Jump to content

Dortin

Usuários
  • Content Count

    450
  • Joined

  • Last visited

About Dortin

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Brasília/DF/Brasil
  • Data de Nascimento
    10/01/1980

Profile Information

  • Location
    Brasília

Recent Profile Visitors

479 profile views
  1. Simples... É só não tentar defender Gol e Passaredo a cada post com qualquer crítica. Engraçado é que se condena quem "defende" a Azul, mas se faz o mesmo com outras. Por que será?
  2. VOEPASS estuda pedir Recuperação Judicial, aponta jornal A VOEPASS estaria analisando recorrer ao processo de Recuperação Judicial para enfrentar a crise aérea da Pandemia do Coronavírus, apontou Lauro Jardim, colunista do jornal O GLOBO. Segundo o jornalista, renomado por seus furos, a empresa formada pelo resultado da compra da MAP Linhas Aéreas pela Passaredo Linhas Aéreas estuda pedir a Recuperação Judicial (RJ), que seria a segunda na história desta última empresa, controladora do grupo. Caso isso se confirme, também será a segunda vez que duas empresas aéreas brasile
  3. Joker, sua conta está errada. Não há porque dividir entre as duas, já que a AF (3vps) e KL (4vps) têm juntas 1 voo diário. Logo, teríamos algo perto de 10% da capacidade do avião suprida pela subvenção. O que é uma ajuda e tanto, pois ocupações na casa de 70% significa ocupações nominais na casa dos 80%, o que torna o voo mais fácil de ser rentável. Muito embora as ocupações médias do grupo no primeiro ano serem excelentes. Por fim, as subvenções são para voos internacionais e não doméstico. Logo, vão somente para a dupla. A Gol fica com a isenção fiscal total, diferente da Latam que, alé
  4. Em pouco mais de um ano, o LF em REC cresceu 5 pontos percentuais, enquanto reduziu em 5 pontos percentuais em SSA. A terceira frequência manteve o crescimento, já que a rota começou com média inferior a 70% de LF. Tem outro problema: os LFs em FOR estão em queda desde o início desse ano. Qual a vantagem de deixar uma base em constante maturação, pra arriscar em outra? Deixa abrir e ficar nas três. Teve essa mesma conversa de deixar a base rec com a Copa e a empresa continuou com as melhores ocupações lá e as outras bases, que começaram com aeronaves maiores, migraram pra menores. Por
  5. A demora deve ser por conta de um novo processo de certificação. Somente isso justifica.
  6. Exatamente!!! Você põe um experiente com um calouro, pra que este aprenda com aquele e seja experiente um dia. Não tô entendendo essa forçação de barra com as horas voadas do copila.
  7. Eu entendi que ele tinha 200 horas de B737. Se for isso, não há o que se questionar, pois pra ter 1 hora de voo em jato precisa começar a voar. E todos começam com zero. Imaginem um copiloto com 2000 horas de voo em teco teco, mono e bimotor, começa hoje a voar num jato. Vai sair na imprensa que o copiloto tinha zero hora de voo, se o avião cair. É uma sacanagem enorme com a classe.
  8. Ruifo, como está o mapa de Max's em operação? Alguma mudança na Europa?
  9. Desculpa, Ruifo, mas, se num fórum de discussões não for possível especular, vamos todos ficar calados em casa e esperar o final das coisas. A especulação aqui é saudável e não só aqui, como também entre as empresas áreas e governos, tendo em vista que muitos já groundearam o Max. Agora, se vc não concorda com a posição alheia mostre a sua e não fale que a discussão em cima de especulações é bobagem. Já vi muita bobagem, para alguns, ser a realidade dos fatos. E me parece que dessa vez não será muito diferente.
  10. Rapaz, só tem piloto terrorista então. A aeronave entra furando o chão e é culpa do piloto? A própria Boeing assumiu a falha no procedimento. Tá difícil defender a Boeing hein?
  11. A Boeing vai começar a agir. É muita perda em menos de 24 horas. O negócio é colocar no chão os Max's, investigar, corrigir os erros e reiniciar com a aeronave redondinha. Melhor a Boeing ressarcir as empresas aéreas os prejuízos do solo do que correr o risco de um caos acionário e fabril que se desenha.
  12. Como falado pelo colega acima, na baixa temporada, é fácil ajustar a malha. Difícil mesmo é convencer um passageiro a entrar num avião que ele parou de confiar ou, Deus nos livre, correr o risco de um novo acidente, porque não tomou as medidas preventivas cabíveis e necessárias.
  13. Mais fácil na baixa, já que há uma diminuição forte da malha do que na alta. Agora, pode empurrar com a barriga e parar próximo a alta temporada. Encaixar quem comprou passagem no Max em um WB é bem difícil né? E a aeronave vai ficar no solo por culpa da Boeing, vai ter compensação pras empresas com certeza.
  14. Se for verdade, é uma jogada de mestre da Gol. Vai parar na baixa, onde já há reduções naturais na malha. Dá pra realocar passageiros na delta e fazer em alguns dias, com avião cheio, voos com escala.
  15. 350 aeronaves entregues e 2 acidentes? É muito, é uma porcentagem enorme. Aeronaves não foram feitas para cair e um modelo novo, com tecnologias de ponta não pode cair do nada. Tem que groundear mesmo, não dá pra esperar mais mortes.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade