Jump to content

trident

Usuários
  • Content Count

    231
  • Joined

  • Last visited

About trident

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São José dos campos
  • Data de Nascimento
    02/01/1963

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo
  1. Essa guinada da Argentina vai ser a pá de cal. Nenhum país pode voltar a comer os mesmos erros 2, 3 vezes. Abre o olho Brasil.
  2. Imagina o franqueado, não dá para levar a sério.
  3. O que precisa crescer é MERCADO. Não adianta 15 empresas com o mesmo mercado, tem que crescer bastante para começar a viabilizar uma quarta empresa. Mesmo assim, com 70% do tráfego concentrado entre Brasília, Rio, BH e SP, aí é que não cabe mesmo mais uma grande. Mas serve de bravata para o governo e sonhar sonhar ainda é de graça.
  4. A melhor parte é pedir que a greve seja impedida. Todos os que ainda não foram mandados embora sem receber nada são obrigados a trabalhar sem receber nada para depois serem mandados embora sem receber nada. Como está ficando esse mundo... Já passou da hora parar essa M, pelo menos assim vai tudo mundo pro buraco, não só os empregados.
  5. História bem simples. O cara quebra aempresa, a Azul chega achando que vai levar a parte boa, tem precedente, e vejam como é pernicioso esse precedente. As concorrentes se movimentam para defender suas posições, e assim o fazendo inviabilizam, na prática, essa imoralidade de criar unidades produtivas cujos únicos ativos seriam os slots, concessões públicas. Ninguém quer comprar unidades produtivas, que por serem fictícias serão objetos de eternas contestações jurídicas. Agora que venha o dsfecho inexorável, natural em qualquer economia de mercado.
  6. Boa, querem liberdade e progresso para si e socialismo para os outros. Ignorância ou na fé?? Tentou faz, o Dano é o mesmo.
  7. Claro que concentra, se você tem uma legislação que inclui itens que vão agregar custo vai afugentar potenciais investidores/concorrentes, então concentrando mercado. Como é que se pode querer low cost com essa idéia de que é só repassar custo para os clientes? Mercado tem que ser livre, governo via agência controlando a SEGURANÇA das operações. Outros órgãos gerenciando a concorrência no mercado e cada empresa prestando o serviço da maneira que entender melhor para sua estratégia de negócios. Difícil entender isso??? Não precisa tentar, basta olhar para os países que deram certo, ou será que eles estão errados e nós certos, a exemplo da educação, saúde e segurança.
  8. Ele vai voar direto sim, além de ser mais veloz
  9. Esse movimento inclui operação ETPOS pelo menos 240. O 359 fará o vôo em 2 horas a menos.
  10. Sorry, mas quem defende a proficiência de um piloto de 200 horas, para operar um avião de transporte, na minha opinião, chega a desrespeitar até a profissão. Como é que se pode esperar airmanship de quem não teve tempo de formar um??? Ou então não precisa ter airmanship para voar. Tá errado, muuuuito errado. O cara para poder sentar numa cadeira daquelas precisa ter BAGAGEM, se não tira logo os pilotos. Você se submeteria a um procedimento cirúrgico que requer 2 profissionais em coordenação, e que ambos podem ter que assumir a qualquer momento tarefas vitais, principalmente face a possíveis complicações, sendo um deles aprendiz, com um curso teórico e 6 meses de prática???
  11. Quando eu falo em não voar sem salário eu me refiro tanto a passageiros quanto a Tripulantes. Os variguianos não foram profissionais ao terem ingenuamente postergado o inevitável. Mas na cabeça deles o inevitável poderia ser evitável caso os cofres e benesses públicos viessem em seu socorro, como aliás sempre acontecia. Agora, a lógica de voar sem receber para preservar a empresa é inversa. O cara não recebe porquê os dirigentes acham que não vão parar. Ao não parar ele prefere pagar outros credores e assim vai. O Pax que voa sabendo que não pagam os tripulantes não está ajudando ninguém, a não ser o patrão. Há, esqueci, e legal voar por 140 reais né? Bom vôo...
  12. O cara que entra num avião sabendo que o piloto não está recebendo salário não pode nem reclamar.
  13. Há 15 anos a vermelha constatou irrefutavelmente que o mercado não comporta serviço Premium na nacional. Quase TODAS as empresas do planeta se moveram para adequação ao que pedia o mercado, qualidade com preço baixo. O cliente não quer pagar mais por espaço e comida a bordo, pelo menos na tarifa básica. Foram anos aprimorando esse modelo, para chegar hoje ao que se tem. Certo ou errado, foi o resultado da realidade se impondo ao romantismo da aviação glamour de décadas passadas. Aí chega um iluminado e diz, há ha ha, estão todos errados, eu é que seu fazer, vou crescer em cima dos concorrentes com qualidade, leia-se, comida, espaço e entretenimento, pq avião novo, malha abrangente, milhagem, uniforme bonito, etc, todas tem, e até mais. Cobra menos, toma os clientes das outras ( Claro, quem não quer espaço, comida e ainda pagar menos?), até pilotos foram atrás do canto da sereia. E não é que, bingo, a realidade se impôs de novo, como é de costume, e wellcome to te real world. É mais uma triste página da nossa meta aviação. Um dia nós aprende...
  14. Rapaz, se for metade do que está parecendo a Boeing vai se enrolar muuuito. Não sei nem como estes aviões não estão groundeados. A despeito de ser um projeto hiperbemsucedido, de ser o avião comercial a mais tempo em produção, já estamos no puxadinho do puxadinho do puxadinho. Tem uma hora que não dá mais, os caras vão querer varar o século XXI com um projeto do meio do século passado?
×
×
  • Create New...