Jump to content

Chico-MII

Usuários
  • Content Count

    2,501
  • Joined

  • Last visited

About Chico-MII

  • Birthday 01/09/1980

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Marília
  • Data de Nascimento
    09/01/1980

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SBML - Berço da TAM

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Recent Profile Visitors

939 profile views
  1. Fonte: https://www.flightglobal.com/safety/a220-crew-missed-low-thrust-indications-during-laboured-take-off/137216.article Investigators probing a Swiss Airbus A220 low-thrust incident during departure at Porto found that the pilots only belatedly realised that the autothrottle had not engaged before the take-off roll. Swiss investigation authority SUST found the A220-300, bound for Geneva, had conducted a de-rated rolling take-off from intersection C of runway 35, with its autothrottle armed. But when the captain advanced the thrust levers, he only pushed them to a lever angle of 20.6°, less than the 23° required to engage the autothrottle. The pilots were distracted by an unexpected discontinuity in the flightplan after entering the standard departure route into the flight-management system, and the captain asked the first officer to keep a close watch on the system during the take-off roll. SUST says this meant the first officer had greater difficulty paying the required attention to the monitoring of take-off procedures. “In this important phase of the flight, this prioritisation was inappropriate,” it states. As the aircraft accelerated to 60kt the spoilers extended, as designed, but this was not indicated to the crew. Neither pilot could remember whether they had carried out the 80kt speed and engine thrust check, it adds: “This cannot be explained by anything other than that the check – if it took place – was not performed with the required level of attention.” Only once the aircraft had reached 90-100kt did the captain realise that the thrust setting was too low, and he advanced the thrust levers to 28.5° – passing the 23° threshold and causing the spoilers to retract. The aircraft issued a configuration warning for the spoilers, noted and checked by the first officer. While the captain briefly considered aborting the take-off, he instead opted to proceed and the A220 lifted off about 1,000m from the end of the runway. SUST says it had travelled 50% more than the calculated take-off distance. SUST also points out that the thrust levers, even with the late advancement, only resulted in an engine speed of 76.6% N1 – still below the calculated take-off power – and this continued until the autothrottle changed mode at 400ft. This indicates that the pilots were “unaware” of the actual thrust set during take-off, says the inquiry, adding that the crew probably ought to have pushed the thrust levers to their mechanical stop given the potential risks associated with extended take-off rolls. None of the 46 occupants was injured during the 15 July 2018 incident. The aircraft involved (HB-JCC) had been delivered to the carrier as a Bombardier CS300 before Airbus’s acquisition of the programme.
  2. A informação extra-oficial é um pneu estourado na decolagem, no qual os detritos danificaram um motor.
  3. Um outro passarinho dessa mesma espécie me disse que o acordo prevê que seja apenas 1 voo por mês por trip.
  4. Imaginem um piloto plotar uma decolagem pela 09L de GRU e na verdade decolar pela 09R? Pois é... já houveram casos ( ) do inverso... por sorte, na ocasião, a 09L é mais comprida do que a 09R.
  5. A Azul acabou de publicar um tweet sobre Paris... Será que teremos novidade? https://twitter.com/azulinhasaereas/status/1159540034770362368
  6. "Pejotização" Bem provavel que ele tenha uma empresa (PJ) aberta e movimenta por ela. Se for Limitada, os bens da empresa não respondem pela pessoa física
  7. Ou alguém da Anac que não é amigo do governo rsrsr Se não me engano ele já postou um vídeo desmentindo essa informação.
  8. A proposta votada inclui ICMS e ISS, porém ao que parece, o governo quer mexer inicialmente apenas nos impostos federais. No caso das aéreas, o ICMS é fator muito importante no custo, pois está diretamente ligado ao custo de combustivel bem como na tributação dos bilhetes de passageiros e conhecimentos de frete. Uma eventual simplificação geral, com o IBS incluindo o ICMS e ISS, seria um sonho. Faria que o mesmo fosse cumulativo de forma geral (com direito a crédito nas aquisições). Isto é... Poderia abater o imposto na aquisição de serviço de handling, por exemplo, do imposto na emissão de bilhetes.
  9. Estrategicamente, na minha opinião, vários. Pois para ter uma malha "robusta" que valha a pena, teriam que ter aeronaves baseadas aqui. Um MIA-MAO-BSB-GRU ida e volta com um narrow body de qualquer cia. americana seria rentável com apenas uma frequencia diária, por exemplo? Nosso país tem dimensões continentais e certamente qualquer cia. europeia teria que fazer os trechos domésticos de Wide Body, para compensar. Se fosse como a Europa, onde em 2h de voo você cruza 3 ou 4 países, certamente não seria necessário o estabelecimento da empresa. Lá, por exemplo, a Easyjet pode fazer LIS-OPO de manhã e MAD-BCN a tarde. Mas, como uma empresa tornaria uma cabotagem rentável sem se estabelecer aqui? Penso ser diferente uma escala em Salvador antes de chegar em Guarulhos, podendo vender passagens no trecho SSA-GRU em um A330 do que um A320 correndo o trilho doméstico sem precisar "voltar" ao país de origem, embora seria uma concorrência a mais.
  10. Ouvi um caso há um tempo que uma cia. não quis deixar um Delegado da Civil embarcar armado. Solicitaram que o mesmo entregasse a arma ao comandante. Chamaram o comandante, e, após entregar a arma o delegado perguntou ao comandante: "O sr. tem porte de armas?" Diante da resposta negativa, o delegado deu voz de prisão em flagrante ao mesmo. Resumindo, comandante e encaminhado à delegacia e voo cancelado. Não sei se foi certo ou errado pela parte do delegado, mas ele estava devidamente identificado desde o check-in.
  11. Sim... Há uma lei em Portugal que proíbe fornecer bebida alcoólica a quem aparente estar embriagado. Isso não é só nos aviões. É em qualquer lugar...
  12. Minha única arremetida foi no voo MII-VCP pela Azul, aproximando pela 15. O piloto, na ocasião, disse que arremetemos por causa do vento de cauda. Ficamos uns 30min em espera e pousamos pela 33 com 50 min de atraso em relação ao horário publicado. Minha dúvida: Uma pista do tamanho da de VCP, com um ATR operando, não teria espaço suficiente para um pouso, mesmo com vento de cauda? Ou seria a recomendação da Torre para uma nova aproximação?
  13. Greve corta abastecimento de combustíveis a aeroportos de Lisboa e Faro. Já há corrida a postos EM ATUALIZAÇÃO Greve de camionistas de materiais perigosos corta abastecimento a aeroportos de Lisboa e Faro. ANA alerta para falhas e pede a passageiros que se informem. Já há filas em postos de Lisboa e Setúbal. https://observador.pt/2019/04/16/sindicato-preve-que-aeroportos-de-lisboa-e-faro-fiquem-sem-combustivel-ao-inicio-da-tarde/
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade