Jump to content

PR-AIU

Membro Honorário
  • Content Count

    749
  • Joined

  • Last visited

About PR-AIU

  • Birthday February 27

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Porto Alegre
  • Data de Nascimento
    00/00/0000

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    POA

Recent Profile Visitors

723 profile views
  1. VCP e CNF pode ser uma boa se a JV UA/CM/AV/AD realmente sair. Aliás, creio que Campinas seria interessante também para a Copa
  2. A United está passando por uma expansão internacional acima do que os analistas esperavam, e isso vem dando resultados. E isso inclui SFO; mês passado, aliás, anunciaram um SFO-DUB. Ainda assim, as US3 são extremamente cautelosas em relação ao Brasil. E a UA já vem ampliando a sua oferta para cá, com uma série de upgauges em seus voos desde o ano passado. Creio que um voo da UAL para um hub novo, competindo em grande parte com os seus outros voos, seria um passo na direção contrária a essa tendência cautelosa.
  3. A LATAM está estendendo a classe Premium Economy a todas as suas operações domésticas a partir do dia 16 de março. Será uma "eurobusiness". Até então nenhuma major sul-americana possuía esse produto em voos domésticos. Mais informações: https://www.latam.com/pt_br/experiencia/cabines/premium-economy/
  4. JFK e LGW, bem ousado! Comentou-se há algumas semanas que OPO e YYZ também estavam na mira. Mas a cada destino que inauguram no hemisfério norte, a tendência é que abram outro no hemisfério sul para impulsionar o hub, não? Aposto que GRU deve interessá-los bastante
  5. Se forem emular o que já ocorre nos EUA, não precisam nem comprar. Obviamente são cenários diferentes, mas creio que já bastaria o codeshare e, no máximo, uma alteração na identidade da VoePass (Gol Express/Gol Regional/etc). A Gol não seria irresponsável de adquirir a Passaredo
  6. Corrijam-me caso eu esteja errado: embora a conexão seja longa, vai conectar com os voos para os EUA, o que interessa ao tráfego de Oil&Gas, não?
  7. Minha aposta é que MIA pode voltar em uns cinco anos, a depender da nossa recuperação econômica e principalmente do valor do dólar. Acho que é mais importante pra POA consolidar esses voos para PTY/LIM/BOG antes de pensarmos em Miami, justamente porque esses voos dependem da demanda pra Miami/Orlando
  8. A lista completa. O número de voos inaugurados nesse biênio é muito impressionante EPA: Flybondi (inicia em 2020) EZE: Aerolíneas, Austral MVD: Azul, Amaszonas (não confirmado, mas prometem pra 2020) PDP (sazonal): Azul, Gol (inicia na temporada 2019/2020) SCL: LATAM (iniciou em 2019) LIM: Avianca (deve ser encerrado), LATAM (iniciou na temporada 2019/2020, deve virar year-round) BOG: Avianca (deve iniciar em 2020) PTY: Copa SID: Cabo Verde Airlines (iniciou em 2019) LIS: TAP
  9. Pelo que dizem em outros fóruns, a Avianca vai pular fora do POA-LIM com a chegada do POA-BOG, e o sazonal POA-LIM da LATAM Peru vai virar year-round. No final, o saldo será positivo para o público porto-alegrense. 2020 promete muito!
  10. Como dito no texto, ela inaugura hoje! A minha aposta é que ele se torne year-round caso a Avianca deixe a rota -- apesar de que eles já tenham reserva no SIROS para que ele opere no resto de 2020, o que já é um ótimo sinal
  11. Creio que ele se refira ao dólar alto. 2015 começou com o USD valendo menos de BRL 2,70! Imagina se o dólar estivesse nesse valor atualmente, seria um momento muito melhor
  12. Avianca deve ligar Porto Alegre a Bogotá a partir de março Ponte Aérea - disponível em https://ponteaerea.net/2019/12/14/avianca-deve-ligar-porto-alegre-a-bogota-a-partir-de-marco/ A partir de março de 2020 a Avianca deve inaugurar voos ligando Porto Alegre ao seu hub em Bogotá, na Colômbia. As informações foram obtidas pelo Jornal do Comércio, da capital gaúcha, e confirmadas pela Fraport, concessionária do aeroporto porto-alegrense. Atualmente, Porto Alegre já é o único destino da Avianca no Brasil além do Rio (Galeão) e de São Paulo (Guarulhos), com voos diários para o seu hub em Lima, operados pelos A320. Entretanto, caso o voo para Bogotá se confirme, a tendência é que o voo para a capital peruana seja possivelmente encerrado. A Avianca, no último ano, vem tomando diversas medidas para voltar à rentabilidade. Uma das principais é a reestruturação de sua malha, esvaziando o hub de Lima e o fortalecimento do seu hub em Bogotá. A grosso modo, ambos os hubs oferecem conexões para basicamente as mesmas cidades nas Américas. Contudo, ao contrário de Lima, Bogotá conta com voos também para a Europa; além disso, a operação da Avianca é maior em Bogotá, trazendo uma maior economia de escala para a operação da empresa. Dessa forma, nos últimos meses diversos voos da Avianca a partir de Lima foram cortados. A maioria das cidades que sofreram cancelamentos e que ainda não eram servidas a partir de Bogotá -- notadamente Assunção e Montevidéu -- passaram a ser ligadas à capital colombiana. Mesmo que o voo para Lima se mantenha em paralelo ao voo para Bogotá, entretanto, a Avianca enfrentará competição, ao menos na alta temporada. O primeiro voo da LATAM Peru entre a capital do país vizinho e a capital gaúcha sai de Lima na noite de hoje (14) com destino a Porto Alegre. Serão três frequências semanais, a princípio apenas durante o verão. A LATAM já reservou voos para o resto do ano no sistema SIROS, da Anac, entretanto ainda não os colocou à venda em seu sistema. Caso o voo da Avianca se confirme, será a primeira ligação direta regular entre a capital colombiana e Porto Alegre. Por fim, a Colômbia seria o oitavo país diferente servido sem escalas a partir da capital gaúcha.
  13. Lindíssima foto! Essa pintura fica fantástica no E175. No 777 e no 767, não dá pra dizer a mesma coisa
  14. Verdade, tinha até me esquecido da parceria com a ASTA! Como será que eles estão indo? E que bacana saber dos Twin Otter, bom saber que estão ampliando a capacidade
  15. Lá em 2014, achei que o A320neo traria muito mais oportunidades para a Azul no Mercosul. Mas enquanto os E1 não tiverem sido trocados, eles continuarão 100% focados no upgauge do doméstico. Minha aposta vai pra NYC, principalmente se o VCP-ORY for efetivamente "terceirizado" para a Air Caraibes. EWR faria mais sentido dada a influência da United, mas JFK também tem uma grande presença da jetBlue, que é parceira de codeshare. Bagé é bem provável, mas falta acabarem as obras de adequação do terminal. O início dos voos depende apenas disso. RBR não tem voos da Azul há anos e deve contar com voos pra CNF, possivelmente operados pelo E2, a partir do próximo ano
×
×
  • Create New...