Jump to content

FCRO

Usuários
  • Content Count

    1,651
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by FCRO

  1. eu faço o paralelo com a região do litoral norte em SP Ubatuba tem um aeroporto (que inclusive na década de 80 recebia voo regular da rio sul) a região é mais desenvolvida no setor de número de hoteis, pousadas etc se comparado com o litoral norte gaúcho recebe turistas de uma região mais rica que o interior gaúcho (capital e interior de sp). a demanda de turistas de lugares como são josé do rio preto, barretos, ribeirão preto até mesmo campinas (que é mais proximo) para ubatuba é bem maior do que lugares como passo fundo ou santa maria para torres e mesmo assim até hoje nunca se cogitou voltar ter vôo regular para lá
  2. ações é renda varíavel. será que o sindicato ou os profissionais aceitariam? não existem garantia que as ações vão valorizar, podem até mesmo despencar ....
  3. Parece que a nova diretoria já mudou a idéia sobre WB Virgin Australia eyes resumption of widebody operations 21.09.2020 - 00:45 UTC Just months after retiring all of its widebody aircraft as a part of its voluntary administration proceedings, Virgin Australia (VA, Brisbane Int'l) is considering restarting long-haul flights using new B787-9s, the Executive Traveller has reported. Having completed the acquisition of Virgin Australia Holdings in early September, Bain Capital is reportedly on board with Chief Executive Paul Scurrah's plan to resume widebody operations to Tokyo Narita and Los Angeles Int'l as its first long-haul destinations. Scurrah said that while the airline had accepted that the recovery of the long-haul market would be very slow, it was confident that it would be able, in due course, to fill the aircraft on these two trunk routes. He added that Virgin Australia had already looked at renewing its widebody fleet with B787s before entering administration earlier this year. The lack of demand for new aircraft could permit the airline to secure the B787s on favourable terms. Prior to its COVID-induced judicial administration, Virgin Australia operated five B777-300(ER)s (of which it owned four) and six A330-200s (all dry-leased). It has since retired all of them (as well as all turboprop ATR72-500s and ATR72-600s) as a part of a reorganisation that will focus on short-haul narrowbody operations. According to the ch-aviation fleets advanced module, the airline's current fleet encompasses two B737-700s and seventy-four B737-800s (including 15 operated by Virgin Australia International). Virgin Australia also has firm orders for fifteen B737-8s and twenty-five B737-10s. In a separate development, Etihad Airways (EY, Abu Dhabi Int'l) confirmed to Executive Traveller that it is eager to continue its partnership with Virgin Australia, despite divesting from the airline during the reorganisation. Prior to the proceedings, Etihad held a 20.9% stake in Virgin Australia. "As a long-term partner of Virgin Australia we’re very pleased that a successful bidder has been confirmed, securing the future for Virgin Australia and its employees. Building on that foundation, we look forward to working with Virgin management and Bain Capital as we continue to pursue opportunities to create value for our joint customers," the Emirati airline said. The two carriers are looking to resuming full cross-airline loyalty benefits going forward.
  4. dúvido que Torres teria essa demanda para vôos para o interior do estado quem dirá de argentinos, se for pros hermanos terem que entrar num avião, com todo respeito à região norte do litoral, (moro em porto alegre) a escolha do destino não vai ser para Torres
  5. South African Airways needs State cash next week to survive 10.09.2020 - 20:19 UTC The fate of South African Airways (SA, Johannesburg O.R. Tambo) hangs in the balance again with its administrators urgently needing short-term State funding for the business rescue process to succeed. Administrators Les Matuson and Siviwe Dongwana in a statement on September 10, 2020 "found it prudent to advise affected persons of the status of the company’s dire financial position". They warned that "the existing funds, which are available for operational expenditure...are near depletion and thus the availability of the requisite funding to the company during the course of next week will determine whether the business rescue proceedings can continue". The administrators need at least ZAR5 billion rand (USD300 million) in working capital, as well as to pay severance packages, and post-commencement creditors, before they can discharge the airline from business rescue. "In the ongoing engagements on this issue, Government has continued to express its commitment to making this funding available and have undertaken to do so during the course of next week," they said. Stakeholders would be advised on September 17, 2020, if the funds had been received, failing which another creditors' meeting would be convened on September 18, 2020, to consider the way forward. They confirmed the government so far had advanced about ZAR9.3 billion (USD557 million) of ZAR16.4 billion (USD900 million) to repay various lenders, as set out in the business rescue plan. They also confirmed that 33 of 40 aircraft leases had been terminated; and hoped to cancel the remaining aircraft leases by the end of September 2020, "failing which the company will have to institute legal proceedings to cancel onerous aircraft leases". South Africa's Department of Public Enterprises (DPE), in response, issued a statement saying a decision on the sources of funding would be announced soon. It said DPE and National Treasury, under the guidance of an inter-ministerial committee tasked with overseeing the restructuring of SAA, were working hard to finalise the process. DPE and the appointed transaction advisor, Rand Merchant Bank, were still assessing "unsolicited expressions of interest from private sector funders, equity investors and strategic partners". "A number of engagements have been undertaken with the potential partners, and the interest is encouraging that a suitable long-term investor will be found to enable the relaunch of the airline and its subsidiary businesses and divisions. The department remains confident that a solution will be found in time to avoid (the) liquidation of SAA," DPE said. SAA has been in business rescue since December. Creditors at the end of July approved a business rescue plan that requires the government to raise at least ZAR10 billion (USD598 million) over the next three years to implement it, in addition to its existing commitment to lenders. Given the economic climate, South Africa's Finance Ministry has refused to fund another bailout of the stricken state carrier. However, the government has committed to "mobilising" the necessary funds and is looking at "diversifying" SAA's investor base. It previously claimed to have received at least ten unsolicited expressions of interest and has reportedly engaged with Ethiopian Airlines (ET, Addis Ababa) about a pan-African partnership.
  6. também me parece fake news de wp mas, snme no chile já existe uma latam express, que era a antiga lan express o código iata é LU, callsign: LANEX então os cuetos tem experiencia com isso
  7. Cloroquina é muito bom mesmo, a puxa-saco nobre deputada Carla Zambeli, testou positivo para covid, usou cloroquina, divulgou nas redes socais que estava salva pela medicação, e no dia seguinte já testou negativo para covid um recorde!!!! mas não sei porque ela mesmo apagou as postagens posteriormente
  8. a quantidade de artigo contra a cloroquina é beeeem maior mas não vejo sentido ficar trazendo politica e medicina para o forum para puxar saco do "mito" vai lá no instagram contar seus relatos que acredito que o número de likes vai ser bem maior
  9. GOL comunica pagamento de dívida de US$300 mi Da Reuters 01 de setembro de 2020 às 11:13 A Gol comunicou nesta terça-feira (1º) que cumpriu na véspera suas obrigações de pagamento do 'Term Loan B' contratado em agosto de 2015, no valor de US$ 300 milhões, além de juros acumulados. De acordo com fato relevante da companhia aérea, o prazo médio da sua dívida de longo prazo após a amortização do Term Loan, excluindo arrendamentos de aeronaves e os bônus perpétuos, é de aproximadamente 4 anos. "Não temos vencimentos significativos de dívida até 2024", afirmou o diretor vice-presidente financeiro da Gol, Richard Lark. "Isso é um reflexo do compromisso da companhia para fortalecer seu balanço patrimonial nos últimos quatro anos." A empresa acrescentou que encerrou agosto com aproximadamente R$ 5,7 bilhões de liquidez total incluindo depósitos e ativos não onerados, com aproximadamente R$ 2,1 bilhões de liquidez em caixa e recebíveis após o pagamento integral do term loan. https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/01/gol-comunica-pagamento-de-divida-de-us300-mi
  10. exatamente foi o que coloquei opcoes de onibus e van e o trajeto não é cansativo por vôo vaer a pena tem que ter um diferencial e não fazer o que foi feito pela "canelinha"
  11. no aeroporto não tem só onibus como várias empresas que fazem o trajeto de van entre poa e a serra e o trajeto da viagem não é cansativo então para operar para Canela o voo realmente tem que ter um diferencial que vale a pena
  12. pra mim zero credibilidade todas essas pessoas que criticaram o vôo era um vôo claramente turístico, TODOS que estavam nele sabiam de antemão os riscos de viajar durante a pandemia e ainda mais sem necessidade só mi mi mi de gente querendo aparecer se estão com medo da pandema NUNCA deveria ter comprado um pacote turístico para a grécia
  13. American Airlines removes 737 MAX 8 Oct 2020 schedule By Jim Liu Posted31 August 2020 05:00 American Airlines during the week of 30AUG20’s schedule update removed Boeing 737 MAX 8 operational schedule for the month of October 2020. Preliminary schedule listing now shows the airline would resume 737 MAX service as early as 04NOV20, however this remain subject to regulatory approval. The following is preliminary operation for November and December 2020, further changes will be filed in the next few weeks. Miami – Boston eff 04NOV20 1 daily Miami – New York LaGuardia eff 04NOV20 5 daily Miami – Orlando eff 04NOV20 3 daily
  14. Acho o caravan totalmente inviável para essa operacao caravan seria se saindo de poa mesmo ....
  15. Tbm acho que a serra gaúcha comporta voos de outros estados Estive em gramado/canela este mês e mesmo com a pandemia era considerável a quantidade de turista de outros estados Problema é o terminal , ou a falta dele, em canela ....
  16. o que é exatamente um tonneau? é um "looping"? grato
  17. Voos solos: clubes aproveitam crise aérea e evitam aviões comerciais por pacotes fretados na Série A Com preço mais em conta, facilidades de logística e conforto dos atletas, pelo menos 12 clubes recorrem a pacotes privados. Bragantino, Flamengo, Palmeiras e Vasco fecharam cota fixa para toda a Série A Por Raphael Zarko* Parece coisa de país e de clubes ricos - o que está longe de ser o caso -, mas o Brasileiro 2020, marcado pela pandemia e paralisação que forçou adiamento do início da competição em 98 dias, tem um predicado a mais: é também o campeonato dos voos fretados. Pelo menos 12 times já usaram do expediente nesta Série A. Nos casos de Atlético-MG, Bragantino, Flamengo, Goiás, Palmeiras, Vasco e São Paulo, os clubes fecharam pacotes – o Galo e o Tricolor paulista têm negociado com as companhias aéreas em pequenos pacotes, mas os demais compraram com valor pré-determinado até o fim da Série A. O fretamento de voos no futebol – e no esporte em geral - está longe de ser novidade. É comum que os clubes decidam realizar maior investimento em reta final de competições, para privilegiar a privacidade dos atletas, a recuperação física e também facilitar a logística. O Grêmio, por exemplo, adota a prática desde 2016, no retorno de Renato Gaúcho em jogos da Libertadores. Mas a excepcionalidade de 2020 levou a união de dois fatores e um complicador neste bolo: clubes necessitados de melhorar logística com jogos de três em três dias e isolar atletas de voos comerciais, com mais riscos de contaminação; companhias aéreas com frota ociosa em aeroportos e queda livre de demanda (em abril e maio, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas, a queda foi de mais de 90% em comparação com os mesmos meses de 2019). O fator complicador? A crise das companhias aéreas diminuiu a oferta de malha aérea para capitais do país. Para viajar para Goiânia, o São Paulo teria que ir na sexta de tarde e voltaria na segunda à tarde. Neste período, perde recuperação de atletas, tempo para treino e gasta com alimentação, hospedagem e, eventualmente, aluguel de campo. Todo ano, a CBF, através da empresa Pallas, fornece verba de logística, que comtempla, normalmente, 33 pessoas – ou seja, 33 passagens. O pacote da CBF tem tabela de voos que passa pela patrocinadora Gol (com desconto). No entanto, os clubes sempre completam o restante para levar cerca de 40 pessoas em voos comerciais. Neste Brasileiro, algumas companhias aéreas, como a Azul, ofereceram pacotes econômicos. O Vasco contabiliza acréscimo de custo de R$ 480 mil pelo fechamento do pacote com a Azul por voo fretado. O vice-presidente de finanças do Vasco, Carlos Leão, explicou a operação e os motivos da decisão do clube para oferecer este conforto aos jogadores – o que permitiu ao clube levar até chef de cozinha e auxiliar do restaurante de São Januário para viagens. Em média, R$ 33 mil por "perna" - trajeto de voo (só ida). - Tínhamos orçado R$ 2.190 milhões pelas 16 rodadas de voos (menos os três clássicos com jogos no Rio). Com os fretados vamos gastar R$ 2.670 milhões. Seria R$ 1 milhão a mais, mas os voos fretados nos permitem economizar em hospedagem (já que voltamos muitas vezes no mesmo dia), receptivo, alimentação... Então, nossa conta é de R$ 480 mil de acréscimo de custo. Isso nos dá vantagem esportiva e os jogadores ficaram muito satisfeitos – observa o dirigente vascaíno. O vice de finanças do Vasco lembrou que os profissionais de futebol iniciam recuperação de jogadores já no avião em deslocamentos. O que seria impossível em voo comercial. O "voo solo" também é útil para as equipes de comunicação que captam imagens dos atletas nos ares como se estivessem em ônibus para chegada e saída de estádio. O ge procurou a Azul, uma das empresas que ofereceu pacote para clubes, para falar dos valores. A companhia aérea não abre os preços, mas um valor que pode chegar a R$ 60 mil pode cair para quase a metade, dependendo do trajeto, é claro. Flamengo e Vasco, por exemplo, pagam R$ 17 mil no fretado para ir a São Paulo. E mais de R$ 100 mil para enfrentar um dos clubes nordestinos. Nem Botafogo e nem Fluminense, por enquanto, fecharam pacotes. O São Paulo vai analisar a logística rodada a rodada, mas já tem usado voos fretados – assim viajou para o Rio de Janeiro para enfrentar o Vasco, por exemplo. O Tricolor das Laranjeiras voltou de Curitiba de fretado para ganhar um dia de treino. Pagou R$ 40 mil. Em Minas, o Galo também usou a Passaredo. De volta à Série A depois de 22 anos, o Bragantino, com aporte da multinacional Red Bull, é um dos clubes que fechou pacote até o fim do Brasileiro. Mas o presidente do Bragantino, Marcos Chedid, diz que o investimento privilegiou, mais do que o conforto, a saúde dos atletas. - Quanto menos tiverem contato nos voos é melhor. Para eles e para aqueles que os acompanhassem - lembrou, em referência a diferenças para voos comerciais. - É questão de saúde e de segurança. No avião fretado podemos seguir os protocolos de segurança da CBF - afirmou Marquinhos Chedid. https://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/voos-solos-clubes-aproveitam-crise-aerea-e-evitam-avioes-comerciais-por-pacotes-fretados-na-serie-a.ghtml
  18. SAA backs severance for 3,100+ staff; more buyer interest 25.08.2020 - 22:52 UTC South African Airways (SA, Johannesburg O.R. Tambo) has approved voluntary severance packages for more than 3,100 employees, local media reported, with the African Press Agency putting the number so far at 3,142. SAA is seeking to retrench over 3,700 of its 5,000 pre-crisis staff numbers as part of its restructuring process following the approval of the company's business rescue process last month. The plan aims to retain a total workforce of 1,000. Of the 3,142 employees who have reportedly applied for the voluntary severance packages, 1,744 are ground staff, 978 cabin crew, 184 pilots, 135 specialists, and 101 in the management team. Packages range from guaranteed payments of USD21,000 per employee and up to USD118,000 for pilots, unions told the news agency. This includes, among other things, a 13th monthly salary for the year, one week's severance pay, a one-month notice period, and accumulated leave paid out. Only South Africa-based employees of SAA itself, and not subsidiaries such as Mango Airlines (JE, Johannesburg O.R. Tambo) and SAA Technical, can apply for the packages, according to Fin24 news. Meanwhile, on August 24, the South African government said it had received "more than ten" unsolicited expressions of interest from private-sector investors and private equity firms for "a future restructured South African Airways and its subsidiaries" Air Chefs, SAA Technical, and Mango Airlines. The Department of Public Enterprises outlined a preferred set of characteristics for the new-look carrier including "an efficient and modern fleet with hybrid density options acquired at competitive rates", "a right-sized and motivated workforce", "a customer-centric airline designed to be lean, technology savvy, digitally native, and agile to service all market segments", and "a smaller, effective, reinforced, and empowered board of directors".
  19. mas o que se faz com apenas 1 aeronave? não se consegue oferecer rotas nem frequencia para entrar no mercado
  20. Mas essa é a questão "não necessariamente aberto" O aeroporto ganha direito alugando as áreas do terminal para comércio Quem vai alugar uma área num terminal que pode ser deixado de usar a qualquer momento No meu ver ou fazem um projeto para atrair empresas a utilizar o terminal 1 ou fechem de vez Por experiência pessoal , fechem de vez Já peguei filhas quilométricas no rx daquele terminal que parece mais um puxadinho Horrível a disposição do terminal principalmente do rx e de como se forma a fila O único ponto bom é a rápida saída do avião até a Praça de desembarque
  21. Rumor Alitalia apenas com 787 a320 e a220 para a filiar cityliner https://aeronewsglobal.com/sources-a220-a320-and-787-dreamliner-for-alitalia/ https://www.corriere.it/economia/aziende/20_agosto_14/alitalia-la-newco-aerei-airbus-boeing-ultima-generazione-3e0e3ef6-dd8c-11ea-a581-35064321fed0.shtml?refresh_ce-cp
  22. eles fechariam o atual terminal 1 nesse desenho?
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade