Jump to content

ptmzq

Usuários
  • Content Count

    108
  • Joined

  • Last visited

About ptmzq

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    BELO HORIZONTE
  • Data de Nascimento
    01/01/1985

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Bresil
  1. Com o prejuízo que vão ter devido a esses acidentes dava pra ter feito uma asa nova com trem de pouso mais alto e motores melhores posicionados
  2. If it's not Boeing, I'm not goi... ah deixa pra lá
  3. esta apenas 737-8 agora como identificação das aeronaves
  4. estão retirando o nome MAX no nariz das aeronaves gol... não ficaria surpreso se a Boeing parasse de chamar o modelo de MAX também
  5. Não tem TGV em Nantes, daria pelo menos 16h de trem entre as cidades
  6. Máscaras de oxigênio são liberadas após uma queda de pressão na cabine em voo da Jet Airways, em Mumbai, na Índia, na quinta-feira (20) — Foto: Melissa Tixiera via Reuters Um avião da companhia aérea indiana Jet Airways foi forçado nesta quinta-feira (20) a retornar ao aeroporto de origem minutos depois da decolagem após a tripulação ter esquecido de ligar o sistema automático de pressurização da cabine. O voo fazia a rota entre Mumbai e Jaipur, na Índia. Por causa da súbita perda de pressão na cabine momentos depois da decolagem, mais de 30 passageiros começaram a apresentar sangramentos nas orelhas e narizes e tiveram que receber tratamento médico após a aeronave retornar a Mumbai. Cinco pessoas apresentaram leve surdez e foram levadas a um hospital. A empresa aérea afirmou que o incidente ocorreu depois de os pilotos falharem em pressurizar a cabine do avião. A tripulação do voo "foi afastada das tarefas programadas e aguarda a investigação", diz a empresa na nota, acrescentando que cooperará totalmente com a agência reguladora de aviação da Índia na apuração do incidente. O Boeing 737-800, que transportava 166 passageiros e cinco tripulantes, atingiu a altitude de 3.350 metros antes de retornar a Mumbai. Fotos e vídeos feitos pelos passageiros a bordo logo chegaram às redes sociais. "Situação de pânico devido a uma falha técnica no @jetairways 9W 0697 indo de Mumbai para Jaipur", tuitou Darshak Hathi. Outro passageiro disse à rede de notícias NDTV, da Índia, que o piloto não fez nenhum anúncio, exceto para afirmar que o voo estava retornando para Mumbai: "Eu estava na classe executiva e a máscara de oxigênio caiu de repente." O incidente é o mais recente de uma série de constrangimentos para Jet Airways, e vem no momento em que a empresa está lutando para cortar custos e se vê envolvida numa disputa salarial com seus funcionários. A companhia, que pertence parcialmente à Etihad Airways, anunciou neste verão europeu que sofreu prejuízo de cerca de US$ 190 milhões no trimestre de abril a junho. Em janeiro, dois pilotos receberam punição por brigar e deixar o cockpit durante o voo entre Mumbai e Londres. Problemas de pressurização em uma aeronave podem ser fatais. Em 2005, um avião da companhia cipriota Helios Airways, que saiu de Larnaca, no Chipre, com destino à Praga, na República Tcheca, foi perdendo oxigênio à medida que subia de altitude até todos os ocupantes, com exceção de dois, ficarem inconscientes. O avião se chocou contra uma montanha a 40 quilômetros de Atenas, matando todos os 121 ocupantes.
  7. Um Boeing 737 da companhia aérea russa Utair pegou fogo após pousar no aeroporto de Sochi, perto do Mar Negro, neste sábado (1º). Dezoito pessoas ficaram feridas, entre elas três crianças, informou o Ministério de Saúde da Rússia. O avião, que tinha partido de Moscou, transportava 164 passageiros e seis integrantes da tripulação. Ele patinou na direção a um rio por volta das 3h (horário de Brasília), segundo a France Presse. A aeronave perdeu partes da fuselagem, da asa e do trem de pouso e começou a pegar fogo. O supervisor do turno do aeroporto, Vladimir Begiyan, que foi um dos primeiros a responder ao acidente, morreu de ataque cardíaco no local, de acordo com o ministro do Transporte, Yevgeny Ditrikh. As autoridades iniciaram uma investigação para determinar a causa do acidente. https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/09/01/aviao-pega-fogo-ao-pousar-em-sochi-na-russia-e-deixa-feridos.ghtml
  8. E um avião sem piloto da munição para ataques remotos ja que nenhum sistema é 100% confiavel
  9. Mas gente... hoje em dia qualquer funcionario na area restrita que tiver coragem consegue roubar um avião... basta saber operar a aeronave e ela estar numa posição facil de sair do pátio para pista... isso foi um ponto totalmente fora da curva e não há muito o que fazer sobre isso
  10. Será que CNF ganharia frequências também com o sucesso em VCP?
  11. A companhia, que tem participação de David Neeleman, fundador e chairman da Azul, é a segunda maior da França e sua frota atual é composta por Airbus A319 e A320. A companhia aérea francesa Aigle Azur fez uma solicitação de slots para ligações entre o Aeroporto de Orly, em Paris, e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas. Para tal ligação, a companhia pretende incorporar a sua frota 2 Airbus A330-200, equipados com motores Pratt & Whitney PW4000 e configurados para 287 passageiros, ainda no primeiro semestre de 2018. Cabe destacar que o Weaving Group vendeu 32% de sua participação na companhia francesa ao empresário David Neeleman, que terá como sócio o grupo chinês HNA. Segue abaixo os horários solicitados: O voo AAF35 pousará em VCP às 20h15 e decolará às 22h15 para Orly como o AAF36. O voo será operado às terças, quintas e sábados. A partir de setembro, haverá também uma frequência adicional às sextas-feiras chegando em Campinas com mesmo horário e numeração, além de outra aos sábados, que chegará às 23h45 como o AAF37 e decolará à 01h45 como o AAF38. https://ponteaerea.net/2018/02/05/aigle-azur-pretende-voar-entre-paris-e-campinas/
×
×
  • Create New...