Jump to content

naia

Usuários
  • Content Count

    609
  • Joined

  • Last visited

About naia

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São Paulo/SP/Brasil
  • Data de Nascimento
    15/03/1995

Profile Information

  • Location
    Londrina - São Paulo - Varginha

Recent Profile Visitors

998 profile views
  1. A demanda corporativa fatalmente é maior nas imediações do aeroporto Catarina, embora as similaridade com SJK sejam inevitáveis ao meu ver.
  2. Do aeroporto Catarina até Sorocaba são apenas 30 km. Comercialmente, poderia ser uma alternativa para região de influência de Sorocaba que possui 2/2.5 milhões de pessoas por baixo (incluindo Itapetininga, Tatuí etc), ou mais de 1 milhao considerando apenas arranjo populacional e ligação de alta intensidade de Sorocaba, Itu etc. Seria mais uma alternativa em relação à VCP e CGH/GRU. O aeroporto também está praticamente na zona oeste da RMSP. Teria demanda para SDU, CNF, BSB, CWB, eventualmente FLN e POA. Com quase 2,5 km de pista é o suficiente para operar com ATR, Embs e, eventualment
  3. UBA terá seu segundo voo diário para CNF. Até o final do ano, o aeroporto ganhará um voo para VCP - além de operações sazonais para BPS e MCZ. Todos voos pela Azul. ATR e Emb.
  4. Concordo com sua análise. BSB também não iria tomar alguns voos que hoje conectam em CGB que possui grande importância na malha da Azul na região. Seguramente teria voo de BSB para PVH, RBR, MAO, BEL, PMW na região NO, além das capitais do NE + BPS, IOS - mas ficaria a cargo de CNF continuar a conectar parte do interior do NE (sobretudo BA) além de REC, é claro, para interior de AL, PE, PB, RN etc. Para CO desde BSB, imagino GYN, CGB e CGR. Ainda neste cenário hipotético, CGB continuaria a fazer ligação entre os muitos destinos no interior do MT, RO, além de reforço para PVH e eventu
  5. Eu sou apaixonado pelo 757. Acho lindíssimo. Uma grande aeronave que cumpre muito bem seu papel. O loooongo 757-3 achei apertado; ainda que seja alto e estava na 37 E com um peso pesado ao lado do corredor. A sorte que o voo foi um ATL-MCO de 1 hora. No retorno voando no corredor, achei bárbaro, voo também estava vazio. Já com 757-2 sempre ótimos voos. American algumas vezes (um deles na first DFW-MIA) e na finada Varig, um GRU-EZE-GRU em 2005, com excelente serviço de bordo e inesquecível aterrisagem em SP que foi de uma leveza impressionante. Espero um dia voar na na busines
  6. Os mais de 120 Boeing 757-200 e 300 da Delta possuem mais quanto tempo de vida? O suficiente para esperar o NMA? Como custou caro não ter um substituto do 757 e mesmo do 767-200 ER para construtora americana. Impressionante a quantidade de Airbus A321 incluindo as encomendas de LR e XLR pelas vias americanas.
  7. Comparar com LDB/MGF não faz sentido para mim também. Isto não quer dizer que não exista demanda na cidade, pois quem conhece a cidade, a região, olha os números, sabe do potencial da cidade. Uberaba tem cerca de 350 mil hab. Existem poucas cidades em volta dela. A maior que tem bastante ligação, é Araxá, com cerca de 105 mil hab distante 100 km. Mesmo assim, um voo matutino para SP com retorno à noite seria um sucesso. Seja em GRU e ainda maior em CGH. Caso Ponta Grossa que possui o mesmo tamanho de Uberaba, distante também 110 km de um aeroporto com mais opções de voo (CWB), tives
  8. Há algum tempo atrás a O/D em VCP não era algo como 30-40%? Também acho que, caso vier acontecer o que conversamos hipotéticamente aqui, Azul não largará VCP como foi anunciado pelo colega não. Fatalmente a importância poderá diminuir em detrimento de CGH e GRU, no entanto, não acredito que da forma que ele citou - e você, Cassio, escreveu os motivos pelos quais acredito que isso não ocorreria dessa forma.
  9. Concordo que faça sentido pensar em VCP como aeroporto Hub and Spoke - focando mais no regional, e com algumas ligações internacionais de maior demanda pontuais e as já estabelecidas como FLL/MCO/LIS/EZE por ex, e OPO/JFK entrando na alta somente. GRU ficaria com maior número de voos internacionais e ligações para outros hubs e destinos com maior demanda. BSB e CNF acredito que dê para operarem simultaneamente, com maior foco em NE via CNF e BSB para CO e NO. De qualquer forma, contamos nos dedos as companhias operando em mais de 1 aeroporto dentro de uma megalópole.
  10. Pessoal do aeroporto de Viracopos deve ficar doente com a possibilidade de compra da Latam Brasil pela Azul e a transferência de muitos voos para GRU.
  11. Sim, não passa de 600k ano. Uberaba está muito próxima de Uberlândia e Ribeirão Preto, cidades com mais opções e voos. A maior ligação de Uberaba é com SP, são quase 500 km, apesar da rodovia em excelente estado da capital do zebu até SP. Acho que em épocas de vacas gordas, poderia sustentar um 737 da Gol para GRU, como CAC, DOU e IZA.
  12. Precisaria surgir uma cia como a Total com ATR para operar dntro de MG desde a PLU. É altamente inviável este cenário. Imagino que os seguintes destinos teriam maior demanda: IPN, MOC, UDI, GVR, UBA, POJ, VAG e AAX. TFL se tivesse estrutura também teria. JF no centro da cidade teria, IZA complica. DTI, PTU, JDR e Pouso Alegre acredito que só iria rodar hipotéticamente com menos frequências, e no caso de PTU, com escala em POJ e, Pouso Alegre, via VAG, por ex. No entanto, sabemos da dificuldade dessas operações e suas viabilidades. Totalmente no campo da imaginação, uma operaçã
  13. Olímpia no máximo poderia atrapalhar Rio Preto.
  14. https://www.anna.aero/2021/06/23/milan-bergamos-ready-for-america/ Bergamo quer voos para América.
  15. Com certeza. O uso político da TAP, as consequências, e o dinheiro que estão despejando, está passando de todos limites. Alitalia deixei de acompanhar. Tap, observo com vergonha. Torço que a SAA consiga sair do fundo do poço.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade