Jump to content

kyloren

Usuários
  • Content Count

    46
  • Joined

  • Last visited

About kyloren

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Brasil
  • Data de Nascimento
    07/08/1987

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo
  1. As 15h o Jerome vai fazer um call com alguns parceiros para detalhar o plano.
  2. Base de 9 milhões de clientes, sendo 6 milhões "ativos" segundo a descrição do produto. Acho que não interessou muito porque elas sabem que muitos desses clientes já estão "em casa".
  3. – UPI A foi arrematada pela Gol, por US$ 70 milhões – UPI B foi arrematada pela Latam, por US$ 70 milhões – Lote 3, composto por UPIs C, D e E, não foi arrematado e as unidades foram desmembradas – UPI C, foi leiloada pela Latam, por US$ 10 mil – UPI D foi leiloada pela Gol, por US$ 10 mil – UPI E rendeu a grande disputa do leilão até aqui, ultrapassando 150 lances. Gol arrematou o ativo por US$ 7,3 milhões – UPI F e UPI Programa Amigo: sem lances
  4. O leilão da UPI Amigo começa em 10 minutos. Lance mínimo USD 10 mil
  5. É um leilão "fake". Ninguém tá passando o pagamento no débito ali. Tá todo mundo garantindo a intenção de compra SE isso se desenrolar juridicamente, e a Azul nao se credenciou e provavelmente já tá despachando dezenas de mandados de segurança pra tentar travar isso
  6. LATAM e GOL Azul não se credenciou. Infos em tempo real: https://www.megaleiloes.com.br/ML11929 https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/confira-em-tempo-real-o-leilao-da-avianca-brasil/
  7. Gente não vejo problema algum em direcionar esforços para separar as marcas. Eu trabalhava na Avianca Brasil e via no dia a dia o quanto a estrutura corporativa e estratégias da Avianca Holdings estava anos luz à frente da brasileira. O maior problema do grupo foi e continua sendo (parcialmente) as participação dos Eframovichs. Se eles estão sentindo na pele a queda das vendas no Brasil que façam campanhas para desvincular a marca e se reaproximar do trade e agências. Estão mais que certos! Não vou entrar no mérito de COMO isso está sendo feito, mas a estratégia por si só é essencial se ela quiser se manter e crescer por aqui.
  8. As menores também estão de olho nas possíveis estrangeiras que o Ministério da Infraestrutura anunciou. Com a abertura para capital qualquer companhia entrante pode recorrer à compra/aquisição ao invés de iniciar processos de homologação e certificação do zero. É um excelente negócio! Pra mim faz todo sentido essa lógica! Mas se esse movimento iniciar de fato LATAM e GOL também poderão comprar as companhias menores e por valores bem menos astronomicos do que o processo da Avianca. Me dá a sensação de que os sócios da MAP, Sid e Passaredo estavam numa mesa de bar no fim de semana e pensaram: TIVE UMA IDEIA.
  9. Eu estou trabalhando em um fundo de análise de investimentos e é bizarro a quantidade de dinheiro que a Avianca Brasil recebeu em janeiro e fevereiro deste ano. E não estou falando dos empréstimos das concorrentes. Teve fornecedor que fez pagamento de até 180 milhões de reais. O dinheiro simplesmente não entrou na Avianca. Os irmãos acionaram empresas que deviam para a Avianca e direcionaram pagamentos direto para o Sinergy. A negociata é simples: ou pagava via Sinergy e ficava quieto ou eles botavam na mídia e o Elliot iria atrás dos pagamentos com Justiça e tudo. A manobra foi toda feita para a Avianca quebrar, o que eles precisavam é de tempo: quanto mais a Avianca demorasse pra parar mais eles organizavam as holdings para blindar o patrimônio. A sede do escritório oficial do Eframovich fica em Cidade do Panamá, paraíso fiscal e possivelmente refúgio para ele morar enquanto pensa num novo empreendimento.
  10. O braço paraguaio não faz mais parte do grupo Amaszonas. Foi vendido para investidores da Avmax e opera independente com a marca Paranair Eu cuidei do LIM-IGU no Revenue da LATAM por um breve período, o desempenho geral do voo era bom e com picos de demanda nas altas temporadas. Tinham muitos pax com conexões de LIM para outras cidades da região noroeste da América Latina, incluindo VVI. Acho que a oferta de 300 assentos por semana por trecho é ousada mas "trabalhável". O crucial é a distribuição da Amaszonas conseguir vender o voo nos GDS e conseguir bons acordos de interline.
  11. Funcionários administrativos foram todos escalados para comparecer no prédio da Pantsaleão Teles entre hoje e sexta para entregar computadores e celulares corporativos.
  12. Ela não estava "nem aí pra CGH", apenas viu na crise da Avianca uma oportunidade de aumentar sua participação no aeroporto. Uma chance maior e mais arriscada de conseguir mais slots do que esperar uma redistribuição da ANAC.
  13. Acho que o nordeste recebeu uma super-oferta de assentos nos últimos 2 anos. Conversei com um pessoal que trabalha na Vinci em Salvador e eles estão passando por um momento crítico após o leilão de Recife (que eles não levaram) e o fim da Avianca, que tinha uma representatividade bem importante lá. Como a economia está dando sinais de que a retomada (se vier) vai ser mais lenta do que o esperado, tenho certeza de que muitas companhias internacionais estão revendo o planejamento, readequando a demanda e até cancelando intenções. Fortaleza é um caso curioso que venho acompanhado. Eu acho que dificilmente o destino vai sustentar tanta oferta de assentos internacionais. Com o dólar instável as coisas ficam ainda mais difícieis. No médio prazo imagino algumas companhias calibrando melhor as freqûencias e aeronaves e muito provável que a Copa não seja a única a recuar...
  14. O O6 6033 SDU-CGH foi o último a operar hoje. A318 PR-ONC.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade