Jump to content

teiacontabil

Usuários
  • Content Count

    2,762
  • Joined

  • Last visited

About teiacontabil

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Feira de Santana/BA/Brasil
  • Data de Nascimento
    18/05/1977

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Feira de Santana-Ba
  1. AVIAÇÃO CIVIL SAC e Prefeitura de Caxias do Sul assinam Termo de Compromisso para construir novo aeroporto Publicado: Quarta, 04 de Dezembro de 2019, 18h03 Última atualização em Quarta, 04 de Dezembro de 2019, 18h41 Obra na Serra Gaúcha vai representar o maior investimento na aviação regional brasileira A construção do novo aeroporto da Serra Gaúcha, em Caxias do Sul, avançou mais uma etapa, nesta quarta-feira (4), com a assinatura do Termo de Compromisso entre a Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura e a Prefeitura de Caxias do Sul. Orçado em R$ 200 milhões, o aeroporto de Caxias do Sul será o maior investimento da SAC em aviação regional. O recurso será proveniente do Fundo Nacional da Aviação Civil (FNAC). O novo aeroporto, que deve ser concluído em quatro anos, vai atender 53 municípios localizados na Serra Gaúcha. O aeródromo ficará situado em uma área de 445 hectares no distrito de Vila Oliva. Terá capacidade de operação para Boeing 737-800, terminal de passageiros de 4,7 mil metros quadrados e 500 vagas, pátio com 26 mil metros quadrados, pista com 1.930 metros de comprimento e 45 metros de largura. Participaram da solenidade, em Brasília, o secretário nacional Ronei Glanzmann e o prefeito Daniel Guerra, que assinaram o documento de forma eletrônica. “Esse investimento é um marco histórico para a SAC”, destacou Glanzmann. Segundo o secretário, os estudos começaram em abril de 2014, quando o Aeroporto Regional Hugo Cantergiani, em Caxias, foi declarado inviável para expansão. Em 2017, a SAC declarou a viabilidade da área de Vila Oliva para o novo empreendimento. O prefeito de Caxias do Sul comemorou a assinatura do termo e agradeceu à equipe da SAC e ao Governo Federal. “O novo aeroporto vai beneficiar 53 municípios da Serra Gaúcha e vai melhorar a infraestrutura da região. A cidade de Caxias está em festa”, disse Guerra. Assessoria Especial de Comunicação Ministério da Infraestrutura Fonte: https://infraestrutura.gov.br/component/content/article.html?id=9338
  2. Hoje faleceu a quarta vítima. Um rapaz de 26 anos. Os demais passageiros foram transferidos para São Paulo e o piloto teve alta.
  3. Técnicos da ANAC ontem e hoje em Guanambi, para inspeção de homologação do aeroporto após a reforma. Poderemos ter o anúncio do voo em breve pela Azul.
  4. Domingo, 17 de Novembro de 2019 - 08:40 Morre ex-piloto Tuka Rocha, envolvido em acidente com avião em Maraú por Mauricio Leiro / Gabriel Rios Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm O ex-piloto de Stock Car, Tuka Rocha, 36, não resistiu aos ferimentos sofridos durante um acidente envolvendo o jato executivo que caiu em Barra Grande, distrito que pertence a Maraú, no baixo sul da Bahia (relembre aqui), e morreu neste domingo (17). A informação foi confirmada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). O ex-atleta teve 80% do seu corpo queimado (veja aqui). Tuka é a terceira vítima fatal do acidente. As irmãs Maysa Marques Mussi, 27, e Marcela Brandão Elias, 37, também morreram (veja aqui). Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ele teve lesões no rosto e mãos, além de ferimentos provocados por inalação de fumaça, que causaram a entubação dele. Entre os ocupantes da aeronave estão: Aires Napoleão, de 66 anos, que pilotava o jato; Fernando Oliveira Silva, de 26 anos, Marcelo Constantino, de 28 anos, neto do Nenê Constantino, fundador da Gol, e Marrie Cavelan, de 27 anos. Além deles, Eduardo Trajano Telles Elias, de 38 anos, que era casado com Marcela Brandão Elias, e o filho do casal, também chamado Eduardo, de 6 anos. Todos estão internados no HGE. Fonte: https://www.bahianoticias.com.br/esportes/noticia/53172-morre-ex-piloto-tuka-rocha-envolvido-em-acidente-com-aviao-em-marau.html
  5. Já em discussão: http://forum.contatoradar.com.br/index.php?/topic/128569-grupo-iag-compra-aireuropa-por-1-bilhão-de-euros/
  6. Decolou O grupo alemão que construiu o centro de treinamento da seleção de futebol em Santo André, no sul da Bahia, analisa três áreas de Porto Seguro para erguer um mega aeroporto internacional para atender à alta demanda diária de turistas, conta o Jornal do Sol. Uma das áreas é na rota Eunápolis-Porto, e a outra na região de Trancoso. Fonte: https://diarinho.com.br/colunistas/coluna-esplanada/vitoria-de-mourao/
  7. Que salto para VDC este novo aeroporto.
  8. Poderia ser em um esquema feito a Pantanal em CGH ou isto não é mais permitido? Me lembro de aeronave da TAM com adesivo da operação da Pantanal.
  9. Alguém tem ideia de qual o tamanho da dívida da Passaredo atualmente?
  10. A programação que está no SIROS, a partir de agosto: Azul: 1 VCP, 1 SSA e 1 CNF (E195). Gol: 02 GRU (737-700). Passaredo; 03 SSA (ATR 72)..
  11. E a melhor foto deste dia veio dos @bombeiros_de_aerodromo_vdc! Dois E195 da Azul e um AT72 da Passaredo juntos! Postada na fanpage Aeroporto Glauber Rocha.
  12. Es Este era o voo que levaria a comitiva do Governo do Estado. As operações no novo aeroporto começam amanhã.
  13. Inauguração do novo aeroporto de VDC amanhã, dia 23. Forte componente político: o governador cancelou a participação no evento.
  14. Pacote de incentivos do Governo do Estado garante 161 novos voos semanais Serão implementados 1,15 milhão de novos assentos até 2020, potencializando o turismo baiano. O governador Rui Costa apresentou, nesta sexta-feira (5), o pacote de incentivos à expansão das operações de transporte aéreo de passageiros na Bahia e os primeiros resultados das medidas, que incluem a implantação, pelas companhias Azul, Gol e Passaredo, de 161 novos voos com frequência semanal, dos quais 55 serão para o interior baiano. Onze novos trechos partindo de aeroportos do estado passarão a ser ofertados por estas companhias. Tomando-se por base os números do ano passado, as companhias que já aderiram ao pacote irão ofertar um total de 1,15 milhão de novos assentos: a oferta passará de 3,26 milhões para 4,4 milhões de assentos, o que representa um incremento de 36%. A expectativa do Governo do Estado é que a maior oferta tenderá a baratear os preços das passagens. De acordo com o decreto 19.116, publicado na edição desta quinta-feira (4) do Diário Oficial do Estado, a alíquota mínima de ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) será de 3%, a qual irão fazer jus as empresas que cumprirem critérios relativos à ampliação do número de assentos nos voos que operem em aeroportos baianos. Já a alíquota máxima cairá dos atuais 18% para 12%. O pacote também prevê alíquotas intermediárias. A empresa com maior ampliação é a Azul, que implantará 73 novos voos com frequência semanal. A Azul terá quatro novos trechos como consequência do pacote de incentivos: Salvador a Aracaju, Salvador a Maceió, Salvador a Guarulhos (São Paulo) e Vitória da Conquista a Campinas. Além disso, passará a ser oferecido regularmente o trecho de Salvador a Teixeira de Freitas, que só havia sido operado no último verão. Ao todo, a empresa contará com 560 mil novos assentos partindo de aeroportos baianos até o próximo ano, ampliando a oferta em 43%: de 1,3 milhão em 2018 para 1,9 milhão em 2020. A Gol irá operar 53 voos semanais adicionais, dos quais 14 para o interior. Haverá dois novos trechos: de Vitória da Conquista a Guarulhos (São Paulo) e de Salvador ao Rio de Janeiro (Santos Dumont). Serão 470 mil novos assentos até 2020, um incremento de 27% com relação a 2018. O total de assentos em oferta pela Gol saltará de 1,7 milhão para 2,2 milhões. Na Passaredo, 35 voos adicionais serão implantados até dezembro. Os novos assentos somarão 120 mil até 2020, com incremento de 58% ante o total do ano passado. A empresa vai implantar uma nova base de voos regionais na Bahia, ampliando os serviços no trecho Salvador-Petrolina, retomando o trecho Barreiras-Brasília e incrementando os trechos entre Ilhéus, Teixeira de Freitas e Aracaju. As três companhias já garantiram 11 novos trechos partindo de aeroportos baianos: - Salvador – Aracaju (Azul) - Salvador – Maceió (Azul) - Salvador – Guarulhos (Azul) - Vitória da Conquista – Campinas (Azul) - Salvador – Teixeira de Freitas (Azul) - Vitória da Conquista - Guarulhos (Gol) - Salvador - Rio de Janeiro (Gol) - Barreiras - Brasília (Passaredo) - Salvador - Ilhéus (Passaredo) - Salvador - Teixeira de Freitas (Passaredo) - Salvador – Aracaju (Passaredo) Entenda o pacote de incentivos A nova alíquota de 12% em substituição à de 18%, valerá, de acordo com o decreto, para todas as empresas aéreas que operem em aeroportos localizados em território baiano. A alíquota cairá para 10% para empresas que operarem em quatro aeroportos baianos, e para 7% para as que mantiverem operação em dez aeroportos. O decreto prevê, ainda, a redução gradual das alíquotas, que poderão chegar até o mínimo de 3% com base em metodologia de cálculo que estimula a ampliação do número de assentos nos voos com saída de aeroportos baianos, tomando por base os números de 2018. A primeira queda de alíquota, de dois pontos percentuais, ocorrerá quando o número de assentos por empresa em decolagens de aeroportos baianos registrar ampliação de 15%. As demais quedas de alíquota, de um ponto percentual, ocorrerão a cada ampliação de 8% no número de assentos. Sistema de pontos Para estabelecer o aumento do número de assentos, o cálculo estabelece um sistema de pontos que variam conforme o tipo de voo. Os assentos de voos internacionais serão multiplicados por 5, os de voos entre cidades baianas, por 2, e por 1,5 aqueles que saírem das cidades turísticas de Valença, Ilhéus, Lençóis, Porto Seguro e Teixeira de Freitas rumo a destinos interestaduais. Para voos que saírem de outros aeroportos baianos para destinos fora da Bahia, o peso será 1. Para ter direito às reduções de alíquota, a prestadora de serviço de transporte aéreo fica condicionada, ainda, a manter os voos regulares de passageiros para, no mínimo, a quantidade de aeroportos atendidos no Estado da Bahia em 2018, o mesmo valendo para os voos internacionais já existentes. Os incentivos valem até 31 de dezembro de 2025. Fonte: http://www.dimasroque.com.br/2019/07/pacote-de-incentivos-do-governo-do.html
×
×
  • Create New...