Jump to content

Kal_Center

Padrinho 1º grau
  • Content Count

    2,258
  • Joined

  • Last visited

About Kal_Center

  • Birthday 03/17/1982

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    BRA/UY
  • Data de Nascimento
    17/03/1982

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    BRA/UY

Recent Profile Visitors

670 profile views
  1. Tem razão. Ficou bem melhor com o e-visa. Perdem os colecionadores de vistos mas ganha na não-encheção de saco kkkk. Não costumo viajar aos EUA, não gosto, qdo mto é conexão pra outro lugar, então só reentrei em Guam depois de ter ido ao Irã, mas confesso que na hora fiquei meio "cabreiro", mas lá os caras não estão nem ai pra nada. Abs!
  2. A Flybondi tem uma história bem truncada. Esse cara, o Julian Cook, já é um velho conhecido do mercado argentino e sempre foi envolvidos em algumas fofocas. Os mais antigos aqui devem lembrar da tal da Southern Winds, no qual ele tbm era um dos diretores. Sempre que aparece algum "salvador da pátria" o Julian Cook ressurge das cinzas e sempre envolvido em polêmicas. Junto a ele o caso da Avian, que era a antiga Macair (do Macri, quem diria!!!) que virou Avianca Argentina e foi pro saco. Tudo aconteceu na mesma época. Inegável que houve um "coleguismo" na abertura das duas empresas. Com a Flybondi foi a mesma coisa. Se pesquisarem a fundo na internet, vão ver que desde que foi cogitada a abertura de empresa, sempre estiveram envolvidos em alguma coisa nebulosa. A sorte da Flybondi é que tem outras cabeças pensantes, menos envolvidas em maracutaias políticas, que mantém a empresa em pé, embora não sabemos até quando. Uma das provas é o novo foco no mercado internacional (Brasil/Paraguai e o sazonal aqui pro Uruguai) tentando puxar mais dólares no receptivo estrangeiro. O argentino tem muito dinheiro, mas muito mesmo. Porém essa grana ou está embaixo do colchão ou em outros países. Entendível, depois de 2001 ninguém mais quer passar sufoco. O pax da Flybondi é classe média e média baixa, que é a que sempre sofre em tempos de crise, esses não tem dólares ou terrenos no Uruguai e na Flórida, ai se lascam e é nesse público que eles vão apanhar. Alberto Fernandez já falou que não é contra as low-costs, tanto que ele mesmo voou pela Norwegian para Roma, mas já cutucou dizendo que não acha justo que elas só voem o filé mignon (ou um bom lomo argentino rsrs) e a sobra, o bucho, fique pra queridinha Aerolineas. Norwegian fechar era pedra cantada, a mais fraquinha de todas. Malha pequena, concorrência direta, matriz com problemas de frota, mercado doméstico caindo, zero novidades e custo alto de manter duas bases (AEP da nacional e EZE da UK sem conectividade entre as duas). Produto bom mas mal elaborado. O CEO da Jetsmart tinha dito ano passado que a entrada deles no mercado argentino, por mais que desse preju num primeiro momento, seria a hora ideal, era o momento que se abriu mas que logo fecharia. E estão indo muito bem, obrigado. Galera aqui tem que entender a questão cultural da coisa. Povo vai muito nessa onda de polarização ridícula e fala mta besteira. O argentino é movido muito a simbologias, a fatos, ao orgulho nacional. Ter uma empresa de bandeira é um símbolo de "poder", alimenta o ego. O argentino, ao contrário do brasileiro, é muito nacionalista e (já foi mais) patriota. Não que isso sirva de consolo de que mantem um jarro de dinheiro público que é a Aerolineas, mas isso explica mta coisa. Como o colega falou, não é esquerda ou direita, o Macri tá ai pra provar que isso é balela. O lance é bem mais cultural do que qq outra coisa.
  3. Onde isso de 20/30%? Normalmente ou é igual ou menor, a não ser q o "profissional" esteja exagerando no mark-up. No caso nosso aqui, nossa tarifa LA é de 20% abaixo que a tarifa site. O que não tem jeito é bilhete interno no exterior, ai fica mais caro, mas origem Brasil, agência boa tem negociação filé raramente sai mais caro que a internet.
  4. Carimbam sim e colam o visto, quem não dá é Israel e Cuba dos que já passei. Só se mudou recentemente. Meu visto iraniano está junto ao visto americano, entrei em Guam em fevereiro, o cara viu, não falou nada. Mas podem sim perguntar. Show de FR! Eu fiz a rota contrária de THR/Shiraz num MD-82 ex-Aeroméxico da Zagros kkkk! Saudades do Irã!!
  5. De certo vão tirar do caixinha do voo de Punta Arenas que vive cheio o ano todo e é operado por A320. A carga paga pra mobilizar um 767 deve cobrir os gastos tbm. Acho que com o tempo, pela logística vindo de LHR ser ótima por GRU, aumente a ocupação.
  6. Vi que de EZE saiu uns AR extra tbm, movimento em LIM tá legal hoje
  7. DOH não, mas Líbano, China, Tailândia, Japão, etc sim.
  8. Seria uma luz para nós órfãos da Avelanca? Alguém mais soube de algo? Esperança para clientes do Programa Amigo via status match 16 DE OUTUBRO DE 2019 BY BEATRIZ Jesus, Maria e José! Os clientes do finado programa Amigo podem ter um fio de esperança. Quando tudo parecia perdido, apareceu uma luz no fim do túnel. E essa luz me foi enviada pelo Gabriel Gasparetto que compareceu ao MegaDO da Star Alliance (fiz um post super bacana sobre isso com fotos e tudo mais; clique aqui para acessar). OBS. O título do post foi alterado devido a sugestões dos leitores. Eu sequer pensei em mencionar os pontos, pois não me passou pela cabeça que algum programa assumiria esse passivo em troca de uma fidelização futura e incerta. De qualquer modo, entendo perfeitamente os argumentos dos leitores. Peço desculpas se fiz brotar falsas esperanças. Quem sabe, com os apelos aqui no post, algum programa não tem misericórdia de nós! A Notícia Bom, vamos lá. Respirem fundo. Uma das atrações do MegaDO foi justamente uma palestra com o Jeffrey Goh, que é ninguém mais, ninguém menos que o CEO da Star Alliance. Segundo o Gabriel, Mr Goh expressou profunda frustração de, pela terceira vez, não ter nenhuma companhia aérea brasileira na Star Alliance. Ao longo dos anos, a Star Alliance se despediu da Varig, da TAM e da Avianca Brasil. Parênteses: realmente, um país de dimensões continentais não ter uma única companhia aérea membro de uma das três maiores alianças aéreas do mundo foge da minha compreensão. Mas continuando … O Gabriel, em uma ótima presença de espírito, foi conversar pessoalmente com o Jeffrey Goh, que soltou a seguinte bomba: alguns programas da Star Alliance estão negociando com a aliança um status match para os órfãos do Amigo, da Avianca Brasil. O Senhor, a Senhora, quem quer que seja, de todas as religiões e dos ateus seja louvado! O Jeffrey Goh acredita que, tão logo quanto possível, isso será oferecido aos antigos membros elite do finado programa Amigo. As Ressalvas Vamos digerir a informação com calma antes de abrir a garrafa de champagne, mas confesso que mal me contive quando li o email do Gabriel. Em primeiro lugar, não há nada certo. Até que conversas sejam formalizadas e contratos sejam assinados, temos apenas intenções. E intenções podem não se materializar. Uma questão importante será a seguinte: como o programa que oferecerá o status match terá condições de aferir a categoria do cliente – em outras palavras, como faremos prova de nosso status? Acredito que muita gente não tenha mais o cartão físico ou digital do Amigo e não sei como se daria o acesso ao banco de dados do programa. Existe o StarNet, que é o sistema único da Star Alliance. O Amigo fazia parte dele, tanto que foi um dos primeiros programas a permitir a emissão online com os parceiros. Pode ser que o StarNet tenha um backup desse banco de dados, mas não sei os termos contratuais do uso das informações de cada parceira, especialmente no caso de liquidação da empresa. Uma outra questão é se será dado um status match ou teremos um status challenge. Hoje em dia o status match é um instrumento praticamente em extinção, com as empresas preferindo que os clientes voem alguns trechos, ou milhas, ou gastem um determinado valor antes de conceder o status. Qual empresa estaria interessada? Entretanto, o ponto central dessa conversa toda é: qual é o programa ou quais os programas que estariam interessados nos clientes Amigo? O TAP Miles&GO está com um marketing super agressivo no Brasil, com a clara intenção de ser o segundo programa da preferência dos Brasileiros. Digo segundo porque, como não há conectividade com a Star Alliance dentro do Brasil, a preferência natural dos brasileiros seria aderir ao LATAM Pass, Smiles ou TudoAzul. Por outro lado, o avanço da Delta com a LATAM, e das supostas conversas da American com a GOL, deixam a United sem nenhuma influência no mercado brasileiro. Entretanto, depois das recentes notícias das alterações no MileagePlus que o tornaram praticamente inviável, é provável que a United entenda que conceder status match nessas circunstâncias seria apenas dar benefícios provisórios sem fidelizar (ou ganhar dinheiro) ninguém. Uma outra possibilidade é o Lifemiles. Como a Avianca Holdings tinha laços profundos com a Avianca Brasil e está passando por sérias dificuldades financeiras, conceder um status match ou challenge poderia ser uma oportunidade de fidelizar o cliente brasileiro e aumentar a ocupação dos voos gerando receita. Além dessas, temos a Copa Airlines, a Lufthansa/SWISS, a Turkish e a Ethiopian que voam para o Brasil e, supostamente, poderiam ter interesse. Todas podem estar no jogo, com menos chances para a Ethiopian e a Turkish, a meu ver. Até por que elas só atendem a Guarulhos, enquanto que a Copa está presente em diversas cidades e a Lufthansa também voa a partir do Rio de Janeiro. Fonte: https://www.milhasedestinos.com.br/esperanca-para-clientes-do-programa-amigo/
  9. Ficou bonito hein! Gostei desse assento de dupla na ultima fileira.
  10. Problema é que o mercado tá ressabiado, não dá pra saber se o plano vai efetivamente funcionar. Cachorro que foi mordido por cobra tem medo de linguiça.
  11. Eles já operam MXP/PEK diariamente de A350, não sei se aumentariam por parte da CA. Mas, viajando na maionese, um VCE/PEK não tem. Chove chinês por lá.
  12. Acho que só a GOL tem serviço diferenciado de Ponte. Vamos ver se a Azul vai inventar algo.
  13. Se for pegar a lei ao pé da letra, são voos sistemáticos/voos de ligação. Ai sim, poderia voar no SBBI ao meu entender.
×
×
  • Create New...