Jump to content

Uptrim

Usuários
  • Content Count

    748
  • Joined

  • Last visited

About Uptrim

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    BR
  • Data de Nascimento
    10/01/1984

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Campinas

Contact Methods

  • MSN
    .

Recent Profile Visitors

1,249 profile views
  1. A tara com a Azul tem que ser estudada... Meu deus.
  2. Acho engraçado isso, quando a empresa oferece as condições se aproveitando de um mercado saturado de profissionais tudo pode, mas na hora que o profissional também vai se aproveitar do mercado em alta ele não pode sair quando quiser? Quer segurar? Paga mais ou ofereça melhores condições.
  3. Esses caras que querem substituir pilotos por sensores? Ahh tá...
  4. Ainda vai periculosidade ai e o variável depois.
  5. Acho lindo esse papo de engenheiro... Bora lá voar um mês acompanhando a operação pra ver o quanto de coisa sai do padrão e tem que ser gerenciada como panes, Passageiro que não quer respeitar regras de segurança, problemas médicos, decisão go/no go em itens de manutenção e meteorológicos, emfim... tá longe, mas muito longe. Até trem de carga que é um modal infinitamente menos complexo tem um humano lá na frente. E tecnologia pra tirar ele de lá existe a décadas. Não venham falar em segurança, tem sempre o que melhorar sim, mas nesse ponto é querer reduzir custo mesmo e ponto.
  6. Depois de fazerem isso tudo ainda vão ter que combinar com os sindicatos, se nem as scope clauses conseguem mudar, imagina isso. E avião complexo voando single pilot existe a muito tempo, na linha aérea não vejo nem a médio prazo.
  7. Passaredo não pagando alguém, novidade?
  8. Respeitaram antiguidade. Mas as demissões são por função. Logo o colega ficou 11 como copiloto e foi promovido a Cmte a 2 anos. É dos comandantes mais novos.
  9. Os RNAVs “comuns” são de não precisão, pois só tem navegação lateral. O que me preocupa em Angra seriam os obstáculos e gradientes de arremetida na pista 10, no mínimo ali dá pra fazer um RNAV com point in space como em IOS e na auxiliar de SSA. Te leva pros mínimos visuais (1500ft e 5km de visibilidade) mas já auxilia bastante na operação, IOS opera assim a muitos anos. Já os 1.300 metros de pista, para um avião do porte do ATR dá pra operar full com tranquilidade, desde que seja decolando da 28.
  10. Sem relatorio não tem como apontar nada... No GIG também teve aquele quase acidente da O6 antes, sem arma apontada pra cabeça.
  11. Exatamente, é uma bost* porém quem já está a mais tempo sabe que essa não é a primeira crise e advinhem... Não vai ser a última.
  12. É um risco a segurança de voo? sem duvida. É inaceitavel? Na minha opinião infelizmente não tem muito o que ser feito, todo tripulante tem que saber separar as coisas, é parte da responsabilidade que aceitamos desde sempre, não adianta terceirizar ou tentar fugir, não tá legal pra voar, não voe! Já tive problemas pessois sérios e sem medo algum liguei pra escala e falei, não estou apto pra voar hoje, ponto.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade