 340 milhões, marca Alitalia é colocada em leilão

    Governo italiano vai encerrar operação da Alitalia e busca comprador apenas para a marca

    Alitalia completou 75 anos no último dia 16, mas o destino de sua marca é incerto -

    O leilão de um dos maiores nomes da aviação comercial europeia e com uma história que completou 75 anos na última semana, começou no sábado (18).

    O governo italiano abriu oficialmente a fase de ofertas para a aquisição da marca Alitalia. O lance mínimo é de US$ 340 milhões (R$ 1,81 bilhão) mais o imposto sobre valor agregado (IVA) e outros tributos.

    O prazo para o encerramento da primeira fase do certame termina às 9h (Brasília) do dia 4 de outubro. Caso não haja interessados, haverá uma segunda fase em que os interessados poderão dar lances abaixo do valor mínimo, por três dias, a partir da data do lançamento do edital. 

    A nova empresa aérea estatal, a ITA Trasporto Aéreo, é parte interessada neste processo, pois o dinheiro auferido pode ser injetado na nova companhia aérea, que começará a operar no dia 15 de outubro, o que causa desconforto em concorrentes no velho continente, como a Ryanair, que defende que o valor arrecadado seja destinado exclusivamente para pagar as dívidas da antiga empresa, que terá um capital inicial de € 700 milhões (R$ 4,37 bilhões) com um teto de aportes estatais de até € 1,35 bilhão (R$ 8,43 bilhões) até 2023.

    Caso haja vencedor, este receberá os direitos até 31 de dezembro. 

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 20 set 2021

     

  11.  

    Meus prezados

    A conta chegou

    Lufthansa venderá US$ 2,5 bilhões em ações para pagar governo alemão

    Aporte estatal foi dado ao grupo em 2020

    spacer.png

    Recuperação da demanda permitiu o pagamento mais cedo do que o previsto - Foto: Divulgação

    O Lufthansa Group planeja levantar US$ 2,5 bilhões (R$ 13,2 bilhões) em aumento de capital para pagar o empréstimo concedido pelo governo da Alemanha para manter sua operacionalidade durante a pandemia de covid-19, em 2020.

    O anúncio veio em um momento que as companhias aéreas do grupo estão enxergando recuperação na demanda por viagens. Espera-se que o resultado financeiro do terceiro trimestre de 2021, que será anunciado em outubro, seja positivo.

    A venda de novas ações permitirá estabelecer uma estrutura de capital sustentável e eficiente, de acordo com um comunicado divulgado no domingo (19). Ela ocorrerá entre que ocorrerá entre os dias 22 de setembro e 5 de outubro. “Sempre deixamos claro que só manteremos o pacote de estabilização pelo tempo necessário. "Estamos, portanto, orgulhosos de que agora podemos cumprir nossa promessa e retribuir as medidas mais rápido do que o esperado originalmente”, segundo o CEO, Carsten Spohr.

    O reembolso será feito em duas parcelas, que serão pagas até o fim do ano.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 20 set 2021

     

  12. Meus prezados

    Deu valor ao 'Nós'

    Ex-piloto da Boeing pode ser processado por mentir sobre o 737 MAX

    Mark Forkner é acusado de beneficiar a fabricante e a si mesmo

    spacer.png

    Acidentes com aviões da Lion Air e da Ethiopian Airlines vitimaram 346 pessoas - Foto: Divulgação

    Promotores federais dos Estados Unidos planejam entrar com uma ação criminal contra o ex-piloto da Boeing, Mark Forkner, segundo o The Wall Street Journal.

    A suspeita é de que ele teria enganado reguladores de aviação do país sobre questões de segurança que foram determinantes pelos dois acidentes fatais envolvendo o 737 MAX, entre 2018 e 2019.

    Forkner foi a principal ponte entre a fabricante e a Administração Federal de Aviação (FAA) sobre o modo pela qual os pilotos deveriam ser treinados para operar o novo jato. No início do ano, a Boeing admitiu que dois de seus funcionários conspiraram para mentir ao órgão sobre detalhes do treinamento do modelo, para benefício próprio e da empresa.

    A publicação não informou quais acusações o ex-piloto teria de enfrentar.

    Truques mentais jedi

    Entre os fatos que pensam contra a Boeing está um processo de dissuadir as empresas aéreas de realizar um treinamento adicional em simulador para os pilotos do 737 Newt Generation que iriam voar os 737 MAX. Uma das alegações era a completa similaridade entre as duas gerações, além do custo adicional envolvido.

    Em trocas de mensagens formais, funcionários criam artimanhas para burlar os agentes reguladores, incluindo a afirmação de uso de “truques mentais jedi”, em alusão aos filmes de Star Wars. Outro funcionário escreve que “Não fui perdoado por Deus pelo encobrimento que fiz ontem à noite”, se referindo possivelmente aos testes do 737 MAX.

    Em outra troca de mensagens com uma empresa aérea, a Boeing afirma que a realização de seções de simulador vai acarretar na geração de novos custos. “Um requisito de treinamento em simulador seria bastante oneroso para sua operação”, advertiu um e-mail da Boeing.

    Na ocasião do vazamento dos documentos a Boeing afirmou não ter encontrado nenhum encobrimento da necessidade de seções de treinamento dedicadas ao 737 MAX, mas afirmou que a linguagem e sentimentos expressos nos e-mails eram inaceitáveis.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 17 set 2021

  13.  

    Meus prezados

    Embraer assina novo contrato de serviços com a Alliance Airlines

    Brisbane, Austrália, 20 de setembro de 2021 – A Embraer assinou um contrato de serviços de longa duração com a Alliance Airlines para fornecer suporte à frota de jatos E190 da companhia aérea. Por meio do portfólio de soluções da Embraer Serviços & Suporte, o contrato cobre mais de 300 componentes reparáveis e inclui tanto materiais quanto serviços de administração técnica, com apoio das instalações da Embraer na Ásia Pacífico, em Singapura.

    “A Alliance tem liderança mundial em pontualidade e desempenho operacional, atributos-chave procurados por nossos clientes na Austrália e em toda a região. O Programa de Serviços de Gerenciamento de Reparos que temos com a Embraer aumentará o desempenho de nossa frota e fortalecerá nossos negócios à medida que crescemos”, disse Lee Schofield, CEO da Alliance Airlines.

    A Alliance adquiriu uma frota de 32 jatos E190, sendo que 12 dessas aeronaves estão atualmente na Austrália com as 20 restantes programadas para entrar em operação nos próximos 12 meses.

    “Estamos satisfeitos com essa parceria com a Alliance Airlines em um momento tão crucial”, disse Johann Bordais, Presidente e CEO da Embraer Serviços e Suporte. “A Alliance Airlines aumentou rapidamente sua frota de E-Jets, o que provou ser fundamental à medida que aviação doméstica cresce na Austrália. Este contrato de serviços permitirá que a Alliance garanta a disponibilidade de sua frota com soluções eficazes, eficientes e competitivas.”

    A Embraer oferece suporte a companhias aéreas de todo o mundo ao contar com a expertise técnica e uma vasta rede de serviços para componentes. Os resultados são uma significativa economia nos custos de reparo e estoque, redução no espaço necessário para armazenamento e eliminação de recursos necessários para gerenciamento de reparos, garantindo níveis de desempenho. O portfólio da Embraer Serviços e Suporte oferece uma ampla gama de soluções competitivas projetadas para cada cliente para dar suporte à crescente frota de aeronaves da Embraer em todo o mundo, garantindo a melhor experiência de pós-venda na indústria aeroespacial global.

    Sobre o Grupo Alliance

    A Alliance é a fornecedora líder de contratos, fretamento e serviços de aviação e manutenção na Australásia, empregando atualmente mais de 800 funcionários em tempo integral. A empresa fornece serviços essenciais para os setores de mineração, energia, turismo e governo e possui a certificação IOSA (IATA Operational Safety Audit) e o status “BARS Gold”, da Flight Safety Foundation, a primeira transportadora na Austrália a ser tão reconhecida.

    A Alliance opera atualmente uma frota de 12 aeronaves E190, 24 Fokker F100, 14 jatos Fokker 70LR e cinco aeronaves turboélice Fokker 50. Outros 20 jatos E190 estão programados para serem adicionados à frota até meados de 2022.

    A Alliance tem liderança mundial em pontualidade e desempenho operacional, atributos-chave procurados por seus clientes. A empresa possui bases operacionais em Brisbane, Townsville, Cairns, Melbourne, Adelaide, Perth, Darwin e Rockhampton.

    Sobre Embraer Serviços & Suporte

    A rede da Embraer Serviços & Suporte oferece cobertura global e conta com 70 centros de serviços próprios e autorizados, além do Contact Center 24/7 na sede da Embraer, no Brasil. A organização emprega 4.000 colaboradores, que dão suporte a mais de 1.700 clientes e 5.600 aeronaves de defesa, comercias, agrícolas e executivas, bem como serviços agnósticos fornecidos pela OGMA, em Portugal. Os estoques de peças de reposição, avaliados em mais de US$ 1 bilhão, estão estrategicamente posicionados em 24 centros de distribuição nos cinco continentes. Nossos profissionais são especialistas em desempenho de aeronaves, reparo de componentes, distribuição de peças, treinamento, planejamento de peças de reposição, modificações de interior e logística global. A Embraer Serviços & Suporte é uma provedora de soluções projetada para oferecer um portfólio abrangente de soluções inovadoras e competitivas, prolongando a vida útil das aeronaves e maximizando o potencial da frota da Embraer. Saiba mais em https://services.embraer.com.

    Sobre a Embraer

    Uma empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer tem negócios em aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, prestando serviços e suporte aos clientes no pós-venda.

    Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano.

    A Embraer é o principal fabricante de jatos comerciais com até 150 assentos e o principal exportador de bens de alto valor agregado no Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

    Fonte: Embraer via Redação Forças de Defesa 20 set 2021

  14. Meus prezados

    GOL e Worldpay from FIS anunciam parceria para processar pagamentos de passagens online em 38 mercados internacionais

    Por meio da tecnologia e do alcance da global Worldpay from FIS, a GOL potencializa a experiência dos Clientes, agiliza processos internos e reduz custos

    São Paulo, 16 de setembro de 2021 – A GOL Linhas Aéreas, maior Companhia aérea doméstica do Brasil, e a Worldpay from FIS® (NYSE: FIS) – empresa americana, líder global de tecnologia financeira, com presença em 146 países –, anunciaram uma parceria para processar pagamentos de passagens online em 38 mercados internacionais. Com o objetivo de expandir a presença da empresa aérea no exterior, a partir deste mês, a GOL vai utilizar o alcance global da Worldpay para melhorar a experiência dos Clientes, agilizar processos e reduzir custos.

    “A GOL sempre foi impulsionada por proporcionar a melhor experiência para seus passageiros por meio da melhora constante na eficiência de seus canais digitais junto aos seus parceiros estratégicos. Por isso, escolhemos trabalhar com a Worldpay, líder no processamento de pagamento de passagens online”, diz Mario Liao, diretor Financeiro da GOL. “A parceria estabelecida com a Worldpay vai possibilitar uma melhoria significativa na conversão das vendas principalmente para os mercados internacionais, uma maior flexibilidade para a implementação de novos meios de pagamentos e uma melhoria na gestão de capital de giro da Companhia por meio da redução significativa nos prazos médio de recebimento.”

    O advento da pandemia no ano passado impôs uma série de restrições com relação a viagens em todo o mundo. Durante esse período, a GOL buscava um fornecedor de serviços de pagamento com extensa experiência no setor aéreo para apoiar seus planos de retomada internacional e, ao mesmo tempo, melhorar a experiência de seus Clientes e agentes aéreos.

    A Companhia aérea vai aproveitar a capacidade da empresa de tecnologia financeira para fornecer processamento rápido e conveniente para os Clientes, que poderão utilizar os seus meios de pagamento preferidos. A GOL será capaz, ainda, de centralizar suas transações para racionalizar os processos e reduzir os custos. Como a Worldpay é uma adquirente do Plano de Faturamento e Liquidação (BSP) da Associação Internacional de Transporte Aéreo (International Air Transport Association) em mais de 100 países, o processo todo foi facilitado.

    “Companhias aéreas com olhar estratégico para o futuro dos negócios, como a GOL, sabem que oferecer as melhores experiências aos Clientes será seu passaporte para o sucesso”, explica Juan Pablo D’Antiochia, vice-presidente sênior da Worldpay from FIS para a América Latina. “Além disso, ter a melhor experiência de pagamento é importante para quem viaja hoje e pode ser um diferencial competitivo neste setor que vem retomando as atividades e crescendo em ritmo acelerado”, comenta o executivo.

    A Worldpay tem experiência significativa no setor aéreo e processa pagamentos em mais de 140 países com diversos tipos de pagamentos e moedas. “Em função da nossa escala global e experiência no setor aéreo, contribuímos com a GOL para proporcionar formas de pagamento sem interrupção, como seus Clientes esperam e necessitam”, completa D´Antiochia, da Worldpay.

    Para Mario Liao, da GOL, “os Clientes da GOL em todo o mundo irão se beneficiar das novas possibilidades de pagamentos e do protagonismo em regulamentação da Worldpay”.

    Sobre a Gol Linhas Aéreas

    A GOL Linhas Aéreas é a maior Companhia aérea do Brasil e líder no segmento corporativo e de lazer. Em 20 anos de história, democratizou o transporte aéreo no país e se tornou a maior empresa de baixo custo do setor, com a melhor tarifa da América Latina. A Companhia mantém alianças estratégicas com a Air France e KLM, além de disponibilizar aos Clientes diversos acordos de codeshare e interline, trazendo mais conveniência e facilidade nas conexões para qualquer lugar atendido por essas parcerias. Com o propósito de Ser a Primeira para Todos, a GOL tem investido continuamente em produtos, serviços e atendimento para oferecer a melhor experiência de viagem aos seus passageiros. É a primeira empresa aérea da América Latina a oferecer aos seus Clientes a possibilidade de compensação voluntária da emissão de carbono de seus voos, entre outras iniciativas de ESG. A GOL prioriza a comodidade e o bem-estar, liderando em conforto com a maior oferta de assentos e mais espaço entre as poltronas; conectividade e entretenimento, oferecendo a mais completa plataforma com internet, filmes e TV ao vivo grátis; o melhor programa de fidelidade do mercado – SMILES, recentemente incorporada à GOL – e um atendimento ao Cliente reconhecido e premiado por diversas organizações, como ANAC, Reclame Aqui e Fórum Brasileiro de Relacionamento com o Cliente. No segmento de transporte e logística de cargas, a GOLLOG possibilita a captação, distribuição e entrega de encomendas para diversas regiões do País e exterior. Internamente, a GOL tem uma equipe de 15 mil profissionais da aviação altamente qualificados e focados na Segurança, valor número um da Companhia, e opera uma frota padronizada de 127 aeronaves Boeing 737.

    Sobre a Worldpay from FIS

    A Worldpay é a empresa líder em tecnologia de pagamentos da FIS (NYSE: FIS), que possibilita pagamentos mais inteligentes para um mundo mais inteligente. Processando anualmente 75 bilhões de transações que totalizam US$ 9 trilhões para milhares de clientes em todo o mundo, a Worldpay impulsiona economias e comunidades antecipando a maneira como o mundo paga, usa serviços bancários e investe. Siga: @Worldpay e @FISGlobal – LinkedIn, Instagram, Facebook, Twitter.

    Fonte: MSLGROUP / Publicis Consultants via Redação Forças de Defesa 16 set 2021

     

  15. Meus prezados

    Combustível doméstico

    Óleo de cozinha reciclado abastece primeiro voo comercial de passageiros

    Airbus A320neo usado na operação emitiu 62% menos dióxido de carbono quando comparado aos voos convencionais

    spacer.png

    Aeronave utilizada no voo recebeu pintura alusiva a novo programa de sustentabilidade - Foto: Divulgação

    A companhia aérea britânica British Airways fez o seu primeiro voo utilizando óleo de cozinha reciclado. A operação regular, com passageiros, ocorreu na última terça-feira (14) e foi operado por um Airbus A320neo.

    O voo BA1476 seguiu do aeroporto de Heathrow (LHR), em Londres, para Glasgow (GLA), na Escócia, sendo abastecido com um combustível derivado direto de óleo de cozinha reciclado. O avião, de matrícula G-TTNA, emitiu 62% menos dióxido de carbono (CO) quando comparado aos voos normais, abastecidos com querosene de aviação e com aviões de geração anterior.

    Segundo a British Airways, a diminuição das emissões passa a ser relacionada com a combinação do combustível usado em trajetos ideais de voo, assim como veículos elétricos do aeroporto e o uso de novas aeronaves. O G-TTNA recebeu uma pintura especial, apresentada no início de setembro, alusiva ao novo projeto de sustentabilidade, que recebeu o nome de BA Better World (BA Mundo Melhor). 

    "Este voo ofereceu uma demonstração prática do progresso que estamos fazendo em nossa jornada de redução de carbono.(...) Isso marca um progresso real em nossos esforços para descarbonizar e mostra nossa determinação em continuar inovando, trabalhando com governos e a indústria e acelerando a adoção de novas soluções", disse o CEO da British Airways, Sean Doyle.

    A União Europeia tem adotado regras cada vez mais restritivas para as emissões de poluentes no bloco, com atenção especial na aviação civil.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 16 set 2021

    • Like 1
  16.  

    Meus prezados

    Sem a 'variante' Delta

    Gol passa a ser parceira exclusiva da American Airlines no Brasil

    American aumentará participação na Gol para 5,2%

    spacer.png

    Acordo pode concentrar, em definitivo, as operações da American em São Paulo e no Rio de Janeiro

    A American Airlines e a Gol Linhas Aéreas ampliaram o nível do atual acordo de compartilhamento de voos (codeshare) para uma exclusividade que irá durar, pelo menos, três anos.

    A partir de agora, a companhia brasileira se tornará a única parceira de codeshare da American no Brasil e vice-versa nos EUA. Com a combinação de suas redes, os passageiros poderão viajar para mais de 30 destinos atendidos nos EUA e mais de 20 novos destinos na América do Sul.

    O novo status do relacionamento também permitirá uma maior cooperação comercial. Para isso, serão investidos US$ 200 milhões (R$ 1,05 bilhão) em 22,2 milhões de ações preferenciais recém-emitidas da aérea brasileira, resultando em um aumento de capital para 5,2%. Com isso, a American terá o direito de nomear um membro para o conselho de administração da Gol.

    "O investimento, quando somado aos R$ 2,7 bilhões de capital de longo prazo captado no 2T21, eleva o capital de longo prazo total levantado para mais de R$ 3,7 bilhões nos últimos seis meses, incluindo mais de R$2 bilhões de capital novo. Essa liquidez adicional melhora ainda mais a flexibilidade financeira da Gol, ao mesmo tempo que minimiza a diluição para os acionistas”, segundo o Vice-Presidente Financeiro, Richard Lark.

    Em 2022, a American Airlines completará 80 anos de operações na América Latina. No Brasil, possui bases nos aeroportos de Guarulhos (GRU), em São Paulo, e Galeão (GIG), no Rio de Janeiro. Com o novo acordo, reduz-se a possibilidade da volta dos voos diretos para as outras quatro capitais onde a companhia estava presente até o início da pandemia de covid-19.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 15 set 2021

  17.  

    Meus prezados

    Saab lidera projeto para aviação livre de combustíveis fósseis

    spacer.png

    A Saab lidera um projeto para estabelecer um roteiro técnico para uma aviação livre de combustíveis fósseis, junto com parceiros da indústria de aviação sueca e universidades. O projeto é apoiado pela Agência Sueca de Energia e se concentra principalmente no mercado do país e nórdico.

    Atualmente, eliminar o uso de combustíveis fósseis é um grande desafio para a indústria de aviação. Para atingir esse objetivo, uma série de requisitos para a tecnologia e infraestrutura de aeronaves deve ser levada em consideração. O projeto em questão visa fornecer uma visão geral objetiva e equilibrada para se ter uma aviação livre de combustíveis fósseis, com uma série de soluções técnicas que podem abrir caminho na área nos próximos 25 anos.

    “Estamos felizes em poder contribuir com a experiência e conhecimento da Saab na indústria da aviação dos últimos 80 anos. Junto com os outros parceiros, esperamos descrever as possibilidades e desafios que enfrentamos na jornada rumo à aviação livre de combustíveis fósseis”, disse Ann-Kristin Adolfsson, head de estratégia da área de negócios Aeronautics da Saab.

    O estudo fornecerá aos tomadores de decisão percepções valiosas sobre a aviação sustentável, apresentando soluções claras e transparentes com base em avaliações técnicas de transporte, ecossistema e infraestrutura nacional, bem como metas de sustentabilidade e bem-estar social e econômico.

    “Embora vários relatórios de pesquisa sobre aviação elétrica e biocombustíveis tenham sido publicados, não há nenhum estudo comparativo que dê uma visão mais ampla sobre as soluções técnicas destinadas ao mercado nórdico. Esse projeto oferece uma possibilidade única de colocar a experiência de aviação da Suécia na vanguarda, ao mesmo tempo em que fornece uma base sólida e um roteiro para futuros investimentos de pesquisa sueca em aviação livre de combustíveis fósseis”, afirma Christopher Jouannet, engenheiro sênior de Design Avançado na área de negócios Aeronautics da Saab e gerente do projeto de aviação livre de fósseis.

    O projeto é uma colaboração entre as principais empresas de aviação sueca e universidades. A Saab e a GKN Aerospace estão participando pelo setor, enquanto a Universidade de Linköping e a Universidade de Tecnologia de Chalmers representam a academia. O Centro Sueco de Pesquisa Aeroespacial (SARC) está apoiando o trabalho, bem como a distribuição dos resultados. A transparência é um valor chave dentro do projeto e os relatórios, dados e publicações serão tornados públicos e acessíveis para a comunidade de pesquisa. O projeto também conta com a colaboração de representantes da Innovair, da Associação Sueca de Aviação (Svenskt Flyg) e do Cluster Aeroespacial Sueco.

    Sobre a Saab
    A Saab atende o mercado global com produtos, serviços e soluções de ponta nas áreas de defesa militar e segurança civil. A Saab possui operações e funcionários em todos os continentes. Graças a suas ideias inovadoras, colaborativas e pragmáticas, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às necessidades, em constante mudança, de seus clientes.

    Fonte: Saab / Publicis Consultants via Redação Forças de Defesa 14 set 2021

     

  18. Meus prezados

    Comprou, tem que pagar

    Bolívia cobra divida da Amaszonas à Nella Airlines

    Empresário brasileiro adquiriu a companhia em agosto

    spacer.png

    Governo alertou novos proprietários sobre débitos em atraso

    O governo da Bolívia está cobrando da nova proprietária da Amaszonas Línea Aérea, Nella Airlines, dívidas de US$ 18,7 milhões (R$ 97,8 milhões) com o Estado.

    O Ministério de Obras Públicas, Serviços e Habitação afirma que a maior parte deste valor é referente a tributos em atraso pela empresa, mas há débitos em aberto também com reguladores de transportes e administradoras de aeroportos locais.

    Segundo o ministro Edgar Montaño, os novos proprietários já haviam sido informados das pendências no início de agosto, antes mesmo da aquisição da empresa aérea boliviana, anunciada no dia 12 daquele mês. Na ocasião o governo boliviano queria evitar uma possível ‘vitimização’ dos brasileiros controladores da companhia que poderiam acusar o governo pela situação fiscal da Amaszonas. 

    A aquisição girou em torno dos US$ 50 milhões (R$ 261,4 milhões). O grupo que adquriu a empresa boliviana é o mesmo que anunciou a criação da Nella, empresa que ainda não foi consolidada e nem obteve as necessárias autorizações das autoridades brasileiras.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 13 set 2021

  19. Meus prezados

    Breeze Airways confirma encomenda de 20 jatos A220-300 adicionais

    spacer.png

    MOBILE, ALABAMA — A nova companhia aérea americana Breeze Airways, sediada em Utah, revelou sua nova pintura do A220-300, ao mesmo tempo em que confirmou que chegou a um acordo de compra com a Airbus para mais 20 aeronaves.

    Este pedido não divulgado anteriormente de 20 eleva a carteira de pedidos total da Breeze para 80 jatos A220-300, o primeiro dos quais será entregue no quarto trimestre de 2021.

    A nova pintura da aeronave foi concluída nas instalações da Airbus em Mobile, Alabama, que entregará aproximadamente um A220 por mês para a Breeze nos próximos seis anos e meio. A companhia aérea planeja iniciar voos com a frota da Airbus no segundo trimestre de 2022.

    A eficiência superior do A220 apoiará os objetivos de negócios da nova companhia aérea de oferecer uma ótima experiência de viagem, com tarifas baixas e alta flexibilidade. Espera-se que a Breeze forneça um serviço sem escalas entre as rotas mal atendidas nos EUA a preços acessíveis.

    A Breeze iniciou as operações aéreas em maio de 2021. Este primeiro A220 é a primeira aeronave nova que será operada pela companhia aérea.

    O A220 é a única aeronave construída especificamente para o mercado de 100-150 assentos e reúne aerodinâmica de última geração, materiais avançados e os motores turbofan PW1500G de última geração da Pratt & Whitney.

    Beneficiando-se das tecnologias mais recentes, o A220 é a aeronave mais silenciosa, limpa e ecológica em sua categoria. Apresentando uma emissão de ruído 50% reduzida e até 25% menor consumo de combustível por assento em comparação com aeronaves da geração anterior, bem como emissões de NOx cerca de 50% menores do que os padrões da indústria, o A220 é uma ótima aeronave para operações urbanas.

    Mais de 170 A220s foram entregues a dez operadoras na Ásia, América do Norte, Europa e África, provando a grande versatilidade do último membro da família da Airbus.

    Fonte: Airbus via Redação Forças de Defesa 14 set 2021

    Ante este desempenho superlativo (segundo a Airbus), como fica o Embraer 195-E2?

     

  20. Meus prezados

    Lockheed Martin revela protótipo de avião supersônico X-59 QueSST

    spacer.png

    Crédito: Lockheed Martin

    A Lockheed Martin Corp divulgou uma foto do primeiro protótipo de seu avião X supersônico, o X-59 Quiet SuperSonic Technology (QueSST), durante o início do processo de montagem final.

    X-59 QueSST (Quiet Supersonic Technology) será usado para coletar dados de resposta da comunidade sobre a aceitabilidade de uma explosão sônica silenciosa gerada pelo design exclusivo da aeronave. Os dados ajudarão a NASA a fornecer aos reguladores as informações necessárias para estabelecer um padrão comercial aceitável de ruído supersônico para suspender a proibição de viagens supersônicas comerciais por terra.

    O X-59 medirá 96 pés de comprimento, terá envergadura de 29,5 pés, alcançará velocidades de Mach 1,4 e voará a uma altitude de 55.000 pés. Um requisito fundamental do projeto do X-59 é replicar os efeitos do ruído de aeronaves supersônicas maiores, de modo que possa ser usado para conduzir uma série de testes em comunidades nos EUA para avaliar a percepção do ruído pelo público.

    A estrutura bruta de um protótipo de tal avião, o X-59, acaba de ser montada nas instalações da Lockheed Martin, empreiteira da NASA, em Palmdale, Califórnia. O avião de 99 pés de comprimento (30 metros) e 24.000 libras (10.000 kg) de um assento pode voar para o céu já no final de 2022, abrindo caminho para uma nova era de aviação supersônica.

    Não há como não notar um caça a jato supersônico voando sobre sua cabeça; os estrondos sônicos não são apenas altos, mas criam vibrações que você pode sentir. Conforme o avião explode no ar, ele cria ondas sonoras. Mas, como o avião viaja mais rápido do que a velocidade do som, ele avança deixando as ondas em seu rastro colidindo umas com as outras. O estrondo que as ondas produzem, semelhante a um tiro, pode sacudir a mobília e até estilhaçar vidros.

    Por exemplo, o boom supersônico produzido pelo icônico Concorde, a única aeronave de passageiros supersônica da história (aposentada em 2003), atingiu 105 decibéis, quase tão alto quanto um trovão nas proximidades.

    O X-59, em comparação, não deve fazer mais barulho do que a porta de um carro batendo a 6 metros de distância, de acordo com a NASA.

    https://youtu.be/J242W7g51BY

    “A amplitude da onda sonora gerada por nosso avião é provavelmente cinco a oito vezes menor do que a gerada pelo Concorde”, disse David Richwine, vice-gerente de projeto de tecnologia da NASA para o projeto Low Boom Flight Demonstrator, à Space.com. A designação do avião pela NASA é o avião experimental X-59 Quesst, com Quesst abreviação de Quiet SuperSonic Technology.

    “Estamos tentando gerar uma onda de choque muito mais amena e de amplitude muito menor e também criar um tempo de subida mais longo para essa onda de choque no avião, de modo que as ondas sonoras não se juntem e criem um estrondo alto como fazem nos aviões supersônicos existentes ”, disse Richwine.

    Essa redução de ruído pode no futuro persuadir os reguladores a permitir que aviões supersônicos sobrevoem áreas habitadas. Até agora, por causa da interrupção causada pelo boom supersônico, as viagens aéreas supersônicas só são permitidas sobre os oceanos.

    Esse nariz comprido, no entanto, criou outros desafios técnicos que os engenheiros tiveram de resolver. A forma suave e gradual do nariz evita que a cabine do X-59 tenha uma visão direta do que está na frente. Em vez disso, o piloto olha para telas de alta definição que são alimentadas por entrada de vídeo de um sistema de visão externo. “O Concorde tinha um nariz inclinado que permitia aos pilotos ver a terra para que pudessem realmente ver onde estavam pousando”, disse Richwine. “Graças ao progresso técnico conquistado desde o desenvolvimento do Concorde, pudemos usufruir das câmeras de alta definição e telas de TV que temos hoje. Isso nos permitiu desenvolver uma capacidade de 'ver a terra' que é muito mais leve e simples.”

    A NASA espera que o X-59 possa abrir caminho para uma nova era de viagens supersônicas, que pode fazer as pessoas cruzarem os continentes na metade do tempo que leva atualmente. Depois que o avião voar pela primeira vez, provavelmente no final do próximo ano, a agência espacial fará uma extensa campanha de testes que verá o X-59 sobrevoar comunidades selecionadas nos Estados Unidos. Após cada voo, os residentes locais serão questionados para responder a perguntas sobre o quanto eles notaram o som supersônico reprojetado.

    Os fabricantes de aeronaves poderiam então usar as tecnologias desenvolvidas como parte do projeto X-59 para desenvolver aviões comerciais maiores, que poderiam transportar até 120 passageiros.

    Fonte: Fighter Jets World 8 set 2021

    Trad./adapt. jambock

     

  21.  

    Meus prezados

    Automated People Mover (APM)

    Aeroporto de Guarulhos terá veículo sobre trilhos a partir de 2024

    Contrato foi assinado entre o governo e a concessionária, as obras começam em janeiro do próximo ano

    spacer.png

    Veículo sobre trilhos que ligará sistema ferroviário aos terminais do aeroporto - Foto: Divulgação

    O termo aditivo do contrato de concessão do aeroporto internacional de São Paulo (GRU), em Guarulhos, que inclui a construção do chamado Automated People Mover (APM), foi assinado nesta quarta-feira (8).

    O APM é um veículo sobre trilhos integralmente automatizado que ligará os três terminais à estação Aeroporto-Guarulhos da linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (Cptm). As obras começam em janeiro de 2022 e tem previsão de duração de 24 meses.

    Estão previstos investimentos de quase R$ 272 milhões no novo transporte. Parte deste valor será arcado pela outorga que a GRU Airport pagaria à União. O novo modal terá 2.731 metros de extensão e terá três composições com capacidade para 200 pessoas cada.

    Atualmente, é preciso utilizar ônibus cedidos pela concessionária para se deslocar da estação ferroviária aos terminais. Estima-se que haverá uma economia de 40% no tempo de viagem e de espera.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 8 set 2021

     

  22. Meus prezados

    Recorde insano

    Avião decola dentro de um túnel e estabelece cinco recordes mundiais

    Piloto tinha milissegundos para corrigir trajetória de voo, mantendo mais de 245 km/h

    spacer.png

    Aeronave voou extremamente próximo da estrutura de concreto, mantendo velocidade média de 245 km/h

    Um recorde inusitado, perigoso e único foi registrado pelo piloto de acrobacia Dario Costa, que na manhã de hoje (4) voou com seu avião por um complexo de túneis rodoviários em Çatalva, na Turquia.

    O arrojado piloto decolou do primeiro túnel às 6h43 (horário local), cruzando um complexo viário com dois túneis e um viaduto conectando ambos. A velocidade média do avião, Zivko Edge 540, foi de 245 km/h, voando poucos centímetros do teto do túnel enquanto as asas passavam a menos 4 metros das paredes laterais.

    https://youtu.be/UNyRRHxc0W4

    Segundo a equipe, as reações do piloto exigiam tempos interiores aos 250 milissegundos, com comandos no manche e pedais de milímetros para manter a correta trajetória de voo.

    Um dos desafios mais complexos era controlar o turbilhonamento do ar gerado pela hélice, assim como o fluxo de ar ao redor do avião, dentro da construção. Um dos momentos mais críticos foi após a saída do primeiro túnel, que além da mudança de luminosidade instantânea, expôs ao longo de 360 metros o avião aos ventos laterais, enquanto o piloto direcionava a trajetória para ingressar no segundo túnel.

    “Quando saí do primeiro túnel, o avião começou a se mover para a direita por causa do vento cruzado e, na minha cabeça, tudo ficou mais lento naquele momento. Reagi e apenas me concentrei em colocar o avião de volta no caminho certo para entrar no outro túnel”, disse Dario Costa, a equipe da Red Bull após o voo.

    Da decolagem até a saída do segundo túnel, o avião percorreu 2,26 km, sendo 1.610 metros dentro de um único túnel.

    Patrocinado pela Red Bull, fabricante tradicionalmente ligado a esportes radicais e recordes arriscados, o aviador italiano estabeleceu cinco marcas mundiais confirmadas pelo Guinness, o livro dos Recordes. Os recordes obtidos hoje foram: primeiro voo de avião por um túnel; voo mais longo sob um obstáculo sólido; primeiro voo de avião por dois túneis; voo mais longo dentro de um túnel; e primeira decolagem de avião de um túnel.

    “Eu nunca voei em um túnel na minha vida - ninguém nunca tinha feito isso - então havia um grande ponto de interrogação na minha cabeça se tudo sairia como esperávamos”, disse Costa.

    Após cruzar o complexo de túneis o piloto realizou um looping, antes de pousar na rodovia.

    Fonte:  Edmundo Ubiratan – Aero Magazine 4 set 2021

     

    • Like 3
  23. Meus prezados

    Entregas do Boeing 787 podem ficar interrompidas até o fim de outubro

    Autoridades dos Estados Unidos rejeitaram inspeção até que impasse seja resolvido

    spacer.png

    O 787 é um dos dois modelos da Boeing que tem registrado problemas de fabricação desde o fim de 2020

    Por conta da rejeição de um pedido de inspeção do modelo pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), as entregas de novos 787 Dreamliners poderão permanecer paralisadas até pelo menos o fim de outubro.

    Segundo o norte-americano The Wall Street Journal, o imbróglio começou em julho, quando o órgão apontou que algumas destas aeronaves apresentavam alguns problemas no nariz e que precisava ser corrigido antes que as companhias aéreas as recebessem.

    Segundo a publicação, os dois lados se reuniram no início de agosto, mas a FAA permaneceu taxativa quanto à necessidade da Boeing resolver o impasse interno sobre a segurança do modelo. Um assessor disse que a empresa estava comprometida em fornecer total transparência com os reguladores, de modo que a situação possa ser normalizada logo.

    Tanto o 787 quanto o 737 MAX têm sido afetados por anomalias no sistema elétrico, além de outros percalços desde o final de 2020. O modelo de fuselagem larga (widebody) havia retomado as entregas em março, depois de um hiato de cinco meses.

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 6 set 2021

  24. Meus prezados

    Mais dor de cabeça

    Acionistas podem processar a Boeing por acidentes com o 737 MAX

    Fabricante se diz 'decepcionada' com a decisão da Justiça

    Decisão judicial pode fazer com que fabricante desembolse bilhões de dólares

    A Justiça do Estado de Delaware, nos Estados Unidos, decidiu que acionistas da Boeing podem processar a empresa, por falta de monitoramento da segurança e da aeronavegabilidade do 737 MAX. Os dois acidentes envolvendo aeronaves da Lion Air e da Ethiopian Airlines, que mataram 346 pessoas, foram os fatores decisivos para o parecer final.

    Segundo o juiz Morgan Zurn, em parecer publicado na terça-feira (7), "embora possa parecer insensível diante de suas perdas, a lei corporativa reconhece outro conjunto de vítimas: a Boeing como uma empresa, e seus acionistas”, mas que “as principais (...) são, é claro, os falecidos, suas famílias e seus entes queridos”.

    O magistrado acrescentou ainda que, mesmo após a queda do voo JT610 da Lion Air em 29 de outubro de 2018, que matou 189 passageiros e tripulantes minutos após a decolagem de Jacarta (CGK), o foco das reuniões do conselho da fabricante em dezembro, em relação ao 737 MAX e o acidente, foi para restaurar a lucratividade e a eficiência, ignorando a gravidade da situação.

    Em resposta, a Boeing se mostrou ‘decepcionada’ com a decisão e afirmou que, em 2020, os custos não litigiosos sobre este caso incorreram em US$ 20 bilhões (R$ 104,4 bilhões) e os litigiosos em US$ 2,5 bilhões (R$ 13 bilhões).

    Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 8 set 2021

     

  25. Meus prezados

    Embraer entrega seu 1.500º jato executivo, um Phenom 300E, para operadora de fretamento na Suíça

    Melbourne, Flórida, 3 de setembro de 2021 – A Embraer anunciou, hoje, a entrega de seu 1.500º jato executivo, uma impressionante conquista alcançada em apenas duas décadas. A média do setor, para referência, é de 34 anos para atingir essa marca.

    A aeronave comemorativa é um Phenom 300E, o jato da categoria Leve mais vendido por nove anos consecutivos, que foi entregue à Haute Aviation, uma empresa suíça de fretamento, revenda e gestão de aeronaves.

    “É uma grande satisfação anunciar a entrega do 1.500º jato executivo da Embraer. Esta entrega histórica à Haute Aviation reflete nosso compromisso em oferecer a melhor experiência em aviação executiva”, disse Michael Amalfitano, presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva. “Com nosso portfólio líder da indústria, sempre buscamos redefinir a experiência do cliente por meio de tecnologia, desempenho e conforto. Estamos animados em oferecer esta experiência para a Haute Aviation e recebê-la como cliente da Embraer”

    Procurando diversificar seu portfólio, que inclui um turboélice monomotor e uma aeronave de longo alcance, a Haute Aviation decidiu expandir as operações com o Phenom 300E. A aeronave, com alcance de 2.010 milhas náuticas (3.724 km) sem escala, permitirá que seus clientes possam se deslocar pela Europa sem necessidade de paradas. A Haute Aviation está sediada no aeroporto de Saanen-Gstaad, localizado na região dos Alpes Suíços, local muitas vezes considerado operacionalmente desafiador. No entanto, com excelentes capacidades de decolagem e subida, o Phenom 300E demonstra desempenho incomparável em toda a região, também pelo fato de contar com tecnologias como Sistema de Visão Sintética (Synthetic Vision System – SVS) para fornecer maior consciência situacional e sistema de alerta e prevenção de saídas de pista (Runway Overrun Awareness and Alerting System – ROAAS) – a primeira tecnologia desse tipo a ser desenvolvida e certificada na aviação executiva.

    spacer.png

    A Haute Aviation também destacou a velocidade como fator decisivo para aquisição da aeronave, já que o Phenom 300E é o jato mais rápido e de maior alcance da categoria, capaz de atingir Mach 0,80, permitindo que seus clientes cheguem ao destino com mais rapidez e com muito mais conforto. O Phenom 300E pode alcançar toda a Europa a partir da Suíça, com todos os assentos ocupados, de forma mais rápida do que qualquer outra aeronave do segmento.

    “Para a Haute Aviation, o novo Phenom 300E é o melhor produto do mercado para completar a nossa frota. Acreditamos que uma aeronave a jato bimotor irá agradar aos nossos passageiros que preferem não voar em uma aeronave monomotor, oferecendo alto desempenho sem comprometer o alcance e a capacidade de carga útil”, afirmou Catherine Tamagni, chefe de Marketing e Comunicação da Haute Aviation. “Estamos muito confiantes que nossos clientes ficarão impressionados com o fantástico acabamento do interior, com a melhor altitude de cabine, o baixo ruído e extremo conforto. O Phenom 300E também tem um dos melhores banheiros em sua categoria, equipado com porta, duas janelas grandes e com assento certificado para decolagem e pouso. Estamos ansiosos para apresentar o Phenom 300E aos nossos clientes, bem como aumentar nossa parceria com a Embraer”.

    Com mais de 950 clientes e 1.500 aeronaves comercializadas, em mais de 80 países, os negócios de aviação executiva da Embraer acumulam uma taxa de crescimento anual de 22% desde 2002, quando o primeiro modelo de jato executivo foi entregue. Em 2020, um em cada quatro jatos de pequeno e médio porte entregues no mundo era da família Phenom ou Praetor.

    spacer.png

    1-500th-EEJ-Delivery-17-2100x1401-57eb0b

    1-500th-EEJ-Delivery-14-2100x1401-567033

    1-500th-EEJ-Delivery-16-2100x1401-59abef

    1-500th-EEJ-Delivery-15-2100x1401-426554

    spacer.png

    Sobre a Embraer Aviação Executiva

    spacer.png

    A Embraer está criando hoje o futuro da aviação executiva, utilizando inovação, design e tecnologia líderes na indústria – ao mesmo tempo em que incorpora práticas sustentáveis. Como uma empresa global com mais de 50 anos no setor aeroespacial, a Embraer oferece a melhor experiência em aviação executiva por meio de produtos que apresentam desempenho, conforto e tecnologia inovadores. Seu portfólio é composto pelo Phenom 100EV, que oferece a experiência da aviação executiva em sua forma mais pura; o Phenom 300E, que é o jato leve mais vendido dos últimos nove anos consecutivos; e o Praetor 500 e o Praetor 600, que com o melhor alcance de suas categorias, lideram o mercado como as aeronaves mais inovadoras e tecnologicamente avançadas de médio e supermédio porte, capazes de cruzar continentes e oceanos, respectivamente. Todos os dias, os jatos executivos da Embraer operam em todo o mundo apoiados por uma rede de suporte ao cliente sólida e ágil, que é referência em toda a indústria. Para obter mais informações, visite www.executive.embraer.com.

    Sobre o Phenom 300E

    O Phenom 300E tem desempenho entre os melhores jatos da categoria leve, com velocidade máxima de cruzeiro de 453 nós (839 km/h) e um alcance de 3.650 quilômetros (1,971 milhas náuticas) com seis ocupantes nas condições NBAA IFR. Com a melhor razão de subida e desempenho de pista da sua classe, o Phenom 300E tem custos de operação e de manutenção menor do que seus concorrentes. A aeronave voa a uma altitude de 45 mil pés (13.716 metros), propulsionada por dois motores Pratt & Whitney Canada PW535E, com 3.360 libras de empuxo cada.

    Divulgação: Embraer via Redação Forças de Defesa 3 set 2021 

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade