Jump to content

edu2703

Usuários
  • Content Count

    522
  • Joined

  • Last visited

About edu2703

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Teresina/PI/Brasil
  • Data de Nascimento
    27/03/1999

Profile Information

  • Location
    Teresina

Recent Profile Visitors

470 profile views
  1. A página AeroHoje no Twitter está noticiando que a Nella adquiriu a empresa aérea boliviana Amazonas Línea Aérea, citando fontes de portais de noticia bolivianos. Procurando em portais de noticias bolivianos, eles noticiam que os acionistas decidiram vender a Amaszonas a um grupo de investimentos do Brasil, mas não achei menção a Nella. O fundador e proprietário da empresa, Sérgio de Urioste, se manifestou nas redes sociais sobre a venda e pediu à população que acompanhe os novos proprietários nesta fase que se inicia. Espera-se que a empresa boliviana emita um comunicado amanhã sobre o a
  2. Li uma notícia na Reuters que a Air Astana moveu um processo contra a Embraer na Suprema Corte de Nova York devidos a supostos problemas com seus 5 E190-E2. A empresa alega que por causa de problemas com a aeronave, teve que groundear toda a sua frota de E190-E2, que permanece no solo desde dezembro de 2020 e com isso estaria tendo prejuízos financeiros. No processo, a empresa acusa a Embraer de violação a segurança de voo, dizendo que a aeronave possui graves problemas de segurança podendo resultar em um acidente. Em comunicado, a Embraer disse que em novembro de 2020 um Air Astana E190
  3. Mas se criticar, chamam a gente de pessimista. Olha, nem eu que entendo muito de planejamento de rotas já previa que isso não ia dar certo. 50 aeronaves em um ano é algo absurdo em todos os sentidos. Se a ITA conseguir isso, pode chamar o Guinness para certificar o recorde, porque não existe nenhum exemplo no mundo de uma companhia aérea que fez uma expansão de frota e malha tão grande em um espaço de um ano como a ITA está propondo a fazer. Mas se já estão tendo dificuldades só pra colocar 5 em serviço, imagine 50 em um ano. E expansão internacional em 2023 é outro absurdo.
  4. Nella quer seu primeiro A320 no Brasil em agosto e fala sobre contratações https://www.aeroin.net/nella-quer-seu-primeiro-a320-no-brasil-em-agosto-e-fala-sobre-contratacoes/
  5. Este é o problema de querer fazer uma expansão rápida demais. Contar com um prazo bastante apertado para o recebimento de aeronaves, onde se uma atrasar, pode comprometer boa parte da malha. 50 aeronaves até julho de 2022 dá uma média de quase uma aeronave por semana que a ITA tem que receber e preparar até lá. Sem contar que essa expansão foguete ocasiona esses problemas de falta de demanda dos voos, associado ao marketing fraco que já mencionei aqui. Enfim, essa estratégia da ITA de se expandir rapidamente já estava na cara que ia dar problemas no futuro. Faltou um pouco mais de planeja
  6. https://www.aeroin.net/cancelamento-de-voos-antes-da-estreia-deixa-clientes-da-itapemirim-irritados/ Ajustes na malha, ou por falta de demanda ou por falta de aeronaves.
  7. Acho irônico a Azul querer dispensar as operações internacionais da Latam Brasil para evitar concentração de mercado, sendo que as operações domésticas concentram muito mais. Aliás, como funcionaria isso? Se a Azul absorver somente as operações domésticas, significaria que a Latam Brasil continuaria existindo, mas só ia viver de vôo internacional?
  8. Sinceramente, não consigo ver isso saindo do papel. Soa mais como uma jogada de marketing do qualquer outra coisa. Como o colega acima já disse. a viabilidade do transporte aéreo supersônico depende exclusivamente do desenvolvimento de tecnologias para reduzir o ''boom'' supersônico a níveis toleráveis para a maioria das pessoas. Sem isso, o transporte ficaria restrito a voos sobre o oceano, tornando-o inviável financeiramente. Enquanto essa tecnologia não surgir, qualquer projeto de avião supersônico destinado a aviação civil está condenado a ficar só no papel. Sem falar que mesmo q
  9. É um numero bem significativo e como disse em um outro comentário, é mais ou menos o números de aeronaves que eu estimava para sustentar a malha de junho de 2022. Também terá alguns A319 visando a ponte aérea no futuro.
  10. Ele é comandante e tem passagens na Varig/Rio Sul, GOL, Azul em cargos de alta liderança. Seu último trabalho era como CEO da ASTA Linhas Aéreas No AEROIN, já levantaram o rumor que a ITA vai absorver o que ainda resta da ASTA Linhas Aéreas.
  11. Concordo. E o pior que não é somente um simples anúncio. Eles já estão vendendo passagens em todos esses trechos, portanto o nível de comprometimento é maior. Experimente não conseguir cumprir esses voos para ver o tamanho da confusão com os passageiros. Eu não sou especialista em frota, mas creio que para manter a malha de junho de 2022, quando todos os destinos anunciados até agora entrarem em operação, a ITA vai precisar de umas 40 aeronaves. Talvez mais, talvez menos. Enfim, é um crescimento muito grande num espaço de um ano só. Acho que nem a Azul teve um crescimento tão grande
  12. O Panrotas fez uma análise dos 76 trechos ida e volta que a ITA está vendendo no site. https://aviacaobrasil.com.br/conheca-as-rotas-da-itapemirim-quando-se-iniciam-e-suas-concorrentes/ Desses 76, em 5 trechos, a ITA não terá nenhuma concorrência: São eles: CGB-SJP, RAO-GRU, GYN-GIG, IMP-GIG. BPS-GIG. No caso de RAO-GRU, a Latam e a Voepass oferecem voos diretos de Ribeirão Preto para Congonhas. Em mais da metade dos trechos, a ITA enfrentará concorrência de pelo menos duas companhias.
  13. Como eu disse em um comentário anterior, o marketing da ITA já está pecando logo no inicio. O marketing até agora está bastante restrito as redes sociais da própria companhia. Até agora, não esbarrei em nenhuma propaganda da ITA fora dos perfis oficias da empresa.
  14. Basicamente o mesmo interior da Azul. Só tiraram o IFE.
  15. Creio que a comida quente ou ''hot food'', se refira especificamente a refeição. Mas isso já é impensável que fossem oferecer. Se não vão oferecer refeição e nem snacks, creio que podem oferecer sanduiches, pão de queijo e outros salgados.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade