Jump to content

Jet Age

Usuários
  • Content Count

    214
  • Joined

About Jet Age

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    SP
  • Data de Nascimento
    30/04/1995

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SP

Recent Profile Visitors

519 profile views
  1. A aviação comercial sempre viveu de ciclos. Estamos obviamente no patamar inferior, provavelmente num nível jamais atingido e tão duradouro, mas ao mesmo tempo, o mercado global está reprimido e é impossível imaginar como se portará a atividade quando tudo começar a voltar à normalidade. Por motivos mais do que óbvios, nos dias atuais qualquer emprego gera um fluxo considerável de candidatos. Até mesmo empresa que no ano passado seria considerada como 2a., 3a. ou 4a. opção hoje se tornaria no 'emprego dos sonhos' de muita gente, se estivesse admitindo. Mas nem mesmo esses supostos emprego
  2. Uma manobra aparentemente simples, mas que já causou diversos estragos consideráveis, muitos por razões bem bizarras, como a perda total de um 727, quando dois mecânicos taxiavam o avião para o gate sem pressão hidráulica no sistema de freio. Vejamos qual foi o motivo deste episódio. Mais um para a estatística.
  3. Um par de anos atrás, um Seneca, realizando um procedimento ILS todo desestablizado, entrou voando num apartamento em Moema, num acidente que culminou na morte de todos os seus ocupantes, mas felizmente sem atingir os moradores do apartamento mais afetado, que não estavam em casa no momento. Mesmo assim, em nada alterou-se o padrão de crescimento vertical nas proximidades das cabeceiras de Congonhas, principalmente da norte. Na verdade, de lá para cá as coisas foram piorando cada vez mais. La Paz apresenta peculiaridades de operação que estabelecem um padrão todo difereciado, se comparado
  4. Lendo alguns cometários e críticas ao sistema que foi criado, no final, o candidato envia as provas, dados gerais, documentos, CV, etc. ou toda informação fica 'salva' na página de inscrição de cada um?
  5. O benefício é aplicável, por exemplo, aos tripulantes brasileiros que voam fora do país e desejam manter suas licenças da Anac válidas, sem ter de renovar o exame médico no nosso território, simplesmente convalidando o seu certificado expedido no exterior. Mas depende se todas as classes (I, II, etc.) serão aceitas. Seria algo inédito, já que não há reciprocidade, isto é, nos EUA, Oriente Médio, etc., não aceitam exames médicos que não sejam feitos em clínicas/médicos credenciados por suas respectivas autoridades aeronáuticas.
  6. Lamento, isso não reflete a verdade de vários movimentos trabalhistas dos Aeronautas brasileiros ao longo dos anos. Quem sabe, no arquivo do SNA, se ainda é preservado, é possível coletar um monte de informações preciosas de inúmeras disputas sob os mais diversos cenários e momentos da história da profissão no Brasil, como a suposta despretensiosa ‘Greve da Galinha Podre’ e qual foi o resultado, as ações industriais, ‘operações padrão’ e outras manifestações nos anos 1980, por exemplo, ainda em plena ditadura militar, e entender por qual razão as greves não tinham a participação de todas as em
  7. Porque o pensamento e as ações estão no singular, quando tudo na verdade está no plural. Uma lição à toda categoria. Abraço.
  8. Com todo o meu respeito, mas a sua tentativa de explicação entre individual e coletivo me lembrou, em suma, o seguinte: Oriente Médio -- onde TUDO é sempre resolvido nos moldes de 'cada um por si', e se dois indivíduos aparecerem juntos na chefia para que uma reclamação semelhante seja apresentada, isso é considerado como insubordinação, passível de punição; e países com representações bem estruturadas -- quando QUALQUER assunto é no mínimo monitorado pela coletividade, desde artimanhas na admissão e quebra de contrato, ou até mesmo quando é necessário negociar demissões. Os exemplos que você
  9. Não é todo tipo de evento que é possível ser encontrado no Google. Suponho que a motivação do que aconteceu em São Luis não foi confirmada. Se ocorreu por alguma falha técnica é de fato algo incomum, mas não improvável. Dei uma checada no meu arquivo e a única coisa mais próxima que encontrei foi um incidente, motivado por origem externa, que aconteceu em Anchorage, que destruiu uma aeronave (B727) e a passarela que o avião seria conectado. Para gerenciar uma situação como esta, há empresa aérea que estabelece no briefing pré-voo com a tripulação portas primárias e secundárias em cas
  10. Válida as suas considerações, mas como você entrou em 2010, vale um breve flashback para dizer que grandes e importantes conquistas da categoria num momento anterior da sua admissão não tiveram um fio de cabelo do pessoal da Tam envolvido, inclusive em greves. Querendo ou não, o SNA sempre foi o representante oficial do grupo, porque esse era (e pelo visto continua sendo) o sistema em vigor nas relações trabalhistas no Brasil. Mas isso não significava que o poder das associações -- como Apvar, Apvasp, APT, APC, Amvvar e Acvar -- não prevalecia nas decisões que seriam tomadas. Associação ou sin
  11. Tomando como base apenas as imagens é difícil definir. Além do que é visível, que não é pouca coisa, um sério problema é a possibilidade de danos em pelo menos num dos motores, por causa de uma nada improvável exposição à ingestão de resíduos diversos, ao rodar pela área não pavimentada com o reverso provavelmente com potência. Ao separar cada componente de uma aeronave, os motores são geralmente os itens mais caros. Somando todos os estragos na fuselagem, trem de pouso, asas e, principalmente, o que não está visível (danos internos* -- como longarina e a estrutura de um modo geral), será
  12. Uma pergunta: A ATL (ou a ATT) participa de alguma forma nesse processo, mantendo algum canal de comunicação com a empresa?
  13. Ok, foi apresentada uma mensagem provocativa, e não dá para se abster de comentar o bizarro nivelamento, através da opinião sobre os tripulantes, que não é mais biSonha do que a liberdade que virou esse debate para julgar uma categoria, como se fosse na base do 'one size fits all'. Sei lá, mas abriu-se a porteira? Não é em todo ambiente de trabalho que a disciplina comportamental e operacional é colocada no lixo, como foi dito, por notável falta de conhecimento, vivência a bordo de uma aeronave e trabalho em empresas aéreas. Chutou-se apenas para ver se acertava no gol (não na Gol), aprov
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade