Jump to content

trident

Usuários
  • Content Count

    258
  • Joined

  • Last visited

About trident

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São José dos campos
  • Data de Nascimento
    02/01/1963

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo

Recent Profile Visitors

445 profile views
  1. A gente quer acreditar, tenta, mas não é fácil...
  2. Pode chamar todos os sociólogos do planeta, encontrar as mais complexas explicações com profundas raízes históricas para justificar a postura do grupo. Mas não adianta, é simples como um sim ou não. A partir do momento que rifaram 2700 colegas, se estabeleceu um compromisso moral de não mais negociar. Não tem desculpa, o resto é alegoria para poder olhar no espelho. É, sim, revoltante. E outra, vai ter demissão do mesmo jeito, você preferiria ser demitido ou ver mais colegas sendo com sua dignidade preservada ou não? O desfecho é o mesmo, ou alguém acha que vai ficar tripulant
  3. Opa, vamos ser menos céticos e botar em perspectiva. Uma parte expressiva do grupo votou não, muita gente ainda tem caráter. Não vamos generalizar. Infelizmente o desfecho vai ser o pior possível, e mesmo esses profissionais com P maiúsculo vão ficar misturados com os ratos que protagonizaram essa vergonha.
  4. Menos pessoal, só acho bobeira e egocentrismo. Não estou agorando a empresa, espero que seja um sucesso.
  5. Há, e não posso deixar de manifestar aqui meu respeito e admiração pelos colegas , uma parte expressiva do grupo, que votaram NÃO. Esses tem meu respeito, pena que não dá para saber exatamente quem são... Desculpem-me insistir nesse tema, acho que é caso encerrado. Abraço a todos.
  6. Entendo, você pode estar certo, mas a humanidade, e em diversas ocasiões, grupos específicos, mesmo na nossa sofrida categoria, já deram exemplos edificantes. Não lembro de nada tão grotesco e vergonhoso quanto essa postura vista nesse caso. Mas realmente, da humanidade em geral não se pode esperar muita coisa.
  7. Rapaz, com esses seus princípios voar pela diária já seria até muito. Se não for pela ética, que seja pela inteligência. Negociar não vai salvar emprego nenhum, é isso que a covardia e o egoísmo não deixam as pessoas enxergarem. O resultado de tudo isso é que o salário vai ficar igual ao da azul e serão demitidos todos os que excederem a necessidade operacional. Assim sendo, não negociar não muda nada, mas preserva sim a honra e a ética que vão fazer falta pelo resto da vida. Talvez você não concorde ou não entenda o significado disso. Mas outros entenderão.
  8. Olha, parece que a cada premissa equivocada sucede mais um argumento equivocado que vira premissa para mais equívocos. Se começou a ler na página 31 e não entendeu, volta mais umas 10, no mínimo, que talvez entenda. Então se não dá para salvar os 2700, também não vai salvar os próximos 1200 certo? Certíssimo, aliás a única coisa certa nisso tudo é que a empresa NÃO vão manter tripulante ocioso. Assim sendo não estamos tratando de salvar empregos, estamos tratando da viabilidade da empresa. Ela precisa reduzir a folha de pagamento para poder competir, então, o problema é dela, ela que
  9. Coisa mais ridícula esses prefixos de avião. Egotrip nada a ver. Parece o Xingu lá de SSA, Era o ACM, mas pelo menos o cara homenageado era padrinho da empresa, deu uma pá de contratos na bandeja.
  10. O não antes foi pelo conceito. É permanente, não negociamos. Então vamos demitir 2700. Que demitam, permanente não negociamos. 2700 demissões depois, há agora vamos negociar. É isso que dói ver, não vejo certo nem errado quanto a negociar, já a honra existe ou não existe. Agora sejam homens para só abrir negociação com os colegas de volta. Aliás já deveria ter constado na votação do sindicato. Aceita negociar após o cancelamento das 2700 demissões?? Sim ou Não. O resto é desculpa para poder se olhar no espelho.
  11. Não dá para defender. Até para ser medroso tem que ter honra. VERGONHA. Meus parabéns a todos os HOMENS que votaram não.
  12. Ela vai demitir de qualquer jeito. Entre pessoas de bem (o que não é o caso) poderia servir uma negociação para atravessar a tempestade. Algo por 1 a 1,5: anos. Aí valeria tudo, redução de salário, todo tipo de licença, etc. Há, mas pode ser que demore mais, daí negocia de novo no cenário da ocasião. Mas como na melhor das hipóteses ela vai encolher horrores, a redução salarial e demissões não tem qualquer relação. Eles vão diminuir salário sim, e vão demitir TAMBÉM. Não existe cenário de a empresa manter tripulante ocioso. Por isso, não adianta abrir negociação visando preservar em
  13. Discordo respeitosamente. Respeito quem fez greve e quem não fez, quem vota sim e quem vota não. O que não dá é votar sim, assistir plácidamente à degola de milhares de colegas e agora achar que pode negociar. Como eu disse, indefensy. O resto é perda de temp... E da história, cada tempo com suas particularidades. Fazer greve nas majors da década de 80 era bem menos difícil do que ir a uma reunião hoje e discordar de um desses chefetes de bos$_#_a de hoje.
  14. Vota não, alguns colegas vão para a forca, que pena né?, Quem fica é vida que segue. Só que não, agora acho melhor negociar... Uma grande parte desse grupo votou para mudar uma lista de senioridade de mais de 20 anos retroativamente porquê assim adiantava a carreira, alguns colegas vão lá para trás, que pena né? Vida que segue. Isso é indefensável, Sorry. Cada um durma com sua consciência, quem ainda tem.
  15. Se votarem sim após terem rifado 2700 colegas empresa e empregados se merecem. Vai ser a fusão da incompetência de um com a falta de caráter do outro. No final, como essa receita não tem como dar certo, estarão todos na rua, (ou alguém acha que uma empresa assim pode dar certo) e ainda carregarão para o resto da vida essa postura vergonhosa. Só tem uma saída, para tudo, chama os 2700, bola no centro do Gramado e começa tudo de novo. Pelo amor de Deus, em nome da mínima decência e hombridade.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade