Jump to content

thgsr08

Usuários
  • Content Count

    1,143
  • Joined

  • Last visited

About thgsr08

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    BH/MG/BR
  • Data de Nascimento
    18/02/1989

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    BHz/SAM

Recent Profile Visitors

367 profile views
  1. PK, eu me referi ao serviço geral, atendimento, aeronaves, cordialidade... enfim, tudo oferecido pela cia. Prefiro milhões de vezes aquele pãozinho de beterraba com queijo ao bolinho da turma da mônica e outros sem graça... Mas compreendo que hoje, depois da falência da O6, ela é a referência - e talvez, a outros olhos, ja fosse referência antes. Mas eu fico feliz, ser reconhecido assim lá fora é ótimo.
  2. Eu acho que 99% das pessoas que votaram eram viajantes de primeira viagem e/ou nunca voaram nem na falecida O6 pra saber o que é bom mesmo... mas enfim, parabéns a ela. É sempre ótimo ter uma cia nacional figurando entre as que mais satisfazem o cliente no mundo inteiro.
  3. Quis dizer ser interessante pela comunalidade de familia de aeronave mesmo e, provavelmente, ela gostaria de manter as rotas internacionais da JJ e ainda o baixo custo de ter uma frota "padronizada". Mas é conjectura mesmo e desejo de não ver a aviação brasileira ser enxugada ainda mais...
  4. Essas aeronaves que são leasing da LA e sub-locadas a JJ e que seriam interessantes a Azul, como os 350 e Familia 320, seriam renegociadas com a LA ou direto com os bancos/proprietários? Tenho que estudar melhor esse trêm de leasing, pq tem hora que embanana a cabeça...
  5. Sim, tem que levar o bom e o ruim. No montante total, vale a pena? Eu ainda acho que essa história num primeiro momento é especulação pura...
  6. Duvido que a matriz queira vender a brasileira... mesmo pq ela vai sem nada... não tem aeronaves proprias, não tem plano de fidelidade, nada... só o nome mesmo que nem poderia ser usado, ou seja, vale 0 reais. (ironia)
  7. Nessa andanças online aí acabei encontrando um site muito manero pro pessoal entusiasta e que sempre teve curiosidade de saber como eram configurados os interiores das aeronaves das cias aéreas mais consagradas. http://departedflights.com/seatingguide1.html Enjoy.
  8. O desenrolar eu entendi... é dificil entender como essas coisas acontecem na real... só passando por uma situação assim. Por isso o "não entendi nada..."
  9. (f) “Karachi Approach” advised repeatedly (twice to discontinue the approach and once cautioned) about excessive height. Landing approach was not discontinued. However, FDR shows action of raising of the landing gears at 1740 ft followed by retraction of the speed brakes (at a distance slightly less than 05 nautical miles from the runway 25L). At this time, the aircraft had intercepted the localizer as well as the glide slope. Flaps 1 were selected at 243 knots IAS, the landing gears and speed brakes were retracted. Over-speed and EGPWS warnings were then triggered. (i) At 500 ft, the FDR indicates: landing gear retracted, slat/flap configuration 3, airspeed 220 knots IAS, descent rate 2000 ft/min. According to the FDR and CVR recordings several warnings and alerts such as over-speed, landing gear not down and ground proximity alerts were disregarded. The landing was undertaken with landing gears retracted. The aircraft touched the runway surface on its engines. Flight crew applied reverse engine power and initiated a braking action. Both engines scrubbed the runway at various locations causing damage to both of them. Figures hereunder show selected screenshots of security / CCTV cameras footages of the aircraft engines touching the runway and showing sparks due to scrubbing, along with marks on the runway. Como?
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade