Jump to content

Loloalkmim

Usuários
  • Content Count

    99
  • Joined

  • Last visited

About Loloalkmim

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Por aí...
  • Data de Nascimento
    00/00/0000

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Por aí
  1. Sim, é possível. Entretanto se estiver abaixo de 140kt a RAT não funciona mais
  2. Ahh saudades do Concorde. Fez esse trajeto em 2 hr 52 min 59 sec em 1996
  3. Mas a Passaredo não vai operar na ponte. Acalma seu hate aí
  4. Porque os outros custos das empresas aéreas (principalmente combustível e dólar) se mantiveram durante o período né?
  5. 105 milhões de dólares, o que dá estes 400 ou 405 milhões de reais, dependendo do câmbio que usar
  6. Azul quer levar Avianca para ampliar operação em Congonhas https://moneytimes.com.br/azul-intensifica-queda-apos-fundador-manifestar-interesse-na-avianca-brasil/ Por Investing.com – Na tarde desta sexta-feira (14), as ações da Azul (AZUL4) caem 0,62% a R$ 33,69, com notícia de que a companhia aérea estuda fazer uma proposta para adquirir a Avianca Brasil. A declaração foi dada por David Neeleman, fundador e presidente do conselho de administração da Azul, ao site do Valor Econômico. Atualmente, a Avianca é controlada pela Synergy Group, dos irmãos José e Germán Efromovich, e tem dívidas de R$ 493,9 milhões, tendo entre os principais credores a Petrobras (PETR4) (R$ 60,7 milhões), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (R$ 49,9 milhões), GE Celma (R$ 48,5 milhões) e Pratt & Whitney (R$ 28,9 milhões) Ao jornal, o executivo declarou que está disposto “a fazer algo que seja melhor para a Azul e os credores da Avianca”. Segundo ele, quando uma empresa entra em recuperação judicial, está com alto endividamento e com recursos insuficientes. Dessa forma Neeleman confirma que se a empresa estiver a venda, a Azul tem interesse. Para a Azul, a Avianca é uma boa oportunidade, por possuir slots em aeroportos como como Guarulhos, Congonhas e Santos Dumond, que possibilitaria expansão importante para a companhia fundada por Neeleman. Ontem, o presidente Michel Temer assinou uma Medida Provisória (MP) que permite o capital estrangeiro ter o controle de 100% de uma companhia aérea no país. A legislação atual permite a participação estrangeira em até 20% no capital social de uma aérea. O jornal também informa que a edição da MP foi combinada com Paulo Guedes, futuro ministro da Economia do governo eleito de Jair Bolsonaro. A medida assinada pelo presidente poderá ajudar a retomada da Avianca, que mexeu com o setor nesta semana ao entrar com pedido de recuperação judicial. A companhia poderá receber aporte de um grande investidor externo para se recapitalizar e pagar os credores. Segundo o Valor Econômico, a americana United já havia feito uma parceria com a Avianca Holdings na Colômbia. Em entrevista à Reuters, o investidor German Efromovich, controlador da Avianca Holdings, disse considera a MP uma “boa notícia” e que está negociando com fundos a injeção de capital na companhia aérea.
  7. Curiosidade: em um possível crescimento futuro da empresa, onde ela precise de mais aviões, como fica? As empresas de leasing se negam, ou fazem contratos com valores bem mais altos?
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade