Jump to content

Paranaense

Usuários
  • Content Count

    236
  • Joined

  • Last visited

About Paranaense

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Curitiba
  • Data de Nascimento
    28/10/1964

Profile Information

  • Location
    Curitiba

Recent Profile Visitors

302 profile views
  1. E pelo jeito, vamos ter que aguardar sentados, dado o descompromisso do discurso que diz "que não vai ter molezinha para cia. aérea não". Esse sujeito fala muito e não faz grande coisa. Será que eles pensam que se as três quebrarem, vão ser substituidas como por encanto? É inacreditável ver a falta de vontade do governo com o setor aéreo.
  2. O pecado capital foi da Boeing, mas que a FAA errou bastante, isso errou.
  3. Pois é, mas os problemas atuais da companhia, inclusive estes já debatidos acima, residem exatamente na falta desse "bom produto", que sabe-se lá quando e de que jeito vai voltar a operar. Mas esse é assunto de outro tópico. De qualquer forma, sem esse avião, a GOL não tem muito o que fazer, em termos de market share.
  4. Realmente, o Paraná tem essa característica geográfica assim, com aeroportos bem distribuidos nas principais regiões do estado, tornando essas cidades citadas por você, autônomas em relação a capital, Curitiba, em termos de transpote aéreo. Ao contrário do que acontece no RS, por exemplo, onde POA concentra a maior parte dos võos de e para todo o estado. Por outro lado, concordo com o Boulos no tocante ao peso dos aeroportos do estado de SP, já que é para lá que estão concentrados a maior parte dos vôos dessas cidades do interior. No entanto, concordo com você que existe sim uma provável demanda para o GIG, principalmente nas duas maiores cidades do interior, Londrina e Maringá, seja em O&D, leisure e principalmente como centro de conexões. Essas cidades, sozinhas, são centros de regiões de influência, que somadas ,chegam a por volta de 5 milhões de habitantes, com poder aquisitivo elevado, um belo mercado que se bem explorado, principalmente por GOL e AZUL, pode vir a ser bem significativo. Cito principalmente essas duas cias, pois a LATAM até bem pouco tempo só servia LDB, parece que agora vai ter um vôo para MGF, via GRU, graças à redução de ICMS em SP. De qualquer forma, não teria alimentação relevante no GIG, já que reduziu muito os vôos por lá.
  5. Falando em GOL, tem post no youtube comparando a situação dela com a AVIANCA BRASIL, depois da saida da DELTA. Como se as situações não fossem totalmente diferentes!
  6. Depende, já usei esse ônibus que o Cássio mencionou, barato, confortável e prático para chegar em GRU ou CGH. O custo de ir de carro sempre vai ser alto para quem vai a um aeroporto, utilizando tudo o que você descreveu, para esse passageiro, realmente ir por VCP não faz a menor diferença. Já quem quer economizar de verdade, o ônibus até São Paulo compensa a diferença da tarifa.
  7. Pois é, não dá para continuar tentando enganar todo mundo o tempo todo.
  8. Belíssima auila de história da regionalização aérea no Brasil, para quem quiser conhecer é sempre bom.
  9. Só apareceu por aqui na olimpíada do Rio em 2016 e pelo jeito, nunca mais.
  10. Acredito que se o leilão não valer, o Elliot não verá a cor desse dinheiro. As empresas terão de prejuízo o que colocaram na Avianca antes, as três fizeram isso, além do acerto que Gol e Latam fizeram com o fundo abutre, que parece ter sido de US$ 35 milhões. Acho que foi isso. De qualquer forma, é um belo de um prejú.
  11. Melhor análise que eu vi dessa barafunda toda até agora, sem partido de azuis, vermelhos ou laranjas.
  12. E no russo então?É off tópico, mas acho que todos nós queremos saber as causas daquele acidente.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade