Jump to content

Sydy

Usuários
  • Content Count

    7,116
  • Joined

  • Last visited

About Sydy

  • Birthday 01/15/1970

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    SJK
  • Data de Nascimento
    15/01/1970

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SJK

Recent Profile Visitors

5,993 profile views
  1. Vai completar um ano e nada. Em breve, devem finalizar as buscas e dar como "aeronave desaparecida". ADS-C pra óntem!!!
  2. ppjr, Eu confio nos cálculos da immarsat. Sei que tem muita engenharia por trás, pouca gente entende realmente, mas tem fundamento sim. Agora é uma busca longa. Acho que levarão anos procurando... Na minha concepção (com m ficou fogo ai em cima...) eu acredito que não cessarão as buscas até encontrar algo. Abcs, Sydy
  3. Postal, Respeito sua comcepção, mas me dou o direito de discordar. Tem muito mais coisa envolvida nessa história do que "somente" o luto das famílias. As indústrias (aeronáutica e de segurança) como um todo querem o paradeiro dessa aeronave. Muito mais do que vc pensa. Abcs, Sydy
  4. Mieus 2 cents vão para que achem destroços em uns 8 anos... Se acharem...
  5. Bruno, Acho que muita coisa mudará na indústria, mas o tempo dirá o que. Infelizmente sempre o cliente pagará a conta. De qqer forma, o "flight tracking" via satélite já está disponível por cerca de 1USD/hr voo, basta o operador contratar esse serviço. Veremos o que acontecerá. Abcs, Sydy
  6. Por que eles funcionam só em 25% dos casos e, nesse especificamente, foram parar a uns 3.000m de profundidade. Abcs, sydy
  7. Bem... Sendo bem pessimista, eu não acho possível, depois de uma semana ou quase 10 dias, ainda ter objetos agrupados e flutuando, mas... Esse acidente está tudo de estranho... Simplesmente não acredito até que recolham algo do avião. Abcs, Sydy
  8. Oi Bruno, Privacidade no trabalho? No meu eu só tenho quando vou no banheiro para o número 2, pois até o número um não ficamos sossegados. Se eu fosse patrão, classificaria o CVVR (Cockpit Video and Voice Recorder) da mesma forma que um CVR. Quer trabalhar pra mim? Vai voar o avião com o equipamento que está instalado. Extrapolando e sendo até jocoso (não me entenda mal), poderíamos classificar a tranca da cabine como cárcere privado. kkkkkk A verdade é que vão espernear sim, mas a regra do sangue falará mais alto. rmborges, Isso já aconteceu. Uma cmra ligou para o centro
  9. Prezados, Não acharam nada e ainda penso que não acharão. O que os senhores podem ter certeza é que haverá mudanças grandes na indústria: - Câmera no cockpit? Plausível; - Acft position tracking real time? Plausível pacas e já disponível por USD1/hr de voo; - Estudos sobre fogo/combate ao fogo a bordo? Muito provável; - Mudança de procedimentos para saída de um dos pilotos da cabine? Plausível e algumas companhias já implementaram; - Pesquisa para um melhor ELT (pois o que há hj de 121.5 falha horrivelmente e de forma recorrente)? Muito plausível! - Dual control com uma ground st
  10. Sérgio, A prova é circunstancial e por isso, pra mim, é inconclusiva. Não acharam NADA e acho que nem vão achar. Talvez em uns 50 ou 70 anos achem alguma coisa. Abcs, Sydy
  11. Aramarcos, Concordo com você em parte. É aquele ditado: Sem corpo não há assassinato. O grande embróglio agora será como definir que seguro pagará as indenizações. Será o da Boeing ou o da Malasya? A verdade é que um acidente desse porte e dessa natureza pode vir até a falir uma companhia aérea. (vide Lockerbie e outros). Literalmente bateram o martelo com uma análise por software. Pings serviram para comprovar a queda (pra mim ainda é inclonclusivo). Não conseguiram recuperar absolutamente NADA do avião. A área é uma das mais isoladas do mundo e, pra mim, somente algumas áreas
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade