Jump to content

SimpleMan

Padrinho 2º grau
  • Content Count

    358
  • Joined

  • Last visited

About SimpleMan

  • Birthday 04/09/1987

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São Paulo
  • Data de Nascimento
    09/04/1987

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo

Contact Methods

  • MSN
    simpliciog9rg@hotmail.com

Recent Profile Visitors

1,009 profile views
  1. Apostaria nisso também. Embarquei no dia 25/12 em CGH pela GOL e deu pena do pessoal. Fila do checkin imensa, por terem poucas posições tripuladas. Quem me atendeu foi uma moça que deveria estar na sala de embarque. E quem me embarcou foi um Orange Cap! Cobertor laranja deve estar curto...
  2. Não entendi esse insucesso de SJK. Peguei esse voo umas 5x enquanto durou e, em todas as vezes, era lotado. E as tarifas não eram baixas. Será que o voo afetou GRU? SJK merece uma malha boa, pois demanda tem.
  3. Assino embaixo. E melhor, nem precisa inventar, basta copiar o fundo que o Reino Unido tem para esse tipo de situação. Veja se teve algum tumulto no encerramento das operações da Monarch? Ou da Flybe? Zero. O governo simplesmente usa o dinheiro do fundo para fretar aeronaves que farão os voos interrompidos. Não tem transtornos? Claro que tem. Pessoas precisam se reorganizar, voos fazem escalas, mas o prejuízo é muito menor.
  4. ANAC não é como a FAA, que só vê aspectos técnicos-operacionais. Ela acumula as funções do DoT, por exemplo, de ver o planejamento financeiro das empresas postulantes à exploração de serviços aéreos. Na minha visão, a Agência comeu bola sim, e suspender o COA depois de a empresa interromper as operações é uma piada de péssimo gosto. Há tempos noto a inércia da ANAC quanto à prestação dos serviços aéreos. Mas, dessa vez, acho que vai sobrar pra ela. Vide o que o @Bonz0 falou acima: o Congresso viu problemas antes da ANAC!!!
  5. A premium são os assentos normais do 738 com mais espaço. O problema são os assentos e o pitch da Y: é pra voos de, no máximo, 3 horas.
  6. Acabei de voar no 7M9 da CM. Excluindo a Business, que melhorou da água pro vinho, a econômica piorou MUITO! O 738 é muito bom confortável na Y. Ainda bem que o CM800 continua com ele.
  7. Sempre me pergunto o motivo de não ter voos comerciais em Anápolis, do ponto de vista comercial, é claro. Cidade com diversas indústrias, próxima a duas capitais gigantes. Tinha tudo pra captar o tráfego local e o residual dessas outras cidades. Seria um ótimo aeroporto LCC, assim como SJK.
  8. Os voos em parceria com a GOL são CPA. Independente do load, a Passaredo tem a mesma receita. O risco da comercialização fica todo para a GOL. Já os demais voos, aí sim vai pra conta da Passaredo. Lembrando que o break-even do ATR é baixíssimo, mas 56% acredito que tenha margem pra melhorar.
  9. Eu desisti de comprar bilhete na GOL, mesmo sendo Diamante. Primeiro foi problema no login. Depois, meu perfil na GOL não me via como Diamante. Depois, inconsistência entre o preço inicial e o da finalização. Muito amadorismo. Deixei uma grana na Azul, em um voo com conexão, mas que comprei em 3 minutos.
  10. Joker, Foi-se o tempo que o sucesso de um aeroporto dependia apenas de passageiros. Atualmente, os operadores aeroportuários querem atrair pessoas que iriam a um shopping, por exemplo. E uma estação de metrô facilita muito isso. Atualmente moro em BSB. E vejo muita gente indo ao aeroporto para almoçar, tomar um café, usar os serviços que lá existem. O maior exemplo desse tipo de aeroporto é muito próximo do GIG: Changi. O mix de lojas no lado terra é tão bom quanto no lado ar.
  11. Se a Latam contratar NOVOS funcionários na M3, sem vínculo anterior com a JJ, acho difícil conseguirem êxito na Justiça. Agora, se eles simplesmente demitirem o colaborador da JJ e recontratar na M3 com salario menor, aí é assinar atestado de burrice, porque é causa ganha. Veremos o que acontecerá, pois a LA já manifestou a intenção de usar a M3 para reduzir custos.
  12. Fonte quente a sua! Já consta no GDS que o 1118 será realizado pelo 7M8. Tem alguns outros GRU/BSB também a serem realizados pelos MAX.
  13. Ano passado fiz o MIA. Diria que 85% do voo é conexão, do Brasil todo. Se não sair de BSB, creio que não vinga.
  14. Sou um pax que não tenho receio de voar em várias empresas, por inúmeros motivos. Já voei na O6 na semana do encerramento, Malev 2 semanas antes de encerrar as atividades, em aeronave que retornou para o gate 2x por manutenção. Tudo isso sem receio. Agora, não ponho os meus pés numa aeronave da LA até tratarem humanamente os seus colaboradores. Isso é absurdo num ambiente onde segurança é a base do negócio. Cadê a ANAC pra verificar como anda a segurança de voo? Cadê o MPT pra averiguar esse assédio descarado? Inacreditável tudo isso!
  15. São as possíveis aeronaves da frota. Provavelmente escolherão um dos modelos listados, ou algum outro do mesmo porte. Resumindo: ela pode operar uma aeronave de 19 a 189 assentos...
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade