Jump to content

Firenzi

Usuários
  • Content Count

    272
  • Joined

  • Last visited

About Firenzi

  • Birthday 07/18/1984

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Uberlândia - MG - Brasil
  • Data de Nascimento
    18/07/1984

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Uberlândia - MG

Contact Methods

  • Website URL
    http://
  1. As obras não andam! Estão paradas desde 2016, para variar um pouco, suspeita de desvio de verbas. E, agora com a possível privatização não vão terminar mesmo. Até 2016 tinha um voo direto pra VCP mesmo e, lembro dele sempre cheio. Mas, segundo alegam, a Azul cansou de alternar voo pra Cuiabá e pagar ônibus para os passageiros terminarem de chegar. A Passaredo também opera aqui com 1 voo pra SJP que também vive sendo alternado ou cancelado. Agora com o RNAV estamos mais esperançosos que pelo menos esse voo para VCP volte. Veremos. RNAV foi instalado em 2016, junto com o PAPI. Entretanto, tanto a Prefeitura (Administradora do Aeroporto) como a Anac enrolaram um absurdo e só agora saiu a homologação. Dois anos com o equipamento instalado, voos sendo alternados quase toda semana e, não saia a homologação por pura buRROcracia...
  2. Finalmente: Anac homologa RNAV do Aeroporto Marinho Franco Fonte: https://www.atribunamt.com.br/2018/10/18/finalmente-anac-homologa-rnav-do-aeroporto-marinho-franco/ O equipamento RNAV, sigla em inglês que quer dizer navegação por área, equipamento essencial para garantir a segurança de pousos e decolagens em condições de pouca ou nenhuma visibilidade e que já estava há tempos instalado no Aeroporto Municipal Marinho Franco, finalmente recebeu a homologação da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). A homologação do equipamento foi publicada no Diário Oficial da União de ontem (17) e faltam apenas alguns detalhes para que o mesmo possa ser utilizado com segurança pelos aviões que pousam e decolam no aeroporto. Instalado no início do ano de 2016, o RNAV já estava operacional, mas dependia da homologação do órgão responsável pela aviação civil no país para de fato começar a ser usado por pilotos, principalmente de voos comerciais, já que apesar de fornecer as informações sobre a localização da pista de pouso mesmo em condições de baixa visibilidade, as informações não podiam ainda ser utilizadas devido a questões legais. Ou seja: as informações estavam ali, mas como o RNAV não tinha a certificação do órgão responsável, os pilotos não se arriscavam a usá-las, o que fez com que muitos voos fossem cancelados ou que as aeronaves sobrevoassem a cidade por algum tempo antes de voltar para seus destinos de origem ou prosseguirem viagem, sem no entanto pousarem na cidade. De acordo com a superintendente do aeroporto, Bianca Araldi, após a publicação da homologação do equipamento no Diário Oficial, a Anac já teria decretado que o mesmo está 100% operacional, faltando apenas que o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) promova pequenos ajustes para que isso de fato ocorra, o que deve acontecer nos próximos dias. Da parte do aeroporto não tem mais nada pendente. O aeroporto hoje é 100% operacional perante a agência reguladora da aviação civil, que é a Anac. Isso é importante, pois traz mais segurança para os pilotos, mas principalmente para as companhias aéreas, por que traz confiabilidade. Eles saberão que mesmo com o clima não tão bom, eles vão poder decolar e pousar. Não é uma garantia de 100%, por que até os melhores e maiores aeroportos do mundo fecham em determinadas situações, pois não é um equipamento de precisão, mas ele pode garantir uma maior segurança no pouso, declarou. Ainda de acordo com ela, o equipamento não garante que todas as aeronaves possam pousar e decolar, devido às condições climáticas, mas a maioria dos voos estará garantida a partir de agora. Nem todos serão cancelados por questões ligadas à meteorologia, mas em condições extremas, alguns ainda serão cancelados. Mas isso ocorre em todos os aeroportos, não só no nosso. No entanto, com certeza, vai diminuir bastante o índice de cancelamento de voos, completou. Com a homologação do RNAV, abre-se a possibilidade de o Marinho Franco atrair mais voos e empresas aéreas, já que o equipamento garante melhores condições para que as aeronaves de fato possam pousar e decolar ali. Isso abre a possibilidade de uma gama de empresas se interessar em ter voos regulares para cá, mas não há nada garantido ainda, pois isso demanda questões de logística e outras. Mas isso é algo a mais que o aeroporto passa a oferecer para essas empresas. Não há nada garantido, mas tanto eu quanto o secretário (de Transporte e Trânsito) Rodrigo Metelo estamos mantendo contato com algumas empresas e há a possibilidade de termos novas linhas e voos. Nós estamos fazendo a nossa parte, porém depende deles, concluiu. [...]
×
×
  • Create New...