Jump to content

SimpleMan

Usuários
  • Content Count

    323
  • Joined

  • Last visited

About SimpleMan

  • Birthday 04/09/1987

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São Paulo
  • Data de Nascimento
    09/04/1987

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo

Contact Methods

  • MSN
    simpliciog9rg@hotmail.com

Recent Profile Visitors

683 profile views
  1. O negócio foi fechado antes da pandemia. Não tenho acesso ao contrato, mas com certeza ele começa a vigorar apenas após o retorno ao serviço dos MAX. Quanto à demanda, a ideia da GOL sempre foi SUBSTITUIR, em um primeiro momento, os NG pelos MAX. Logo, é muito melhor voar um MAX "vazio", economizando 15% de combustível, do que voar um NG que bebe mais Lembre-se que a configuração dos 7M8 é idêntica aos 738: 186 pax.
  2. Se não me engano, este e todos os MAX da 9W virão pra GOL. Vai dar trabalho colocar essas máquinas pra voar novamente...
  3. Já?! O mundo todo fechou as suas fronteiras. O Brasil está, como sempre, atrasado.
  4. Agora eu entendo o motivo da separação entre aeronaves ser tão conservadora em BSB: incompetência dos controladores. Dá raiva a ineficiência para decolar ou pousar lá!
  5. O MTOW dos 380 mais novos é maior. Por isso que eles são alocados, preferencialmente, para os voos mais longos, como GRU, LAX, AKL.
  6. E as empresas vão perder essa janela de oportunidade? Duvido! A operação pode até ser deficitária em alguns dias, mas vai ter briga de cachorro grande por essas frequências. Aposto na Azul levando a maioria, mas não duvido Gol e Latam transferindo voos atualmente sob o Acordo de Fortaleza para as frequências do bilateral, apenas para barrar entrantes.
  7. A ANAC considera esses slots como provisórios pois a Resolução que trata da distribuição do slots será revisada em até um ano. Após a revisão, os slots serão redistribuídos, conforme os critérios da nova norma. Em suma, as empresas que ganharam os slots da O6 poderão utilizá-los por um ano. Após, estarão sujeitas às novas regras.
  8. Pode mudar o destino a hora que quiser. Basta registrar o novo voo na ANAC. O que é um pouco mais complicado (a depender da saturação do aeroporto) é a troca de modelo de aeronave que operará o slot. Creio que a 2Z alterará os destinos desses slots.
  9. Não me surpreenndo com mais nada dessa novela, mas podemos ter surpresas apenas quanto à MAP. A Passaredo tem condições de operar em CGH sob todas as óticas, pois já opera em GRU. Quem se deu bem foi a Two, pois levou os 14 slots pedidos. Em tese, a ANAC ampliou o número de slots (+14) por ter acomodado a Two na pista auxiliar. Abriu precedente...
  10. Dando uma olhada aleatória no SIROS, encontrei dois voos da Sideral saindo de CGH: 0S8720 SDU0700 0810SDU 735 0S8721 CGH1900 2000SDU 735 0S8722 CGH0900 1040BSB 735 0S8723 BSB1645 1830CGH 735 Todos os voos no 735 com 52 assentos.
  11. Inacreditável como querem encontrar um "motivo" para dar os slots à AD!!! Como já falado aqui, levem os burocratas do DECEA e Infraero para BOS para aprenderem a gerenciar um Cape Air junto com um Emirates. Estou torcendo MUITO para G3 e LA fazerem isso mesmo, só pra ver o circo pegar fogo.
  12. Essa é a distribuição de slots em LHR, e vejo as empresas que querem entrar no aeroporto aguardarem 10 anos por um slot, ou comprá-los por valores estratosféricos: BA – 52% Outras – 36% LH – 5% EI – 3% VS – 3% Fonte: http://researchbriefings.files.parliament.uk/documents/SN00488/SN00488.pdf Empresas que operam há muito mais tempo não podem ser preteridas por outra que começou recentemente e já quer "sentar na janelinha".
  13. Essa decisão da ANAC é vergonhosa do ponto de vista da segurança jurídica. Assim como na Resolução 338, as regras foram feitas para a Azul. Importante notar que, em caso de empate por certo slot, o critério de desempate será a operação com uma aeronave de maior capacidade. Ou seja, os slots vão todos para a Azul? Como consumidor, claro que desejo maior concorrência. Mas não se pode favorecer uma única empresa da forma como está sendo feito. LA e G3 não entrarão na Justiça para melar essa redistribuição?
  14. Houve falha na prestação do transporte por parte da LA. Essa falha causou um dano ao passageiro (perda de compromisso profissional). É certo que a LA tem responsabilidade e, se for processada, vai perder uma grana boa. Atrevo-me a dizer que ficaria mais barato fretar uma aeronave pra levar esse pessoal... As empresas no Brasil tem que aprender que o contrato vale para os dois lados, não só para o elo mais fraco.
  15. Não se trata de prestígio, mas sim da United ser acionista da Azul, coisa que a JetBlue não é. Sobre o possível novo voo, não seria melhor mover um dos voos da costa leste (ORD ou IAD) para VCp, deixando GRU com voos para um dos hubs da costa leste, EWR (que tem um bom O/D) e IAH (conexões para o resto do país)? Além disso, fico com alguns colegas sobre a possibilidade da UA lançar um novo voo de GRU: DEN ou SFO.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade