Jump to content

Guilherme.penna.carvalho

Usuários
  • Content Count

    56
  • Joined

  • Last visited

About Guilherme.penna.carvalho

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    BH/MG/Brasil
  • Data de Nascimento
    14/05/1991

Profile Information

  • Location
    BH

Recent Profile Visitors

314 profile views
  1. Sério, alguém acha que tem santo no mercado? Precisa decidir quem é o herói e quem é o vilão?
  2. Não sei exatamente o que você quer dizer com "uma frota bem mais 'peba'", mas é importante lembrar que os voos para NY e Miami com A330 foram o início do fim para a Avianca Brasil.
  3. Tem alguma outra empresa oferecendo produto similar (voo direto Manaus-Orlando) ?
  4. É muito estranho eles derrubarem um avião pouco depois de o presidente iraniano usar o avião iraniano abatido pelos EUA em uma ameaça aos americanos. Porém, mesmo para níveis iranianos, é muito maluco imaginar que eles iam derrubar um avião cheio de iranianos (os canadenses eram também iranianos de dupla nacionalidade) para se vingar. Se tivessem derrubado avião americano, ou com muitos americanos, a coisa mudaria de figura, porque a opinião pública nos EUA só se importa quando americanos são mortos.
  5. A receita dos espaços comerciais é necessária para a viabilidade financeira do aeroporto. Em um aeroporto construído do zero, as lojas são introduzidas de forma a fazer com que os passageiros passem por elas em seu caminho natural. No GIG, que foi projetado de outra forma, inventaram essa gambiarra de te fazer descer um andar para depois subir e voltar para o mesmo lugar. O aeroporto precisa da receita, o passageiro quer se desviar o mínimo possível de seu caminho mais curto. Esse é o desafio.
  6. A manchete tem um tom negativo que não tem nada a ver com a matéria. A Asiana aproveitou a oportunidade de fazer um marketing em cima da situação e do agradecimento da criança.
  7. Qual a solução esperada por quem acha isso tudo tão errado? Preços determinados pelo governo?
  8. Conforme diz a própria Azul: a concorrência é ótima por isso. Opções mais baratas, voos caros vazios, preços caem.
  9. Comparar a propaganda de antigamente com a realidade de hoje não é muito inteligente. Propaganda por progapanda, as propagandas de hoje fazem os aviões parecerem bem confortáveis. 8 das 12 empresas citadas na matéria já não existem mais. Não parece que deu muito certo esse "conforto".
  10. É possível que, depois de alguns meses de operação, a Azul perceba quais horários são melhores e piores, e diminua as operações da ponte aérea, voltando esses voos. A função da empresa é administrar recursos escassos (aviões, slots, dinheiro) e gerar o maior valor para o acionista com o que está disponível.
  11. A avaliação do efeito da entrada da Azul não tem que ser feito pegando uma data específica e concluindo que ficou mais caro ou mais barato pq tem um voo a 99 reais ou outro a 1500. O efeito sobre o preço vai ser percebido ao analisar, no medio/longo prazo, o preço médio e comparar com período semelhante no ano anterior. O resto é contabilidade criativa.
  12. Ninguém fica feliz numa situação dessas.. Mas é melhor pensar que antes um voo cancelado do que um acidente no horário.
  13. Sobre a proibição de usar o bin, é muito mais uma proibição de levar malas de bordo. Isso não é impossível de checar no portão. Agora, se o malandro vai guardar a mochila no bin, na prática, faz pouca diferença pra empresa.
  14. Bastante didático esse processo. O cidadão acha que, por ser um comediante meia boca, pode dar carteirada na tripulação. Fico feliz de a tripulação e a Latam terem levado o caso até o final. Regras são regras.
  15. Precificação de passagem aérea é um negócio que só as empresas entendem, e olhe lá. Principalmente em voos que envolvam conexões e etc. É impossível saber qual a tarifa base para analisar se o preço cobrado hoje é caro ou barato. No Brasil, o problema é grande. As companhias que não dão lucro tem, na opinião dos consumidores, tarifas muito caras. A companhia que dá lucro tem tarifas extremamente caras, na opinião de quem paga. Sinal de que nunca teremos passagens a um preço razoável (para consumidores) e lucrativas para as companhias.
×
×
  • Create New...