Jump to content

alferreira

Usuários
  • Content Count

    770
  • Joined

  • Last visited

About alferreira

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Santos/SP/Brasil
  • Data de Nascimento
    10/06/1967

Profile Information

  • Location
    Santos

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. A345_Leadership: excelente suas explanações! Concordo em gênero, número e grau! Muito obrigado.
  2. Se tivessem uns A320neo LR dariam conta de algumas rotas servidas pelo A330?
  3. O exemplo citado, da Pan Am, mostra que até as gigantes (de qualquer setor) podem, um dia, quebrar. Claro, é desejável que ninguém torça contra (acho que nem os concorrentes torcem contra), sempre almejando o sucesso e saúde financeira das empresas - ainda mais nós que somos fãs de aviação. Mas, como cantava Jorge Benjor: prudência, dinheiro no bolso e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Lembro do caso da Swissair, querida pelo governo da Suíça que mesmo com aportes oficiais, quebrou. Claro, a situação era completamente diferente da de hoje, mas o problema básico era o mesmo: falta
  4. Poxa, e pensar que a primeira vez que voei foi em um A300 da Cruzeiro do Sul, em 1980 (setembro, aeronaves estalando de novas). A Cruzeiro já foi embora há décadas mas o A300 continua aí, voando...
  5. Achei (do mesmo incidente): Outra peça do equipamento, um corrimão de ferro com cerca de um metro, caiu sobre um motel na mesma avenida. A peça furou o teto que cobria o estacionamento de uma das suítes, mas ninguém se feriu.
  6. Imagina você sentado na beira da piscina, tomando um solzinho no jardim ou fazendo aquele churrasquinho com a família. E, de repente, começam a cair na sua cabeça, pacotes da DHL. E para piorar, nenhum deles é a sua encomenda atrasada... Me lembrou um caso de um Fokker da TAM que a porta caiu em um supermercado no Ipiranga (SP), logo após decolar (tinha lido na época que tinha caído em um motel no Jabaquara).
  7. Concordo plenamente com você: pensava que seria bem mais... Em alguns posts desse tópico li R$ 15k, mais plausível. Não sendo "off topic" a ITA aparenta ter salários abaixo ou acima da média do mercado?
  8. Ia perguntar isso também. E, no início, esse segundo sensor era item opcional de compra? E um aviso do MCAS de divergência de dados: é alguma luz de advertência ou alteração em software para alguma tela do glass cockpit (não conheço o termo correto das telas do painel)?
  9. Lembrando que 757 tinha (não, ainda tem vários voando) o 200 e o 300: 757-200 Capacidade de passageiros (classe única): 221/228, 239 max MTOW: 255,000 lb / 115,660 kg Alcance: 3,915 nmi / 7,250 km 757-300 Capacidade de passageiros (classe única): 280, 295 max MTOW: 273,000 lb / 123,830 kg Alcance: 3,400 nmi / 6,295 km A321neo XLR (segundo o site da Airbus): Capacidade de passageiros (classe única): até 244 MTOW: 101 toneladas Alcance: até 4.700 nm (8.700 km) A321neo LR (segundo o site da Airbus): Alcance
  10. Não sei se pode-se chamar de erro a Boeing ter abandonado o 757 ao invés de aperfeiçoa-lo. Talvez a tecnologia que temos hoje (em especial quanto aos motores) não estava disponível na época, não tendo como aperfeiçoar o 757. Talvez agora, pegar o projeto do 757 e moderniza-lo ao extremo, seja uma opção mais econômica e rápida. Seja qual for o resultado, os "new 757" e A321 LR e XLR substituirão os wide-bodies em muitas rotas... Algumas viagens aéreas vão ficar mais chatas e claustrofóbicas: opinião minha, que já fez GRU-MCO a bordo de 737-700 (detestei a experiência). O pós-Covid-19
  11. Será que é fácil de achar peças de reposição (ainda que ele fique só estático, claro) para deixa-lo o mais original possível? Ebay, Mercadolivre?
  12. Minha mãe morava, à época, no nº 52 da Vahia de Abreu. O quarto dela - do outro lado desta imagem, esta é da sala, ficava a 10 metros do exato local da queda (o terreno faz divisa com o prédio). Essa foto foi 24 horas depois do acidente, quando me foi permitida a entrada no imóvel para buscar remédios da minha mãe. O prédio é de apenas térreo + 1 andar. O buraco à frente da janela foram peças que passaram por cima do apartamento de minha mãe, vindo a cair por cima de ma garagem. No chão da sala estava uma das máscaras de emergência: não toquei em nada, apenas informei ao pessoal da
  13. Infelizmente o site do Jornal não permite copiar-colar o texto. Mas não há nenhuma imagem de corpos ou partes deles: são imagens feitas em um hangar da Base Aérea de Santos, somente com peças da aeronave. Textos, fotos, artes e vídeos de A Tribuna estão protegidos por lei. O objetivo é resguardar o investimento do Grupo Tribuna na qualidade constante de seu jornalismo. Para compartilhar esse material, utilize o link: https://www.atribuna.com.br/cidades/fotos-inéditas-de-2014-mostram-destroços-do-avião-de-acidente-que-matou-eduardo-campos-1.114792) https://www.atribun
  14. Eu não acredito no que li. São adultos: se fossem crianças pulando o muro para pegar uma pipa se entenderia, mas os caras vem armado, de carro, de barco, tem infraestrutura para cometer esses crimes, ameaçam, dão prêmios, que coisa maluca! Que graça tem? Coisa de crianção, que não teve infância? Vai namorar, fazer exercícios, ler, capinar mato! Se baloeiro invade, poderia ser traficantes ou terroristas! E o fato de uma balão desse porte sobre um aeroporto como o Galeão: se atravessa na frente de uma wide-body lotado? Possível tragédia. Vão esperar acontecer uma tragédia para tom
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade